Prefeito Firmino Filho reforça parceria com Funaci

Na manhã desta sexta-feira (5), o prefeito Firmino Filho recebeu, no Palácio da Cidade, a visita de membros da Fundação Padre Antônio Dante Civiero (Funaci) e reforçou a parceria com a instituição que desenvolve trabalhos voluntários nas áreas de educação, saúde, agricultura, assitência social e formação humano-espiritual.

No encontro, o presidente da Funaci, Paulo Cruz, reforçou a importância dessa parceria. “Viemos reafirmar que a Funaci está ao lado da prefeitura nesses trinta anos. A família do padre Humberto veio agradecer e reafirmar que o trabalho em conjunto continua”, comenta.

As áreas de educação e saúde são as que mais se destacam ao longo de décadas de colaboração. “A gente tem as Escolas de Famílias Agrícolas em algumas cidades, inclusive Teresina. Nós temos também o Hospital São Carlos Borromeu, que fica na Pedra Mole e atende a comunidade. Saúde, educação e Assistência social são nossos maiores destaques”, frisa o presidente reforçando que a manutenção do hospital se dá com recursos financeiros garantidos por meio da Fundação Municipal de Saúde.

O prefeito Firmino Filho garantiu que as parcerias vão continuar e que o trabalho nas creches será intensificado. “Temos o Espaço de Convivência Amor de Tia, que faz um trabalho importante prestando serviços de proteção infantil em situação de vulnerabilidade social, acolhendo crianças. Podemos reforçar o acesso delas às creches da nossa rede”, comenta o prefeito.

A presidente da Associação Amigos do Espírito Santo, que trabalha em parceria com a Funaci, também participou do encontro e falou sobre a importância desse encontro para que novos projetos sejam traçados. “A gente percebe a importância de todo esse trabalho para o fortalecimento das parcerias, sobretudo para as crianças”, destaca Elena Cracco.

A FUNACI é uma entidade filantrópica que tem como missão contribuir para a integração do ser humano na sua realidade como sujeito ativo na superação dos problemas que lhe afetam. A entidade atua, principalmente, nas áreas de educação, saúde, agricultura, assistência social e formação humano-espiritual. Suas ações estão concentradas em Teresina na região da Grande Socopo, na zona Leste, como também nos municípios piauienses, a exemplo de Aroazes, São Pedro do Piauí e Miguel Alves.

Prefeito presta assistência às vítimas no Parque Rodoviário

Rômulo Piauilino

Na noite desta quinta-feira (4), o prefeito Firmino Filho visitou o Parque Rodoviário, zona Sul de Teresina, para acompanhar de perto os trabalhos de assistência às famílias que foram atingidas com o rompimento de um muro que represava uma lagoa em um terreno particular na região. A tragédia deixou duas pessoas mortas, atingiu mais de 40 casas e deixou dezenas de feridos.

Equipes da Defesa Civil Municipal, Samu, assistência social e limpeza, estavam presentes prestando assistência às famílias. Além do prefeito, os secretários de assistência Social, Samuel Silveira, Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marco Antônio Ayres, o superintendente da SDU Sul, Paulo Lopes e o secretário de Comunicação, Fernando Said, também foram ao local acompanhar de perto a situação.

Segundo o prefeito, ao tomar conhecimento do fato, a Prefeitura mobilizou suas equipes para ajudar as famílias. “O momento agora é de ajudar essas pessoas. Viemos prestar a nossa solidariedade e disponibilizar a estrutura da Prefeitura para que elas possam ter a ajuda necessária para retomar suas vidas. O clima é de dor e desespero. Mas estamos juntos para mostrar que estamos solidários a esse momento”, ressaltou.

Ainda de acordo com o prefeito, as informações das causas do acidente ainda são preliminares, mas a Prefeitura irá apurá-las e buscar responsabilidades. “Vamos apurar com muito critério, muita calma, mas também com firmeza para saber as responsabilidades”, frisou.

Desde os primeiros momentos da tragédia, as equipes da Prefeitura estiveram na comunidade. Equipes de assistentes sociais buscavam o cadastro das famílias e orientavam sobre os riscos e das possibilidades de auxiliar as famílias na remoção dos seus pertences para um local seguro. O secretário Samuel Silveira frisou que o objetivo é minimizar os prejuízos. “Nossas equipes estão a postos e só sairão do local a partir do controle pleno da situação. Estamos com equipes auxiliando na assistência a essas famílias para que todo o necessário seja feito”, completou.

O montador Sean Jader tem 27 anos e mora na região desde que nasceu. No momento do rompimento do muro, ele contou que não sabia o que estava acontecendo. “Nunca imaginávamos que isso iria acontecer. Eu estava com minha esposa e meus dois filhos e só ouvíamos os gritos e de repente a água e a lama começou a invadir as casas”, lembra.

