“Saber Cuidar” apoia famílias na superação dos limites causados pelo Zika Vírus

Ascom/SEMCASPI

Desde os primeiros dias na barriga da mamãe Deusiane da Costa, a vida do filho dela, Lucas Gabriel, não é fácil. Nos cinco primeiros meses da gravidez de risco as complicações na gestação já apareceram e Lucas precisou nascer antes do tempo, aos sete meses de gravidez. Como se não bastasse a gravidez de risco, na hora do parto, mais problemas. A infraestrutura ineficiente de um hospital estadual onde Deusiane deu à luz, fez com que o nascimento demorasse quase 24 horas a mais do que o previsto para acontecer. Por conta disso, Lucas apresentou quadros de infecção grave, que quase o levaram a óbito mas, felizmente, ele conseguiu sobreviver.

Porém, ele ficou com sequelas e foi diagnosticado com Microcefalia, Hidrocefalia e Paralisia Cerebral, além de não possuir o movimento em parte do corpo. O nascimento de Lucas, no dia 29 de fevereiro de 2012, marcou para Deusiane o início de uma vida de luta pela superação das limitações dele. Separada do marido, que na época enfrentava o diagnóstico de câncer, não haviam opções de apoio para a família. Financeiramente, a família também passava por dificuldades. O orçamento da família não era suficiente para manter as constantes cirurgias, exames, e os oito antibióticos necessários para manter o tratamento do filho.

Foi nessa situação que Deusiane conheceu o Centro Dia “Saber Cuidar”, que veio dar o suporte, o cuidado e a orientação para famílias de crianças com deficiências associadas ao Zika Vírus. Através do Centro Dia, a família, hoje, recebe o Beneficio de Prestação Continuada (BPC), uma assistência financeira direcionada para idosos e pessoas com deficiência. Lucas hoje tem sete anos e a família comemora cada conquista. Segundo Deusiane, ele já consegue falar, e o desejo dela é que, quem sabe, em breve ele poderá contar a própria história.

Segundo Deusiane, muito do que Lucas já fala é o que ele vivencia no Centro Dia “Saber Cuidar”, onde ele e a família recebem atendimento para o tratamento das deficiências da criança. “Essa casa foi uma bênção de extrema importância, meu filho se realiza lá. Quando chega em casa, fala com muito carinho da equipe do centro e das crianças amigas dele. Hoje, Lucas acorda ansioso para ir ao Centro Dia, todos os dias”, diz a mãe.

Ela avalia que, com o apoio do espaço, a família pôde experimentar a tranquilidade que merecem. “Hoje eu finalmente posso cuidar um pouco de mim, sabendo que durante o tempo que o meun filho passa no Centro, ele está feliz, recebendo cuidado e próximo de outras crianças tão especiais quanto ele”, afirma. O Centro Dia “Saber Cuidar” é uma instituição administrada pela Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi). A unidade promove apoio e cuidado a crianças de 0 a 6 anos de idade com microcefalia e doenças associadas ao zika vírus e suas famílias.

Sobre o serviço

Além das atividades lúdicas e dos cuidados para o desenvolvimento das crianças contempladas, é oferecido suporte aos cuidadores familiares e apoio na administração de medicamentos. São realizadas também ações preventivas de agravos da deficiência e surgimento de doenças. Os encaminhamentos para o “Saber Cuidar” ocorrem por demanda espontânea, busca ativa e através da rede assistencial que existe no município. Após uma triagem, o usuário passa a ter acesso aos serviços, disponibilizados em parceria com a APAE. O Centro Dia Saber Cuidar está localizado na Rua Jaicós, nº 1265, no bairro Ilhotas. A população pode ter mais informações sobre o espaço pelo telefone (86) 3221-4611.

 

Seminário discute mapeamento de violações de direitos e vulnerabilidades sociais

Ascom Semcaspi

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) realizou, na manhã de hoje (24), um seminário intitulado “A Construção do Diagnóstico Socioterritorial no município de Teresina: socializando caminho e discutindo perspectivas”. Durante o evento, que aconteceu no Auditório da Ação Social Arquidiocesana (ASA), foi formada comissão de articulação composta de 19 membros, entre eles representantes de usuários e da gestão, com objetivo de mapear as vulnerabilidades sociais, as violações de direitos e as potencialidades de cada região de Teresina.

O objetivo é fazer com que o usuário se veja e se reconheça neste mapa.  “Ele vai acusar: ‘aqui vejo um grande problema’, ou ‘a liderança é mais atuante nessa área’. Queremos reconhecer esses territórios e auxiliar os profissionais das unidades”, explica Layla Lemos, Coordenadora de Vigilância da Gerência do Sistema Único da Assistência Social (GSUAS) da Semcaspi.

