Semcaspi promoveu Seminário de Avaliação e Planejamento de ações dos serviços

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) promoveu nesta terça-feira (31), no auditório do Centro de Formação Odilon Nunes, bairro Marquês, zona Norte, o Seminário de Avaliação e Planejamento de ações dos serviços. A iniciativa acontece anualmente e tem como objetivo avaliar ações e dados e também apresentar o plano anual.

Fotos: Ascom Semcaspi

Segundo Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, mesmo com o baixo orçamento a secretaria conseguiu avançar nas políticas de assistência social.

“A avaliação é positiva! Conseguimos avançar embora com as dificuldades financeiras, tivemos o orçamento pequeno para as demandas que temos que trabalhar na política de assistência. Uma demanda que vem crescendo no pós-pandemia em todo país. A gente não conseguiu avançar com os recursos financeiros, tanto do governo estadual como do federal. Neste ano, estamos com a perspectiva de que seja melhor que 2022”, ressalta.

Aline Teixeira, secretária executiva do SUAS, ressalta que a avaliação é relevante para a melhoria dos serviços.

“É muito importante que tenhamos esse momento de olhar os números e as produções para nos avaliar. Esses números são reproduzidos por meio das unidades que executam esses serviços e cabem como nós, enquanto sede, analisar esses números, melhorar e a partir do que for avaliado, pensar o planejamento. É claro que o planejamento está vinculado ao planejamento da Prefeitura, como um todo, então, nem tudo que é o ideal é possível de alcançar, por conta de questões orçamentárias, mas é importante termos a consciência daquilo que é necessário”, pontua.
Eduardo Aguiar, secretário executivo de políticas integradas, comenta sobre a importância da avaliação visando a melhoria das políticas públicas.

“Esse seminário de Avaliação vem, exatamente, para consolidar as estruturas da Semcaspi, os resultados que nós alcançamos em 2022 e para que possamos construir, como um todo, o planejamento de 2023. É importante que tenhamos esses alicerces, para que sempre esteja fortalecendo as políticas públicas”, comenta.

AVANÇOS E DESAFIOS

Lidiane Oliveira, gerente do Gsuas, conta que a avaliação da gestão é para mostrar os avanços e os desafios das políticas públicas de assistência social, desde os atendimentos ao administrativo.

“Gsuas atua na condensação dos dados e direciona para as contratações das políticas e dos indicadores do município. O seminário tem a função de direcionar as ações da secretaria visando o PPA da Prefeitura de Teresina. Neste processo de avaliação, iremos avaliar a secretaria da perspectiva macro, olhando para todas as políticas desde a base, como também as políticas de convivência dentro dos CRAS, atendendo, avaliando e planejando os serviços de alta e média complexidade da Semcaspi e avaliando parte administrativa, que desrespeita aos recursos durante esse ano”, destacou.

Majestades da terceira idade e da pessoa com deficiência passam por pré-seleção

O Carnaval de Teresina é uma festa para todos, por isso a Prefeitura Municipal de Teresina, através de uma parceria entre a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, a  Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) e a Secretaria Municipal de Comunicação Social (Semcom), realizou na manhã desta quarta-feira (25), a pré-seleção para o concurso de escolha das Majestades da terceira idade e da pessoa com deficiência.

O evento ocorreu na sede da Semcaspi, no Centro da cidade, e contou  com a presença do prefeito Dr. Pessoa, e ainda teve  a participação de candidatos vindos de vários bairros e comunidades rurais, tudo preparado para que a capital piauiense possa ser também referência no Carnaval Inclusivo.

O presidente da FMC, Ênio Portela, falou sobre a importância de se fazer um evento carnavalesco, respeitando aqueles que por muitos anos ajudaram a manter viva a tradição do Carnaval em Teresina. Ele falou ainda que este ano, como forma de valorizar ainda mais esses participantes, a pasta da cultura, juntamente com o prefeito Dr. Pessoa, buscaram ampliar os recursos para que as majestades da terceira idade e da pessoa com deficiência pudessem receber o mesmo valor das demais majestades.

