Pais de alunos do Cidade Olímpica terão cursos gratuitos da FWF

Ascom/FWF

Salgadeiro e Biscuit serão os primeiros cursos profissionalizantes ministrados para as famílias do Programa Cidade Olímpica este ano. A definição aconteceu em reunião que avaliou os resultados da parceria estabelecida entre a Fundação Wall Ferraz (FWF) e a Secretaria Municipal de Educação (Semec), e discutiu as áreas de interesse das famílias para o ano de 2020.

A Superintendente Executiva da FWF, Samara Pereira, e a Coordenadora do Programa Cidade Olímpica, Valdete Silva, destacaram que a aceitação das famílias desde o início da proposta, ainda em 2017, tem sido muito positiva e vem gerando excelentes resultados.

“As áreas de alimentação e artesanato, que têm sido o foco da oferta, estão apresentando bons resultados, exatamente por possibilitar a geração de renda através do trabalho por conta própria”, destacou Samara Pereira ao frisar que as atividades de qualificação terão início no final de março.

A oferta de cursos oportuniza a capacitação profissional de pais e mães enquanto os filhos assistem aulas de aprofundamento das disciplinas e se preparam para competições de conhecimento. Valmir, pai de um dos alunos do Programa, conta como vem transformando em renda os aprendizados do curso. “Através da produção e venda de doces e trufas, estou tendo um lucro extra, já que posso conciliar essa atividade com a minha profissão de motorista”, disse.

O Programa Cidade Olímpica Educacional, da Prefeitura de Teresina, oferece aulas extras para estudantes da Rede Municipal que possuem alto rendimento, formando um time de campeões em física, matemática, astronomia, língua portuguesa, química e ciências.

Semjuv irá homenagear alunos do Programa Unitodos aprovados em universidades

Os 40 alunos do Programa Unitodos que obtiveram resultados mais expressivos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), como primeira e segunda colocação nas convocações para Instituições de Ensino Superior, serão certificados e premiados com troféus e medalhas pela Secretaria Municipal de Juventude (Semjuv). O evento acontece nesta quarta-feira (19), às 8h, no Centro de Formação Odilon Nunes, e também homenageará 14 professores que se destacaram no ensino e fizeram a diferença no aprendizado dos estudantes.

Neste ano, foram 254 aprovações no total, 186 na primeira chamada do Sisu e 64 no Programa Universidade ao Alcance de Todos (Prouni). “Estamos muito satisfeitos com esse resultado. Nos deixa muito empolgados e com muita expectativa para 2020. Este ano, os resultados mais do que dobraram em termos de aprovação, de boas colocações, inclusive com primeiros lugares em ampla concorrência. É a nossa juventude mostrando, mais uma vez, que Teresina tem alunos preparados para competir com qualquer estado para boas vagas nas faculdades”, destaca o secretário da Semjuv, Zé Filho.

O Unitodos é um curso preparatório para o Enem que oferece aulas com professores qualificados para jovens com baixa renda familiar e estudantes de escolas públicas que já cursaram ou estão cursando o terceiro ano do Ensino Médio. O programa conta com investimento de mais de R$ 2,2 milhões, oriundos de recursos próprios do município e emendas parlamentares.

Em março será iniciada a seleção de professores para as turmas de 2020, que contarão com ampliação no número de vagas a partir da implementação de novos polos. “Já estamos recebendo solicitações de mais de 20 comunidades que querem um polo do Unitodos em sua região. Em 2019, foram mais de 190 professores contratados para dar aula nos 34 polos espalhados pela cidade. A ideia é ampliar esse alcance, inclusive o prefeito Firmino Filho já autorizou a criação de mais polos para o programa”, afirma Zé Filho.

As atividades do curso retornam em junho. O preparatório é composto por conteúdo dividido nas disciplinas de história, geografia, matemática, gramática, redação, literatura, história da arte, inglês, espanhol, química, física, biologia, filosofia e sociologia. Além das aulas e material didático gratuitos, os alunos também participam de eventos organizados pelo programa como mostra de profissões, simulados e concurso de redação.

