Feira agroecológica da SDR tem produtos sem agrotóxicos

Ascom SDR

Os teresinenses que passam pela praça Rio Branco tem a opção de comprar  hortaliças, verduras e legumes que são produzidos sem agrotóxicos pelos pequenos horticultores de diversas comunidades rurais. A cada 15 dias e sempre às sextas-feiras pela manhã é realizada a feira agroecológica com o apoio e a supervisão da Superintendência de Desenvolvimento Rural de Teresina (SDR).

Quem fez a opção por produtos saudáveis é o contador Antonio Marcos. Ele faz compras na feira da praça Rio Branco e também na feira realizada na UFPI. “Percebo que as verduras e legumes por serem frescos tem sabor mais acentuado, tem mais durabilidade e estou contribuindo com a saúde da minha família porque os produtos são cultivados sem agrotóxicos”, diz.

A estudante de nutrição Saira Alves  da Silva estava na feira para desenvolver trabalho acadêmico que pode contribuir com melhor aproveitamento principalmente de frutas com a produção de doces. “É um estudo que se for executado pode incentivar a produção de novos produtos”, diz.

O horticultor Francisco Alves da Costa, da localidade Serra do Gavião, além de frutas e legumes vende doces de frutas. “É uma produção com as frutas da época e também fazemos cajuína”, diz.

Projeto vai aumentar produção

Serão beneficiadas 1.396 famílias de horticultores com o projeto de Apoio ao Desenvolvimento da Agricultura Agroecológica e Produção Orgânica de Hortaliças. Nesse sentido dia 29 de março passado foi assinado convênio entre a Fundação Banco do Brasil (FBB) e a Prefeitura de Teresina por meio da Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR). O valor é de R$ 2.301.659,87, sendo R$ 2 milhões da FBB e R$ 331.659,87 de contrapartida do município.

Por meio desse projeto os horticultores de Teresina receberão benefícios com obras de estruturação, aquisição de equipamentos e cursos de capacitação para facilitar e expandir a produção.

Feira Agroecológica acontece nesta sexta-feira (12) na Praça Rio Branco

Hortaliças, verduras, legumes e frutas sem agrotóxicos estarão à venda nesta sexta-feira (12) na Praça Rio Branco, durante a Feira Agroecológica. A comercialização dos produtos, sob a coordenação da Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR), terá início às 7h seguindo até 13h.

De acordo com Carlota Rosal, engenheira agrônoma da SDR, a feira tem o objetivo de vender alimentos saudáveis de alta qualidade e já se consolidou, pois a cada dia aparecem mais consumidores interessados em adquirir produtos agroecológicos.

“Há dois anos, a feira proporciona um bom mercado para os agricultores, pois é um espaço com grande circulação de pessoas, bem no Centro de Teresina. Outra vantagem é a oferta aos consumidores de produtos saudáveis, que oferecem inúmeros benefícios para a saúde”, destaca a engenheira acescentando que também são colocados à venda mel e lanches veganos.

Os produtos comercializados são cultivados em hortas e campos agrícolas das comunidades da Serra do Gavião, Ave Verde, Vale da Esperança, Alegria e Soinho. Todos eles são mantidos pela Prefeitura de Teresina através da SDR.

A feira é realizada todas as sextas-feiras em dois locais alternados: uma sexta-feira na Praça Rio Branco, no Centro; e a sexta seguinte na Universidade Federal do Piauí (UFPI), no espaço Rosa dos Ventos, próximo a Biblioteca Central.

PMT e Banco do Brasil firmam parceria para melhorar produção de hortaliças

Rômulo Piauilino

Horticultores de Teresina receberão benefício para produzir com melhor qualidade. Foi lançado nesta sexta-feira (29), no Salão Nobre da Prefeitura de Teresina, o projeto de Apoio ao Desenvolvimento da Agricultura Agroecológica e Produção Orgânica de Hortaliças, da Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR), em parceria com a Fundação Banco do Brasil (FBB), que atenderá 1.396 famílias de horticultores através de obras de estruturação e aquisição de equipamentos para facilitar e expandir a produção.

