Prefeitura de Teresina realizará a 7º Edição da Feira de Arte e Agricultura Familiar, nesta sexta-feira (1)

Prefeitura de Teresina realizará a 7º Edição da Feira de Arte e Agricultura Familiar. Foto (Ascom/Semp)

Nesta sexta-feira (1), a Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal Produção Agropecuária (SEMP), realizará a 7º Edição da Feira de Arte e Agricultura Familiar. O evento acontecerá, das 7h30 às 13h30, na praça Rio Branco, localizada no Centro da cidade.

A feira tem como objetivo o escoamento da produção, por meio de sua comercialização, e contará com sete estandes de exposição com produtos agrícolas, agropecuários, oriundos da zona urbana e rural da capital.

Também contará com a exposição de produtos artesanais, em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), além da exposição de flores, por meio do setor de floricultura.

Entre as sete comunidades que farão parte da feira estão: Dirceu Arcoverde, Povoado Alegria e o Assentamento Vale da Esperança.

De acordo com o secretário da SEMP, coronel Edvaldo Marques, a feira tem como principal objetivo incentivar a produção e comercialização dos pequenos produtores.

“A feira é uma ótima oportunidade para os pequenos produtores comercializarem seus produtos que têm excelência de qualidade e a sociedade adquiri-los com preço acessível. O prefeito Dr. Pessoa tem realizado essa atenção especial aos pequenos produtores de diversos setores com o objetivo de fomentar a produção e comercialização na capital”, afirma o coronel Edvaldo Marques.

A Feira de Arte e Agricultura Familiar é uma realização da Secretaria de Produção Agropecuária (SEMP) e tem como madrinha a primeira-dama, Samara Conceição. O evento conta com a parceria da SEMCASPI, SEMDEC, SAAD Centro, SEMCOM e outras secretarias do município.

Escola lança projeto de Horta Escolar Pedagógica

Aconteceu na manhã de hoje (24) o lançamento do projeto Horta Escolar Pedagógica na Escola Municipal Antônio Ferraz, localizada no bairro Todos os Santos.

O projeto é uma parceria da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) com a Secretaria Municipal de Produção Agropecuária (SEMP). Durante o lançamento do evento aconteceu a palestra com o técnico da SEMP, Ariclenes Freitas, que elucidou dúvidas sobre o funcionamento da horta dentro da comunidade escolar.

A iniciativa do projeto veio da ideia dos “alunos aprenderem a cultivar o próprio alimento e criarem consciência da necessidade de uma alimentação saudável”, segundo o professor e diretor da escola, João Luiz da Rocha.

Após a palestra dada pela SEMP, as crianças foram colocar as mãos na massa e conheceram o espaço que será destinado ao projeto e aprenderam, por meio de recicláveis, como funciona um sistema de irrigação.

Prefeitura de Teresina lança Plano de Ação Territorial da Horticultura

Prefeitura de Teresina lança Plano de Ação Territorial da Horticultura. Foto : (Ascom /Semp)

A Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Produção Agropecuária (SEMP), em parceria com o Banco do Nordeste (BN), lançou, nesta quarta-feira (22), O Plano de Ação Territorial da Horticultura, que tem como objetivo a organização e o fortalecimento da cadeia produtiva da horticultura.

Inicialmente, serão contemplados três municípios do território Entre Rios: Teresina, União e Miguel Alves. Serão beneficiados 120 horticultores e desses, 43 de Teresina.

O plano busca fortalecer as cadeias produtivas, implantar novas tecnologias, potencializar a cooperação e a participação dos agentes institucionais e econômicos no processo de desenvolvimento local e territorial.

Segundo o secretário da SEMP, coronel Edvaldo Marques, Teresina é uma cidade de grande produção de horticultura, onde o plano vem fortalecer os horticultores com capacitações, treinamentos e linhas de crédito para ampliação dos negócios dos horticultores.

“O plano fortalecerá os horticultores na ampliação da produção e comercialização de seus produtos, além da organização do setor”, destaca, coronel Edvaldo Marques.

O Programa de Desenvolvimento Territorial do Banco do Nordeste (PRODETER) levará linhas de crédito e assistência técnica para produtores, buscando melhorar a produção e a comercialização dos produtos, gerando mais empregos e renda ao produtor, por meio de ações de capacitações, treinamentos, cursos e abertura de canais para comercialização.