O idealizador do programa e atual secretário municipal de Meio Ambiente, Olavo Braz, também será homenageado no evento desta quarta.

Alunos conquistam 19 medalhas na Olimpíada Piauiense de Matemática

Ascom/Semec

Alunos de escolas municipais de Teresina se destacaram em mais uma competição de conhecimento que revela talentos da matemática. Foram 19 medalhas conquistadas na Olimpíada Piauiense de Matemática (OPIM) 2019, que teve seu resultado divulgado pela Universidade Federal do Piauí (UFPI).

As escolas da rede municipal de Ensino ficaram com quase 30% das medalhas alcançadas por todas as unidades de ensino públicas e particulares do Piauí, tanto do Nível 1 (6º e 7º ano do Ensino Fundamental), quanto do Nível 2 (8º e 9º ano). A turma conquistou três medalhas de ouro, oito de prata e oito de bronze, além de cinco menções honrosas.

Também motivo de orgulho para a Rede, ex-alunos tiveram resultados de destaque na competição, como Pablo Andrade, revelado no Programa Cidade Olímpica Educacional. Pablo ganhou medalha de ouro especial, com nota máxima, entre os estudantes do Ensino Médio.

A OPIM é uma realização da UFPI, em parceria com a Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Instituto Federal do Piauí (IFPI) e Secretaria Municipal de Educação (Semec). O objetivo é incentivar o estudo da matemática em todos os níveis, contando ainda com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) e do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA).

Escola Municipal Lunalva Costa ganha reforma e dobra número de vagas

Ascom/Semec

O secretário municipal de Educação, Kleber Montezuma, esteve visitando o andamento das obras da Escola Municipal Lunalva Costa, na zona Sudeste de Teresina. A unidade de ensino passou por uma reforma nos meses de dezembro e janeiro, o que possibilitou a ampliação no número de vagas ofertadas.

O investimento em novas salas de aulas fez o número de vagas dobrar, contabilizando agora quase 500 crianças matriculadas nos turnos manhã e tarde, do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. Nesta semana, a escola está recebendo limpeza e materiais escolares para iniciar as aulas na próxima segunda-feira (10).

O secretário ressaltou a importância de ofertar um ambiente de qualidade aos estudantes. A unidade de ensino foi ampliada com seis novas salas de aulas, dobrando assim o número de vagas e recebendo melhorias estruturais, como cobertura de circulação entre os blocos, revisão elétrica no prédio, novas cerâmicas, além da pintura do prédio. O investimento é de aproximadamente R$ 507.328,04 mil, com recursos próprios da Prefeitura de Teresina.

“Estamos expandido o número de vagas. Esse é o nosso compromisso com a cidade”, disse o secretário Montezuma. Segundo ele, a ampliação e reforma representam um esforço para garantir a qualidade da educação municipal. “Representa mais oportunidades para crianças em sala de aula”, disse.

O gestor salientou ainda que o maior patrimônio do município são as pessoas. “Não existe melhor forma de mostrar que valorizamos nosso povo, que oferecendo educação de qualidade. Devemos cuidar da escola como se fosse a nossa casa, dando o melhor que podemos ofertar”, ressaltou o secretário.

A diretora pedagógica da escola, Mara do Rosário de Fátima Honorato, disse que a escola atendia um pouco mais de 200 crianças, e que agora além da melhoria na qualidade da estrutura a unidade passou a ter 12 salas de aula e dobrou o atendimento. ”Essa obra é a realização de um sonho. O prédio era do governo do estado e possuía uma estrutura antiga e pequena. Agora que passou a ser da prefeitura ganhou uma estrutura toda nova. Nossa comunidade comemora”, destacou.

Alunos de Turismo da Uespi farão pesquisa para a Semdec no Corso 2020

Ascom/Semdec

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) recebeu, na manhã desta quarta-feira (05), 14 estudantes universitários que foram selecionados para somar à equipe de pesquisa da Coordenação de Turismo. O objetivo é que realizem levantamento de dados sobre o Corso de Teresina, cuja aplicação dos questionários ocorrerá no sábado (15).