A aposentada Vilma de Oliveira, de 56 anos, diz que mora na região desde sua fundação. No momento da tragédia, ela disse que precisou contar com a ajuda dos vizinhos para retirar suas coisas e seu marido de 87 anos. “Eu só escutei os gritos e depois veio aquela água. Uma tragédia. Ainda bem que conseguimos escapar, mas ver nossa casa nessas condições é muito triste. Toda uma vida perdida”, lamenta.

Os trabalhos na região continuarão ainda nesta sexta-feira. Equipes do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil trabalham no local avaliando possíveis riscos. Assistentes sociais e equipes de limpeza também estão no local para prestar toda a assistência às famílias. Por questão de segurança, a passarela do Parque Rodoviário foi interditada para que técnicos avaliem a situação, já que ela recebeu um volume grande de água que pode ter comprometido a sua estrutura.

Defesa Civil alerta para pontos que merecem atenção em dias de chuva forte

Com o aumento do volume de chuvas  em Teresina, a Defesa Civil Municipal faz o alerta para que alguns trechos da cidade sejam evitados na hora de chuva forte ou até meia hora depois delas, quando a água escoa.

“É importante que durante esse período chuvoso tenhamos alguns cuidados, especialmente no trânsito, e isso diz respeito tanto para motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres. É possível que as pessoas se depararem nos dias de chuva forte com vias cujo volume de água seja grande e, nesse caso, se for possível, é indicado parar o carro e esperar que a água na via abaixe”, explica Sebastião Domingos, coordenador da Defesa Civil Municipal.

Se precisar de auxílio em situações de emergência, é indicado ligar para o Corpo de Bombeiros (193) e a Defesa Civil (153).

Em Teresina, os pontos que merecem atenção em dias de chuva forte são os seguintes:

Na zona Norte de Teresina:
– Avenida Centenário, na região do Aeroporto
– Avenida Poty Velho, na região do Parque Brasil I
– Avenida Freitas Neto, Mocambinho e proximidades da ponte Mocambinho

Na zona Leste de Teresina:
– Avenida Nossa Senhora de Fátima, especialmente no trecho entre as avenidas João XXIII e Jóquei Clube
– Avenida Homero Castelo Branco (também na proximidade com a João XXXIII), evitando também ruas adjacentes
– Bairro Cidade Jardim, nas ruas Santa e Refúgio.

Na zona Sudeste de Teresina:
– Avenida Joaquim Nelson
– Rua Zaul Pedrosa, na Vila Eugênia Ferraz.

Na zona Sul de Teresina:
– Avenida Ulisses Guimarães, bairro Promorar
– Ruas Beneditino, Pedro II, Gilbués e Buriti dos Lopes, no bairro São Pedro

Prefeito decreta estado de emergência em Teresina

Rômulo Piauilino

O prefeito Firmino Filho vai decretar estado de emergência em Teresina nesta quinta-feira (04) em decorrência das fortes chuvas ocorridas nos últimos dias e do aumento do volume dos rios que cortam a cidade. A medida caracteriza uma situação emergencial para dar agilidade burocrática nas ações das Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDUs) e na Defesa Civil do município.

“Só no mês de abril tivemos mais 200 milímetros de chuva na cidade e a previsão é que as chuvas continuem intensas. O rio Parnaíba vem subindo, com sua bacia recebendo água, e a situação do rio Poti é alarmante, podendo colocar em risco a população ribeirinha”, destacou o prefeito durante visita realizada no final da manhã de hoje a alguns pontos de alagamento.

Ele ressalta que, com o inverno rigoroso verificado em todo Nordeste, é preciso manter o estado de alerta e monitorar algumas regiões da cidade. “Sabemos que, na construção de uma cidade, a infraestrutura urbana é fundamental e, dentro dela, a última obra a ser construída é a de drenagem, porque ela serve por pouco tempo durante o ano e é muito cara. Mesmo assim, temos duas grandes galerias sendo feitas, a da zona Leste e a do Portal da Alegria, além de outras seis que estamos buscando recursos financeiros para execução das obras”, acrescentou o prefeito.

Até o momento, Teresina tem casos pontuais de desabrigados em decorrência das chuvas. Na zona Norte, uma região vulnerável, o conjunto de sistema de drenagem executado através do Programa Lagoas do Norte deu resultados positivos. “Se não tivéssemos feito essas intervenções, teríamos cerca de 5 mil famílias desabrigadas”, lembrou Firmino Filho ao frisar que, além de todos os serviços se melhorias, é preciso respeitar o meio ambiente.

“Mais do que investir e corrigir problemas do passado, é necessário ter uma observância rigorosa na legislação de drenagem, para que, com o passar tempo, a gente não  tenha mais problemas. Temos na nossa cidade rios, riachos e caminhos de água, e eles precisam ser respeitados”, concluiu.

Firmino discute em Brasília a construção do novo aeroporto de Teresina

O aeroporto de Teresina será levado à concessão no próximo ano, segundo previsão da atual política aeroportuária do governo federal. O prefeito Firmino Filho destacou a importância da construção do novo aeroporto para a capital durante audiência na Secretaria de Aviação Civil na manhã desta terça-feira (02), em Brasília.