O superintendente do Banco do Nordeste do Piauí, Diogo Martins, explica que o plano foi elaborado a partir das dificuldades relatadas dos horticultores que têm como principal dificuldade a comercialização dos produtos, a produção é de grande escala, mas falta o escoamento dos mesmos.

“Com o PRODATER, fomentaremos mais ainda a produção da horticultura e principalmente abrir canais para comercialização (supermercados, atacado, varejos, etc.) ”, ressalta o superintendente.

A horticultora Ana Lúcia, do município de Miguel Alves, fala da importância do programa para a ampliação de sua produção e comercialização de seus produtos.

“Com o PRODATER, teremos uma maior segurança no escoamento de nossos produtos e vamos produzir com a certeza de venda certa, além de recebermos incentivos de investimentos por meio de linhas de crédito rurais do banco do Nordeste que nos ajuda a ampliar nossos negócios. Eu já faço uso das linhas de crédito do banco do Nordeste, desde 2012”, afirma Ana Lúcia.

 

Feira do Mercado do Produtor acontecerá de 23 a 26 de junho

Feira do Mercado do Produtor acontecerá de 23 a 26 de junho, no estacionamento da Ponte Estaiada, em Teresina . Foto : (Ascom /SEMP)

Teresina contará com mais uma edição da Feira do Mercado do Produtor, que acontecerá, de 23 a 26 deste mês, no estacionamento da Ponte Estaiada, zona Leste da capital. A feira funcionará, das 7h às 12h.

O evento é uma realização do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/PI), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), em parceria com a Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal Produção Agropecuária (SEMP).

O principal objetivo do Mercado Produtor é a valorização da produção destes produtos locais e de sua comercialização gerando mais empregos e renda aos micro e pequenos produtores de Teresina e região.

A feira tem caráter multissetorial e contará com 43 estantes, nos quais 52 empresas irão expor seus produtos de diversos segmentos como hortaliças, frutas, carnes, aves, sucos, temperos, doces, cajuína, mel, cachaça, artesanato, derivados do trigo, como bolos e pães caseiros e muito mais.

Além da comercialização de produtos, serão distribuídas mudas nativas e frutíferas, pelo Núcleo de Educação Ambiental, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e analistas e consultores do Sebrae estarão disponíveis para atenderem o público que desejar obter informação sobre as ações da instituição e outros assuntos relacionados ao mundo dos negócios.

O secretário da SEMP, coronel Edvaldo Marques, ressalta a importância da feira para os expositores. “O evento, com certeza, fomentará a produção local de produtos agroecológicos de nossos pequenos e microempreendedores, produtos que virão diretamente da produção. É uma oportunidade para a gente conhecer e adquirir alimentos mais saudáveis. A SEMP dará todo o suporte necessário para que o vento seja um sucesso”, afirma, coronel Edvaldo Marques.

A feira reúne pequenos e micros empreendedores que têm a oportunidade de exporem seus produtos à população e comercializá-los, assim ampliando seus negócios, além de fortalecer a economia local.

De acordo com a gerente da Unidade Regional do SEBRAE Teresina, Ana Lúcia, a feira tem um papel importante na cooperação entre os produtores e consumidores, pois busca a valorização do produtor e da produção local.

“A feira do Mercado do Produtor é muito mais que um espaço de transação comercial, se configura como um espaço de interação e de preservação da diversidade de nossa cultura popular e alimentar”, afirma Ana Lúcia.

OFICINAS GASTRONÔMICAS

O SEBRAE realizará na sala de capacitação do evento, Oficinas Gastronômicas, de forma gratuita, proporcionando ao público visitante, profissionais do segmento e estudantes conhecimentos teóricos e práticos de diversos pratos da culinária piauiense.

As oficinas de gastronomia que têm como objetivo principal a cooperação entre produtores e consumidores finais, valorização do produtor destacando as potencialidades locais, fortalecendo a economia e gerando oportunidades de negócios.

