Idosos e adolescentes emocionam público com encenação da Paixão de Cristo

ASCOM/SEMCASPI

 

O pátio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Públicas (Semcaspi) recebeu hoje (30), uma apresentação comemorativa da Páscoa mobilizada por cerca de 30 usuários, das mais diversas idades, dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). O evento contou com encenação da tradicional Paixão de Cristo e um coral. Assistiram à encenação pessoas que aguardavam atendimento, da equipe técnica-administrativa do órgão, além de quem passava próximo ao prédio, localizado no Centro da cidade.

A ação intergeracional foi organizada pelo SCFV Sílvio Bruno, do bairro Cidade Nova, referenciado pelo Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) Sul IV. O ator, dramaturgo e arte-educador Siro Siris, contribuiu como facilitador para a apresentação desde o primeiro momento e ressaltou que o grupo era formado por talentos do Centro.

“No Centro de Convivência Sílvio Bruno temos um projeto de canto. O gruo tem senhoras aqui de 87 anos, que começaram cantar músicas que elas conhecem.  Há 3 anos formamos o Coral e este ano resolvemos trazê-las para o teatro. Tem pessoas de de 17 até quase 90 anos de idade. É um grupo intergeracional de arte, de música de dança, o que for proposto. A arte e a cultura ajudam a nossa mente a não parar, e após uma determinada idade isso é muito importante!”, ressalta Siro.

Após a apresentação, foi realizada uma roda de conversa com a presença de Siro Siris, do secretário da Semcaspi, Samuel Silveira, e do ator e medalhista de Karatê, Manoel Lima, que declarou a importância do SCFV para o reconhecimento e a valorização de seus talentos. Manoel, ao lado de sua bisavó Joana Lima, que é frequentadora do Sílvio Bruno, convidou a população para visitar os Centros de Convivência de seus bairros.

“Foi um trabalho espetacular. Viemos ensaiando desde janeiro deste ano.  Não pensávamos que a ação teria tanta repercussão. Tivemos algumas dificuldades, mas deu tudo certo. O Centro de Convivência é isso: conviver com a intergeracionalidade. Nosso grupo tem adultos, tem idosos e crianças, todos se respeitando e fazendo um belo trabalho”, reforça Manoel.

A variedade de práticas e talentos desenvolvidos nos SCFV também foi destacada pelo Secretário da Semcaspi. “Cada história tem sua particularidade, sua peculiaridade. Todos aqui presentes têm um detalhe especial que esse Serviço de Convivência agregou”, ressalta Samuel Silveira.

O Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Sílvio Bruno está localizado na Rua Venezuela, Nº 1842, no bairro Cidade Nova, zona Sul. Os SCFV são referenciados aos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e recebem idosos que sofreram ou não algum tipo de violação de direitos. Os encaminhamentos podem ser feitos tanto pelos CRAS, como pelos CREAS, Conselho Municipal dos Direitos do Idoso (CMDI) e também pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Quase 700 famílias atingidas pelas chuvas em Teresina receberam atendimento emergencial

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), divulgou nesta terça (30), por meio da Gerência de Gestão do Sistema Único de Assistência Social (Gsuas), novos dados acerca dos atendimentos feitos pela Prefeitura de Teresina no período chuvoso na capital. Segundo o levantamento, 681 famílias de todas as regiões de Teresina foram atingidas. Todas elas foram registradas no balanço e passaram, ou passam, pelos programas assistenciais do município.

Ao todo, 245 famílias foram contempladas pelo programa Cidade Solidária, que busca prover abrigo para grupos familiares afetados por enxurradas, incêndios, desabamentos e outros tipos de infortúnio por meio do aluguel social ou acolhimento remunerado. Além destas, apenas nove famílias se encontram em abrigamento coletivo.

“Estamos garantindo um acolhimento digno para essas famílias que perderam suas residências, através do Cidade Solidária. As equipes da Prefeitura de Teresina, que incluem Semcaspi, SDU’s e Semduh, estão trabalhando incansavelmente para garantir o auxílio necessário aos teresinenses vítimas do período chuvoso”, reforça Samuel Silveira, secretário da Semcaspi.

O Cidade Solidária atende famílias em situações emergenciais. O trabalho é executado pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), das Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDU’s) e Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR).

A população pode se informar sobre os serviços do município durante o período chuvoso entrando em contato com a Gerência de Proteção Social Básica (GPSB), por meio do número 3215-7593.

Prefeito participa do Teresina em Ação no bairro Colorado

O prefeito Firmino Filho participou na manhã deste sábado (27) da 19ª edição do Teresina em Ação, evento de cidadania e prestação de serviços realizado pela Prefeitura de Teresina e pela TV Clube. A manhã de cidadania acontece no bairro Colorado, zona Sudeste da capital, e reúne milhares de pessoas. Ao todo, são 35 instituições colaboradoras e 540 voluntários mobilizados para oferecer mais de 150 serviços nas áreas de saúde, cidadania, cultura e lazer.

