Urgências e emergências fazem plantão no feriado de carnaval

As urgências e emergências dos hospitais públicos municipais de Teresina funcionarão normalmente no feriado de carnaval, mas os serviços não essenciais funcionam até esta sexta-feira (21) e voltam normalmente na quinta-feira (27).

O Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), por serem serviços de urgência e emergência, estarão em funcionamento normal no feriado. Já as maternidades da rede municipal funcionarão normalmente para internações.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) funciona normalmente com médicos reguladores, operadores de rádio e telefonistas auxiliares de regulação médica durante todo o feriado. A equipe do Centro de Zoonoses estará de plantão para recolhimentos de cães, gatos e atendimentos clínicos, bem como para administração de vacinas como a da raiva.

Por conta do feriado, as Unidades Básicas de Saúde (UBS), salas de vacina e a parte ambulatorial dos hospitais (marcação de consultas e exames) só voltam a funcionar na quinta-feira (27).

O Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo, por fazer parte da rede de atendimentos ambulatoriais, só funciona até esta sexta (21) e volta a atender normalmente no dia 27 de fevereiro. A área administrativa da Fundação Municipal de Saúde (FMS) funciona até esta sexta (21) e volta com expediente normal na quinta-feira, 27.

 

Dentista inova e implanta serviço odontológico para bebês na UBS Vila do Avião

A odontóloga Melissa Vale, da Equipe de Saúde da Família 023, da Unidade Básica de Saúde Vila do Avião, realiza trabalho inovador com os bebês atendidos no local. O trabalho tem como objetivo manter uma boa saúde bucal nos pequenos. Embora a maioria dos bebês não tenha dentes até os seis meses de idade, o cuidado dental infantil é importante desde o início da vida. Diversos cientistas recomendam uma visita inicial antes do primeiro aniversário da criança, para garantir que os dentes e a gengivas estejam cuidados e limpos de forma correta.

“Quando ainda era estudante de Odontologia, há 17 anos, existia um projeto chamado PPGB (Programa Preventivo para Gestantes e Bebês). Aqui na Vila do Avião pudemos perceber que estava aparecendo muitas crianças com cárie, então resolvi começar o projeto”, afirma Melissa. A dentista explica ainda que aproveita as crianças que vão para atendimento com a enfermeira nas quartas-feiras no turno da manhã.

Antes de começar o atendimento com os bebês, a odontóloga realiza trabalho de educação em saúde bucal com as mães e responsáveis. “Faço uma palestra na própria recepção da unidade e ensino como fazer a higiene bucal de acordo com a idade. As crianças que necessitam de atendimento já ficam com o retorno marcado e as crianças que não têm problema ficam marcadas para um retorno com três meses. Durante o retorno as crianças são reavaliadas e terão novamente o retorno marcado. A intenção é acompanhar crianças de zero a cinco anos”.

 

 

FMS divulga fluxo de atendimento para possível combate ao Coronavírus

Ascom/FMS

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina divulgou, recentemente, o fluxo de atendimento a ser seguido nos estabelecimentos de saúde diante de possíveis casos suspeitos de Coronavírus, família de vírus que causa infecções respiratórias e que se alastrou na China. Nessas situações, a equipe de saúde notificará a FMS, observando o quadro clínico e o roteiro de viagem do paciente nos últimos 14 dias.

O fluxo de atendimento elaborado pela FMS leva em consideração as normas do Ministério da Saúde. Assim, o paciente com suspeita dessa infecção ficará em local isolado e deverá utilizar máscara de proteção. Na assistência, o estabelecimento de saúde colherá amostra de secreção respiratória, para realização de exames. Se o caso for grave ou o paciente precisar de internação, o Hospital de referência é o Natan Portela.

No Piauí, não há nenhum caso suspeito do novo Coronavírus. “Estamos discutindo ações que esperamos que não se efetivem, mas sabemos que existe uma possibilidade de haver casos e temos que estar preparados. Na FMS, a nossa equipe elaborou notas técnicas de apoio aos profissionais, plano de contingência e está organizando capacitações para um possível enfrentamento ao vírus”, explica o presidente da FMS, Charles Silveira.

A diretora de vigilância em saúde da FMS, Amariles Borba, explica que ainda não há vacina ou medicamento específico para combater o Coronavírus, mas há medidas de suporte que devem ser implementadas. “No atendimento, deve-se levar em consideração, por exemplo, os demais diagnósticos diferenciais pertinentes e o adequado manejo clínico. Antes de considerar caso suspeito, é preciso que a equipe de saúde descarte primeiro doenças respiratórias comuns”.

