Campanha Marcas da Alegria é apresentada no baile de carnaval do Amor de Tia

Ascom/SMPM

O Serviço Amor de Tia Norte recebeu nesta sexta-feira (21) uma festa antecipada de Carnaval para mães e crianças do espaço, o Baile da Integração. Na ocasião, também foi apresentada a Campanha “Marcas da Alegria”, iniciativa da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM) para levar informação e promover o enfrentamento à violência contra a mulher no Carnaval.

Durante a atividade, foram explicados detalhes sobre a Campanha e realizada uma palestra sobre assédio para as mães reunidas no espaço. A assistente social da SMPM, Caroline Leal, destacou a importância de divulgação das ações de Carnaval e como elas podem ajudar as mulheres durante esse período de festas.

“Aproveitamos o momento para trazer a Campanha, queremos que as mulheres entendam que estarão amparadas no Carnaval. Infelizmente, ainda percebemos muita violência mascarada nesse período com a desculpa que na brincadeira, na folia, tudo é permitido, e não é assim. Estamos trazendo essa conscientização para que a única marca que a gente leve seja de alegria e não de violência”, afirmou.

A coordenadora do Amor de Tia Norte, Aline Heira, falou sobre a realização da festa de Carnaval no espaço e em como a atividade promove a integração das mães, crianças e comunidade em geral. “É uma festa para todos, mães, crianças, mulheres que já fizeram parte do serviço. Ficamos muito felizes com esse momento, nessa prévia de lazer, esse momento festivo, de participação e socialização”, destacou.

A empregada doméstica Ivoneide Rodrigues, inserida no Amor de Tia há mais ou menos dois anos, conta que sempre participa das festas de carnaval promovidas pelo espaço. “Participei ano passado, esse ano e no próximo estarei aqui também. Gosto muito do Amor de Tia, é um centro de acolhimento para as mães, aqui tem muita oportunidade também pra gente se qualificar, sempre participo de tudo”, disse.

Prefeitura define critérios de seleção de mulheres e seus filhos para o serviço Amor de Tia

Ascom/SMPM

A equipe da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM) se reuniu nesta quinta-feira (13) com representantes do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS Sudeste III), Centro de Referência Especializada de Assistência Social (CREAS) e Conselho Tutelar para definição dos critérios de seleção de mulheres e seus filhos para o serviço Amor de Tia.

Para ter acesso ao serviço, as mulheres que se encaixam nos critérios estabelecidos precisam fazer um cadastro junto ao CRAS, que tem o papel de avaliação. “Após essa avaliação, essas mulheres são encaminhadas para o Serviço Amor de Tia, onde elas e seus filhos recebem um acompanhamento especializado. Mas essa reunião serviu também para mostrar como foi nossa experiência esse ano, fazendo uma comparação com o ano passado. A gente queria está expondo nossos critérios, todo o trabalho desenvolvido, e assim, alinhar junto a SMPM, novas formas de funcionamento”, explica o psicólogo do CRAS Sudeste III, Antônio Sales.

Ainda segundo o profissional, o grande foco de toda a equipe no momento são os critérios de seleção das mulheres para acessar o serviço. “Queremos fazer toda essa análise com ainda mais cuidado, para que as mulheres inseridas sejam mulheres que realmente estejam vivenciando uma situação de vulnerabilidade social. Com isso, pretendemos ajudar ainda mais mulheres, para potencializar suas forças”, finalizou o psicólogo.

Para a secretária municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, Macilane Gomes, é de extrema importância todo o alinhamento do trabalho desenvolvido pela Secretaria com outros setores envolvidos. “Foi bem interessante dialogar, alinhar. O CRAS já trouxe um feedback dos índices de vulnerabilidade dessas mulheres, do impacto do serviço na vida delas. Esses dados só contribuem para realização de outros trabalhos, porque o que a gente quer é aperfeiçoar e impactar a vida dessas mulheres”, destacou.