“É uma alegria participar desse evento de prestação de serviços da Prefeitura e de vários outros órgãos que ajuda a população a resolver várias pendências. Podemos ver aqui uma grande quantidade de pessoas que aproveitam a manhã de sábado para tirar documentos, aprender mais sobre saúde, combate à dengue, educação e outras coisas”, disse Firmino.

Esta edição conta com a novidade do serviço de conscientização e prevenção oferecidos pelo Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan), com a abertura de processos por meio da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Sudeste (SDU Sudeste) e com os esclarecimentos sobre exames de DNA, por parte do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc). Também são ofertados os serviços tradicionalmente inclusos como a distribuição de preservativos, verificação de pressão arterial e emissão de 1ª e 2ª vias do RG, além de apresentações musicais e de bonecos.

Maria de Lourdes Moura, moradora do Dirceu, acordou cedo para tentar tirar a segunda via da Carteira de Trabalho. “Fico muito satisfeita com essa facilidade de tirar um documento importante tão perto de casa, sem precisar me deslocar até o centro. Vou aproveitar também para pegar umas mudas de plantas e verificar minha pressão arterial”, disse.

Segundo os dados fornecidos pela coordenação de Políticas Integradas da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), a estimativa é que sejam realizados cerca de 20.000 atendimentos.

O Teresina em Ação é realizado pela Prefeitura de Teresina, por meio da Semcaspi, e pela TV Clube. Foram cerca de 350 mil atendimentos entre 2017 e 2019, com mais de 500 voluntários por edição.

Aumenta o número de famílias do Parque Rodoviário inclusas no Cidade Solidária

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) divulgou na última sexta-feira (26) dados sobre as famílias atingidas pela enxurrada no Parque Rodoviário, zona Sul de Teresina. Foram 132 famílias atingidas e que foram repassadas para os programas assistenciais da Prefeitura.

Já não há mais famílias no abrigo coletivo montado na Igreja Católica do bairro. O Programa Cidade Solidária segue ampliando o atendimento aos afetados, por meio do aluguel social e da distribuição de kits contemplando, ao todo, 73 famílias. Além disso, 43 famílias atingidas também foram contempladas com os kits limpeza, kits de acolhimento e cestas básicas.

As equipes da Prefeitura de Teresina, que incluem Semcaspi, SDUs e Semduh continuam no local, garantindo o auxílio à população e realizando trabalho de coleta nos pontos de arrecadação, localizados na Praça do Parque Rodoviário e na Igreja Católica. “Estamos garantindo um acolhimento digno para essas famílias que perderam suas residências através do Cidade Solidária. As equipes estão trabalhando incansavelmente para garantir o auxílio necessário aos teresinenses vítimas do período chuvoso. Na medida que se valoriza quem abriga e fortalece a solidariedade, ao mesmo tempo se evita que as pessoas vítimas de um infortúnio dessa natureza fiquem no relento, sem nenhum acolhimento”, afirma o secretário Samuel Silveira.

 

A população pode tirar dúvidas sobre o Cidade Solidária entrando em contato com a Gerência de Proteção Social Básica (GPSB), por meio do 3215-7593.

Sobre o programa

O Cidade Solidária atende famílias em situações emergenciais de desabrigamentos, em consequência das chuvas, infortúnios, incêndios, alagamento, transbordamento de rios ou lagoas ou ainda, situações de vulnerabilidades temporárias. O trabalho é executado pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), das Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDUs) e Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR).

 

Restaurante Popular conscientiza sobre prevenção à hipertensão arterial

Ascom Semcaspi

O Restaurante Popular de Teresina promoveu nesta sexta-feira (26), ação de prevenção e combate à hipertensão arterial. O evento teve início às 11h e aconteceu em comemoração ao Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial. O objetivo é ressaltar a importância do diagnóstico precoce e tratamento da doença.

A ação orientou sobre o controle adequado por meio de uma dieta equilibrada e saudável. “O Restaurante Popular e a Fazenda da Paz estão promovendo essa ação voltada ao público, para mobilizar a população para a questão da alimentação saudável e uma saúde melhor. O propósito é esse: informar sobre como proceder no dia a dia, praticando exercício, comendo comidas naturais, além de orientar sobre como monitorar a saúde”, declara Ítalo Vieira Passos, Coordenador Administrativo do Restaurante Popular.