Os pesquisadores são alunos do curso de Turismo da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e estarão entrevistando pessoas a partir das 17h, ao longo de toda a avenida Raul Lopes. De acordo com o coordenador de Turismo da Semdec, Eneas Barros, eles irão se movimentar em duplas para entrevistar pessoas no corredor da folia ou mesmo espectadores que se posicionam nas calçadas, assistindo ao desfile, e pessoas dentro de camarotes.

“Serão aplicados 300 questionários, com margem de erro de 5,5%. A ideia é que cada pesquisador aplique cerca de 20 questionários até o final do evento”, explicou Eneas Barros. “Em contrapartida a SEMDEC oferecerá Certificado de Participação, com carga horária de 60 horas/aula, e uma bolsa-auxílio”, explica.

As questões terão como base a análise do perfil socioeconômico do entrevistado, como local de residência, faixa etária, sexo, atividade econômica principal e renda, além da identificação de suas avaliações sobre o Corso. Caso o entrevistado seja turista, o questionário aborda local de hospedagem, dias de permanência, gasto em função do evento e se veio à Teresina tendo o Corso como principal motivo da viagem.

“A Semdec aplica essa pesquisa há seis anos. Estudar o perfil das pessoas que estão no Corso de Teresina é cada vez mais importante para a Prefeitura, inclusive para balizar suas ações para o ano seguinte. Com esse estudo, podemos ver quem é o nosso turista, de onde ele vem, se vem em grupo ou sozinho, se é homem ou mulher, o quanto ele gasta, entre outras coisas. São números essenciais para que não só o poder público saiba se movimentar, mas também para que a iniciativa privada possa saber nortear seus investimentos”, afirma o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso.

A Semdec dispõe de uma equipe de pesquisadores instalada em 2018, com quatro estudantes universitários, sendo três do curso de Turismo (Uespi) e um do curso de Economia (Ufpi). Os pesquisadores da Semdec atuarão como supervisores dos outros 14 estudantes, os quais juntamente com a equipe técnica da Secretaria farão tabulação online dos dados.

Pesquisa de 2019

De acordo com dados do levantamento realizado no ano anterior, e com base em cálculos, desde que recebeu o título, em 2012, de maior corso do mundo, pelo Guinness Book, o público no Corso de Teresina teve um crescimento de 475% nos últimos sete anos. Além disso, a pesquisa de 2019 identificou que o fluxo de turistas de outros estados brasileiros teve um crescimento de 64,3%, em relação a 2018, enquanto a permanência média do turista saltou de 5,1 dias por pessoa em 2018 para 7,1 dias em 2019.

Educação soma forças com a Saúde na prevenção ao coronavírus

Ascom/Semec

Representantes das áreas da Educação e da Saúde no Piauí estão dialogando para planejar ações de prevenção ao coronavírus, uma família de vírus que causam infecções respiratórias. Mesmo sem casos confirmados no Brasil, Teresina está em alerta para enfrentar a doença. Por isso, representantes de diversos órgãos atenderam ao chamado da Diretoria da Unidade de Vigilância Sanitária do Estado para juntos traçarem estratégias de prevenção.

Nas escolas da Prefeitura, medidas serão tomadas a partir de orientações diretas da Fundação Municipal de Saúde (FMS), como já acontece com outras epidemias. Os gestores das 310 unidades de ensino receberão material informativo e logo iniciarão as ações de prevenção com os alunos e a comunidade.

De acordo com Madalena Leal, gerente de Assistência ao Educando da Secretaria Municipal de Educação (Semec), as unidades de ensino terão papel fundamental nessa campanha de combate ao novo vírus. “As escolas poderão contribuir diariamente com essa mobilização, levando informações corretas às famílias, reforçando os cuidados com a higiene dos espaços e observando possíveis sintomas nos alunos. A ideia é ter o maior número de pessoas engajadas”, disse.

A temática também deve chegar à sala de aula. Professores e estudantes terão acesso ao material informativo para realização de debates e outras atividades, de acordo com a faixa etária de cada turma.

