Prefeitura implanta 20 academias populares em bairros da zona Sul

Ascom SDU Sul

A Prefeitura de Teresina deu início a implantação de 20 academias populares em bairros da zona Sul. Locais como a Praça Zezinho Holanda, bairro Cristo Rei, já tiveram os equipamentos instalados. O investimento é superior a R$ 1,1 milhão, recursos do Orçamento Popular de Teresina e de emendas parlamentares.

Segundo o superintendente Executivo da SDU Sul, Paulo Roberto, outras 20 já estão sendo licitadas. “Esse é, sem dúvida, um dos equipamentos mais solicitados pelos moradores. E ficamos muito contentes em poder atender essa solicitação. Representa mais saúde a todos”, disse.

As academias são instaladas sempre em pontos de fácil acesso aos moradores do bairro, normalmente próximo a praças, quadras ou áreas verdes. Junto com os equipamentos, também é instalado uma placa explicando o funcionamento e a utilidade de cada dos aparelhos.

Também receberão o benefício locais como a Vila Caic, o Teresina Sul, Portal da Alegria, a Vila São Francisco, o Angelim e outros.

Técnicos da Prefeitura fazem avaliação de casas do Parque Rodoviário

Todas as residências do Parque Rodoviário que foram diretamente atingidas pelas águas na semana passada, durante a enxurrada que aconteceu na comunidade, estão sendo avaliadas por uma equipe da Prefeitura de Teresina.

Esse trabalho vem acontecendo desde o início do atendimento, com a retirada imediata das famílias das casas que ofereciam algum tipo de risco. Mas somente agora está sendo possível fazer uma análise mais minuciosa da estrutura de cada uma dessas residências. Foram 109 famílias assistidas pelas equipes e, destas, 64 foram inseridas em algum projeto de apoio da Prefeitura. “Feita a limpeza inicial e retirada a maior parte do entulho, um engenheiro da SDU Sul está vistoriando cada um desses locais. O objetivo é verificar a situação de cada uma e se apresentam algum risco às famílias ou não”, lembrou o superintendente da SDU Sul, Paulo Lopes.

A ação teve início na manhã desta segunda-feira (8) e continua até que todas sejam avaliadas. Até o momento 21 unidades foram vistoriadas e apenas duas delas foram realmente condenadas. A atividade está sendo acompanhada diretamente por representantes da Semcaspi.

O superintendente informou ainda que as equipes de limpeza da SDU Sul continuam no local trabalhando em todas as ruas do Parque, como também auxiliando os moradores dentro das residências. “Esse é um trabalho que também não será interrompido. Vamos permanecer até que tudo seja normalizado”, garantiu.

Ao mesmo tempo, a Prefeitura de Teresina, através da SDU Sul, está realizando intervenções no local, recuperando parte da galeria danificada com a força da água. Na Avenida Celso Pinheiro, também conhecida como Estrada da Alegria, a Superintendência também tem equipes trabalhando para recuperar todos os danos.

 

Alça da ponte Wall Ferraz é interditada para recuperação

Ascom SDU Sul

Em virtude do aumento das águas do Rio Poti, decorrência das fortes chuvas nos últimos dias na capital, a alça da Ponte Wall Ferraz foi interditada pela Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste (SDU Leste), que faz uma nova avaliação do local para dar início aos reparos necessários.

O órgão municipal está agindo por meio dos profissionais técnicos da Gerência de Obras e Serviços, em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH).

De acordo com o superintendente executivo da SDU Leste, engenheiro Ângelo Cavalcante, o trecho interditado já está recebendo o preenchimento superficial de asfalto pela SEMDUH. “Os serviços que estão sendo executados pela SEMDUH tem o intuito de evitar com que as águas infiltrem no local e piorem a situação. Paralelo a isso, manteremos a parte isolada por segurança”, explicou.

Posteriormente, quando as águas do rio baixarem, a SDU Leste fará uma intervenção, recuperando o local fissurado, que sofreu erosão, para fazer uma recuperação na base do aterro. “Pelo que analisamos, a estrutura da ponte não apresenta risco. Entretanto, estamos monitorando periodicamente. Após esse período de atuação da SEMDUH executaremos os serviços de recuperação da base para resolver o problema de forma definitiva”, completou.

Prefeitura interdita trecho da avenida Gil Martins

A Prefeitura de Teresina interditou desde às 10h desta sexta-feira, 5, parte da avenida Gil Martins, zona Sul, próximo ao Parque Rodoviário. A interdição é do trecho da alça da ponte Anselmo Dias no sentido do Conjunto Bela Vista.

A interdição é para fazer reparo em pequeno trecho da avenida próximo ao Parque Rodoviário, que teve trecho afetado por contas das fortes chuvas dos últimos dias e da água que passou pela via na noite desta quinta-feira, 4.