Médico infectologista alerta para sintomas e prevenção

De acordo com o médico infectologista da FMS, Kelsen Eulálio, essa nova doença e os seus sintomas ainda são alvo de estudo pelos pesquisadores. “Mas os dados mais atuais apontam que os sintomas envolvem, principalmente, problemas respiratórios. A pessoa pode apresentar tosse, febre, dificuldade de respirar. É preciso que a população fique atenta para os sinais, principalmente se esteve na China ou tiver tido contato com alguém que veio desse país”.

O médico infectologista alerta a população sobre as medidas de prevenção, que incluem higienizar mãos com água e sabão ou com álcool em gel; cobrir nariz e boca ao tossir ou espirrar; não tocar nos olhos, nariz e boca com mãos sujas; manter cartão de vacina atualizado; e fazer limpeza e desinfecção de superfícies. “Já no ambiente hospitalar, se tiver algum caso suspeito, a equipe deve usar todos os equipamentos de proteção individual”, elenca.

Ambulatório que trata doença de Parkinson realiza 700 atendimentos em Teresina

Ascom/FMS

O ambulatório de Doença de Parkinson e outros Distúrbios de Movimentos, administrado pela Fundação Municipal de Saúde (FMS), completou um ano de existência e atingiu a marca de cerca de 700 atendimentos à população de Teresina. O número compreende consultas a pacientes acometidos de doenças neurológicas que se manifestam com movimentos anormais do corpo.

Nesta sexta-feira (14), para celebrar a data, profissionais de saúde realizaram evento aberto ao público no Parque da Cidadania. Houve palestras e atividades desenvolvidas por neurologistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos e terapeutas ocupacionais, além de musicoterapia em parceria com o Clube da Longevidade, lanches, jogos de memória, coral e exposição de arte.

Uma das pessoas que aprovou a iniciativa do evento foi a usuária Alceste Maria Oliveira, de 59 anos de idade, que foi diagnosticada com doença de Parkinson e recebe atendimento no ambulatório da FMS . “A equipe do ambulatório é muito atenciosa. Antes, sentia muitas dores, tinha dificuldade de caminhar e fazer atividades de casa, mas, hoje, com tratamento, estou me sentimento bem melhor, já consigo caminhar e fazer passeios”, afirmou.

A diretora do Clube da Longevidade, Lidiana Alburqueque, parceira do evento, afirmou que a musicoterapia oferecida contribui para a questão cognitiva, além de contribuir com a diversão. “Neste evento, a população pode manusear os instrumentos, trabalhando também a questão motora. Isso ajuda no processo de tratamento dos pacientes com doença de Parkinson e outras doenças, como as neurodegenerativas”, destacou.

Já Emilia Norberta, que coordenou a atividade envolvendo jogos de memória durante o evento, relembrou que estimular o cérebro a pensar traz benefícios para a saúde. “Quando a gente tira o cérebro da zona de conforto, a gente está o exercitando e aumentando as relações entre os neurônios (sinapses). Isso tem benefícios cientificamente comprovados e é possível quando o nosso cérebro aceita diferentes desafios”, informou.

Conheça o trabalho do ambulatório de doença de Parkinson da FMS

Teresina é pioneira na implantação do ambulatório de Doença de Parkinson e Outros Distúrbios de Movimentos no Piauí. “O acesso da população ao ambulatório é através de encaminhamento de especialistas da rede SUS ou das Unidades Básicas de Saúde. É um trabalho completo, que tem contribuído para melhorar a qualidade de vida e sobrevida dos usuários que sofrem com movimentos anormais”, explicou o presidente da FMS, Charles Silveira.

A médica neurologista da FMS, Denise Cury, explica ainda que a doença de Parkinson se caracteriza pela lentidão de movimentos, geralmente em um lado do corpo. “É uma doença comum em idosos, mas também se manifesta em jovens e não tem cura, mas tem medicamentos eficazes para o controle dos sintomas”, afirmou, relembrando a importância de atividades físicas e da manutenção de dieta saudável para evitar doenças em geral.

FMS orienta que o telefone correto para acionar o SAMU é o 192

Para usufruir do atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), nos casos de urgência e emergência, a população deve ligar exclusivamente para o telefone gratuito 192. O alerta é da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina. O órgão detectou que muitas pessoas em situação de urgência estão ligando para solicitar ambulância para o número errado, que é o telefone fixo da secretaria do SAMU, setor responsável por resolver apenas assuntos administrativos.

Segundo a diretora geral Francina Amorim,  a secretaria do SAMU tem atendido, em média, 10 ligações por dia solicitando ambulância.  “As pessoas, que estão em situação de urgência, acabam perdendo tempo, porque os funcionários ainda irão orientá-las a ligar para o telefone 192. Ao ligar para o 192, a pessoa aciona a Central de Regulação e médicos reguladores classificam se é necessário o envio de ambulância básica, avançada ou se fazem orientações médicas”, afirma.

