Campanha pela doação de sangue na Ponte Estaiada termina nesta sexta (26)

A ação no Complexo Turístico Ponte Estaiada da Campanha Junho Vermelho, organizada pelo Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (Hemopi), terminará nesta sexta-feira (26). O local está recebendo uma unidade móvel de coleta de sangue desde a manhã de ontem e tem registrado boa procura por parte dos doadores.

Com apoio da Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), a campanha chegou a um dos principais pontos turísticos da capital com o objetivo de se aproximar de potenciais doadores. De acordo com a direção do Hemopi, a ação com a unidade móvel na Ponte Estaiada registrou números maiores do que em campanhas anteriores. Só na quarta-feira houve 71 cadastros e 56 doações. A coleta de sangue também continua normalmente na sede do hemocentro, localizada no Centro.

O secretário da Semdec, Raul Ferraz, esteve mais cedo no local, onde doou sangue pela primeira vez em apoio à campanha. “É muito simples e rápido. A Prefeitura de Teresina, por meio da Semdec, claramente apoia a Campanha Junho Vermelho. A Ponte Estaiada foi escolhida como palco para esta ação pela importância também como ponto de encontro na nossa capital”, disse.

De acordo com o diretor-geral do Hemopi, Jurandir Filho, a procura tem sido boa e as ações de descentralização ajudam a melhorar ainda mais o número de doações. “Graças ao espírito hospitaleiro do Piauí, sobretudo de Teresina, nós estamos tendo uma surpresa agradável em termos de procura. Estamos satisfeitos com essa ação solidária e agradecemos mais uma vez a população de Teresina que se fez presente”, afirmou.

O diretor acrescentou que ara o Hemopi é muito importante fazer essas ações de descentralização, no sentido de melhorar o acesso da população para a doação de sangue. “Por causa da pandemia, nós tivemos uma redução significativa no número de doações de sangue, mas estamos tomando todas as medidas de segurança sanitária para continuar nossa atividade”, explicou.

Empresas de moda e beleza são as mais cadastradas no Programa Empreende THEch

A maior parte dos empreendimentos cadastrados no Programa Empreende THEch são do setor de moda e beleza. Em levantamento apresentado pela equipe do Programa THEch, responsável pela plataforma, foi constatado que 78 pequenos e médios negócios apresentados no site, são deste setor.

Lançado em dia 1º de maio, pelo Prefeito Firmino Filho, o Programa é como uma vitrine virtual de produtos e serviços e pode ser acessado por qualquer pessoa disposta a fazer negócios. A ação é uma forma de auxiliar pequenos e médios empreendedores durante a crise decorrente da Covid-19. A proposta é fazer com que negócios sejam realizados, especialmente sem o contato físico.

Para Francisca Maria Lima, dona da Lima’s Store com sede no bairro Porto Alegre, zona sul de Teresina, a entrada na plataforma foi positiva para seus negócios. Ela afirma que algumas das vendas que fechou recentemente aconteceram por meio do anúncio no site Empreende Thech.“Tivemos procura e fechamos vendas. A plataforma da uma maior visibilidade para a loja oportunizando mais pessoas a nos conhecer. Somos loja online e já trabalhávamos através das redes sociais e promovendo anúncios para alcançar maior quantidade de pessoas. Quando surgiu a oportunidade de anunciar na plataforma do Empreende Tech agarramos, pois teríamos ainda mais chances de sermos conhecidos”, disse.

Ainda de acordo com a empresária, as vendas voltaram a melhorar só recentemente, pois no início da pandemia a loja sofreu os impactos por conta do isolamento social e que, com isso, percebeu um novo comportamento entre os clientes. “Nas primeiras semanas de isolamento foi difícil, mas logo depois voltou a ter procura. Após um mês parado retornamos com os atendimentos online. Vejo que já temos um novo formato de cliente, mais preocupado com a segurança dos produtos que recebe tendo mais responsabilidade com a sua saúde. Isso também nos mostra novas modalidade de se trabalhar, como o delivery, por exemplo”, destacou.