O Serviço de Atendimento Integral às Mulheres e suas Crianças: Amor de Tia (Norte e Sudeste), unidades vinculadas à SMPM, atende mulheres em situação de vulnerabilidade social e violência baseada no gênero. Somente no ano de 2019 as duas unidades realizaram o total de 314 atendimentos. Os dados correspondem ao atendimento de 155 mulheres e 159 crianças.

Mães se despedem do Amor de Tia Sudeste e mais mulheres serão selecionadas

Ascom/SMPM

A festa de confraternização do Amor de Tia Sudeste marcou o fechamento de um ciclo para muitas mães que participaram do serviço. Uma nova lista foi enviada ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) para selecionar as mães em situação de vulnerabilidade que se encaixam no perfil de atendimento do serviço oferecido.

O encerramento foi um momento de muita alegria, harmonia, e também vários depoimentos de agradecimento à equipe do espaço. Maria de Fátima Ferreira, 22 anos, é mãe da Ághata Sofia, de três anos. Ela entrou no Amor de Tia em 2018 e falou um pouco sobre a contribuição da unidade na sua vida durante o tempo que foi atendida. “Só estou triste porque minha filha vai sair, mas sou grata a tudo que fizeram por ela e por mim. Aqui aprendi muita coisa, pois fiz diversos cursos, participei de palestras, oficina roda de conversa. Vou sempre carregar no meu coração tudo que vivi aqui”, declarou.

A coordenadora da unidade, Maria de Lourdes Mendes, explica que o projeto estabelece uma idade para início e o término no acolhimento dessas crianças, o que possibilita que novas mães e crianças possam ser beneficiadas. “Nossa expectativa é sempre alcançar o maior número atendimento de mulheres em situação de vulnerabilidade. Já estamos preparando tudo para que as novas mães se sintam bem acolhidas, queremos ajudá-las. É sempre um grande prazer receber todas essas mulheres. Estaremos aqui em qualquer momento para oferecer todo o apoio e, além do acolhimento as suas crianças, disponibilizar cursos, capacitações, dentre outros, possibilitando um maior empoderamento dessas mulheres”, afirma a coordenadora.

O Serviço de Atendimento às Mulheres e suas Crianças: Amor de Tia oferece auxílio a mulheres em situação de vulnerabilidade social e violência em Teresina.  As duas unidades, Norte e Sudeste, desenvolvem estratégias de empoderamento feminino, acolhimento e também de desenvolvimento psicossocial a crianças de 1 ano a 2 anos e 9 meses. O Amor de Tia Sudeste fica localizado na Rua Santa Luzia, s/n, bairro Alto da Ressurreição. Mais informações através do telefone: (86) 3234 2620.

Unidades do Amor de Tia realizam 314 atendimentos em 2019

O Serviço de Atendimento Integral às Mulheres e suas crianças: Amor de Tia, unidade vinculada a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM), teve um saldo positivo no número de atendimentos durante o ano de 2019.  As duas unidades, Norte e Sudeste, realizaram somente no ano passado o total de 314 atendimentos.

Os dados correspondem ao atendimento de 155 mulheres e 159 crianças. Realizando um comparativo  houve um aumento significativo em relação ao ano de 2018, que contabilizou cerca de 270 atendimentos.

O Serviço Amor de Tia atende mulheres em situação de vulnerabilidade social e violência em Teresina. Os dois centros de atendimento desenvolvem estratégias de acolhimento, empoderamento feminino para mulheres e desenvolvimento psicossocial com crianças de um a dois anos e nove meses.

“Oferecemos a essas mães vários serviços, como cursos, oficinas, terapias intensivas, rodas de conversa. Trabalhamos também cursos na área de empreendedorismo, para que essas mulheres aprendessem uma profissão, isso faz diferença na autoestima delas”, destacou Maria de Lourdes Mendes, coordenadora do Amor de Tia Sudeste.

A coordenadora falou ainda sobre a evolução das mulheres ao longo do processo de atendimento na unidade. “Muitas chegaram aqui sem meta, sem objetivo nenhum, e isso foi mudando ao longo do tempo. Aqui elas têm a oportunidade de aprender várias profissões através dos cursos e oficinas ofertados. Atingimos muitas metas em 2019 e queremos atingir ainda mais em 2020”, conclui Maria de Sudeste fica localizado na Rua Santa Luzia, s/n, bairro Alto da Ressurreição. Já a unidade da região Norte da capital fica localizada na Rua Antônio Pedro, s/n, bairro Matadouro.