“Antes se falava em inclusão, mas como ser inclusivo com uma premiação não igualitária? O prefeito Dr. Pessoa tem buscado está sempre antenado com a necessidade do povo e no Carnaval, não poderia ser diferente, por isso chegamos a conclusão de que seria importante fazer uma festa inclusiva em todos os seus detalhes”, destaca Ênio Portela, afirmando cada participante eleito nessas categorias destacadas acima, irão ganhar um incentivo de R$ 7 mil reais.

A escolha de todas as Majestades do Carnaval irá ocorrer no próxima dia 03 de fevereiro no Iate Clube de Teresina, onde acontecerá uma grande festa com atrações musicais.  Para mais informações sobre o concurso, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br.

Fotos: Ascom FMC

Casais são eleitos para duas categorias na final do concurso Majestades 2023

A pré-seleção do Concurso “Majestades” do Carnaval 2023 aconteceu nesta quarta-feira, (25), no pátio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), e foram eleitos cinco casais em duas categorias: pessoa idosa e pessoa com deficiência. A final do concurso “Majestades” 2023 acontece na sexta-feira, (03), às 19h, no Iate Clube de Teresina.

O Concurso “Majestades” 2023 é promovido pela Fundação Monsenhor Chaves (FMC) e contou com o apoio da Semcaspi para a realização da pré-seleção de casais. O valor da premiação será de R$7 mil para cada categoria.

Fotos: Ascom Semcaspi

De acordo com prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, a importância do concurso “Majestades” é promover a inclusão de todos os públicos em uma das maiores festividades do Brasil, o Carnaval.

“O Carnaval é alegria e nós, como gestores, não poderíamos deixar de realizar o maior evento cultural e popular do Brasil, sempre incluindo todos os públicos para que possam usufruir deste belíssimo evento, que é o carnaval. Este ano, ampliamos o valor do prêmio, iremos premiar as majestades com sete mil reais, em cada categoria. É uma valorização e incentivo para que as pessoas participem dos concursos carnavalescos de nossa cidade”, ressalta o prefeito.

Para o Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, a participação integral das pessoas idosas e pessoas com deficiência no Carnaval efetiva a inclusão social destes públicos na festa do Carnaval.

“A gestão do Dr. Pessoa tem avançado na política de inclusão. A partir de agora, os reis e rainhas das categorias pessoa idosa e pessoa com deficiência serão incluídos em todas as festividades oficiais do Carnaval. Além disso, a premiação para estas duas categorias também aumentou, igualando as demais categorias do Carnaval”, pontuou o secretário.

Ênio Portela, presidente da FMC, reforça que a prefeitura tem articulado toda a estrutura para os eventos oficiais do Carnaval.

“A final do Concurso “Majestades” acontecerá no Iate Clube, no dia 03 de fevereiro, mas a festa já começou agora, com a pré-seleção. Esta é a marca da gestão do Dr. Pessoa, é o povo dentro da gestão. Os vencedores participarão dos eventos oficiais, inclusive do Corso de Teresina”, destaca Ênio Portela.

PREPARAÇÃO PARA CONCURSO MAJESTADE

Os candidatos de cada categoria têm mostrado alegria e muita disposição para a grande final do Concurso Majestade 2023. Um dos candidatos eleitos pelo jurado foi Carlos Augusto, na categoria rei da pessoa com deficiência.

“Foi muito bom eu ser um dos escolhidos. Poder representar as pessoas com deficiência, promovendo mais inclusão. A minha preparação está muito boa. Tenho uma equipe de dança para me auxiliar e vou me preparar mais ainda para a final. Eu estou confiante para ganhar, mas o mais importante é levar alegria para as pessoas por meio da inclusão”, garantiu.

Maria das Graças, uma das eleitas na categoria rainha da pessoa idosa, conta que está muito feliz por ser uma das eleitas e promete mostrar muito samba no pé na grande final. “É uma felicidade e tanto. Eu estou me preparando para participar da final. Tenho uma pessoa para me orientando”, afirmou.

