Lavanderia Comunitária Vila Uruguai tem vagas para lavadeiras

A Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina (Semest) convoca mulheres lavadeiras para trabalharem na Lavanderia Comunitária Vila Uruguai, localizada na rua Professora Julieta Neiva Nunes, Vila Ladeira do Uruguai.

A lavanderia foi completamente reformada e entregue a população em maio, algumas candidatas que demonstraram interesse em prestar seus serviços, foram qualificadas e capacitadas, através de um curso ministrado pela Fundação Wall Ferraz (FWF). Você que deseja uma renda extra, entre em contato conosco até o dia 8 de outubro.

Para mais informações sobre as vagas disponíveis, entre em contato pelo (86) 9 9512-4896, de segunda-feira a sexta-feira no horário de 8h às 13h.

Nota de esclarecimento

A Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina (Semest), responsável pela administração do Banco Popular de Teresina vem por meio desta nota esclarecer que não é exigido no processo de financiamento junto a instituição nenhum depósito para a liberação de crédito. Quaisquer tentativas solicitando depósitos em dinheiro em nome do Banco Popular é golpe.

Reforçamos a população teresinense, principalmente, aos micro e pequenos empreendedores que estão em processo de aquisição de nossas linhas de crédito, nosso compromisso e dedicação com a disponibilização de recursos de fomento e incentivo ao empreendedorismo.

Quaisquer dúvidas, estamos disponíveis pelos canais de atendimento: (86) 9 9480-0501 (whatsapp), (86) 3222-8941 e para atendimento presencial de 8h às 13h, de segunda-feira a sexta-feira, no endereço – Av. Campos Sales, 1292.

Semest e Fundação Wall Ferraz promovem workshop Empreendedorismo Digital

A proposta do workshop é abordar e trazer informações sobre um nicho de mercado que cresce cada dia Fotos(Ascom/Semest)

A Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina (Semest) promoveu, nessa semana, o workshop Empreendedorismo Digital, em parceria com a Fundação Wall Ferraz, no bairro Parque Piauí, de 14h às 17h. Foram certificados ao final 18 empreendedores.

Segundo dados do relatório Global Entrepreneurship Monitor (GMC), de 2020, mais de 14 milhões de brasileiros se tornaram empreendedores em meio à pandemia. A proposta do workshop é abordar e trazer informações sobre um nicho de mercado que cresce cada dia mais e gera oportunidades de trabalho formais e informais e tornou-se uma saída para o desemprego, agravado com a pandemia.

Para a secretária municipal de Economia Solidária, Gessy Fonseca, o empreendedorismo é a chave para uma retomada econômica mais rápida e menos dolorosa para a cidade.

“A proposta deste workshop é abrir a mente dos micro e pequenos empreendedores, e também, incentivar quem deseja colocar seu próprio negócio. Aqui eles têm uma noção de como planejar, estruturar, divulgar e manter seus negócios. Acreditamos que dessa forma podemos contribuir para uma retomada econômica não só em Teresina, mas em todo o Estado” ressaltou a secretária.

Essa foi a quinta turma do workshop que já foi ministrado para 115 micro e pequenos empreendedores. “O empreendedorismo digital foi muito proveitoso, eu não imaginava agregar tanto conhecimento” falou a empreendedora Maria de Fátima Alves.

 

Feiras Semest: Um projeto de oportunidades

A Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina realizou mais uma edição das Feiras Semest nos bairros Parque Piauí e Dirceu, zonas Sul e Sudeste da Capital, respectivamente. O evento foi encerrado por volta das 20h de domingo (6) e contou com a presença do prefeito, Dr. Pessoa, secretário de Comunicação, Lucas Pereira e da secretária de Economia Solidária, Gessy Fonseca e equipe.

(Foto: Ascom/Semest)

As duas feiras reuniram mais de 150 micro e pequenos empreendedores que tiveram a oportunidade de divulgar, expor e comercializar seus produtos para a população que foi prestigiar o evento. Foi gerado R$ 30 mil, nos dois dias de evento. Segundo a secretária de Economia Solidária, Gessy Fonseca, o projeto Feiras Semest, além da geração de oportunidades de trabalho e fomento da economia dos bairros, esse projeto visa a valorização do empreendedor.

“Os micro e pequenos empreendedores aquecem a economia do país, eles geram receitas para os municípios, geram trabalhos formais e informais, o que contribui para a renda das famílias. E a Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Economia Solidária está comprometida com o desenvolvimento, apoio e incentivo aos micros e pequenos”, ressaltou a secretária municipal.