Já Thatyara Queiroz, dona da marca Thatyara Queiroz Acessórios, uma loja virtual, destaca que o grande ponto positivo do Empreende Thech é a ótima oportunidade para ser mostrar. Ela ainda diz que o Natal será uma grande oportunidade para o comércio. “Cadastrei-me por visibilidade, já que é uma vitrine virtual. Eu me escrevi pra ser vista, lembrada e conhecida. No momento que estamos passando e vivendo hoje, a vitrine virtual tornou-se uma ótima ferramenta. Quando tudo se normalizar, acredito que as pessoas vão querer viver mais. Viajar mais, se programar para sair mais. O Natal, por exemplo, acredito que as pessoas irão se doar mais, se presentear mais e se aproximar mais. A minha esperança é com as vendas no Natal”, explicou.

De acordo com Ana Luísa Nogueira, da equipe Programa THEch, responsável pelo desenvolvimento e manutenção da plataforma, o setor da moda e beleza ser tão forte na vitrine virtual, pode ser por Teresina ter uma forte oferta natural neste setor.

“Teresina têm a Educação, Saúde, e a Indústria Têxtil como três grandes polos econômicos. Sendo a indústria a responsável pela produção, é natural que exista uma maior oferta de produtos e serviços que façam parte da cadeia produtiva do setor têxtil. Embora ainda não possamos dizer que as empresas cadastradas no programa representam um retrato do pequeno negócio em Teresina, constatamos que o setor de moda e beleza está mais interessado e mais engajado na transformação digital dos negócios, exatamente o objetivo central do Programa THEch”, finaliza.

Para usar no Empreende THEch é simples, o usuário só precisa pesquisar o serviço que necessita e uma página com várias opções será aberta. A ideia é que a plataforma dê maior visibilidade a negócios locais, permitindo que potenciais clientes os encontrem com apenas um clique, sem necessariamente sair de casa. Todo e qualquer empreendedor (com ou sem CNPJ) poderá se inscrever, basta clicar neste link (thechteresina.softex.br/empreendethech).

“Finanças Para o Pequeno Negócio” é o tema da primeira live do Projeto Empreende Thech

Enxergando as dificuldades que o pequeno empreendedor está enfrentando neste período de mudanças, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), por meio do Programa Thech, promoverá, nesta sexta-feira (22), uma live no Instagram para tratar sobre “Finanças Para o Pequeno Negócio”. A iniciativa faz parte de uma estratégia de engajamento montada pela equipe do Empreende Thech e visa ensinar a classe empreendedora a gerir melhor a vida financeira da sua empresa.

A live, expressão utilizada para denominar transmissões ao vivo na plataforma do Instagram, acontecerá às 16h30 na página do Programa Thech (@programathech) na rede social. Para participar, basta acessar o Instagram no horário indicado e procurar pela página do Programa.

Segundo a Coordenadora de Educação do Programa Thech, Mayra Moura, muitas dicas práticas de organização financeira serão dadas durante a transmissão ao vivo. “Elencamos alguns conteúdos básicos para quem é do pequeno negócio e em um período em que o dinheiro é a grande questão e a queda da lucratividade também, ensinaremos os empreendedores a separar finanças pessoais das empresariais, administração e equilíbrio de gastos e como realizar uma gestão estruturada do seu dinheiro. Será uma live sucinta, de 30 a 40 minutos, e darei dicas super práticas e necessárias nesse período”, falou.

Ainda segundo a coordenadora, outras lives acontecerão. “Finanças é só o primeiro tema. Com esta live conseguiremos engajar os empreendedores cadastrados no Programa a acessarem nossa conta no Youtube, conta essa que só os inscritos têm acesso, e fazer com que mais empreendedores se cadastrem. Nesta plataforma a equipe disponibiliza vários vídeos com diferentes assuntos, como vendas online, plataformas de pagamento, marketing, logística e outros. É tudo gratuito e com uma linguagem muito acessível”, explica.