As gerências apresentaram dados em trabalho contínuo desde o Seminário de Planejamento, realizado em janeiro de 2019. O evento é a segunda etapa de uma tríade que compõe a articulação e a execução de políticas públicas da Assistência Social, que se finaliza com o Seminário de Avaliação, no final deste ano.

“Nos sentimos bastante felizes com esse momento, na medida em que queremos obter um raio X das ações da Secretaria e balizar um norte para as equipes.  Entendemos toda a importância dos servidores destacados para essa missão, cremos que são os melhores para desempenhar essa tarefa”, conclui o secretário da Semcaspi, Samuel Silveira.

Prazo para regularização de dados escolares do Bolsa Família vai até esta quinta (25)

De acordo com dados divulgados pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), 884 famílias de crianças e jovens beneficiários do programa Bolsa Família que estão em idade escolar – entre 6 e 17 anos -, devem regularizar os dados escolares no CadÚnico até quinta-feira, 25 de abril. Os estudantes que não atualizarem a situação escolar ficam invisíveis para o sistema, o que pode acarretar a perda do benefício.

Alunos que foram transferidos entre escolas, mudaram de endereço, mudaram de unidade básica de saúde ou passaram por alguma alteração de cotidiano devem buscar o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) mais próximo e solicitar atualização dos registros. O recebimento do Bolsa Família se mantém pela comprovação da frequência do estudante na instituição educacional em que o CadÚnico o registra como matriculado.

“Quem recebe o Bolsa Família e não atualizou os dados no CRAS, deve retornar à unidade mais próxima da sua casa e fazer a atualização. São quase 900 famílias, e reforçamos a importância da atualização do Cadastro Único”, orienta o secretário da Semcaspi, Samuel Silveira.

O Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cadastro Único) é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda, permitindo que o governo conheça melhor a realidade socioeconômica dessa população. Nele são registradas informações como: características da residência, identificação de cada pessoa, escolaridade, situação de trabalho e renda, entre outras.

Firmino recebe presidente do movimento Transforma Brasil

Rômulo Piauilino

O prefeito Firmino Filho recebeu o presidente do Movimento Transforma Brasil, Fábio Silva, nesta terça-feira, 23, para conhecer ações organizadas de voluntariado e analisar a possibilidade de criar o Transforma Teresina.

A ideia é disseminar esse movimento de mobilização que liga organizações não governamentais e pessoas que tenham o interesse de praticar ações de voluntariado. É um meio de acesso organizado de prestar serviços.

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, ressalta que toda cidade necessita de mais ações solidárias, de voluntariado e que a ideia é benvinda para Teresina.

O secretário da Semcaspi, Samuel Silveira, destaca que a partir desse encontro toda a sinalização foi positiva para que a cidade tenha o Transforma Teresina. “Iremos analisar as possibilidades de termos o nosso nos moldes do Transforma Brasil”, explica.

O Transforma Brasil  foi criado em 2014, em Recife (PE) como um movimento cívico e de voluntariado. Por meio de um portal são cadastradas organizações não governamentais – ongs, como igrejas, clubes, associações de bairros, creches, abrigo de idosos, entre outros e órgãos. Também tem cadastro de voluntários e é feita uma espécie de ponte para a prestação de serviços voluntários.

O presidente do Transforma Brasil, Fábio Silva, informa que o movimento tem 500 mil pessoas cadastradas e 2 mil ofertadoras de vagas. “ Temos a meta de até 2022 chegarmos a 5 milhões de voluntários e 20 mil ofertas de vagas”, diz.

Terceira etapa do concurso da Guarda Municipal de Teresina tem início nesta segunda(22)

Ascom Semcaspi

A 3ª etapa do concurso da Guarda Municipal de Teresina, o teste de aptidão física, tem início nesta segunda-feira (22) às 17h. De acordo com o Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos da Universidade Estadual do Piauí (Nucepe), os candidatos foram divididos em 25 grupos, que devem comparecer ao Centro Esportivo da (UFPI), localizado na Avenida Raul Lopes, nº 1971, Bairro Ininga, de acordo com o dia e a hora indicada no Edital. Essa fase do processo vai até as 19h do dia 27 de abril.

A divulgação do resultado do teste de aptidão física está prevista para o dia 2 de maio, sendo que o prazo para interposição de recursos será nos dias 3 e 4 de maio. A convocação para a 4ª etapa, que consiste em Avaliação Psicológica, será disponibilizada no site do Nucepe, no dia 14 do próximo mês.