A SDU Sul já mobilizou máquinas e equipamentos para iniciar os reparos. “A via será liberada logo após a conclusão da obra. Pedimos às pessoas que não utilizem a estrada da Alegria, na altura do Parque Rodoviário”, informa Paulo Roberto, superintendente executivo da SDU Sul.

Coronel John Feitosa, da Assistência Militar da Prefeitura, informa que é uma obra para evitar mais dificuldades aos motoristas.

SDU Sul realiza limpeza de 16 galerias para evitar entupimento

 

Cerca de 16 galerias estão recebendo atenção especial da Superintendência de Desenvolvimento Sul (SDU Sul) nesse período chuvoso. O trabalho de limpeza foi iniciado antes do início das chuvas para garantir o escoamento das águas e evitar pontos de alagamento. Em alguns casos, as equipes precisam voltar em menos de uma semana para retirar o lixo deixado pelos moradores.

“É comum encontrar até colchões e móveis velhos dentro das galerias”, informa o superintendente da SDU Sul, Paulo Lopes, destacando a importância da colaboração de todos para manter a limpeza da cidade

Ele ressalta ainda que o lixo jogado nas ruas e em terrenos baldios também representam um grande problema. “Isso porque as águas arrastam facilmente esse lixo para dentro das galerias. E galeria entupida significa alagamento em muitos pontos”, alerta.

Por conta disso, as equipes de limpeza da Superintendência intensificaram os trabalhos nos últimos dias. Diariamente, o superintendente e técnicos da gerência de obras da SDU também verificam os pontos mais críticos da região para observar a situação e tomar as providências necessárias.

“Vale ressaltar que várias intervenções foram realizadas também de forma preventiva. Recuperamos tampas de galerias e bueiros e calçamentos danificados, entre outras ações”, informou Paulo Lopes.

Prefeitura está investindo mais de R$ 700 mil em pavimentação na zona Sul

A zona Sul da cidade está recebendo da Prefeitura de Teresina um investimento superior a R$ 700 mil, através do Orçamento Popular e de Emendas Parlamentares. Entre os bairros beneficiados estão o Santo Antônio, com as ruas Maria Eremita, Barradas, Inácio Costa e Maria Gorete; a Vila Irmã Dulce, que está recebendo pavimentação nas ruas Nódulo, Auricular, Rua Lesoto, Dourado, Plataforma, Rua Peixe e Rua Padre Cícero; além de locais como Parque Jacinta, Vila Tiradentes e outros.

“São ruas de extrema importância para todos os moradores destes bairros e vilas e que, certamente, vão fazer muita diferença na mobilidade urbana de toda região”, lembrou o superintendente da SDU Sul, Paulo Lopes.

Algumas dessas obras de pavimentação em paralelepípedo já foram concluídas e outras estão em pleno andamento, seguindo os prazos determinados no contrato.

Prefeitura intensifica reparos em locais afetados pelas chuvas

A chuva desta segunda-feira (1º) foi uma das mais intensas registradas nos últimos meses em Teresina, chegando a 90 milímetros em alguns pontos da capital. A Prefeitura de Teresina intensifica os reparos, principalmente, nas zonas Leste e Sul, onde os prejuízos foram maiores.

No bairro Promorar ruas ficaram alagadas e um veículo chegou a ser arrastado. As equipes da SDU Sul estão trabalhando em canais onde há algum tipo de material que possa impedir a passagem de água e fazendo manutenção em galerias. “Estamos trabalhando também com máquinas recuperando algumas vias onde não tem pavimentação e que provocam erosão nesse período, com mais atenção nesses locais de alagamentos”, comenta o superintendente da SDU Sul, Paulo Lopes.

A Prefeitura de Teresina trabalha através do Plano Diretor de Drenagem meios para conseguir recursos com o objetivo de duplicar a capacidade de vasão da galeria no canteiro central do Promorar, que foi construída na época da implantação do conjunto, na década de 1980.

No fim do ano passado, a Prefeitura fez obras de prevenção e reparo em locais para desobstruir as chamadas bocas de lobo, que tem a função de receber as águas pluviais que correm pelas sarjetas e direcioná-las à rede coletora. “Pedimos ainda que a população não jogue lixo nesses locais e deixam as bocas livres porque elas são importantes nesse período”, afirma Paulo Lopes.

Além do Promorar, na região do Vamos ver o Sol, equipes de galerias intensificaram a limpeza com uma máquina para desobstruir os canais e melhorar o escoamento da água. “Além disso, no bairro São Pedro também estamos monitorando o problema na avenida Barão de Gurgueia, rua Gilbués e Pedro II, onde temos um projeto de uma galeria que custará cerca de 83 milhões de reais”, comenta o superintendente.

