“Teresina Cuida de Você” levará novidades como Detran e OAB no bairro Mocambinho neste sábado (25)

O Programa Teresina Cuida de Você, que está na 6ª edição, levará, neste sábado, (25), de 8h às 12h, mais de 100 serviços, da iniciativa pública e privada, para o Lagoas do Norte do Mocambinho, localizado na Rua Santa Clara, do Bairro Mocambinho, zona Norte da capital. A iniciativa é da Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), que conta com 33 parceiros.

Além dos serviços da Semcaspi, como: CadÚnico, CRAS, CREAS, Conselhos Tutelares, Centros de Convivência e Abrace Nós, o evento conta com parceiros como: FMS; Semel; FWF; FMC; SMPM; Semduh; Semec; Semam; Semdec; IBGE, Hemopi; Ouvidoria; CTEC, SESI/Cozinha e outros.

De acordo com Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, o Teresina Cuida de Você oferece em uma manhã de sábado ações de cidadania, saúde, educação, cultura e lazer e a novidade da edição foi a parceria entre a OAB-PI e o Detran-PI.

“A expectativa para a 6ª edição é a melhor possível. Inclusive, fechamos parceria com mais duas instituições, no caso a OAB-PI, com orientações jurídicas; e o Detran-PI, com emissão de taxas de CNH, consultas de multas e pontuação de CNH, agendamento teórico e médico e muito mais.

Allan Cavalcante explica que o Teresina Cuida de Você já atingiu todas as regiões da capital e retorna a zona Norte, atendendo a população do Bairro Mocambinho.

“O prefeito Dr. Pessoa determinou que nosso trabalho chegasse, cada vez mais, perto do povo. A nossa proposta é levar em um espaço público na capital, de forma descentralizada e mensal, serviços essenciais. A resposta tem sido positiva e a cada mês avaliamos uma região para levar todos estes serviços. Já passamos pela zona Norte, que aconteceu no CEU Norte e agora, retornaremos à zona Norte, contemplando à população da região do Mocambinho”, esclareceu.

Foto: Divulgação (Semcaspi)

Semcaspi e ASA lançam 2ª edição do Projeto Florada dos Ipês

Lançamento da 2ª edição do Projeto Florada dos Ipês. Foto : (Ascom/Semcaspi)

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) e a Ação Social Arquidiocesana, lançaram, nesta quarta-feira, (22), no auditório Dom Avelar, Bairro de Fátima, zona Leste da capital, a 2ª edição do Projeto Florada dos Ipês: “Fortalecendo o trabalho em rede” em defesa da criança e adolescente. A iniciativa é desenvolvida com as crianças e adolescentes assistidos pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Semcaspi.

O Projeto Florada dos Ipês, que é a continuação da Florada dos IPÊS I, tem o objetivo de fortalecer o trabalho em Rede das Políticas de Assistência Social, Educação e Sistema de Garantias de Direitos, por meio de ações, fortalecimento, prevenção e proteção para intervenções mais qualificadas, integradas e eficazes.
Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, ressalta sobre a parceria com a ASA e a importância do trabalho dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

“Essa parceria tem dado certo e tem dado muitos frutos. Um exemplo é este projeto que está na sua segunda edição, desenvolvido com serviço de convivência e fortalecimento de vínculos, que traz as famílias para os nossos centros, para os serviços buscando fortalecer os vínculos familiares. Com este serviço temos conseguido atuar na prevenção de violação de direitos. Além de ter toda rede sócio assistencial envolvida nesse serviço, fortalecendo vínculos e dando oportunidades para nossas crianças e adolescentes”, esclareceu.

Para Carmem Simone, secretária executiva da ASA, a segunda edição do Projeto Florada dos Ipês tem como proposta fomentar alinhamentos com a rede de proteção para atuar na prevenção e no enfrentamento das violações de direitos.