(Foto: Ascom/Semest)

Para a empreendedora, Raija Roseno, as feiras realizadas pela Semest mudaram seu negócio, proporcionam uma troca de experiências e incentivam jovens a empreender,

“Além de expor e comercializar meus produtos, eu troco experiências com outros empreendedores. Eu agradeço muito a Prefeitura de Teresina, a secretária, Gessy Fonseca e toda sua equipe, as feiras incentivam jovens a empreender, como meu filho Pietro, que sempre me acompanhava e agora vende água e cajuína para me ajudar. Que as feiras continuem e cresçam, pois elas estão mudando minha vida” disse com alegria a empreendedora.

(Foto: Ascom/Semest)

Empreendedorismo na pauta de Brasília

Teve agenda no Ministério da Cidadania, na qual a secretária de Economia Solidária, Gessy Fonseca, o secretário executivo, Anderson Emanuel Pereira e o chefe de gabinete, Francisco das Chagas Santos Filho, apresentaram projetos para captar recursos de fomento para a economia solidária de Teresina.

Para a secretária, Gessy Fonseca, os micro e pequenos empreendedores é um nicho que deve ser explorado para uma retomada economia mais rápida. E a captação de recursos para fortalecer essa área é fundamental, com isso foi promovida uma reunião no Ministério da Cidadania, em Brasília.

“Nos reunimos com a secretária executiva, Cinara Frido, a coordenadora geral de Economia Solidária, Anieth Matos para representar a Prefeitura de Teresina na apresentação de projetos e captação de recursos para o desenvolvimento da economia solidária da nossa Cidade. O encontro foi positivo e esperamos em breve colher os frutos para podermos expandir nossas ações para os micro e pequenos negócios” declarou a secretária, Gessy Fonseca.

(Foto: Ascom/Semest)

Feiras Semest crescem a cada edição

Na edição do mês anterior foi gerado o montante de R$ 60 mil reais Foto(Ascom/Semest)

Amanhã (4) o cronograma de Feiras Semest do mês de setembro, tem seguimento com a realização de duas feiras nas zonas sul e sudeste da Capital. E nos dias 11 e 12 finaliza o calendário de feiras, do mês de setembro, nas zonas norte e leste. Mais de 300 empreendedores vão está expondo e comercializando seus produtos e serviços nas feiras promovidas pela Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina.

Na edição do mês anterior foi gerado o montante de R$ 60 mil reais. Segundo a organização, as feiras estão superando seus números a cada edição e a expectativa para esse mês não é diferente. “ A cada edição das Feiras Semest alcançamos mais empreendedores, e também, os valores gerados por eles. E esse é o nosso objetivo gerar oportunidades de trabalho e contribuir com a retomada econômica de Teresina e fomentar a economia dos bairros” ressaltou a secretária de Economia Solidária, Gessy Fonseca.

Semest apoia feira de artesanato realizada no Shopping Riverside

A feira apoiada pela Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina (Semest), faz parte do calendário de comemoração pelos 169 anos da Cidade. A feira promovida pela Associação dos Pequenos Empreendedores do Estado do Piauí (ASPEPI), conta com a participação de 36 artesãos. E acontece nos dias 26 a 28 de agosto no Shopping Riverside.

A feira de artesanato teve recursos de fomento da emenda parlamentar 03/2021- da vereadora Cida Santiago. O evento é visto por alguns expositores como uma vitrine para a exposição e divulgação do trabalho dos artesãos da Capital, como é o caso do artesão de arte sacra, Cláudio Fontineles. “Essa feira é importante porque está engrandecendo a cultura do nosso Estado e da Capital, principalmente. Os poderes públicos estão despertando mais para essa questão da arte “, ressaltou o artesão.

Foto: Ascom/Semest

Para a secretária de Economia Solidária, Gessy Fonseca, apoiar eventos que promovam o empreendedorismo e o artesanato é fundamental para o desenvolvimento econômico de Teresina. “Os micro e pequenos empreendedores aquecem a nossa economia, e apoiar eventos que divulguem, incentivem e gerem oportunidades de trabalho é fundamental para o crescimento e desenvolvimento econômico da Capital.” disse a secretária.

Com apenas 15 anos de idade, a empreendedora Rebeca Franco, que foi acompanhada com a sua mãe, para expor seu trabalho na feira, fala da importância do apoio da Semest. “Não somente para mim, mas para todo empreendedor, essas feiras são uma oportunidade. Como eu, muitos empreendedores não possuem loja, então é uma oportunidade para o cliente conhecer nosso produto e ter mais confiança. Nos ajuda a vender, nós entregamos nossos cartões de visitas e ganhamos reconhecimento, isso é muito bom.” falou com entusiasmo a jovem empreendedora.