“Nosso desafio foi demonstrar para o governo federal e a Secretaria de Aviação Civil que o aeroporto de Teresina precisa de tratamento diferenciado.  Destacamos que a atual estrutura é danosa para o desenvolvimento urbano de Teresina e isso terá impactos a médio e longo prazos, por ser na região baixa da cidade e muito próximo do Centro e da zona Leste”, disse Firmino.

Segundo ele, a presença do aeroporto na zona Norte inibe o adensamento e verticalização da cidade nas três regiões da capital. “Nossa ideia é ter um modelo diferenciado para ter um novo aeroporto em Teresina. Além disso, a ideia é que a área do Aeroporto Senador Petrônio Portella, na zona Norte, seja requlificada, proporcionando mais qualidade de vida aos moradores do seu entorno”, acrescentou.

A bancada do Piauí em Brasília esteve com o prefeito durante a audiência. Os senadores Ciro Nogueira e Marcelo Castro, as deputadas  Marina e Margareth Coelho e a chefe de gabinete da deputada Rejane Dias, apoiaram Firmino Filho na busca de um novo aeroporto para Teresina.

Prefeito Firmino Filho é eleito vice-presidente da FNP

FNP

O prefeito Firmino Filho foi eleito segundo vice-presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP). A eleição da diretoria da entidade para o período 2019/2021 aconteceu na tarde desta segunda-feira (25) durante a 75ª Reunião Geral da FNP, em Brasília.

“É uma alegria muito grande poder contribuir com a causa dos municípios e contribuir com a FNP na defesa da causa dos municípios brasileiros ajudando como vice-presidente da nova gestão. A nossa experiência na cidade de Teresina nos credencia a compartilhar conhecimento com as pequenas e médias cidades”, disse.

A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) reconduziu o prefeito de Campinas, Jonas Donizete, ao cargo de presidente. Também faz parte da diretoria o prefeito Edvaldo Nogueira, de Aracaju, que foi eleito como primeiro vice-presidente.

A Frente Nacional tem sido um local diferenciado para se discutir as questões urbanas da cidade de forma qualificada e aprofundada. “O Brasil é um país urbano, com 80% da população vivendo nas cidades e vivenciando grandes desafios, como mobilidade urbana, segurança, habitação, saneamento, saúde e educação. Por isso, precisamos deste debate qualificado através da FNP para melhorar o enfrentamento desses problemas”, acrescentou Firmino Filho.

FNP reúne mais de 400 municípios

A FNP foi fundada em 1989 e é a única entidade municipalista nacional dirigida exclusivamente por prefeitas e prefeitos em exercício dos seus mandatos. Tem como foco de atuação os 400 municípios com mais de 80 mil habitantes. Esse recorte abrange 100% das capitais, 60% dos habitantes e 75% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

A entidade tem como missão principal garantir a participação plena e imprescindível dos municípios no pacto federativo, além de desenvolver projetos com parceiros nacionais e internacionais, como o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), União Europeia (UE) e Caixa Econômica Federal (CEF).

No convênio Sebrae, foi firmada uma nova parceria “Melhoria do Ambiente de Negócios nos Municípios e Disseminação da Rede Simples em prol do desenvolvimento sustentável”. O objetivo é ampliar e fortalecer as estratégias de fomento aos pequenos negócios locais e a melhoria do ambiente de negócios.

29 Observatório dos Consórcios Públicos e do Federalismo é o projeto da FNP com a Caixa Econômica Federal (CEF) o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). O OCPF consolida-se como um centro multi-institucional de apoio aos consórcios públicos e ao aperfeiçoamento do federalismo brasileiro. Sua missão é promover análise e reflexão sobre a agenda e os desafios do consorciamento público – uma inovação no federalismo brasileiro – disseminando informações e conhecimento e, neste sentido, gerando e disponibilizando um banco de dados sobre a primeira geração de consórcios públicos no Brasil e as experiências internacionais correlatas.

Firmino destaca reforma da previdência para crescimento do país

A reforma da Previdência foi a principal pauta da 75ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) nesta segunda-feira (25), em Brasília. O prefeito Firmino Filho marcou presença no evento, que incluiu uma reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e com o secretário especial da Previdência, Rogério Marinho.

“É essencial que a gente possa ter uma reforma tributária como pré-condição para que o país tenha mais investimentos e volte a crescer. A reforma da Previdência tem impacto nas finanças municipais e nossa preocupação é que, ao longo do tempo, possamos dar garantias de que os servidores municipais terão uma aposentadoria segura”, ressaltou o prefeito.

Para a FNP, é imprescindível incluir os municípios nos debates da Nova Previdência. Os debates da Plenária de Prefeitos incluíram também o custeio da saúde, segurança pública, educação, saneamento, habitação, mobilidade e tributos como o ISS e o IPTU.

Para amanhã, a programação do encontro prevê reuniões com os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre e da Câmara, Rodrigo Maia.