Prefeito prestigia solenidade de posse da diretoria da APL

Renato Bezerra

O prefeito Firmino Filho prestigiou o jornalista e escritor Zózimo Tavares durante solenidade de posse da nova diretoria da Academia Piauiense de Letras (APL). O evento aconteceu na noite desta sexta-feira (24) na sede da instituição.

Zózimo Tavares foi eleito presidente da APL para o biênio 2020/2021 em dezembro do ano passado. Para ele, a sua gestão à frente da APL terá como objetivo dar continuidade ao trabalho que foi idealizado pelo advogado e escritor Nelson Nery.

“Estamos com a tarefa de levar a diante a missão de Clodoaldo Freitas, nosso primeiro presidente e também de seus sucessores. Ao todo, 16 extraordinários presidentes que ajudaram a escrever a história da nossa Academia e da cultura do Piauí. Nossa responsabilidade é grande, mas temos muita disposição para o trabalho, crença e esperança que, ao final do nosso mandato, teremos honrado a tradição de luta e de realizações desta casa”, discursou.

O prefeito destacou que a APL é um patrimônio do Estado, e a cada modificação de sua liderança é renovada a expectativa de que a Academia vai continuar trabalhando pela cultura piauiense. “Está saindo da presidência Nelson Nery, ele que fez um excelente trabalho. Não tenho a menor dúvida que o também imortal Zózimo Tavares vai conseguir um ótimo desempenho nessa gestão que se inicia”.

A nova diretoria é formada pelos escritores Mango Pires, vice-presidente; Dra Fides Angélica, secretária-geral; Dr. Fonseca Neto, primeiro secretário; Dilson Lages, segundo secretário e Humberto Guimarães, tesoureiro.

Montezuma fala sobre perspectivas da educação em evento da Academia Piauiense de Letras

Com o objetivo de discutir perspectivas para o futuro, a Academia Piauiense de Letras realizou o Seminário Piauí 2100, levantando diversos aspectos do desenvolvimento do Estado. A programação contou com personalidades de variadas áreas. O secretário municipal de Educação Kleber Montezuma foi convidado para pontuar sobre a educação no Piauí – consequências e desafios.

Em sua fala, o secretário destacou os avanços alcançados nos últimos anos, especialmente em relação ao acesso de crianças, adolescentes e jovens à escola pública com educação de qualidade. Aproveitou para chamar atenção para a necessidade do ensino estar conectado às demandas do mundo digital, sem deixar de lado a formação humana.

“Precisamos que o ensino ofertado tenha melhor qualidade e que esteja conectado com as demandas do mundo presente, sem esquecer que, cada vez mais, é importante a escola trabalhar com atividades que ajudem os alunos a gerir adequadamente suas emoções”, avaliou.

O secretário também opinou sobre a nova proposta de financiamento da educação básica, que pode unir as verbas públicas de saúde e educação. Kleber Montezuma classificou a ideia como “um golpe de morte na educação básica”.

Durante o seminário, os convidados discutiram outras perspectivas do Piauí sob o ponto de vista cultural, analisando cenários sociológicos, estruturais, e literários.