“Estamos estabelecendo uma parceria com a Fundação Banco do Brasil que busca fortalecer a agricultura familiar e agricultura orgânica na zona rural de Teresina. Sabemos que a zona rural é grande, tem um potencial agrícola enorme, e essa parceria vai servir para que possamos qualificar e expandir os nossos campos agrícolas”, destacou o prefeito Firmino Filho.

Para a superintendente de Desenvolvimento Rural, Maria Vilani da Silva, essa parceria com o Banco do Brasil irá alavancar a agroecologia no município, beneficiando todas as comunidades rurais. “Vamos construir unidades de sanitização, galpão nas unidades de compostagem, comprar equipamentos, insumos, sementes, adubo orgânico. Vamos adquirir também caminhão, caçamba, trator, compostador, usina de processamento de coco verde, e com certeza, tudo isso irá impulsionar a nossa produção”, explicou.

As hortas agroecológicas de Teresina se destacam por produzir hortaliças sem o uso de agrotóxicos. Esse tipo de cultivo campesino é de grande importância para a sociedade, uma vez que possui como característica comum a sustentabilidade, produzindo assim hortaliças limpas, qualidade de vida, bem como geração de emprego e renda através de parcerias.

A representante dos produtores agrícolas da Serra do Gavião, Antônia Soares, destacou a importância do projeto para os horticultores. “É das vendas nas feiras da Rio Branco e da Universidade Federal, toda sexta-feira, que tiramos nosso dinheiro. E esse projeto para nós é uma coisa maravilhosa, porque vai facilitar muita coisa para a gente no campo. Vamos conseguir melhorar nossa produção de produtos saudáveis”, afirmou.

Segundo Asclepius Soares, presidente da FBB, é uma alegria firmar parceria com a Prefeitura de Teresina para desenvolver projetos na agroecologia. “Houve um casamento perfeito, porque é aquilo que fazemos na Fundação, mas também encontramos aqui na Prefeitura um poder público com esse interesse de promover a agroecologia, e de trabalhar com educação ambiental”, ressaltou.

O projeto será executado com recursos do convênio de cooperação financeira entre a Fundação Banco do Brasil e a Prefeitura de Teresina no valor de R$ 2.301.659,87, sendo R$ 2 milhões da FBB e R$ 331.659,87 de contrapartida do município.

Projeto de apoio ao Desenvolvimento da Agricultura Agroecológica será lançado sexta (29)

Teresina terá um novo projeto de Apoio ao Desenvolvimento da Agricultura Agroecológica e Produção Orgânica de Hortaliças. O lançamento desse projeto acontece nesta sexta-feira, 29, às 11h, no salão nobre da Prefeitura de Teresina, com a presença de horticultores beneficiados e representantes da Fundação Banco do Brasil (FBB), que é parceira no projeto.

Com esse projeto serão atendidas 1.396 famílias de horticultores e a execução é pela Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR) da Prefeitura de Teresina.

Serão executadas obras de estruturação e aquisição de equipamentos para facilitar e expandir a produção. “Teremos um ganho qualitativo para aumentar a produção, produzir hortaliças com melhor qualidade e beneficiar as famílias de horticultores”, diz Maria Vilani da Silva, superintendente da SDR.

O projeto será executado com recursos do convênio de cooperação financeira entre a Fundação Banco do Brasil e a Prefeitura de Teresina  no valor de R$ 2.301.659,87, sendo R$ 2 milhões da FBB e R$ 331.659,87 de contrapartida da PMT.

Faz parte do projeto a construção de galpão na unidade de compostagem, construção e montagem de unidades para sanitização e higienização de hortaliças e estruturação das feiras livres.

Também terá aquisição de equipamentos (trator agrícola, caçambas, caminhão, triciclos com baú isotérmico, compostador orgânico) e usina de processamento de coco verde, aquisição de sementes de hortaliças, aquisição de materiais de higiene, limpeza e embalagens, aquisição de adubo orgânico e a realização de cursos na área de higienização e sanitização, de agroecologia e produção orgânica.