“O Projeto Florada dos Ipês, na sua segunda edição, vem justamente consolidar o que já foi feito. No primeiro momento, nós reunimos a rede, ouvimos as crianças, os adolescentes e os autores do sistema de garantias de direitos. Já nesse momento, vamos articular as políticas de educação e assistência social junto com as entidades da sociedade civil, para que a gente possa fazer a prevenção e o enfrentamento das violações dos direitos sexuais das crianças e adolescentes de forma articulada”, pontuou.

Maria Valdeníria Silva, representante da Comissão do Projeto Florada dos Ipês, esclarece que a nova edição do projeto busca propor um trabalho alinhado com todos os integrantes da rede de proteção.

“A segunda edição vem de forma ousada, pois dá uma sacudida na rede de proteção, tendo um olhar amplo do sentimento de proteção, entendendo que a rede necessita permanecer unida, fazendo um trabalho articulado. Estou falando da valorização da causa da infância e da adolescência. Para isso, é preciso que todas as instituições, sem exceções precisam se mobilizar em prol dessa causa, entendendo que a articulação, o fortalecimento de rede e também de trabalho, a necessidade de equipe multiprofissional capaz de compreender estes fenômenos de violência, que acarretam o desenvolvimento do trabalho infantil e do abuso e exploração sexual”, destacou.

OPORTUNIDADE E CONVIVÊNCIA

O pequeno Pedro Emanuel, assistido pelo Centro de Convivência Novos Meninos, garante que o serviço é importante por proporcionar atividades culturais e esportivas.

“O serviço é muito importante, pois algumas crianças não têm condições de ter aula de violão e elas vão para o Centro de Convivência, não assistir só a uma aula, mas receber acolhimento. É muito interessante as propostas das aulas do centro. Eu gosto muito das aulas de violão e judô”, comentou.

6ª edição do Teresina Cuida de Você levará mais de 100 serviços para zona Norte

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) realizará a 6ª edição do Programa Teresina Cuida de Você, neste sábado (25), de 8h às 12h, no Lagoas do Norte do Mocambinho, zona Norte da capital. O evento conta com 33 parcerias, da iniciativa pública e privada, que levarão mais de 100 serviços de forma gratuita para a população.

A 6ª edição do programa conta com dois novos parceiros, o DETRAN, que levará serviços como: Emissão de taxas de CNH; Consulta de multas e pontuação de CNH; Requisição de CNH permanente e segunda via de CNH; entre outros; e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que prestará orientações jurídicas.

Foto: Divulgação (Semcaspi)

Segundo Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, o programa Teresina Cuida de Você além de proporcionar cestas básicas a instituições e associações, leva ações de cidadania para à população da capital.

“O Teresina Cuida de Você já atingiu todas as zonas da capital e retornando a zona Norte. Desta vez, atendendo à população do bairro Mocambinho e das regiões adjacentes. A proposta do programa é uma determinação do prefeito Dr. Pessoa de levar ao povo serviços descentralizados de cidadania, saúde, educação, cultura, lazer e muito mais”, ressaltou.

Karol Pinheiro, gerente de Políticas Integradas, fala sobre os serviços que são mais procurados durante e o evento e sobre as novas parcerias que estarão presentes na 6ª edição.

“Será um grandioso evento com inúmeros serviços das mais diversas áreas, saúde, esporte, lazer, cultura, entretenimento e entre eles nós podemos mencionar alguns dos que são mais procurados: atualizações e cadastros no Cadúnico, emissões das principais documentações, com RG, entrega de mudas. Vamos ter novas parcerias nesta edição como o DETRAN, SESC, Balcão do Trabalhador, A Ordem dos Advogados do Brasil, estes estarão pela primeira vez, mas levaremos vários outros para a festa da cidadania na zona Norte”, comenta.
O evento acontecerá Parque Lagoas do Norte do Mocambinho, mais especificamente, na Rua Santa Clara, no Bairro Mocambinho.