ELEITOS PARA A FINAL

Com um corpo de jurados e uma plateia para lá de animada, a pré-seleção conseguiu eleger os candidatos não apenas com mais samba no pé, mas também com mais espírito carnavalesco.

Para participar da grande final do Concurso Majestades 2023, foram eleitos na categoria rainha da pessoa idosa: Fátima da Silva; Carmen Gonçalves; Maria das Graças; Maria do Socorro Paiva; e Selma Maria de Freitas. Já na categoria rainha da pessoa com deficiência: Anatasha Rodrigues; Layanne Maria; Maria do Socorro; Maria Francisca; e Suely da Conceição.

Na categoria rei da pessoa com deficiência, foram escolhidos para participar da final: Aldo de Paula; Carlos Alberto; Rosaldo Antônio; Rubens Santos e Antônio José. Já na categoria rei da pessoa com deficiência: Allan Pedrosa; Carlos Augusto; Marcos Sérgio; Francisco das Chagas; Robson Marley.

Semcaspi promove pré-seleção de concurso “Majestades” do Carnaval para pessoa idosa e PCD nesta quarta (25)

A Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), vai promover a pré-seleção do concurso “Majestades” do Carnaval Teresina 2023. O evento acontecerá nesta quarta-feira (25) às 9:30, no pátio da Semcaspi, com duas categorias: rei e rainha da pessoa idosa/ da pessoa com deficiência (PCD).

Segundo Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, é um momento que faz parte da tradição de Teresina e tem como foco promover a inclusão social no Carnaval.

“Nós estamos promovendo a pré-seleção dos candidatos a rei e rainha do Carnaval para pessoa com deficiência e para pessoa idosa. Serão selecionados cinco casais de cada categoria para competir no dia 03 de fevereiro, no Iate Clube, para o concurso oficial”, explicou o secretário.

André Santos, gerente de Direitos Humanos da Semcaspi, comenta que a premiação para os vencedores do concurso oficial será diferenciada.

“Este ano, uma forma diferenciada na premiação. O nosso prefeito Dr. Pessoa determinou que os vencedores ganharão o valor de R$7 mil para cada categoria. Sem nenhuma distinção nas inscrições da pessoa PCD, pessoa idosa e até da pessoa. Teremos as majestades percorrendo por todos os eventos oficiais e os eventos que forem convidadas a participar”, ressaltou André Santos.

Semcaspi convoca famílias unipessoais para fazer averiguação cadastral nos CRAS

A convocação é uma determinação do Governo Federal, que está promovendo a averiguação cadastral de famílias unipessoais Foto(Ascom/Semcaspi)

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) convoca famílias unipessoais para fazerem a averiguação cadastral do CadÚnico nas unidades de CRAS, com risco de ter o benefício bloqueado a partir de 10 de fevereiro deste ano. Em Teresina, cerca de 30.750 famílias inseridas no CadÚnico estão neste processo.

A convocação é uma determinação do Governo Federal, que está promovendo a averiguação cadastral de famílias constituídas de apenas uma pessoa. Em fevereiro, as famílias que não atualizarem terão o benefício bloqueado e cancelado em maio deste ano.

Segundo Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, o processo de averiguação cadastral é para evitar fraudes e atualizar os dados destas famílias unipessoais.

“Com orientação do Governo Federal, os CRAS estão recebendo famílias unipessoais para fazerem a averiguação cadastral do CadÚnico. As nossas 19 unidades de CRAS estão preparadas para receber este público, para evitar que o benefício seja bloqueado e por ventura, cancelado. O Dr. Pessoa tem buscado melhorar a estrutura das unidades de CRAS, o que, consequentemente, melhorou o atendimento ao público”, pontuou.

Allan Cavalcante explica que a atualização do CadÚnico é feita constantemente, sendo que cada família precisa atualizar as informações a cada dois anos ou quando houver alguma alteração na composição familiar ou endereço.