PROGRAMAÇÃO:

Oficina: bolinho de macaxeira e geleia de frutas
Ministrante: Lenildo Lima
Data: 23/06/2022
Horário: 09:00 às 11:00
Carga horária: 2h
Conteúdo programático: novas técnicas de preparação e uso de insumos locais

Oficina: picadinho de carneiro com fitas de abóbora,
Pirão de leite e ovo perfeito
Ministrante: chef Julia Henrique
Data: 24/06/2022
Horário: 09:00 às 11:00
Carga horária: 2h
Conteúdo programático: novas técnicas de preparação, uso de insumos locais e incentivo ao consumo de carnes de ovinos e caprinos

Oficina: croquete de carneiro e picles de maxixe
Ministrante: chef Manoel Bezelga
Data: 25/06/2022
Horário: 09:00 às 11:00
Carga horária: 2h
Conteúdo programático: novas técnicas de preparação, uso de insumos locais e incentivo ao consumo de carnes de ovinos e caprinos

Oficina: cocada de cajuína
Ministrante: chef Silmara Brito
Data: 26/06/2022
Horário: 09:00 às 11:00
Carga horária: 2h
Conteúdo programático: novas técnicas de preparação e uso de insumos

Prefeitura em Parceira com o Banco do Nordeste lança Programa de Desenvolvimento Territorial

A Prefeitura de Teresina, através Secretária Municipal de Produção Agropecuária (SEMP) em parceria com o Banco do Nordeste, lançam o Programa de Desenvolvimento Territorial (PRODETER), para contribuir com o desenvolvimento territorial e local por meio da organização, fortalecimento e elevação da competitividade das atividades econômicas.

O PRODETER levará crédito e assistência técnica para produtores, buscando melhorar a produção e a comercialização dos produtos, através de planejamento, implementação e a autogestão do processo de desenvolvimento sustentável.

O projeto busca fortalecer as cadeias produtivas das atividades priorizadas; incorporar inovações tecnológicas em atividades produtivas; potencializar a cooperação e a participação dos agentes institucionais e econômicos no processo de desenvolvimento local e territorial; e promover a articulação de políticas públicas para o desenvolvimento local e territorial.

Cinco atividades estão sendo priorizadas. São elas: Piscicultura, ovinocaprinocultura, cajucultura, Horticultura, e Turismo da saúde. Em cada município foi criado um comitê gestor municipal, para coordenar as ações locais e um Comitê Gestor Territorial, que é a instância de governança maior.

Um plano de ação foi elaborado voltado especificamente para Horticultura. O lançamento do Plano deverá ter dois momentos, com solenidade de lançamento e uma feira para a comercialização dos produtos. O lançamento está previsto para o dia 01 de julho, na praça Rio Branco, no Centro de Teresina.

O projeto ainda conta com a parceria das prefeituras de Altos, Miguel Alves, União e também da SENAR, SEBRAE, STTR, SEPLAME e EMATER.

Prefeitura de Teresina e IFPI lançam projeto Hortas Comunitárias Sustentáveis

A Prefeitura de Teresina e o Instituto Federal do Piauí (IFPI) oficializam, nesta quinta-feira (19), uma parceria institucional para fortalecer a horticultura comunitária da capital. A assinatura do documento acontece às 15h, no auditório da reitoria do IFPI, localizado na avenida Presidente Jânio Quadros, 330, no bairro Santa Isabel, zona Leste da cidade.

A assinatura do termo de criação do Projeto Hortas Comunitárias Sustentáveis é voltado para medidas de fomento à produção de alimentação saudável e melhoria estrutural desses espaços e das comunidades envolvidas neste setor produtivo. Além disso, serão realizadas ações de ensino, extensão, pesquisa e inovação entre as duas instituições.

Dentre outras coisas, o projeto prevê apoio e assistência técnica, organização e sinalização das hortas e incentivo à comercialização, bem como o serviço de manutenção e intervenções estruturais, tanto nos espaços produtivos como em seu entorno, favorecendo os negócios e melhorando as condições socioambientais das comunidades.

A primeira fase da iniciativa contemplará a região Sudeste, beneficiando 22 horticultores do bairro Dirceu Arcoverde. Já na segunda etapa, atenderá produtores da região da grande Santa Maria da Codipi, na zona Norte.

O projeto é uma iniciativa de natureza multidisciplinar e intercampi articulada pela Pró-reitoria de Extensão do IFPI junto ao Campus Teresina Central, o Campus Avançado Dirceu e o Campus Avançado de José de Freitas, o que possibilitará a qualificação profissional dos horticultores e horticultoras nos eixos de recursos naturais e gestão de negócios, além da realização de diagnóstico socioambiental.