Foto: Divulgação (Semcaspi)

Semcaspi aponta negligência e violência psicológica como maiores violações contra pessoa idosa

Semcaspi aponta negligência e violência psicológica como maiores violações contra pessoa idosa. Foto (Ascom /Semcaspi)

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) divulgou nesta quarta-feira, (15), os dados de janeiro a maio deste ano e apontou a violência psicológica e a negligência como as maiores violações contra a população idosa em Teresina. O balanço dos dados reforça a luta em alusão, ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra Pessoa Idosa.

Os dados da Gerência de Direitos Humanos da Semcaspi (GDH), por meio do Disque Cidadania, apontam que de janeiro a maio deste ano, as violações com maiores registros são: Violência Psicológica, com nove ocorrências; Negligência, com seis; e a Violência Financeira e Física, com duas ocorrências cada violação.

Segundo Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, a Semcaspi possui uma rede de trabalho com a pessoa idosa, que atua na prevenção e no enfrentamento da violação.

“A Semcaspi trabalha a prevenção e também o pós-violação. Os CRAS, que é a porta de entrada da Assistência Social, oferecem serviços que atuam na prevenção, como os Centros de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e o PAIF, que é o Programa de Atenção Integral à Família. Já no enfrentamento, temos o Disque Cidadania, onde recebemos as denúncias, o Conselho Municipal dos Direitos dos Idosos (CMDI), e atuamos com duas ILPIs, Nosso Lar e Lar de S’antana e o Centro-Dia Jequitibá”, citou.

Allan Cavalcante ressalta que as duas violações mais cometidas contra a pessoa idosa são praticadas no âmbito familiar da vítima.

“As mesmas violações destacadas este ano, a violência psicológica e a negligência, estão no topo do ranking do ano passado. A gente observa que, infelizmente, o agressor ou agressora, faz parte do convívio da vítima, ou seja, uma pessoa que supostamente seria de confiança. Diante deste cenário, a gestão do Dr. Pessoa tem fortalecido o trabalho de prevenção e fortalecendo os vínculos familiares, informando estes idosos sobre o que são as violências e as formas de denunciar, independente de quem seja o agressor, até porque há uma resistência de formalizar a denúncia por se tratar de um ente”, pontuou.

IDADISMO COMO NOVO PRECONCEITO

A presidente do Conselho Municipal dos Direitos dos Idosos (CMDI), Maria Auxiliadora Sampaio, destaca que a população idosa tem sofrido um novo preconceito chamado de Idadismo, que acontece quando se busca categorizar ou dividir as pessoas a fim de causar prejuízos, desvantagens e injustiças.

“Os idosos estão sofrendo um novo preconceito, que é contra a idade e está muito frequente. Este preconceito é praticado por pessoas em geral e estamos passando por um momento muito difícil na sociedade, porque estamos envelhecendo muito jovem, a partir de 60 anos já é considerado idoso no Brasil. E o pior, a sociedade de modo geral, não está preparada para conviver com este público”, esclareceu.

FORMAS DE DENUNCIAR

Para quem presenciar algum tipo de violação contra a pessoa idosa, deve acionar o Disk Cidadania pelo telefone: 0800 280 5688 ou o próprio Conselho Municipal dos Direitos do Idoso (CMDI), localizado na sede da Semcaspi, rua Álvaro Mendes, 861, Ed. Clemente Fortes, Centro. Telefone: 86 3222-4700.

 

Aumenta em 67% atendimento para população em situação de rua em Teresina

A Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), nos últimos cinco meses, registrou um aumento de 67% no número de atendimentos nos serviços oferecidos à pessoa em situação de rua em Teresina, quando comparado aos dados do mesmo período do ano passado. De janeiro a maio deste ano, foram registrados 7.327 atendimentos, já em janeiro a maio de 2021, foram 4.392.

Os serviços oferecidos pela Semcaspi à pessoa em situação de rua estão concentrados no Centro de Valorização para a População em Situação de Rua e são: Centro Pop; Casa do Caminho; Serviço Especializado em Abordagem Social (SEAS) e encaminhamentos para refeição gratuita no Restaurante Popular de Teresina.

De acordo com Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, o aumento no número de atendimentos é reflexo das consequências da pandemia da Covid-19 na população de baixa renda.