De acordo com o secretário da Semdec, Raul Ferraz, a live faz parte de uma tentativa da pasta de ajudar os pequenos e médios empreendedores de Teresina nesse período de mudanças. “O Empreende Thech foi um projeto pensado para dar apoio a esta categoria. Para além de uma vitrine virtual, temos a intenção de aumentar o conhecimento deles sobre gestão dos seus negócios e sobre alternativas para contornar os problemas que vierem a aparecer, como, por exemplo, ferramentas e meios de distribuição dos seus produtos. Então, cadastrem-se no site e usufruam das possibilidades”, completa.

O Empreende Thech é uma iniciativa da Prefeitura de Teresina, por meio da Semdec e do Programa Thech, e funciona como uma grande vitrine virtual, criando um canal direto entre fornecedores e consumidores. O procedimento de inscrição é gratuito e todo e qualquer empreendedor, com CNPJ ou não, pode participar, basta acessar o site www.empreendeteresina.com.br e preencher o cadastro.

Procon THE e MPPI/Procon Estadual realizam fiscalização em agências bancárias e lotéricas

Ascom/Semdec

O Procon Teresina iniciou, na manhã desta sexta-feira (8), a fiscalização de agências bancárias e lotéricas em várias zonas da capital. A ação em conjunto com o MPPI/Procon Estadual vai avaliar diversos fatores, entre eles: atendimento ao público, distanciamento mínimo, fluxo de pessoas, uso de máscaras e álcool em gel e avisos de orientação.

A fiscalização, que acontece durante todo o dia de hoje e finaliza na segunda-feira (11), é fruto de uma notificação recomendatória conjunta do Procon Estadual e a 31ª e 32ª Promotorias de Justiça de Defesa do Consumidor. A notificação tem a finalidade de garantir e adotar medidas preventivas à propagação da COVID-19. De acordo com a Coordenadora Geral do Procon Teresina, Nara Cronemberger, a ação de fiscalização quer identificar, se agências bancárias, lotéricas entre outros, estão obedecendo regras já preestabelecidas para a segurança do usuário do serviço.

“Nós temos observado em várias reportagens na televisão, que a procura, principalmente por agências da Caixa, tem levado um bom número de pessoas a se aglomerarem. Tendo em vista que estamos vivendo uma pandemia, o compromisso dessa fiscalização é identificar irregularidades e autuar, caso seja necessário. Nesse primeiro dia, nós pudemos constatar algumas pequenas irregularidades, inclusive aplicamos uma advertência em uma agência bancária. Em outra situação, a aglomeração de pessoas foi a principal questão verificada na visita, mas percebemos que a gerência do local estava com o auxílio da Guarda Municipal para organizar o ambiente”, explica.

O Chefe de Fiscalização do Procon Estadual, José Arimateia Area Leão, destaca que os bancos terão 48h para se adequarem às recomendações de higiene e controle de pessoas em seus estabelecimentos. “Nesta ação vamos procurar verificar principalmente a questão do distanciamento, se os bancos estão cumprindo a questão da higienização, disponibilizando álcool gel para cliente, atendendo adequadamente quem é prioridade e especiais. Tudo isso em três zonas da capital: zona leste, sul e centro. Queremos constatar se há irregularidades. Se constatado, faz-se uma advertência e damos um prazo de 48h para os bancos cumprirem a obrigação”.

Os agentes dos Procons Teresina e Estadual visitaram as Agências do Banco do Brasil do bairro Marquês e zona Leste; da Caixa Econômica Federal da Avenida Areolino de Abreu, Centro e zona Leste; dos Banco Itaú e Bradesco, ambas localizadas na Av. João XXIII.

Em cinco dias, plataforma para apoiar empreendedores registra quase 200 inscritos

O Programa Empreende THECH já registrou quase 200 inscritos na plataforma. Os números foram informados pelo gestor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Raul Ferraz, na manhã desta quarta-feira (05). O Programa THEch, que desenvolveu o site, prevê aumento no número de inscrições até o fim de maio

“Recebi a informação atualizada que já estamos batemos o número de 200 inscritos na plataforma. É um bom número, se levarmos em consideração que acabou de ser lançada. Estamos confiantes que até o fim de maio esse número seja ainda maior. A iniciativa é completamente de graça e nasceu com o objetivo de ajudar pequenos e médios empreendedores. É uma versão moderna e digital das antigas páginas amarelas dos catálogos telefônicos”, disse o secretário Raul Ferraz.