A formação profissional realizada pelo IFPI terá ênfase nas aulas de campo, que serão acompanhadas pela equipe técnica da Secretaria de Produção Agropecuária e estudantes bolsistas do projeto, o que possibilitará o aprendizado e aplicação de técnicas de produção de alimentos orgânicos, além da gestão e comercialização da produção, favorecendo o desenvolvimento desse arranjo produtivo de forma sustentável na cidade de Teresina, impactando sobre a produção, meio ambiente e renda dos horticultores e suas famílias.

Dr. Pessoa assina ordem de serviço para construção de estrada ligando o povoado Campestre a José de Freitas

Dr. Pessoa anuncia o investimento de R$ 5,6 milhões para a implantação de 10 km de extensão de asfalto Fotos: Rômulo Piauilino / SEMCOM

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, assinou, nesta quinta-feira (28), a ordem de serviço autorizando o início da pavimentação da estrada do povoado Campestre, na zona Rural Leste da capital. A previsão é que as máquinas comecem os trabalhos nos próximos dias e que a obra seja concluída em no máximo seis meses.

“Esta é uma obra que a comunidade vinha reivindicando há muitas décadas. Há muitos anos a população sonhava com essa estrada, que não é do prefeito nem de nenhuma autoridade, é uma atitude da gestão municipal para melhorar a vida da população. É uma ação que só faz quem tem coragem e atitude”, enfatizou o prefeito.

Ao todo serão investidos mais de R$ 5,6 milhões na implantação do asfalto no trecho com cerca de 10 km de extensão. A estrada, que se inicia no povoado Campestre, deve ligar todas as localidades daquela região até o limite de Teresina com o município de José de Freitas, melhorando a mobilidade.

Além deste aspecto, Edvaldo Marques, secretário municipal de Produção Agropecuária (SEMP) e também superintendente de Ações Administrativas Descentralizadas Rural (SAAD Rural), destaca que a estrada será uma importante ferramenta para beneficiar os produtores da região. “Já estamos conversando com a empresa para tentar reduzir o cronograma de entrega”, disse o gestor.
Eliana Amorim, presidente da Associação dos Produtores Rurais do Campestre, estima que a estrada beneficiará cerca de cinco mil famílias. “Não apenas da nossa comunidade, mas de todas as demais que são vizinhas. É uma obra muito importante para a gente, que esperava por isso há muitos anos e agora vemos as coisas acontecendo”, concluiu.

Prefeitura de Teresina vai executar o Projeto Horta Comunitária Sustentável

Horticultores residentes na zona Sudeste de Teresina serão beneficiados com o projeto Horta Comunitária Sustentável, que vai atender, inicialmente, 50 famílias. A execução é uma parceria da Prefeitura de Teresina com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI). A coordenação do projeto é da Secretaria Municipal de Produção Agropecuária (SEMP) da Prefeitura de Teresina.

Esse é um projeto-piloto que tem a adesão dos horticultores e o lançamento oficial com a assinatura do termo de cooperação e parceria técnica deve acontecer até o final deste mês. Os recursos são do Governo Federal, por meio do IFPI, no valor de R$ 100 mil.

Na terça-feira (8), no IFPI Campus Dirceu, foi feito o lançamento do Projeto Horta Sustentável com a presença do reitor professor Paulo Borges (IFPI), secretário Edvaldo Marques (SEMP), secretário executivo Franklin Neto (SEMP), de professores da instituição de ensino e horticultores que aderiram ao projeto.

O secretário da SEMP, coronel Edvaldo Marques, disse que vai dar assistência técnica com engenheiros agrônomos e técnicos agrícolas. “Faremos a execução desse projeto com a assistência presencial durante toda a produção das hortaliças o que vai possibilitar melhor produção para essas 50 famílias de horticultores”, explica. Ele informa que está trabalhando, junto aos agricultores e aos pecuaristas e fazendo parcerias para desenvolver a produção agrícola e agropecuária no município de Teresina.

O secretário executivo da SEMP, Franklin Neto, destaca que é um projeto de assistência técnica, apoio com insumos e comercialização de produtos.