“A pandemia da Covid-19 trouxe inúmeras dificuldades, como o aumento do desemprego, fechamento de empresas e altos preços dos alimentos e demais bens de consumo. Este cenário afetou, mais ainda, a população em situação de vulnerabilidade social e as pessoas que estão em situação de rua. O que pode ser comprovado o aumento no número de atendimentos. Apesar de uma pessoa ter recebido mais de um ou mais atendimentos, ainda assim é um número considerável”, comentou.

Allan Cavalcante ressalta que a Prefeitura tem intensificado a Busca Ativa dos públicos em situação de vulnerabilidade, com o apoio dos Agentes de Proteção Social (APS).

“O Prefeito Dr. Pessoa tem um olhar sensível ao público em situação de vulnerabilidade e, logo no primeiro ano de sua gestão, conseguiu inaugurar o Centro de Valorização para a População em Situação de Rua, o primeiro do Nordeste, voltado especialmente à população em situação de rua. Além disso, a intensificação do Busca Ativa por meio dos APS, tanto os que atuam no SEAS, com a população em situação de rua, quanto os que atuam nos CRAS, com as famílias em situação de vulnerabilidade. A procura espontânea também tem contribuído para ampliar o alcance da política de Assistência Social”, pontuou.

 O Centro De Valorização Da Pessoa De Rua fica localizado na Rua Clodoaldo Freitas, nº 1011, Centro/Norte, próximo ao Ginásio Dirceu Arcoverde, conhecido como Verdão.

BUSCA ATIVA

A Semcaspi orienta a população teresinense que ao se deparar com alguma pessoa ou família em situação de rua, informar a Gerência do Centro Pop, por meio do telefone: (86) 9559-5161, para que sejam tomadas as devidas providências.

“Com a Busca Ativa e pelas demandas que visualizamos e recebemos, nos aproximamos deste público para oferecer os serviços. É importante destacar que não podemos obrigar as pessoas a aderir ao serviço, mas sim apresentar o que eles têm direito e os Agentes de Proteção Social vão buscando convencer esse público, direcionando para a adesão”, pontuou Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi.

Semcaspi possui rede de proteção para prevenir e enfrentar casos de abuso sexual infantojuvenil

Semcaspi possui rede de proteção para prevenir e enfrentar casos de abuso sexual infantojuvenil

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), atua com uma rede de proteção para possibilitar a prevenção e o enfrentamento de ocorrências de abuso sexual de crianças e adolescentes.

Os dados da Gerência de Direitos Humanos da Semcaspi (GDH), apontam que no primeiro trimestre deste ano, o abuso sexual está em quarto lugar no ranking das violações de direitos, com um total de 45 casos denunciados.

A violação de direitos por abuso sexual, só perde para Negligência, com 212 casos; Privação de acesso ao Serviço Público, com 59; e Violência Física, com 47. É importante destacar que estes dados se comparado com o ano de 2021, de janeiro a dezembro, as ocorrências por Negligência mantêm o topo do ranking, com 669 casos. Já o Abuso Sexual assumiu o sexto lugar, com 185 casos denunciados.

De acordo com o Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, a rede de proteção atua para evitar as ocorrências, informando e conscientizando os públicos, mas também quando o direito da criança já foi violado.

“Nossas crianças e adolescentes precisam deste olhar atento em prol de proteção. A Semcaspi, em todas as unidades, seja CRAS, Centros de Convivência, Casas de Acolhimento, Centro-Dia, CREAS, e com os mais diversos públicos, tem trabalhado temáticas que esclarecem sobre direitos e deveres. Todos os meses desenvolvemos ações envolvendo uma temática, informando aos nossos públicos, inclusive, sobre as formas de denunciar as violações. A formalização das denúncias é importante para evitar a subnotificação de casos e muito mais que isso, proteger crianças e adolescentes, que já estão em situação de violação”, ressaltou.

Segundo Eduardo Aguiar, secretário executivo da Semcaspi, além de trabalhar as temáticas com os públicos, a Semcaspi atua no recebimento destas denúncias, principalmente, com os conselhos tutelares e CREAS.