Para Marta Barradas, dona da marca UAL! Atelier, empresa que trabalha com a produção de cestas personalizadas há quase um ano, o que mais lhe chamou atenção na iniciativa foi a oportunidade de visibilidade do seu negócio. “O principal objetivo sem dúvidas é a visibilidade a partir da divulgação da nossa marca, até porque nesse período de crise as vendas diminuem consideravelmente e ter essa ajuda é interessante. Gostei muito do lançamento da plataforma e como o nosso único meio de visibilidade da empresa era o nosso Instagram, já percebemos que houve um aumento no número de seguidores e pedidos de orçamento. O site do Empreende Thech veio para somar e com a chegada do Dia das mães a expectativa é que as vendas aumentem”, falou.

O Empreende THEch foi lançado na última sexta-feira (01), Dia do Trabalhador, durante live com o prefeito Firmino Filho, no Instagram. O site é uma plataforma que funcionará como uma “vitrine digital” de pequenos e médios negócios de Teresina. O programa é uma ação que objetiva facilitar o acesso do empreendedor com seu cliente. O site funciona de forma simples: o usuário só precisa pesquisar o serviço que necessita e uma página com várias opções será aberta. A ideia é que a plataforma dê maior visibilidade a negócios locais, permitindo que potenciais clientes os encontrem com apenas um clique, sem necessariamente sair de casa.

 

Estudo registra queda no fluxo de passageiros no aeroporto de Teresina por causa de pandemia


Um estudo realizado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), com base em dados da Infraero, registrou uma queda de 95,9%, no fluxo de passageiros embarcados pelo aeroporto, nos últimos quatro meses. Em janeiro deste ano, embarcaram 62.371 passageiros, contra 2.582 que embarcaram no último mês de abril. A queda está relacionada ao incentivo ao isolamento social, por conta do contágio pelo Coronavírus (Covid-19).

De acordo com os dados, o fluxo acumulado de passageiros e turistas, que utilizaram o aeroporto de Teresina como portão de entrada, sofreu queda de 41,4% nos quatro primeiros meses de 2020, em comparação com igual período de 2019. Em relação especificamente ao número de turistas, nos quatro primeiros meses de 2019, eram 133.964, contra 78.503 em igual período de 2020.

Para o secretário da Semdec, Raul Ferraz, esse número pode ser inicialmente impactante, mas é apenas um reflexo do novo comportamento social provocado pela pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), em todo o mundo. “Nós estamos vivendo um momento de pandemia e a Prefeitura de Teresina tem feito um papel muito importante de controle da situação para salvar vidas. Não houve fechamento total de entrada e saída de pessoas do município, acredito que a movimentação caiu naturalmente, tanto pela situação sanitária mundial, quanto pela consciência das pessoas de ficar em casa. O setor do Turismo, é claro, perde muito, mas é um reflexo não só para Teresina, mas para todo o planeta”, diz.

Turismo
Entre janeiro e abril de 2019, a Receita Turística acumulada foi equivalente a R$ 159,6 milhões, valor que caiu para R$ 93,5 milhões em igual período em 2020. Em janeiro deste ano, a Receita Turística foi de R$ 45,5 milhões, caindo para R$ 1,8 milhão em abril, uma queda de 96,0%.

Segundo o com o Coordenador Especial de Turismo da Semdec, Eneas Barros, os dados mostram que o coronavírus trouxe um grande impacto no turismo registrando queda brusca no setor. “A Coordenação de Turismo está atenta aos impactos que o Coronavírus tem exercido sobre a atividade turística, notadamente sobre o fluxo de passageiros no Aeroporto de Teresina, que sofreu uma queda brusca, nos primeiros quatro meses do ano de 2020. É natural que esse comportamento tivesse influência direta na atividade turística, o que levou o fluxo a esse comportamento negativo”, disse o Coordenador.