 

Mulheres do Amor de Tia Norte participam nesta terça (26) de aula de defesa pessoal

Ascom/SMPM

Autonomia feminina, maior habilidade de autodefesa e melhora no preparo físico. Essas são algumas das vantagens que o grupo de mulheres atendidas pelo Amor de Tia Norte irão desfrutar com a aula gratuita de defesa pessoal que será oferecida nesta terça-feira (26), a partir das 15h30. A atividade faz parte da agenda dos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher.

O aulão de defesa pessoal feminina será ministrado pelo professor de Judô David Vecki, que é credenciado pela Polícia Federal e já possui experiência com a atividade para o público feminino. Ele desenvolverá técnicas de defesa para as mais variadas situações do dia a dia. As mulheres poderão aprender a se defender de abraços ou beijos forçados, socos, chutes, estrangulamento, tentativa de estupro, entre outros.

“Queremos sensibilizar e compartilhar conhecimento para que a gente possa prevenir e eliminar todas as práticas de violência contra a mulher. Elas vão poder aprender técnicas básicas de defesa, é importante que a mulher tenha essa autonomia e independência. E não precisa ser forte ou preparada fisicamente, todas devem participar”, destacou Aline Heíra, coordenadora do Amor de Tia Norte.

O Serviço de Atendimento Integral a Mulher e suas Crianças: Amor de Tia Norte, fica localizado na Rua Antônio Pedro S/N, bairro Matadouro. O serviço é vinculado à Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM), da Prefeitura de Teresina.

Doutora em violências de gênero realiza consultoria sobre atendimento a mulheres em Teresina

Ascom/SMPM

A Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM) recebeu, nesta terça (12) e quarta-feira (13), a especialista e doutora em violências de gênero, Wânia Pasinato, para mais uma consultoria com o objetivo de discutir sobre os indicadores e diagnósticos de serviços de atendimento à mulher em situação de violência na cidade de Teresina.

A consultoria, financiada pelo Programa Lagoas do Norte, tem como finalidade também fortalecer e aprimorar o serviço de atendimento às mulheres vítimas de violência, acompanhadas pelo Centro de Referência Esperança Garcia (CREG) e Serviços de Atendimento Integral à Mulher e suas Crianças: Amor de Tia.

A abordagem no atendimento à mulher em situação de violência, procedimentos necessários, estratégias com base em casos que tiveram a execução da consultoria, foram alguns dos assuntos colocados em pauta. “A proposta da consultoria é justamente consolidar o funcionamento desses serviços naquilo que eles têm de especialização no atendimento às mulheres, como aprimorar o acolhimento e organizar o melhor encaminhamento. Tem sido uma experiência bastante rica, de troca de conhecimento, de poder transformar o conhecimento teórico numa política pública mais efetiva”, destacou Wânia Pasinato.

Ascom/SMPM

Ressaltando a efetividade e sucesso dos projetos de atendimento e as políticas públicas existentes, a secretária municipal da SMPM, Macilane Gomes, trouxe como exemplo o Serviço de Atendimento Integral às Mulheres e suas Crianças: Amor de Tia. “Não existe em nenhum outro lugar um serviço que atenda a mulher e a criança. Nesse projeto, as crianças já são abordadas sob uma perspectiva de gênero, que tenta promover a alteração de um modelo de mentalidade de uma geração. Isso é importante porque é o que o torna inovador. Atendemos as mulheres, fortalecendo esse empoderamento, e as crianças, impactando no processo de educação”, contou.

A secretária municipal destacou também a importância em trazer o olhar de uma especialista para análise de todo o projeto de atendimento às mulheres. “Ela traz essa bagagem teórica, técnica, sobre a violência contra a mulher. Com essa visão macro, ela olha para os projetos que a gente vem desenvolvendo. A gente quer saber se eles realmente atendem aos princípios de emancipação da mulher”, finalizou Macilane Gomes.