“Nos CRAS, com seus serviços oferecidos, atuamos na prevenção, com informações e empoderamento dos nossos assistidos, já nos Conselhos Tutelares e nos CREAS recebemos as denúncias, quando a violação aconteceu. Os serviços dessa rede de proteção da Semcaspi, seja da Assistência Social ou das Políticas Integradas, se conectam diante das ocorrências e de seus encaminhamentos necessários. Os públicos assistidos são acompanhados com: a proteção social básica, atendimentos que direcionam aos serviços e programas sociais, e com a proteção social especial, que requer um atendimento mais intensificado e de acolhimento nas nossas unidades”, explicou.

SERVIÇOS AMPLIADOS

Atualmente, Teresina conta com cinco conselhos tutelares e a meta é criar mais duas unidades nas zonas Leste e Sul. “O Prefeito Dr. Pessoa é sensível às causas sociais e compreendendo a necessidade de ampliar o número de conselhos tutelares na capital, irá sancionar ainda no mês de julho ou agosto o projeto de lei já aprovado pela Câmara Municipal, que amplia de cinco para sete o número de conselhos tutelares”, pontuou Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi.

FORMAS DE DENÚNCIA
I Conselho Tutelar (Zona Centro/Norte) – 3215-9313/99490-7886
II Conselho Tutelar (Zona Sudeste) – 3215-9360/99460-3138
III Conselho Tutelar (Zona Sul) – 3227-6714/99454-2102
IV Conselho Tutelar (Zona Leste) – 3233-8841/99470-0654
V Conselho Tutelar (Zona Norte) – 99404-1192

 

6ª edição do Teresina Cuida de Você acontecerá no Parque Ambiental Matias Matos

O programa já se consolidou com um evento de cidadania, onde reúne diversos serviços gratuitos, da iniciativa pública e privada Fotos(Ascom/Semcaspi)

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) vai promover a 6ª edição do Programa Teresina Cuida de Você, no sábado (25), de 8h às 13h, no Parque Ambiental Matias Matos, conhecido como Parque Lagoas do Norte, no bairro Mocambinho, zona Norte de Teresina. O Teresina Cuida de Você possui 35 parceiros e oferecerá mais de 100  serviços de cidadania, saúde, educação, cultura e lazer na capital.

De acordo com Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, o programa já se consolidou com um evento de cidadania, onde reúne diversos serviços gratuitos, da iniciativa pública e privada.

“É com grande felicidade que chegamos a 6ª edição do Teresina Cuida de Você. O público do bairro Mocambinho e das regiões adjacentes foram contemplados com esta ação. É do sentimento do prefeito Dr. Pessoa que este programa chegue a todas as regiões de Teresina, oferecendo, em uma manhã de sábado, serviços essenciais como: documentação, atenção à saúde, proteção social, incentivo à saúde, aos esportes, a assistência militar, orientações jurídicas; previdência social, inclusão no mercado de trabalho e muito mais”, ressaltou.

Karol Pinheiro, gerente de Políticas Integradas da Semcaspi, reforça que o Programa Teresina Cuida de Você tem o objetivo de levar serviços, de forma descentralizada, de acordo com a necessidade da população na região.

“Estamos nos preparativos para a 6ª edição do Teresina Cuida de Você. O programa veio para ficar, agora, será no bairro Mocambinho e promete ser exitosa como as últimas cinco. Esperamos que essa edição seja um grande sucesso e que atenda às necessidades da população”, pontuou.

NOVOS PARCEIROS

O órgão ou instituição da iniciativa pública e privada que pretende firmar parceria com o Programa Teresina Cuida de Você basta entrar em contato com a Gerência de Políticas Integradas, por meio do telefone: (86) 3131-4713.

“O interessado pode entrar em contato pelo telefone ou diretamente na Semcaspi, na sala da gerência. Encaminhando a solicitação, faremos todas as articulações necessárias para firmar parcerias e começar atuar a partir da 7ª edição do Teresina Cuida de Você”, esclareceu.