Já na zona Leste, equipes da operação tapa buracos trabalham com reparos emergenciais em alguns pontos, principalmente, na rua Orquídeas com Senador Arêa Leão, onde foi registrada uma erosão.

Medidas preventivas reduzem impacto das chuvas na zona Sul

Diante das fortes chuvas registradas em Teresina nesta quinta-feira (21), nas primeiras horas desta sexta-feira as equipes da SDU Sul já estavam atuando nos pontos considerados mais críticos da região. O próprio superintendente Paulo Lopes esteve em vários destes locais na manhã de hoje.

Segundo lembra, a principal constatação foi que ações realizadas preventivamente, antes do início do período de chuvas, foram muito importantes. Na Avenida Ulisses Guimarães,no bairro Promorar, por exemplo, que recebeu um grande volume de águas, está praticamente tudo tranquilo. “Logo no início de ano realizamos vários serviços nesta avenida, como limpeza da galeria e das ruas, recuperação de bocas de lobos e sarjetas, entre outras coisas”, lembrou Paulo Lopes.

O superintendente destacou ainda que neste mesmo sentido é fundamental a conscientização dos moradores para que não joguem lixo nas ruas e em terrenos baldios. “Todo esse material acaba sendo arrastado para dentro das galerias. Se cada morador separar seu lixo e colocar na porta somente um pouco antes do caminhão da coleta passar será tudo mais tranquilo”, ressaltou.

Entre os bairros visitados por Paulo Lopes na manhã de hoje também estiveram o Portal da Alegria e o Torquato Neto. “Sabemos que são áreas complicadas, mas ficamos contentes ao ver que muitas ruas que sofreram intervenções resistiram a força das águas”, disse.

A licitação para a construção da galeria da região está em pleno andamento e deve ser concluída em breve. “Provavelmente esse processo deve ser encerrado em abril e as obras devem iniciar no mês de maio, quando encerrar o período de chuvas”, afirmou.

As equipes de limpeza e varrição também estiveram em vários pontos da região.

Prefeitura dará o nome de Padre Florêncio para avenida conhecida com Via Sul

A Prefeitura de Teresina prestará uma bela homenagem a um dos professores mais importantes e queridos da cidade, o Padre Florêncio Lechhi, dando o seu nome ao prolongamento da Avenida Marechal, hoje chamada de Via Sul, ou Marginal Poti Sul.

A obra é, sem dúvida, uma das mais importantes construções de mobilidade urbana realiza atualmente pela Prefeitura. A via fará a ligação da Avenida Marechal Castelo com vários bairros da zona Sul da capital.

A primeira fase, que vai da rotatória do Cefapi (Centro de Formação da Polícia Militar) até a Ponte Wall Ferraz, deve ficar pronta já no próximo mês de abril. De acordo com o superintendente da SDU Sul, Paulo Lopes, a pavimentação está concluída, restando apenas concluir parte das calçadas, sinalização e iluminação.

São três pistas de rolamento de cada lado, um canteiro central de seis metros de largura, uma calçada do lado da floresta fóssil também de seis metros e outra de três metros do lado das residências. O investimento nesta primeira fase é de aproximadamente R$ 8 milhões, recursos do Ministério das Cidades, liberados através da Caixa.

Ainda segundo o superintendente, a segunda fase da obra já foi licitada e teve os trabalhos iniciados. Essa etapa inicia na Ponte Wall Ferraz e segue até a Ponte Ancelmo Dias. Para concluir essa etapa serão investidos mais R$ 30 milhões, desta vez com recursos liberados através de um empréstimo junto ao CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina.

Nas etapas seguintes, a Avenida Padre Florêncio Lechhi continua depois da Ponte Ancelmo Dias, passando pela Avenida Celso Pinheiro, até bairros como Parque Sul e Vamos Ver Sol, totalizando um investimento de mais de R$ 68 milhões.

Quem foi Padre Florêncio

Padre Florêncio Lecchi nasceu em Bérgamo (Itália) e em Teresina foi professor de Química no Colégio Diocesano até o fim da vida. É considerado o mentor espiritual de várias gerações de alunos. Sua história foi registrada no livro “Pe. Florêncio Lecchi: a saga de um jesuíta”, biografia escrita por dois ex-alunos do Diocesano, Gustavo Fortes Said, doutor em Ciência da Comunicação, e Fernando Macêdo Leal, doutor em Oftalmologia. A obra começa pela infância e juventude na Itália, onde ingressou na Companhia de Jesus, até os últimos momentos em Teresina (PI), onde faleceu em 30 de agosto de 2014, aos 86 anos.