Prefeito assina ordem de serviço para obra de asfalto no Taboca do Pau Ferrado

Levar mais mobilidade para a zona rural da cidade. Foi com essa proposta que o prefeito de Teresina, Firmino Filho, assinou na manhã deste sábado a Ordem de Serviço da obra de Asfalto no Povoado Taboca do Pau Ferrado/Lagoinha. A solenidade aconteceu no Centro Comunitário Lagoinha, na Estaca Zero, e contou com a presença do senador Ciro Nogueira, que destinou emenda ao Orçamento Geral da União para essa obra de asfaltamento.

Com investimento de R$ 1.608.741,21, serão asfaltados 4.54 quilômetros de estrada, ligando o Povoado Taboca do Pau Ferrado até Lagoinha, no entroncamento da BR 343. De acordo com o prefeito Firmino Filho, a obra deverá beneficiar cerca de três mil pessoas que residem na Taboca do Pau Ferrado e adjacências.

“Essa obra vai garantir uma maior mobilidade para os moradores da região. Aqui na Lagoinha já tivemos alguns avanços com serviços importantes para a comunidade, mas tínhamos esse débito no que diz respeito à estrada. Anos atrás conseguimos recursos que não puderam ser aplicados na zona rural. Nos últimos dois anos tivemos que nos adequar à crise econômica, fazer um ajuste fiscal, de forma que a Prefeitura só conseguiu investir com recursos externos. Esse ano teremos a chance de fazer investimentos com recursos próprios. E hoje estamos aqui para resgatar a nossa dívida com a comunidade da Lagoinha e assinamos a ordem de serviço para a obra de asfaltamento da estrada. E conclamos também a população para que seja uma fiscal dessa tão importante obra”, disse Firmino Filho.

Para a presidente da Associação de Moradores da Lagoinha, Dona Mariola, a estrada representa um sonho antigo da comunidade. “Ficamos muito felizes que agora essa obra irá sair do papel. Era um sonho antigo da comunidade e que agora será concretizado, mais um benefício para o nosso povo”, comemorou, acrescentando que a Prefeitura de Teresina já garantiu também fazer um levantamento para estudar o projeto de uma creche para a localidade.

Segundo a superintendente de Desenvolvimento Rural, Maria Vilani Silva, o prefeito sempre demonstrou preocupação com as estradas da zona rural da cidade. “Essa é mais uma obra da zona rural que iremos nos esforçar para que seja entregue em tempo hábil para a população. A obra já inicia na segunda-feira, como previsão de 180 dias dados pela Construtora para sua conclusão. Iremos supervisionar os serviços para garantir a entrega da estrada, o que representará mais mobilidade para os moradores, além de qualidade de vida”, destacou.

 

Prefeitura entregará estrada ligando Povoado Taboca do Pau Ferrado a Lagoinha

Os três mil habitantes do Povoado Taboca do Pau Ferrado agora terão mais facilidade de acesso a outras comunidades da região. No sábado (16), será assinada a Ordem de Serviço da obra de Asfalto no Povoado Taboca do Pau Ferrado/Lagoinha, zona rural de Teresina, no Centro Comunitário Lagoinha, na Estaca Zero.

A solenidade acontece às 10 horas e contará com a presença do prefeito Firmino Filho e lideranças comunitárias, além do Senador Ciro Nogueira, que destinou emenda ao Orçamento Geral da União para a obra de asfaltamento.

Com investimento de R$ 1.608.741,21, serão asfaltados 4.54 quilômetros de estrada, ligando o Povoado Taboca do Pau Ferrado até Lagoinha, no entroncamento da BR 343. “É uma estrada com grande fluxo de ônibus escolares e coletivos, que aproxima duas regiões importantes”, disse Francisco Duarte, Superintendente Executivo da SDR.

O Superintendente afirmou ainda que a SDR está sempre buscando trazer melhorias para a zona rural de Teresina. Em 2013, foram asfaltados um total de sete quilômetros de estrada, interligando as comunidades de Todos os Santos, PSH Tabocas, Parque Bom Futuro e São Joaquim.