Semcaspi promove Ação Social e de Cidadania para população de terreiro na zona Sul

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) está realizando, nesta sexta-feira, (03), de 8h às 17h, no Centro de Convivência Cidadania, localizado na Vila São Francisco Sul, a Ação Social e de Cidadania para População de Terreiros. As famílias atendidas são referenciadas pelo CRAS SUL I.

A Ação Social e de Cidadania oferece serviços, como: serviços do CRAS, como cadastro e atualização do CadÚnico; apresentações artísticas e culturais; orientações jurídicas; serviços de saúde; emissão de RG, 1ª e 2ª via); distribuição de mudas e atendimentos de beleza.

De acordo com Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, a proposta é valorizar a população de terreiro com a oferta de serviços que, muitas vezes, requer agendamentos.

“O Dr. Pessoa tem um olhar muito sensível às causas sociais, à população esquecida, à população marginalizada. O povo de terreiro, infelizmente, ainda sofre muito preconceito e é intenção da gestão se aproximar das pessoas, se aproximar de todos os povos excluídos e marginalizados, dando acesso aos nossos serviços, em especial, os da Semcaspi”, destacou.

Para Shênia Sousa, gerente do Cras Sul I, a ação tem o objetivo de dar acesso aos serviços da política de assistência social para a comunidade de terreiros.

“Nós chegamos a visitar 12 terreiros pertencentes a base territorial do Cras Sul I. Cada terreiro é composto por média de 20 a 30 famílias, que frequentam a casa. Os serviços oferecidos serão os que já são ofertados diariamente no CRAS: CadÚnico, atualização de Passe Livre, emissão de 2ª via da Certidão de Nascimento e Casamento. Além de serviços dos parceiros”, ressaltou.

Bruno Santos, representante do terreiro Cabana Nego Gerson, comenta que foi feita uma pesquisa com as famílias para saber quais serviços elas mais necessitam para serem ofertados na ação.

“Para nós de terreiro, esse evento, essa situação toda, ocorrendo dentro da nossa comunidade é de suma importância, para ampliar essa ideia positiva sobre as religiões de matrizes africana e desmistificar culturalmente a ideia de terreiro que existe no Brasil e no mundo. Esse tipo de evento é muito ímpar na nossa vida espiritual e na trajetória dos povos de terreiro, não apenas com inclusão e desmistificação, mas como um auxílio para que a gente se sinta visto e não mais importante, nem menos importante”, pontuou.

Casa de Passagem do Migrante é inaugurada e atenderá 14 famílias venezuelanas

Casa de Passagem do Migrante é inaugurada e atenderá 14 famílias venezuelanas. Foto (Ascom/Semcaspi)

A Casa de Passagem do Migrante, foi inaugurada, nesta quinta-feira (02), no Bairro Memorare, zona Norte de Teresina, na qual receberá cerca de 14 famílias indígenas venezuelanas de etnia Warao. A partir de segunda-feira (06), às famílias cadastradas serão transferidas dos abrigos para a Casa de Passagem do Migrante.

A nova estrutura é fruto de uma parceria do Governo Estadual e Municipal, como: Secretaria Estadual da Assistência Social (Sasc); Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e a Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi).

De acordo com Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, a Casa de Passagem do Migrante tem como objetivo receber os migrantes, que chegam até a cidade, oferecendo acolhimento, acompanhamento e inclusão social.
“É uma parceria que deu muito certo. Tendo em vista que as secretarias, Semcaspi e Sasc estão unidas para a política de assistência social dos migrantes, especialmente, com os venezuelanos. Vamos trazer para esta casa alimentação, material de higiene e limpeza e a Sasc vai entrar com a questão operacional. São serviços oferecidos de responsabilidade do Governo do Piauí e da Prefeitura de Teresina”, ressaltou.