“Além das famílias que precisam atualizar o seu cadastro, porque chegou nos dois anos, o Governo Federal está convocando, em caráter de urgência, as famílias unipessoais e as famílias que não atualizam seus dados desde 2016 e 2017, com risco de bloqueio do benefício. É importante manter estes dados atualizados para que o benefício seja pago a família sem grandes prejuízos”, ressaltou.

SAAD Sul reúne SEMCASPI e SEMDUH para discutir sobre famílias em situação de abrigo

SAAD Sul reúne SEMCASPI e SEMDUH para discutir sobre famílias em situação de abrigo. Foto (Ascom/Saad Sul)

A Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD sul), através da sua Gerência de Habitação (GHAB), realizou na manhã desta sexta-feira (20) uma reunião de alinhamento com representantes da SAAD, SEMDUH (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação) e SEMCASPI (Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas). Na reunião foram pautadas alternativas para as famílias em situação de abrigo na zona sul de Teresina.

A gerente de habitação, Jeovanna Moura, comenta sobre a reunião. “O objetivo principal é fazer com que essas famílias busquem ser inseridas no Programa Cidade Solidária. Estamos reunindo forças para proporcionar uma moradia digna, não mais de abrigo, buscando oferecer mais qualidade de vida para essas pessoas”, pontuou. A Prefeitura de Teresina atua com o Programa Cidade Solidária, que repassa um auxílio financeiro de até R$300,00 por cadastro, beneficiando atualmente 764 famílias com cestas básicas, kit de higiene e limpeza, e o kit de acolhimento mediante cadastro.

A gerente Jeovanna Moura realizou, também nesta sexta-feira, uma visita no bairro Areias para verificar a situação de algumas famílias desabrigadas que foram notificadas recentemente. Vítimas do período chuvoso, foram acolhidas e direcionadas aos programas de habitação do município. Na situação atual, existem sete famílias em situação de abrigo no Centro de Capacitação da Redenção, vítimas das chuvas de 2022, que seguem em lista de espera para a construção de novas casas.

A SAAD Sul segue buscando proporcionar estrutura, conforto e qualidade de vida a todos os moradores da região sul de Teresina.

Semcaspi amplia bolsas de acolhimento do Programa Partilhando Cuidado

Sede da Semcaspi (Foto: Ascom/Semcaspi)

A Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), ampliou o valor das bolsas de acolhimento do Programa “Partilhando Cuidado”, que é uma modalidade do serviço de família acolhedora. O “Partilhando Cuidado” promove o incentivo de acolhimento temporário de crianças e adolescentes que estão em casas de acolhimento.

A bolsa para acolhimento de crianças sem necessidades especiais, que era de R$ 500, aumentou para R$ 750. Já a bolsa para acolhimento de crianças com necessidades especiais passou de R$ 750 para R$ 1.000.

De acordo com Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, o aumento nas bolsas vem para fortalecer o Programa Partilhando Cuidado e beneficiar crianças que estão em casas de acolhimento.

“O Programa Partilhando Cuidado tem como objetivo apresentar às crianças que vivem em casas de acolhimento como funciona um ambiente familiar e individualizado. Nas casas de acolhimento, elas desde cedo aprendem a viver de forma coletiva, com quarto, refeições e brinquedos. Com o Partilhando Cuidado, famílias cadastradas acolhem temporariamente estas crianças, apresentando outras formas de conviver. O que vai facilitar para estas crianças, ao completarem a maioridade e deixarem as instituições”, esclareceu.

Para Lorena Batista, coordenadora do “Partilhando Cuidado”, a infância e adolescência são momentos em que estas pessoas mais necessitam de atenção e orientação para a vida adulta.

“Começamos 2023 com uma novidade: a atualização das bolsas das nossas famílias acolhedoras. É importante este olhar atencioso e o compromisso com nossas crianças e adolescentes. Todas as ações são realizadas pensando no bem estar deles e das nossas acolhedoras, que assumem conosco a missão de promover o acolhimento familiar temporário em Teresina. Além de dar oportunidade de um acolhimento com maior atenção, exatamente no momento em que elas mais precisam”, destacou.