“É provável que em maio esse número se reduza mais ainda, em função da suspensão de voos que para cá se destinam”, completou.

Prefeito Firmino lança site para apoiar empreendedores por meio de live no Instagram

Ascom/ Semdec

Por meio de uma live no Instagram, o prefeito Firmino Filho lançou na manhã desta sexta-feira (1º), Dia do Trabalhador, o Empreende THEch, projeto desenvolvido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), por meio do Programa Thech. O site é uma plataforma que funcionará como uma “vitrine digital” de pequenos e médios negócios de Teresina.

Com mais de 80 empreendedores já inscritos, o Empreende THEch é uma ação que objetiva facilitar o acesso do empreendedor com seu cliente. De acordo com os desenvolvedores, o site funcionará de forma simples: o usuário só precisa pesquisar o serviço que necessita. A ideia é que a plataforma dê maior visibilidade a negócios locais, permitindo que potenciais clientes os encontrem com apenas um clique, sem necessariamente sair de casa.

“Nesse momento de crise, a Semdec veio com essa iniciativa para contornar os problemas causados na economia da nossa cidade. O mundo depois do coronavírus terá relações comerciais diferentes, por isso foi necessário pensarmos em uma alternativa que se utiliza da tecnologia para que as transações continuassem a acontecer, mas de uma forma diferente, dentro da atmosfera de uma plataforma digital. Com isso nasceu o Empreende THEch”, explicou o prefeito Firmino Filho.

De acordo com o secretário da Semdec, Raul Ferraz, o Empreende THEch foi construído inspirado em um projeto apresentado por uma cervejaria nacional, mas com uma visão voltada para atender pequenos e médio empreendedores de qualquer categoria. “É uma plataforma inspirada em uma ideia de uma cervejaria e resolvemos casar a solução tecnológica com o nosso projeto Empreende Bairro, que foi interrompido por causa do isolamento social. A intenção é criar uma grande vitrine virtual. É como se fosse um modelo das antigas páginas amarelas, os antigos catálogos. O Empreende THEch é um site que vai receber todas as pessoas interessadas. Além disso os empreendedores cadastrados ainda receberão conteúdo exclusivo em vídeo sobre tecnologia, marketing digital e vendas. Tudo isso totalmente gratuito”, destacou o secretário.

O Coordenador de Operações do Programa THEch, Paulo César Coutinho, explica o passo a passo para se cadastrar no site e a importância de colocar as informações de contato. “Por meio do site, o empreendedor interessado deverá fazer um cadastro e vai preencher as informações pedidas. É imprescindível que você tenha uma logomarca do seu negócio, além de disponibilizar seu número de whatsapp no local. O Empreende THEch é um plataforma de apresentação desse negócios. A transação de valores é com o empreendedor”, ressaltou.

Todo e qualquer empreendedor (com ou sem CNPJ) poderá se inscrever, basta clicar neste link (thechteresina.softex.br/empreendethech). A equipe de inteligência do Programa THEch fará uma triagem para evitar fraudes.

Prefeitura de Teresina lança plataforma para apoiar empreendedores em meio à crise

Para dar visibilidade e estimular os pequenos negócios, o prefeito Firmino Filho lança, na sexta-feira (1º), o site Empreende THEch. A plataforma funcionará como uma vitrine virtual de produtos e serviços e poderá ser acessada por qualquer pessoa disposta a fazer negócios. Desta forma, os pequenos empreendedores serão auxiliados durante a crise decorrente da Covid-19.

“Estamos vivendo tempos de crise e precisamos dar suporte aos pequenos e médios negócios. A ideia é fazer com que empreendedores e clientes se encontrem para a economia continuar fazendo seu ciclo. Teresina é uma capital de negócios e precisamos apoiar quem ajuda a desenvolver nossa cidade”, explica o prefeito.

Através da plataforma, usuários e clientes se encontrarão via WhatsApp Business. Além disso, os empreendedores inscritos receberão, via e-mail, conteúdo exclusivo em vídeo sobre tecnologia, marketing digital e vendas. Já o cliente terá contato direto com o empreendedor, que por sua vez irá ofertar seus produtos/serviços digitalmente, podendo programar sua entrega com base numa agenda ou cronograma definido diretamente com o cliente. 