O público-alvo do Restaurante são os trabalhadores formais e informais, desempregados, estudantes, aposentados, beneficiários de programas sociais e pessoas em situação de rua. “Trouxemos alunos de universidades particulares da capital, para fazer avaliação nutricional e também para realizar a medição da pressão arterial. Tudo pra dar aos usuários toda a informação necessária. Muitos são leigos e é importante mostrar e orientar sobre os tipos de alimentação mais saudável para quem tem pressão alta e o que pode se fazer para evitar essa situação,” detalha Lívia Costa Rodrigues, Nutricionista do Restaurante Popular de Teresina.

A entidade é administrada pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi). São cerca de 17 profissionais envolvidos. O Restaurante Popular está localizado na Rua Lisandro Nogueira, no segundo piso do Mercado Central São José, no Centro de Teresina. Está aberto ao público de segunda a sexta-feira, das 11h às 14h, e tem capacidade de receber 286 pessoas por vez.

O valor da refeição é de R$2,50. A instituição é administrada pela Fazenda da Paz, assim também propicia a inclusão social, pois emprega egressos do tratamento terapêutico em decorrência do uso de drogas.

Vila Bairro Segurança remove 10 veículos por irregularidades na zona Norte

Ascom Semcaspi

A zona Norte da capital recebe mais uma edição dos projetos Blitz Sufoco e Teresina Protege, que compõem a frente de proteção do Programa Vila Bairro Segurança. A operação, realizada na noite desta quinta-feira (25), apreendeu uma porção de substância análoga à maconha. Juntos, Guarda Municipal de Teresina e Polícia Militar realizaram 53 abordagens nos 13 bairros que formam o Projeto Lagoas do Norte.

Strans e Detran notificaram seis infrações por falta de capacete, e outras quatro por irregularidades na documentação, com 10 remoções realizadas. Já a SDU/Centro Norte registrou dois autos de infração por obstrução de passeio público e um auto de infração de funcionamento. O eixo proteção do Programa Vila Bairro Segurança tem como objetivo reforçar a segurança nos bairros da capital, por meio dos projetos Blitz Sufoco e Teresina Protege.

A operação foi conduzida pelo secretário da Semcaspi, Samuel Silveira. “Essa é uma ação integrada da Prefeitura de Teresina, em parceria com vários órgãos municipais, além da Polícia Militar, e vem auxiliando na política de segurança pública, contribuindo com a proteção da população da zona Norte da capital”, comenta o secretário Samuel Silveira.

Frente de Prevenção

Prevenir a violência também é um objetivo do Vila Bairro Segurança. Por isso, os projetos “Educando Para Prevenir”, “Paz na Escola”, “Sou Capaz” e “Meu Bairro é Vivo” também trabalham esta temática. Os 13 bairros assistidos pelo programa são Acarape, Aeroporto, Alto Alegre, Itaperu, Mafrense, Matadouro, Mocambinho, Nova Brasília, Olarias, Parque Alvorada, Poti Velho, São Francisco e São Joaquim.

Restaurante Popular promove ação de prevenção à hipertensão arterial

Ascom/Semcaspi

O Restaurante Popular de Teresina recebe, nesta sexta-feira (26), ação de prevenção e combate à hipertensão arterial. O evento tem início às 11h e acontece em virtude do Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial. O objetivo é ressaltar a importância do diagnóstico e tratamento da doença.

 

A ação visa ainda orientar sobre o controle adequado por meio da dieta saudável. “Momentos como esse são fundamentais para reforçar junto à população a importância de uma alimentação equilibrada e que garanta qualidade de vida. A hipertensão arterial traz muitos problemas e o melhor é prevenir através da informação”, declara Ítalo Rodrigues, da administração do Restaurante Popular.

 

A entidade é administrada pela Semcaspi, em parceria com a Comunidade terapêutica Fazenda da Paz. São cerca de 17 profissionais envolvidos. O público-alvo do Restaurante são os trabalhadores formais e informais, desempregados, estudantes, aposentados, beneficiários de programas sociais e pessoas em situação de rua.

 

O Restaurante Popular está localizado na Rua Lisandro Nogueira, no segundo piso do Mercado Central São José, no Centro de Teresina. Está aberto ao público de segunda a sexta-feira, das 11h às 14, e tem capacidade de receber 286 pessoas por vez. O valor da refeição é de R$2,50. A instituição é administrada pela Fazenda da Paz, assim também propicia a inclusão social, pois emprega egressos do tratamento terapêutico em decorrência do uso de drogas.

“Saber Cuidar” apoia famílias na superação dos limites causados pelo Zika Vírus

Ascom/SEMCASPI

Desde os primeiros dias na barriga da mamãe Deusiane da Costa, a vida do filho dela, Lucas Gabriel, não é fácil. Nos cinco primeiros meses da gravidez de risco as complicações na gestação já apareceram e Lucas precisou nascer antes do tempo, aos sete meses de gravidez. Como se não bastasse a gravidez de risco, na hora do parto, mais problemas. A infraestrutura ineficiente de um hospital estadual onde Deusiane deu à luz, fez com que o nascimento demorasse quase 24 horas a mais do que o previsto para acontecer. Por conta disso, Lucas apresentou quadros de infecção grave, que quase o levaram a óbito mas, felizmente, ele conseguiu sobreviver.