Acolhimento temporário

O Programa “Partilhando Cuidado” promove o acolhimento familiar temporário de crianças e adolescentes, entre 3 e 18 anos, que estão em casas de acolhimento. Para quem tem interesse em participar do programa, é necessário buscar a sede do Programa “Partilhando Cuidado” – localizada na Semcaspi, na Rua Álvaro Mendes, nº 861, Centro/Sul – e realizar o cadastro. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, no turno manhã. Para maiores informações, entrar em contato com o Partilhando Cuidado pelo telefone: (86) 99520-9875.

Prefeitura de Teresina entrega 36 novos veículos a unidades da Semcaspi

Veículos entregues pela Prefeitura de Teresina (Foto: Ascom/Semcaspi)

A Prefeitura Municipal de Teresina (PMT) realizou, na noite dessa terça-feira (10), no Complexo da Ponte Estaiada, a entrega de 36 novos veículos a unidades da Semcaspi. Os veículos foram distribuídos entre Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) e os Centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS).

De acordo com Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, os novos veículos contemplaram as unidades que, por falta de transporte próprio, tinham que dividir o veículo com outras.

“A gente recebe com muita felicidade estes veículos. O prefeito Dr. Pessoa, graças a Deus, tem este olhar para fortalecer a rede socioassistencial. Tem melhorado a estrutura dos prédios, tanto na questão física com pinturas, retelhamento, placas de identificação, quanto na questão dos equipamentos tecnológicos, melhorando a internet e a implementação de novos computadores. A proposta é melhorar estes serviços em todos os âmbitos, inclusive, a de pessoal”, ressaltou.

Para Karla Furtado, gerente do CRAS Sudeste II, os veículos refletem principalmente na melhoria no atendimento ao público.

“Cada unidade ter o seu veículo é de suma importância, porque os CRAS e os CREAS precisam fazer atendimentos também nas residências das famílias, fazer o acompanhamento ou até mesmo a entrega de benefícios sociais. É um grande avanço o fortalecimento das nossas unidades, pois agiliza demandas que antes tínhamos que esperar para ter disponibilidade de veículos”, pontuou.

A Semcaspi tem ampliado consideravelmente o atendimento da rede socioassistencial. Segundo dados da Semcaspi, em 2021, a Proteção Social Básica (PSB) realizou 643.917 atendimentos ao público nas unidades de CRAS. Em 2022, este número ampliou para 719.743 atendimentos. Já na Proteção Social Especial (PSE), que atua com pessoas que já tiveram direitos violados, em 2021, foram 3.291 atendimentos da média e alta complexidade, e em 2022, foram 5.086 atendimentos de média e alta complexidade.

Semec e Semcaspi realizam entrega de kit escolar para comunidade Warão

Com objetivo de garantir atendimento à comunidade Warão, a Secretaria Municipal de Educação( Semec) em parceria com a Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas( Semcapis), realizou na manhã desta terça-feira (10), a entrega de Kits Escolares para os alunos venezuelanos comunidade Warão na Escola Municipal Iolanda Raulino.

De acordo com o secretário executivo de Ensino da SEMEC, professor Reinaldo Ximenes, a distribuição realizada pela Prefeitura Municipal de Teresina, através das duas secretarias tem como objetivo promover dignidade e maior assistência aos “indígenas que a partir de agora vão ter acesso à escola, permitindo uma possibilidade de aprendizado às crianças, como tempo livre para os pais buscarem novas oportunidades de trabalho e profissionalização.

O secretário da Semcaspi, Allan Cavalcante, ressaltou a parceria com a SEMEC, com o empenho em atender a comunidade com atenção à educação. “Estamos à disposição para contribuir com a gestão, atendendo às comunidades. Toda nossa equipe está empenhada”, garantiu.

Ao total serão distribuídos 73 kits, contendo os materiais necessários para a rotina escolar, como mochila, caderno, estojo e lápis. Nesta unidade, 17 kits foram distribuídos, atendendo toda a demanda.