Wânia Pasinato mora em São Paulo, tem pós-doutorado em Núcleos de Estudos de Gênero e já desenvolveu ações de combate ao feminicídio como coordenadora de Acesso à Justiça no escritório da ONU Mulheres no Brasil. Ela trabalha como Assessora Técnica da ONU Mulheres com foco no enfrentamento à violência e possui diversas publicações científicas sobre temas relacionados à violência de gênero.

Amor de Tia Sudeste realiza manhã de lazer para mães e filhos

Em alusão ao dia da criança, comemorado no dia 12 de outubro, o Amor de Tia Sudeste, unidade vinculada à Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM), realizará na sexta-feira (11), a partir das 8h30, uma atividade integrativa com mães e filhos atendidos pelo serviço.

“Realizaremos um momento intergeracional onde devem participar cerca de 80 mães e seus filhos. A atividade contará com a diversão de bonecos da Disney, dança kids, teatro, além da distribuição de lanches”, afirma a Coordenadora da Unidade, Maria de Lurdes.

Ainda segundo a coordenadora as brincadeiras serão no intuito de estimular a interação entre mães e filhos pelo ato de brincar. “Disponibilizaremos no nosso espaço uma área com alguns brinquedos o que permitirá uma maior interação entre mães e filhos”, pontua.

O Serviço de Atendimento Integral a mulher e suas crianças: Amor de Tia Sudeste localizado na Rua Santa Luzia s/n, bairro Alto da Ressurreição, atende as mulheres que vivenciam situação de vulnerabilidade social e situações de violência baseadas no gênero, desenvolvendo estratégias de empoderamento feminino e acolhimento e desenvolvimento psicossocial das crianças de 1 a 2 anos e 9 meses.

Diretora executiva da ANDI – Comunicação e Direitos participa de arraial do Amor de Tia

Ascom/SMPM

A última sexta-feira (28) foi dia de festa no Serviço de Atendimento Integral às Mulheres e suas Crianças: Amor de Tia – Norte. Um lindo arraial com dança e comidas típicas foi idealizado para proporcionar um dia de animação para as crianças e as mães. A festa contou com a presença de Miriam Pragita, formada em Liderança Executiva para o Desenvolvimento da Primeira Infância, secretária executiva da RNPI – Rede Nacional Primeira Infância para o triênio 2018-2020, e Diretora Executiva da ANDI – Comunicação e Direitos. (mais…)

Campanha Não te dei liberdade: Mães do Amor de Tia recebem dia de valorização e ouvem sobre assédio

O Serviço de Atendimento Integral às Mulheres e suas Crianças: Amor de Tia – Norte ofereceu, na sexta-feira, (22), um dia de valorização da mulher para as mães em sua sede no Matadouro. Durante o dia elas tiveram acesso a apresentações artísticas, palestra sobre saúde da mulher e serviços de beleza como corte de cabelo, design de sobrancelhas e maquiagem.

A secretária Municipal de Políticas Públicas para Mulheres, Macilane Gomes, conversou com as mães atendidas pelo programa sobre a campanha “Não te dei liberdade”. “De que sociedade nós estamos falando? De que família nós estamos falando? Nós participamos de uma sociedade que os homens acham que tem mais privilégios, mais direitos. Nós precisamos dizer que temos direitos iguais, nós precisamos de respeito”, afirmou.

A coordenadora do Amor de Tia Norte, Adriana Carvalho, complementou. “Mulher tem que ser valorizada todos os dias, mas hoje é o dia D. A campanha “Não te dei liberdade” é sobre o assédio que as mulheres vem passando no dia-a-dia. Elas precisam de conhecimento dos seus direitos, para que não se sintam constrangidas e até culpadas por estarem usando determinada roupa”, ressaltou.

Cleiciane Alves, mãe do Arthur de 1 ano e 3 meses, começou a participar das ações no Amor de Tia esse ano e já aproveita bastante. “Achei o dia de valorização muito bonito, muito legal e criativo. Eu acho importante momentos como esse para nos sentirmos valorizadas”,  comentou.