 

Prefeitura realiza a 4ª Edição da Feira de Arte e Agricultura Familiar

Nesta sexta-feira (4), acontece a 4ª Edição da Feira de Arte e Agricultura Familiar de Teresina. Desta vez, o evento será realizado na rua Climatizada, em frente a Praça Rio Branco, das 8h às 14h, e reunirá artesãos, criadores de aves e diversos produtores agrícolas de comunidades da zona Rural do município.

Os produtores dos povoados Camboa II e III, Serra do Gavião, Soim, 8 de março, Santa Luz, dentre outros, irão expor e comercializar os produtos agroecológicos como folhagens, legumes e derivados da macaxeira, peças de arte e aves.

De acordo com o secretário executivo de Produção Agropecuária, Franklin Neto (o Garoto), as feiras são uma ótima oportunidade para que os pequenos produtores que trabalham no projeto de transição agroecológica possam comercializar seus produtos e também para que a população possa ter acesso a alimentos de qualidade por um preço acessível.

“O objetivo do projeto é incentivar a produção de base agroecológica, desenvolvimento sustentável e gerar renda para pequenos produtores, além de incentivar o consumo de alimentos saudáveis. Acreditamos que esse projeto pode contribuir para uma sociedade mais justa e sustentável”, afirma o secretário executivo da SEMP.

Outra incentivadora da feira é a primeira-dama do município de Teresina, Samara Conceição. Ela lembra que a primeira edição do evento foi no Povoado Santa Luz de Baixo e virou um sucesso por onde passou. Ela reforça o convite aos teresinenses que querem e podem participar do evento.

“Fica aqui o meu convite a todos os teresinenses, que visitem a feira, acredito que muitos possuem certa memória afetiva pela nossa querida zona Rural e suas produções. É um prazer gigante poder incentivar e convidá-los para esse evento”, comenta Samara Conceição.

A Feira de Arte e Agricultura Familiar é uma realização da Secretaria de Produção Agropecuária (SEMP) e tem como madrinha a primeira-dama, Samara Conceição. O evento conta com a parceria SEMCASPI, SEMDEC, SAAD Centro, SEMCOM e diversas outras secretarias do município.

Semcaspi e Semp cadastram horticultores Vila Apolônia prejudicados pela enchente

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) e a Secretaria Municipal de Produção Agropecuária (Semp) promoveram na manhã desta quarta-feira, (02), o cadastro de famílias de horticultores, que atuam na Horta da Vila Apolônia, zona Norte de Teresina. Ao total, 31  famílias foram cadastradas para a assistência social e técnica.

De acordo com Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, as famílias cadastradas são aquelas que foram afetadas pelas chuvas e deverão receber cestas básicas e a visita de trabalhadores dos Cras da região.

“O prefeito Dr. Pessoa tem dito que as secretarias devem trabalhar de forma integrada. Semcaspi e Semp integradas visitaram as famílias da horta que fica nas margens da Avenida Boa Esperança e podemos observar, por meio do cadastramento, a necessidade de cada família e identificar os benefícios sociais que elas têm direito. Adiantamos que, ainda esta semana, nós estaremos entregando cestas básicas a estas famílias, tendo em vista as chuvas, que prejudicaram a fonte de renda destas pessoas”, esclareceu.

Segundo Franklin Neto, secretário executivo da Semp, o cadastro anterior apontava cerca de 28 famílias, no entanto, este número é bem maior e o cadastramento irá incluir novas famílias, que atuam na horta.

“Estamos aqui, em nome do Prefeito Dr. Pessoa para atender a reivindicação dos trabalhadores da Horta da Vila Apolônia, que são horticultores afetados pela questão das enchentes. Alinhamos com a Semcaspi e juntos fizemos o cadastro dessas famílias. Iremos promover a assistência técnica de maneira rotineira ao pessoal da horta e a Semcaspi vai fazer ações para oferecer benefícios sociais a este público”, pontuou.

MELHORIA NA ESTRUTURA

Maria das Graças do Nascimento, coordenadora da Horta Comunitária da Vila Apolônia, aponta que as famílias têm enfrentado grandes desafios para trabalhar na horta.

“Nós trabalhamos com a horticultura no plantio, na capina, no cultivo e com a vendinha, tudo ajuda na nossa renda. Esta visita é importante para a Prefeitura conhecer as dificuldades que enfrentamos e identificar o que estamos precisando, inclusive, melhorar a estrutura que nós não temos”, reforçou.