Segundo Zé Santana, secretário da Sasc, a Casa de Passagem é para pessoas em trânsito e até para quem esteja residindo em Teresina, sem abrigo e em condições de vulnerabilidade social.
“Na Casa de Passagem, estas pessoas encontraram não apenas a assistência para acomodação, mas também em parceria com outros órgãos, tal como a Semcaspi, saúde e educação. Temos uma equipe técnica para recepcionar e dar os devidos encaminhamentos necessários, para proporcionar a mínima dignidade, como: acompanhamento de psicólogos, assistentes, brinquedoteca para as crianças, cursos profissionalizantes, aulas de português”, citou.

Ellen Gera, secretário da Seduc, destaca que houve duas grandes contribuições da Educação Estadual: o prédio que era uma antiga escola; e também a oferta da educação pública.“Estamos cedendo o prédio para servir de abrigo, mas é muito mais que apenas abrigo, aqui teremos acolhimento e também educação. Nós iremos trazer para os migrantes a nossa educação pública da rede estadual, tanto Educação de Jovens e Adultos (EJA), como a alfabetização. Também teremos a capacitação profissional, visando a integração dos migrantes que estão na nossa capital e no estado para que eles se sintam incluídos”, pontuou.

VENEZUELANOS QUEREM TRABALHAR

Para Plácido, 48 anos, indígena venezuelano, as famílias venezuelanas são gratas ao novo projeto e que pretende se aperfeiçoar em uma profissão. “Nós só temos que agradecer ao poder estadual e municipal. Nós precisamos trabalhar, porque na Venezuelana, todos trabalhávamos, com a colheita de frutas e artesanatos. Então, precisamos deste apoio”, comentou.

A Casa de Passagem do Migrante tem como objetivo receber os migrantes que chegam até a cidade, oferecendo acolhimento, acompanhamento e inclusão social. Foto (Ascom/Semcaspi)

Semcaspi entrega computadores do prêmio “Tarifa Social” aos coordenadores do Renda Mínima

É o segundo ano consecutivo que a Semcaspi é premiada em primeiro lugar no Tarifa Social Fotos(Ascom/Semcaspi)

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) realizou, na segunda-feira (30), a entrega de nove computadores para os coordenadores do setor de Renda Mínima dos Centros de Referência da Assistência Social. Os equipamentos são da premiação “Boas Práticas”, referente ao Tarifa Social da Equatorial Piauí.

De acordo com Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, é o segundo ano consecutivo que a secretaria é premiada em primeiro lugar no Tarifa Social e a premiação é destinada às unidades de Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

“É com muita felicidade que realizamos a entrega da premiação aos coordenadores do Renda Mínima. Um trabalho de equipe que tem dado certo. Ganhamos, em 2020, e agora recebemos a premiação de 2021. Esperamos que este trabalho seja mantido em 2022. Os nossos CRAS estão passando por um processo de modernização no cadastro do CadÚnico. Antes, se fazia cadastro manual, agora, é virtual, as informações são inseridas dentro do sistema”, ressaltou o secretário.

Para Rosemere Santana, gerente de Programas do Renda Mínima, este prêmio vai dar um impulso no atendimento dentro das unidades no setor de Renda Mínima, oferecendo melhores condições de trabalho e atendimento. “Fizemos a entrega dos prêmios recebidos pela Tarifa Social. O prêmio representa o reconhecimento do trabalho dos profissionais do setor de Renda Mínima, que realizaram Busca Ativa e atualizaram os cadastros dos nossos usuários. Optamos por entregar os prêmios às unidades de CRAS, que recebem o maior número de família em seu território”, comentou.

Adriana Lavor, coordenadora da unidade de CRAS Norte IV, explica que as novas máquinas vão dar maior agilidade no trabalho das equipes.

“As novas máquinas representam um grande passo! Tendo em vista que os cadastros, agora, acontecem no formato digital, uma máquina como esta pode e vai nos ajudar com a celeridade no fluxo de atendimento. Como o Renda Mínima é a porta de entrada do CRAS, ter este fluxo mais ágil vai impactar em todos os outros serviços das unidades de CRAS como consequência na política de Assistência Social em Teresina”, pontuou a coordenadora.