Para oferecer alternativas de crédito, com taxas e juros abaixo do mercado, o Banco Popular de Teresina participou do evento, e apresentou para os artesãos as linhas de crédito disponíveis para quem deseja empreender, aumentar e investir nos seus negócios.

Foto:Asom/Semest

1ª edição do Projeto Feira das Praças iniciou nesta sexta (20), e segue até sábado (21), na Praça Saraiva

A Praça Saraiva, local onde está sendo realizada a feira, recebeu melhorias estruturais executadas pela SAAD Centro Fotos(Rômulo Piauilino/ Semcom)

Com o objetivo de apoiar e fortalecer cada vez mais o empreendedorismo na cidade de Teresina, iniciou nesta sexta-feira (20), e segue até este sábado (21), a 1ª edição do Projeto Feira das Praças. A ação, que está sendo realizada na Praça Saraiva, acontece das 8h às 20h, obedecendo todos os protocolos de saúde e higiene exigidos no momento.

“Essa edição é apenas uma amostragem, pois esse evento será realizado também nas diversas zonas de Teresina. Todas as SAAD´S, inclusive a SAAD da zona rural estarão envolvidas para revitalizar as praças por onde essa feira passar. Essa é mais uma forma de possibilitar renda aos microempreendedores da nossa cidade, que passaram por muitas dificuldades devido à pandemia. É um evento bastante importante, pois valoriza o social, o econômico e a natureza”, pontua o prefeito de Teresina, Doutor Pessoa.

A Praça Saraiva, local onde está sendo realizada a feira, recebeu melhorias estruturais executadas pela SAAD Centro. Além da instalação de um novo banheiro público, também foram feitas as pinturas dos bancos, postes, meio-fio, passarela central da igreja, recuperação do piso, instalação de novas lixeiras e o plantio de diversas plantas ornamentais em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam).

“Essa também é mais uma forma de revitalizar os pontos turísticos da cidade, e a Praça Saraiva é um deles, ela nos remete a memória afetiva das antigas feirinhas das décadas de 70 e 80, está aí a importância simbólica de iniciar esse projeto por essa praça”, esclarece o secretário da SEMDEC, Marcelo Eulálio.

Dentre os artigos que estão sendo comercializados por cerca de 30 expositores, estão inseridos produtos de moda, bijuterias, produtos artesanais, produtos personalizados, e muitos outros.

Segundo a feirante, Maria do Amparo Martins, essa foi uma excelente oportunidade de voltar a expor os produtos que se encontravam guardados em sua residência. “Devido à pandemia fui obrigada a parar com a comercialização das minhas peças artesanais que são panos de pratos, bonecas de pano, dentre outros artigos. Fiquei muito animada com a feira, pois é mais uma forma de gerar renda, não só para mim, como também para muitos feirantes que aqui se encontram. Estou tendo um retorno bastante positivo neste primeiro dia, e já pretendo também participar das próximas edições”, afirma Maria do Amparo.

O local conta ainda com a estrutura de uma praça de alimentação com food trucks, palco para as apresentações artísticas e também banheiros químicos.

Toda segurança do espaço será realizada pela Guarda Municipal e pela Polícia Militar.

O evento é uma realização da Prefeitura de Teresina, com execução da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), e que conta com a parceria da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Secretaria Municipal Economia Solidária (SEMEST), Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas integradas (SEMCASPI), SENAR, SEBRAE, dentre outras.

Feiras Semest geram R$60 mil para micro e pequenos empreendedores, no mês de agosto

As cinco feiras realizadas pela Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina (Semest), no mês de agosto, gerou o montante de R$ 60 mil reais e beneficiou cerca de 250 famílias de micro e pequenos empreendedores. As Feiras Semest são realizadas, mensalmente, e distribuídas nas zonas da Cidade- leste, sul, sudeste, norte, bem como a feira da Rua Climatizada, no centro de Teresina.

Semest realizou cinco feiras em agosto que beneficiou cerca de 250 famílias de microempreendedores (Foto: Ascom/Semest)

Para a secretária de Economia Solidária, Gessy Fonseca, as feiras estão alcançando seu objetivo. “A cada mês estamos aumentando nossos números, mais micro e pequenos empreendedores expondo, divulgando e comercializando seus produtos, o que contribui no aumento do lucro alcançado. Nossas feiras geram oportunidades de trabalho e contribuem para uma retomada econômica, fomentam e divulgam o empreendedorismo.” disse a Secretária.