Criada por meio da Lei complementar n° 3.834, a Guarda Civil Municipal de Teresina é vinculada à Semcaspi e atua nas praças da Bandeira, rio Branco, Fripisa; parque Lagoas do Norte, Estação da Cidadania, Floresta Fóssil e parque Encontro dos Rios; Centro Unificado de Esporte e Lazer (CEU) Sul e Norte e Complexo Esportivo José Ponce Filho (Parentão); além de realizar patrulhamentos preventivos no Centro Pop, Restaurante Popular de Teresina, Praça dos Skatistas e Corredores e Terminais de Integração do Itararé, do Parque Piauí e Bela Vista.

Confira aqui a Convocação para realização da 3ª Etapa – Teste de Aptidão Física.

Confira aqui o cronograma de execução do concurso.

Programa Acessuas Trabalho realiza palestra sobre empreendedorismo

Ascom Semcaspi

O Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Leste I, localizado no bairro Pedra Mole, recebeu na terça-feira (16), palestra sobre empreendedorismo ministrada pelo gerente do Banco Popular, Michel Sena. A ação faz parte das oficinas oferecidas pelo programa Acessuas Trabalho, lançado pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas em fevereiro desse ano, em parceria com a Secretaria Municipal de Economia Solidária e Trabalho (SEMEST).

 O Acessuas Trabalho consiste em um conjunto de ações de articulação de políticas públicas e de mobilização, encaminhamento e acompanhamento de pessoas em situação de vulnerabilidade e risco social para acesso a oportunidades de trabalho e emprego. “As ações do programa consistem em qualificação técnico-profissional, intermediação de mão-de-obra, apoio a microempreendedores, articulação com comerciantes e empresários locais para oportunidades, bem como o acesso aos direitos sociais e ao trabalho”, reforça Kaliandra Ribeiro, coordenadora do Programa em Teresina.

Para ter acesso ao programa, o usuário deverá ter idade entre 14 a 59 anos. O Acessuas Trabalho tem como público prioritário beneficiários do Programa Bolsa Família, pessoas inscritas no Cadastro Único, pessoas com deficiência, jovens egressos do serviço de fortalecimento de vínculos, adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas e pessoas em situação de rua.

 Interessados devem procurar o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) mais próximo portando os seguintes documentos: número de identificação social (NIS), identidade (RG), cadastro de pessoa física (CPF), título de eleitor, carteira de trabalho, reservista (sexo masculino) e comprovante de residência.

Divulgado edital de convocação para eleições nos Conselhos Tutelares de Teresina

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente, entidade vinculada à Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), divulgou o Edital de Convocação regulamentando processo eleitoral para os membros dos Conselhos Tutelares de Teresina para o quadriênio 2020/2024. Os interessados devem se inscrever dentro do prazo, que inicia nesta segunda-feira (15) e vai até o dia 3 de maio, na sede do CMDCAT, situada na Rua Coelho Rodrigues, 954, no Centro.

Segundo o documento, as eleições acontecem no dia 6 de outubro de 2019. A posse dos candidatos escolhidos está prevista para 10 de janeiro do ano que vem.

O Conselho Tutelar é um órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente, é composto por 05 (cinco) membros, escolhidos pela comunidade local para mandato de 04 (quatro) anos, permitida 01 (uma) recondução ao cargo.

Para concorrer aos cargos, é necessário que alguns requisitos sejam cumpridos, sendo eles: reconhecida idoneidade moral; idade superior a 21 anos; residir no município há mais de 2 anos; estar em gozo dos direitos políticos; instrução igual ou superior ao ensino médio completo; reconhecida experiência na área de defesa, proteção, assistência social e/ou atendimento dos direitos da criança e do adolescente ou em defesa do cidadão, há no mínimo 2 anos; comprovada participação e aproveitamento em processo de capacitação e avaliação acerca dos direitos infanto-juvenis, promovido pelo CMDCAT, no decurso do processo de escolha; ser referendado por entidade de reconhecida atuação no Município, com exceção dos Conselheiros que encontram-se em exercício no município de Teresina-PI; não ter sido penalizado em processo administrativo nos últimos 04 anos; estar quite com as obrigações militares (para os casos de candidatos do sexo masculino).

O processo seletivo conta também com fase eliminatória e classificatória. Os candidatos com inscrições deferidas participarão de seminário preparatório sobre a Legislação e a atuação dos Conselheiros Tutelares, no qual deverão obter participação mínima de 75%, com posterior submissão a prova escrita, redação e prova oral.

“Estamos oportunizando para qualquer cidadão ou cidadã estar concorrendo a essa vaga e estar colaborando na defesa dos direitos da criança e do adolescente em Teresina. Estamos abertos à qualquer um que se enquadre nas regulações do edital, para essa eleição que já acontece em outubro”, ressalta Carol Neves, presidente do CMDCAT em Teresina.