“Vamos facilitar o acesso aos micro e pequenos empreendedores através do (https://linktr.ee/programathech), que será um canal de contato. O usuário poderá pesquisar o serviço que necessita por categorias e priorizar seu consumo no micro e pequeno negócio. A vitrine digital dará maior visibilidade a negócios locais, permitindo que potenciais clientes os encontre com apenas um clique.  É um canal que permite o empreendedor vender e atender clientes da sua casa para qualquer local da cidade”, explica Rayanny Nunes, coordenadora geral do Programa THEch.

De acordo com o gestor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Raul Ferraz, a ideia nasceu da necessidade de dar suporte aos empreendedores de pequeno e médio porte da cidade. “Esse perfil de empreendedor é que ajuda a economia de Teresina se manter equilibrada. Se no meio da crise, eles que não possuem nenhum tipo de apoio, não poderão seguir com seus negócios e isso desencadeia vários problemas para nossa cidade. A ideia é sairmos da crise de uma forma que possamos nos reinventar. A tecnologia pode ajudar muito e a proposta do programa é justamente essa”, explica o gestor.

Pré-lançamento

O Empreende THEch que é uma iniciativa da Prefeitura de Teresina, por meio da Semdec e do Programa THEch, terá um pré-lançamento nesta terça-feira (28). Uma live conjunta transmitida via Instagram no perfil (@programathech), a partir das 16h, será realizada para explicar aos interessados com acessar e usar a plataforma.

Pesquisa aponta perfil de usuário do transporte público na pandemia

Uma pesquisa realizada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), entre os dias 13 e 14 de abril, revela que 55,7% de pessoas que precisam sair de casa para trabalhar, mesmo com o isolamento social, são mulheres. A maior parte delas atua em setores considerados essenciais.

Para realizar o levantamento, foram aplicados 125 questionários nos oito Terminais de Integração espalhados pela cidade (Bela Vista, Buenos Aires, Itararé, Livramento, Parque Piauí, Rui Barbosa, Santa Lia e Zoobotânico), no período de 6h às 8h da manhã, os quais tinham como objetivo observar o comportamento de pessoas que continuam precisando se locomover diariamente pela cidade.

Segundo os dados levantados, 88% dos entrevistados precisam sair de casa, pelo menos uma vez na semana, para cumprir jornada de trabalho, 60,8% dos quais são do setor privado. Desse total, 45,5% dos pesquisados revelaram que precisam sair para trabalhar diariamente, e apenas 17,6% são do setor público.

Outro dado que chamou bastante atenção é que 30,4% dos entrevistados eram pessoas entre 36 e 50 anos, grupo bastante atingido pelos efeitos provocados pelo vírus. A pesquisa apontou também que alguns destes trabalhadores não atuam em áreas consideradas essenciais, o que pode contribuir com a facilitação do contágio na capital.

De acordo com o secretário da Semdec, Raul Ferraz, a pesquisa vai ajudar o poder público municipal a entender por que ainda há uma parcela considerável de pessoas que precisam sair de casa. “O levantamento nos fez perceber que muita gente, em especial as mulheres, precisa sair de casa para trabalhar. O que preocupa é que uma parcela dos entrevistados não precisaria estar nas ruas, enquanto outros são completamente necessários por atuarem em setores considerados essenciais”, explica.

Para o coordenador da pesquisa, Eneas Barros, que é coordenador de Turismo da Semdec, os dados servirão para que a Prefeitura de Teresina possa adotar medidas espelhadas no comportamento das pessoas. “As pesquisas retratam momentos e situações específicas, servindo como balizamento para a tomada de decisões. Ao ouvir a opinião do passageiro de transporte coletivo, a Prefeitura de Teresina pode adotar medidas espelhadas na mobilidade urbana dessas pessoas, levando a atos fundamentados pelos números, que com certeza trarão maiores benefícios sociais na luta contra o avanço do coronavírus em nossa cidade”, esclarece.