Arte, emoção e solidariedade marcaram comemoração de 15 anos do Cordão Grupo de Dança

Ascom/Semec

15 anos de amor pela dança. Foi isso que o Cordão Grupo de Dança comemorou com um evento performático na Escola Municipal João Porfírio de Lima Cordão, bairro Renascença. O grupo é formado por alunos e ex-alunos da unidade de ensino e começou como uma ferramenta pedagógica, trilhando um caminho de sucesso e chegando ao reconhecimento internacional.

Durante a noite comemorativa, os dançarinos deram uma mostra do trabalho que vem sendo desenvolvido ao longo dos anos, brincando com seus corpos, com as luzes e com o espaço. As apresentações empolgaram o público presente. “Continua incrível, cada vez melhor e mais emocionante”, afirma Regina Soares, ex-diretora da escola.

Para o professor e fundador do Cordão, Roberto Freitas, comemorar 15 anos do grupo é um misto de sensações.

“Realização, felicidade, resistência e força. A comunidade artística reconhece nosso trabalho, que tem valor social e transforma a vida desses jovens pela formação humana. Somos gratos à Prefeitura de Teresina pelo apoio e vamos seguir nessa trajetória, porque estamos conseguindo verdadeiramente o que a educação sempre quis, que é o pleno desenvolvimento do cidadão”, declara Roberto.

Durante a festa, o Cordão Grupo de Dança também realizou um bazar solidário. A sala de dança da escola foi toda organizada com uma exposição de peças de figurino, de Carnaval e roupas em geral para doação a grupos menores e outros artistas.

Escolas municipais recebem carteiras e mesas adaptadas para alunos com deficiência

Ascom/Semec

Promover uma educação de forma inclusiva é um dos objetivos da Prefeitura de Teresina, e para proporcionar a inclusão dos alunos com deficiência a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) está equipando as escolas com carteiras e mesas adaptadas para alunos com deficiência física ou mobilidade reduzida. As cadeiras irão auxiliar no processo ensino-aprendizado, promovendo uma acessibilidade aos alunos.

A Escola Municipal Mascarenhas de Morais, localizada na zona Sul de Teresina, foi uma das escolas a receber as cadeiras na manhã desta sexta-feira (24). Segundo Luciano Garcês Marques Ferreira, diretor da escola, o ganho para os alunos que necessitam da cadeira é essencial para a o bem estar em sala de aula.

“É a inclusão sendo realizada. Com a cadeira, os alunos ficam totalmente apoiados e conseguem desenvolver as atividades propostas em sala. Estamos trabalhando para oferecer toda a estrutura necessária para o bom desenvolvimento das crianças, com os cuidados e ações inclusivas”, disse.

Essa ação vem acontecendo desde 2011, e para garantir a melhor inclusão dos alunos com deficiência física/neuro/motora já foram entregues até agora 215 carteiras e mesas adaptadas. “O nosso compromisso é de ter uma escola que acolha bem as crianças, formando cidadãos. Trabalhamos a inclusão e estamos avançando. Estamos também com mais de 180 profissionais trabalhando mais de perto com essas crianças que precisam de uma atenção especial”, afirmou Samara Moura Oliveira, coordenadora de Educação Inclusão da SEMEC.

Samara destaca ainda que as cadeiras são importantes para garantir a adaptação postural das crianças. Segundo ela, a escola deve encaminhar um laudo solicitando a cadeira adaptada. “A fisioterapeuta faz a visita para proceder à avaliação da necessidade de adequação postural, e em seguida dá a orientação para a confecção da carteira adaptada, recurso que melhora a postura e, consequentemente, a condição funcional das pessoas com deficiência”, explicou.

A coordenadora explica ainda que as cadeiras acompanharão os alunos quando houver necessidade de mudança de escola e que conforme a criança cresce é realizada uma nova avaliação e feita a troca da cadeira quando necessário. “Destacamos o quanto esta ação promove conforto e bem estar para os alunos, garantindo a segurança necessária, favorecendo assim a sua aprendizagem”, destacou.