Semest realizou cinco feiras em agosto que beneficiou cerca de 250 famílias de microempreendedores (Foto: Ascom/Semest)

Para o empreendedor do ramo de papelaria, Erick Marcelo Dias, a sua participação na Feira Semest, na zona sul, está alavancando o seu negócio. “Eu gostaria de agradecer a toda equipe da Semest e a secretária, Gessy Fonseca, pelo apoio e incentivo. Meu negócio está crescendo a cada participação, as feiras contribuem muito para a divulgação do nosso trabalho e aumento da nossa clientela.” ressaltou o microempreendedor.

As feiras também são aprovadas pelos moradores das regiões onde são realizadas. “A ocupação desses espaços com as feiras, nos permite ter um lugar para nosso lazer, além de serem espaços de comercialização e alimentação. Produtos de qualidade por um preço bom e um local onde eu possa trazer minha família” ressaltou o morador da região norte da Capital.

Divulgação do balanço do Banco Popular faz parte das comemorações dos 169 anos de Teresina

Hoje (10) foi divulgado, no auditório da Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina (Semest), o balanço com os resultados do Banco Popular de Teresina. Mais de R$ 1 milhão aplicados na economia por meio das linhas de crédito ofertadas pelo Banco, alcançando mais de 400 micro e pequenos empreendedores.

A solenidade para apresentação dos resultados fez parte do cronograma de comemorações pelos 169 anos da Capital. Estiveram presentes o prefeito, Dr. Pessoa, o vice-prefeito, Robert Rios, o presidente da Empresa de Desenvolvimento Urbano (Eturb), João Duarte, e o secretário de Comunicação, Lucas Pereira. Na oportunidade, a secretária municipal de Economia Solidária, Gessy Fonseca, apresentou os resultados.

Mais de R$ 1 milhão aplicados na economia por meio das linhas de crédito ofertadas pelo Banco (Foto: Ascom/Semest)

“Duplicamos a quantidade de operações em relação ao ano passado, com uma média de R$ 366 mil reais aplicados mensalmente. Esse é o objetivo da Semest apoiar e incentivar o micro e pequeno empreendedor. Esse é o reflexo da gestão do nosso prefeito, que sempre nos incentiva a melhorar e entregar resultados e estamos entregando.” ressaltou a secretária.

Na ocasião o prefeito, Dr. Pessoa parabenizou o trabalho da secretária, Gessy Fonseca. “A secretária, Gessy Fonseca, está realizando um excelente trabalho com micro e pequenos empreendedores. A economia solidária é importantíssima para uma família. Eu escolhi a Gessy Fonseca como secretária e eu destaco o trabalho dela.” falou o prefeito.

Mais de R$ 1 milhão aplicados na economia por meio das linhas de crédito ofertadas pelo Banco (Foto: Ascom/Semest)

Banco Popular de Teresina apresenta balanço com mais de R$ 1 milhão investidos em pequenas e microempresas

Mais de R$ 1 milhão foram aplicados pela instituição, através da liberação de linhas de crédito para capital de giro e aquisição de equipamentos Fotos(Rômulo Piauilino / Semcom)

O Banco Popular de Teresina (BPT), uma extensão da Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina (Semest), que atua no fortalecimento econômico da capital, através da aplicação de recursos do Fundo de Geração de Emprego e Renda (FUNGER), apresentou nesta terça-feira (10) o balanço das operações de crédito a pequenos e microempreendedores.

Ao todo, mais de R$ 1 milhão foram aplicados pela instituição, através da liberação de linhas de crédito para capital de giro e aquisição de equipamentos, em apenas três meses. O recurso possibilitou empréstimos para mais de 400 micros e pequenos empreendedores, que puderam investir e desenvolver os seus negócios.

“Todo esse montante foi para boas mãos. É uma ação importantíssima, principalmente nesse período de declínio econômico causado pela pandemia. Há a possibilidade desse crédito mais que dobrar até o final do ano. Imagina em 2022, o que virá no apoio ao pequeno e micro empreendedorismo?”, afirmou o prefeito Dr. Pessoa.

À frente da Semest, a secretária Gessy Fonseca reforça a importância da parceria entre a pasta e o Banco Popular para o fortalecimento da economia teresinense neste momento de dificuldade. “Estamos dando uma resposta rápida e eficiente para a crise econômica em nosso município. Contribuímos para que o micro e pequeno empreendedor não fechassem seus estabelecimentos, mantendo suas rendas e, em alguns casos, aumentando seus negócios, gerando mais oportunidades de trabalho na cidade”, disse.

O Banco Popular atua com a aplicação de recursos do Fundo de Geração de Emprego e Renda (FUNGER). “Liberamos o crédito e sabemos que serão investidos na nossa cidade, movimentando a economia e possibilitando o retorno dos recursos aos cofres municipais”, destaca Kelson Rocine, gerente do BPT.