CMEIs ensinam sobre sustentabilidade com atividades divertidas

As crianças dos Centros Municipais de Educação Infantil de Teresina estão aprendendo sobre meio ambiente e sustentabilidade a partir de atividades divertidas na escola. A temática é parte do plano de ensino e fundamental na formação dos pequenos.

No CMEI Raquel de Queiroz, a turminha participou de uma oficina para fabricação de brinquedos com material reciclado. A matéria prima era garrafa pet, caixas de papelão e outros descartáveis que vão para o lixo todos os dias. Em um momento de aprendizado e diversão, os alunos seguiram as orientações das professoras, utilizaram a imaginação e criaram novos brinquedos.

Já no CMEI Noronha Filho, os alunos do II Período participaram de brincadeiras e um momento de pintura para aprender sobre a coleta seletiva. O CMEI conta com um sistema de separação do lixo e as crianças começam a contribuir com esse processo.

Também teve atividade no CMEI Tia Jane. A turma do Maternal II foi desafiada a produzir sobre a importância da reciclagem para o meio ambiente. A pequena Aylla Sophia contou com ajuda da família para construir um cartaz educativo, onde aponta os perigos do descarte incorreto do lixo. “Se eu fosse um peixinho e soubesse nadar, eu tirava todo o lixo do fundo do mar”, escreveu a menina.

Semam vai elaborar projeto de criação do Parque das Nascentes do Santa Fé

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semam) enviou nesta sexta-feira (29) equipe da Gerência de Parques e do Núcleo de Monitoramento Ambiental para avaliar a situação de oito nascentes de água natural que ficam localizadas em uma área verde no conjunto Santa Fé, zona sul de Teresina. Ficou decidido que será elaborado um projeto para revitalização e criação de um Parque Ambiental nessa área.

Essa é uma reivindicação antiga da comunidade que solicita a preservação e construção de um Parque Ambiental no local. “Aqui existem oito nascentes de água que precisam ser preservadas, mas que estão sendo poluídas porque ao lado tem uma galeria de esgoto. Sem falar que essa área virou um espaço para jogar todo tipo de lixo. Isso prejudica demais o meio ambiente”, revelou Iratan de Araújo, presidente da associação de moradores do bairro.

Segundo Claudinei Feitosa, gerente dos Parques Ambientais a comunidade será beneficiada, mas o Meio Ambiente, principalmente. “Já vamos entrar em contato com a SDU Sul para encaminhar uma equipe para fazer toda a limpeza do local e a colocação de placas educativas para alertar a população que é proibido jogar lixo aqui. Além disso será colocado um conteiner para receber esses materiais. Precisamos preservar essas nascentes e transformar essa área”, afirmou Claudinei.

Construção da Marginal Sul foi tema de reunião entre Semam e Sdu Sul

Em reunião gestores trataram da obra e de impactos no meio ambiente / Foto: Ascom Sdu Sul

O Superintendente de Desenvolvimento Urbano Sul (SDU/Sul), Alípio Paiva, esteve reunido na manhã desta quinta-feira, 28, com a Secretária Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semam), Elisabeth Sá, para alinharem as ideias acerca dos próximos encaminhamentos na construção da Marginal Poty Sul.

De acordo com o superintendente, essa reunião é importante para que o desenvolvimento urbano e o meio ambiente andem juntos. “Em relação a essas obras, o meio ambiente sempre, vai e deve, falar primeiro. Então, essa reunião foi para unificarmos nossas ideias sobre os procedimentos, no que tange às questões ambientais e a construção da Marginal Sul, para posteriormente prestarmos esclarecimentos ao Ministério Público”, explicou Alípio Paiva.

A secretária da Semam reconhece a importância da obra, mas destaca a preservação do meio ambiente “Nós traçamos metas para essa obra que será um marco na mobilidade urbana da nossa cidade. Sempre lembrando de auxiliar esse desenvolvimento com as questões ambientais, como orientação do nosso prefeito Doutor Pessoa” destacou Elisabeth Sá.

A Marginal Poty Sul, que tem sua construção dividida em três etapas, ligará a zona sul e leste da cidade, desafogando significativamente o trânsito entre essas zonas.