O SAMU é um programa do Governo Federal, administrado pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina, que presta socorro em casos de urgência e emergência clínica, traumática, obstétrica e psiquiátrica. Atualmente, conta com 8 ambulâncias de suporte básico, 03 de suporte avançado e 04 motolâncias, que ficam estrategicamente distribuídas na capital piauiense para facilitar a locomoção.

Dia D da Vacinação contra o sarampo em Teresina será 29/02

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina realizará o Dia D de mobilização da vacinação contra o sarampo no dia 29 de fevereiro. A campanha iniciou dia 10 e segue até 13 de março, com público-alvo de pessoas na faixa etária de cinco a 19 anos.

“O Dia D nacional será este sábado (15), mas o de Teresina será dia 29, pois teremos o Corso e as equipes da FMS estarão focadas em realizar ações de prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), ações de vigilância sanitária e outras ações que o evento exige que sejam feitas”,  explica Amariles Borba, diretora de Vigilância em Saúde da FMS.

Considerando que até janeiro de 2020 a circulação do vírus do sarampo permanece ativa no país e diante da necessidade de proteger a população contra a doença, neste ano estados e municípios realizarão a vacinação contra a doença. “Queremos chamar a todos do público-alvo a se fazerem presentes em nossas salas de vacina e ficarem imunizados antes do período carnavalesco, para que aproveitem as festas com saúde e mais tranquilos”, solicita Amariles.

A realização da vacinação contra o sarampo e a adesão do público-alvo é imprescindível para garantir a devida proteção da população contra a doença e possibilitar a interrupção da circulação do vírus no país, sendo este um passo importante para a recertificação da eliminação da doença do Brasil. A campanha de vacinação contra o sarampo terá uma 2ª etapa em agosto, contemplando o público de 30 a 59 anos.

SAMU e hospitais municipais estão preparados para atendimentos durante o Corso

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Teresina e os hospitais municipais estão preparados para atendimentos durante o Corso, que acontece no próximo sábado (15) na Avenida Raul Lopes. Um centro integrado de atendimento em saúde será montado no estacionamento da Ponte Estaiada com macas, médico, enfermeiro, técnico de enfermagem e ambulância de suporte básico.

“Para paciente mais grave chamaremos uma unidade de suporte avançado mais próxima. O estande está equipado para atender tanto os casos simples, como uma parada cardiorespiratória. Toda a rede hospitalar da capital está preparada para atender os foliões”, afirma Jesus Mousinho, diretora de Assistência Especializada da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

Médicos e equipe extra de enfermagem estarão atuando no Hospital da Primavera como ponto principal de apoio ao Corso, pois é a unidade que fica mais próxima do local da festa. Além disso, também no Hospital da Primavera haverá uma ambulância do SAMU para casos que precisem de deslocamento de pacientes. “Todos os nossos hospitais estão atentos para os atendimentos neste dia de festividades”, diz Jesus Mousinho.

FMS convoca mais estagiários para o projeto Acolher Conte Comigo

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) divulgou nesta sexta-feira (07) a terceira chamada do processo seletivo do projeto Acolher: Conte Comigo para as vagas remanescentes. Os 39 convocados devem comparecer nos dias 12 e 13 de fevereiro à sede FMS, localizada na Rua Governador Artur de Vasconcelos, nº 3015, bairro Aeroporto.

“Eles devem trazer a documentação que está listada junto com o informativo divulgado em anexo à lista de convocados. O atendimento acontecerá na Gerência de Desenvolvimento de Pessoas, das 8h às 12h”, explica Hociomara Lis, gerente de Desenvolvimento de Pessoas da FMS.

O projeto Acolher: Conte Comigo facilita o acesso aos serviços e aumenta a satisfação dos usuários por meio da humanização do atendimento em saúde. O estagiário fará jus a uma bolsa-auxílio de R$ 500,00 e auxílio-transporte. A seleção dos candidatos foi realizada mediante análise do Histórico Escolar com base no Índice de Rendimento Acadêmico – IRA. O contrato terá validade de um ano, a contar da publicação do ato de homologação do resultado no Diário Oficial do Município, e não haverá prorrogação.

Os estudantes aprovados atuarão nos estabelecimentos públicos de saúde, tirando dúvidas em geral dos usuários, compreendendo as suas demandas e prestando informações relevantes sobre saúde, seguindo princípios de humanização do SUS. “Com isso, estarão aptos a aumentar a qualidade da atenção em UBS e UPAS”, explica o presidente da FMS, Charles Silveira. “Antes e após a execução do projeto, haverá processo avaliativo para verificar os impactos das atividades, se estão surtindo efeito perante a sociedade”, finalizou o gestor.

Clique aqui para ver o edital de convocação