Porém, ele ficou com sequelas e foi diagnosticado com Microcefalia, Hidrocefalia e Paralisia Cerebral, além de não possuir o movimento em parte do corpo. O nascimento de Lucas, no dia 29 de fevereiro de 2012, marcou para Deusiane o início de uma vida de luta pela superação das limitações dele. Separada do marido, que na época enfrentava o diagnóstico de câncer, não haviam opções de apoio para a família. Financeiramente, a família também passava por dificuldades. O orçamento da família não era suficiente para manter as constantes cirurgias, exames, e os oito antibióticos necessários para manter o tratamento do filho.

Foi nessa situação que Deusiane conheceu o Centro Dia “Saber Cuidar”, que veio dar o suporte, o cuidado e a orientação para famílias de crianças com deficiências associadas ao Zika Vírus. Através do Centro Dia, a família, hoje, recebe o Beneficio de Prestação Continuada (BPC), uma assistência financeira direcionada para idosos e pessoas com deficiência. Lucas hoje tem sete anos e a família comemora cada conquista. Segundo Deusiane, ele já consegue falar, e o desejo dela é que, quem sabe, em breve ele poderá contar a própria história.

Segundo Deusiane, muito do que Lucas já fala é o que ele vivencia no Centro Dia “Saber Cuidar”, onde ele e a família recebem atendimento para o tratamento das deficiências da criança. “Essa casa foi uma bênção de extrema importância, meu filho se realiza lá. Quando chega em casa, fala com muito carinho da equipe do centro e das crianças amigas dele. Hoje, Lucas acorda ansioso para ir ao Centro Dia, todos os dias”, diz a mãe.

Ela avalia que, com o apoio do espaço, a família pôde experimentar a tranquilidade que merecem. “Hoje eu finalmente posso cuidar um pouco de mim, sabendo que durante o tempo que o meun filho passa no Centro, ele está feliz, recebendo cuidado e próximo de outras crianças tão especiais quanto ele”, afirma. O Centro Dia “Saber Cuidar” é uma instituição administrada pela Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi). A unidade promove apoio e cuidado a crianças de 0 a 6 anos de idade com microcefalia e doenças associadas ao zika vírus e suas famílias.

Sobre o serviço

Além das atividades lúdicas e dos cuidados para o desenvolvimento das crianças contempladas, é oferecido suporte aos cuidadores familiares e apoio na administração de medicamentos. São realizadas também ações preventivas de agravos da deficiência e surgimento de doenças. Os encaminhamentos para o “Saber Cuidar” ocorrem por demanda espontânea, busca ativa e através da rede assistencial que existe no município. Após uma triagem, o usuário passa a ter acesso aos serviços, disponibilizados em parceria com a APAE. O Centro Dia Saber Cuidar está localizado na Rua Jaicós, nº 1265, no bairro Ilhotas. A população pode ter mais informações sobre o espaço pelo telefone (86) 3221-4611.

 

Seminário discute mapeamento de violações de direitos e vulnerabilidades sociais

Ascom Semcaspi

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) realizou, na manhã de hoje (24), um seminário intitulado “A Construção do Diagnóstico Socioterritorial no município de Teresina: socializando caminho e discutindo perspectivas”. Durante o evento, que aconteceu no Auditório da Ação Social Arquidiocesana (ASA), foi formada comissão de articulação composta de 19 membros, entre eles representantes de usuários e da gestão, com objetivo de mapear as vulnerabilidades sociais, as violações de direitos e as potencialidades de cada região de Teresina.

O objetivo é fazer com que o usuário se veja e se reconheça neste mapa.  “Ele vai acusar: ‘aqui vejo um grande problema’, ou ‘a liderança é mais atuante nessa área’. Queremos reconhecer esses territórios e auxiliar os profissionais das unidades”, explica Layla Lemos, Coordenadora de Vigilância da Gerência do Sistema Único da Assistência Social (GSUAS) da Semcaspi.

As gerências apresentaram dados em trabalho contínuo desde o Seminário de Planejamento, realizado em janeiro de 2019. O evento é a segunda etapa de uma tríade que compõe a articulação e a execução de políticas públicas da Assistência Social, que se finaliza com o Seminário de Avaliação, no final deste ano.

“Nos sentimos bastante felizes com esse momento, na medida em que queremos obter um raio X das ações da Secretaria e balizar um norte para as equipes.  Entendemos toda a importância dos servidores destacados para essa missão, cremos que são os melhores para desempenhar essa tarefa”, conclui o secretário da Semcaspi, Samuel Silveira.