Educadora física da Sema dá dicas de como os servidores devem organizar seu home office

A maioria dos servidores municipais que não atuam na linha de frente do combate ao novo coronavírus está exercendo suas funções em home office. Esta mudança de ambiente exige a adoção de alguns cuidados, sobretudo com relação à postura e organização do tempo. Segundo Kauane Ribeiro, coordenadora da ginástica laboral da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema), o home office deve seguir todo padrão de ergonomia do ambiente de trabalho.

“É interessante que a gente tenha em casa uma área específica para ser o nosso posto de trabalho, um cantinho com uma mesa, cadeira e computador. Nesse espaço deve-se evitar deixar objetos distrativos, para que consigamos manter nosso foco no trabalho”, destaca.

A profissional em Educação Física indica que o encosto da cadeira deve ser adaptado à curvatura da coluna e, se for preciso, pode-se utilizar almofadas. “Além disso, os ombros e quadris devem estar alinhados; os pés devem estar apoiados no chão ou em descanso para pés. Se você não tem esse suporte, pode improvisar com livros ou caixas. O descanso de braço deve estar na altura do cotovelo; o punho tem que estar em uma direção neutra, ou seja, sem dobrar; e os joelhos discretamente abaixo do quadril, com angulação de 90 graus”, detalha.

A posição do notebook ou computador também merece atenção especial. O monitor deve ser ajustado para que fique na altura da visão, evitando assim tensão na região cervical. “É importante observar também a curvatura dos ombros e da coluna. Caso precise, utilize livros, caixas ou resma de papel para chegar à posição correta. O teclado precisa ficar diretamente a sua frente e o mouse próximo e no mesmo nível do teclado”, acrescenta Kauane.

Outra dica é saber administrar o tempo e tentar manter a rotina de trabalho no mesmo horário em que você estaria no órgão em que trabalha. “Se você trabalha pela manhã, mantenha esse horário para estar ali trabalhando, planejando ou estudando, até para que na volta à rotina habitual, quando esse período de isolamento acabar, a gente não tenha tanta dificuldade de se readaptar”, ressalta.

Por fim, a educadora física pontua a necessidade de se movimentar durante o período de home office. “É indicado que a gente faça pausas durante a manhã. Levante, faça um alongamento, porque além de melhorar a circulação sanguínea, esse comportamento ajuda a aliviar a tensão muscular, relaxa o corpo e a mente, melhora a postura, previne dores e lesões musculares, além de aumentar a flexibilidade”, conclui.

 

Atividades de educação ambiental atraem público do Teresina em Ação

Ascom Semam

Com a proposta de sensibilizar e levar mais informações sobre o meio ambiente para o público do Teresina em Ação, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAM) participou de mais uma edição do evento, realizado no sábado (18), na praça do Parque Wall Ferraz, zona norte da cidade.

Assim como nas edições anteriores, o Núcleo de Educação Ambiental (NEA) do órgão buscou trabalhar de múltiplas formas os temas ambientais. Uma das abordagens foi direcionada para o público infantil, que através de jogos educativos e oficina de pintura de desenhos e de rosto, puderam aprender mais sobre os cuidados com a natureza. Além disso, a equipe distribuiu chapéus e outros materiais retratando a Jandaia Sol, ave símbolo de Teresina.

A pequena Ana Lívia, de sete anos, participou das atividades e contou sobre o que aprendeu. “Precisamos gastar menos água, menos energia, cuidar e plantar mais árvores e também cuidar dos animais. Assim, todos vão viver melhor, por isso é importante cuidar do meio ambiente”, disse a garota.

Já os jovens e adultos foram sensibilizados através de folders informativos sobre diversas temáticas como poluição sonora, combate ao Aedes Aegypti, resíduos sólidos e preservação do verde e também com a distribuição da revista de meio ambiente da Semam, que reúne o trabalho desenvolvido pela pasta.

O Teresina em Ação é uma iniciativa da Prefeitura de Teresina, realizada por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (SEMCASPI), em parceria com a TV Clube. Através de espaços públicos, o evento leva, mensalmente, dezenas de atividades e serviços para os teresinenses. Para isso, conta o engajamento de dezenas órgãos que compõem a gestão pública municipal e de outros parceiros.