A documentação necessária para formalização da inscrição às eleições do Conselho Tutelar, assim como o Cronograma de Execução e outros detalhes podem ser conferidos no site da Semcaspi e no site da Prefeitura de Teresina.

Confira o edital.

Quase 900 famílias devem regularizar dados escolares para não perder o Bolsa Família

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) divulgou nesta segunda-feira (15) os dados dos acompanhamento da condicionalidade da educação, no Bolsa Família. Segundo o órgão, 884 famílias de crianças e jovens beneficiários do programa que estão em idade escolar – entre 6 e 17 anos -, devem regularizar os dados escolares no CadÚnico até o dia 25 de abril.

Estudantes que foram transferidos entre escolas, mudaram de endereço, mudaram de unidade básica de saúde ou passaram por alguma alteração de cotidiano devem buscar o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) mais próximo e solicitar atualização dos registros para evitar a suspensão benefício.

O recebimento do Bolsa Família se mantém pela comprovação da frequência do estudante na instituição educacional em que o CadÚnico o registra como matriculado. Caso haja informação diferente nos registros, o aluno pode se tornar desconhecido no sistema, o que pode acarretar o bloqueio. Segundo Jovina Sérvulo, coordenadora das condicionalidades do Bolsa Família em Teresina, as famílias precisam comparecer aos CRAS pelo menos a cada dois anos.

“É imprescindível que essas famílias busquem os CRAS da sua região o mais rápido possível. O Cadastro Único alimenta o Sistema ‘Presença’ com a frequência escolar do aluno, e precisa ter a informação de onde essa criança ou adolescente está estudando, para qual escola foi transferida, onde foi matriculada, para que ele encaminhe para o CadÚnico. Até o presente momento, o Cadastro não tem essa noção, que é imprescindível, sobre a vida escolar desses estudantes e principalmente, de onde eles estão”, reforça a coordenadora.

Sobre o CadÚnico

O Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cadastro Único) é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda, permitindo que o governo conheça melhor a realidade socioeconômica dessa população. Nele são registradas informações como: características da residência, identificação de cada pessoa, escolaridade, situação de trabalho e renda, entre outras.

A partir de 2003, o Cadastro Único se tornou o principal instrumento do Estado brasileiro para a seleção e a inclusão de famílias de baixa renda em programas federais, sendo usado obrigatoriamente para a concessão dos benefícios do Programa Bolsa Família, da Tarifa Social de Energia Elétrica, do Programa Minha Casa Minha Vida, da Bolsa Verde, entre outros. Também pode ser utilizado para a seleção de beneficiários de programas ofertados pelos governos estaduais e municipais. Por isso, ele é funciona como uma porta de entrada para as famílias acessarem diversas políticas públicas.

Vila Bairro Segurança aborda mais de 200 veículos na zona Norte de Teresina

Ascom/ Semcaspi

Foi realizada nesta sexta-feira (12) mais uma edição dos projetos Blitz Sufoco e Teresina Protege, que compõem a frente de proteção do Programa Vila Bairro Segurança, onde Guarda Municipal de Teresina e Polícia Militar trabalham em conjunto.

Os dois órgãos realizaram  67 abordagens na zona Norte de Teresina e encontraram duas porções de maconha e uma de crack. Um termo de ocorrência foi feito, devido a uma porção análoga a cocaína, encontrada nos bairros que formam o Projeto Lagoas do Norte.

O Conselho Tutelar e a 1ª Vara da Infância e da Juventude fizeram 10 abordagens com duas notificações devido a presença de menores em bares e em horário inadequado. Já a Strans fez abordagens em 206 veículos, com  15 remoções e 45 notificações de trânsito. A Superintendência de Desenvolvimento Urbano Centro/Norte realizou 4 notificações por falta de alvará em estabelecimentos nos bairros Matadouro e São Joaquim, e 1 auto de infração de funcionamento.

Segundo o secretário municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, Samuel Silveira, a avaliação desta edição dos dois projetos que integram o Vila Bairro Segurança é positiva. “Essa é uma ação integrada da Prefeitura de Teresina em parceria com vários órgãos municipais, além da Polícia Militar, e vem auxiliando na política de segurança pública, contribuindo com a proteção da população da zona Norte da capital”, comenta o secretário Samuel Silveira.

O eixo proteção do Programa Vila Bairro Segurança tem como objetivo reforçar a segurança nos bairros da capital, por meio dos projetos Blitz Sufoco e Teresina Protege. Os 13 bairros assistidos pelo projeto são Acarape, Aeroporto, Alto Alegre, Itaperu, Mafrense, Matadouro, Mocambinho, Nova Brasília, Olarias, Parque Alvorada, Poti Velho, São Francisco e São Joaquim.