A diretora da Escola Municipal Iolanda Raulino, a professora Claudiona da Silva Ribeiro conta que a unidade vêm se preparando e realizando adaptações, como alimentares, respeitando sempre a identidade cultural deles.

“Aprendemos a lidar com a diferença. Nosso objetivo é educar os novos estudantes, agregando conhecimento, sem que eles percam suas referências originárias, como a língua materna. Queremos possibilitar à eles o aprendizado de três línguas, a materna, português e espanhol. Acredito que teremos todo esse apoio da SEMEC e da SEMCASPI”.

O secretário executivo de Ensino, Professor Reinaldo Ximenes, acrescentou que é determinação do prefeito Dr. Pessoa proporcionar o melhor atendimento aos venezuelanos. “Nosso objetivo é fazer a diferença e promover educação e assistência de qualidade para os refugiados.”

Durante esta semana, os alunos venezuelanos estarão em seu primeiro contato com a escola, a diretora explica que os estudantes já matriculados na unidade e os novos alunos estão em uma semana de troca de conhecimento e que oficialmente iniciam as aulas em 6 de março.

Fotos: Ascom Semcaspi

Semcaspi realiza entrega de material escolar para indígenas venezuelanos

A Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) promoveu na manhã desta terça-feira, (10), durante a primeira semana de adaptação, a entrega de material escolar para indígenas venezuelanos, acolhidos em abrigos de Teresina. Os indígenas venezuelanos, que possuem entre 06 a 17 anos de idade, iniciarão no dia 06 de março deste ano.

Fotos: Ascom Semcaspi

A inclusão dos indígenas venezuelanos nas escolas é uma iniciativa da Semcaspi e da Secretaria Municipal de Educação (Semec). As aulas tanto no período de adaptação como do ano letivo acontecerão em três escolas: Escola Municipal Iolanda Raulino, bairro Poti Velho; Escola Municipal Dona Isabel Pereira, bairro Santo Antônio; e na Escola Municipal Mocambinho, bairro Mocambinho.

De acordo com Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, a importância da iniciativa é que estes venezuelanos vão passar a ter acesso à educação e os pais poderão ser inseridos no mercado de trabalho.

“A inclusão dos venezuelanos nas escolas é um compromisso do Dr. Pessoa e Graças a Deus, nós estamos vivendo este momento histórico e vamos entregar os kits escolares às crianças venezuelanos. Um marco na gestão. A nossa meta é oferecer qualificação e capacitação, como temos há algum tempo feito, fazendo com que cada família tenha seu emprego e renda e possa ter sua independência financeira”, ressaltou.

Segundo Reinaldo Ximenes, secretário executivo de ensino da Semec, apesar da educação indígena não ser obrigatória no município, a Semec assumiu esta responsabilidade.

“Estamos dando início a inserção das crianças venezuelanas em um ambiente escolar, sendo primeiro contato destas crianças com a escola. Ficarão dois meses em processo de adaptação, para em março, quando iniciar o ano letivo, serem inseridas neste processo de aprendizagem. O objetivo é dar dignidade para os venezuelanos. Tirar eles das ruas e dos sinais, e colocar estas crianças onde elas devem estar, que é no ambiente escolar”, destacou.

TROCAS CULTURAIS

As equipes nas escolas que receberão os indígenas venezuelanos passaram por uma preparação e promoverão compartilhamento de informações culturais do Brasil e da Venezuelana.

Para Claudionia Ribeiro, diretora da Escola Municipal Iolanda Raulino, a inserção dos indígenas venezuelanos no ambiente escolar representa um desafio para os profissionais da educação, como para os próprios alunos. “A gente está iniciando este novo desafio aqui na escola. São 18 alunos venezuelanos. A nossa equipe se preparou para este momento e foi muito rico. A ideia é além de alfabetizar com ensino do Português e da Matemática, ensinar também sobre os nossos costumes e também passar para outros alunos a cultura dos venezuelanos. A intenção é fazer com que eles nunca percam as tradições deles”, pontuou.