Prefeitura de Teresina desenvolve aplicativo para atender as demandas de segurança pública

Ampliando a participação popular na gestão, a Prefeitura de Teresina está desenvolvendo o aplicativo “THE Segura”. A ferramenta, voltada para resolução de demandas na áreas da segurança pública local, irá funcionar através do Sistema AMI, a plataforma criada pelo poder público municipal para a coleta de denúncias, elogios e sugestões.

Foto: Rômulo Piauilino

“Será um aplicativo de extrema importância, que vai auxiliar os teresinenses como um todo. O “THE Seguro” vai funcionar como um botão de alerta dentro do nosso sistema, onde a população vai conseguir ter um contato mais rápido e direto com todos órgãos de segurança da prefeitura”, explica Pedro Mousinho, Ouvidor-geral do município.

A iniciativa, executada pela Empresa de Processamento de Dados da Prefeitura de Teresina (Prodater) em parceria com a Coordenadoria Municipal de Comunicação, funcionará de forma integrada com a Guarda Civil Municipal (GCM) e a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans). A previsão é que a nova funcionalidade fique disponível no começo do próximo ano.

“É uma ação que integra os órgãos de controle e que, a primeiro momento, vai fortalecer e aperfeiçoar o trabalho desenvolvido pela GCM no que diz respeito à proteção do patrimônio público, mas a intenção é também ampliar esse serviço para a salvaguarda dos teresinenses”, afirma Nixon Frota, coordenador municipal de segurança pública.

A medida, resultado de um indicativo de Lei aprovado pela vereadora Fernanda Gomes Câmara Municipal, possibilitará, dentre outras coisas, que os usuários da aplicação comuniquem entre si ocorrências como falta de luz, queda de árvore, pichação, ou qualquer outro tipo de crime, para que o poder público possa solucioná-las de forma ágil.

“Com ele teremos um maior e constante monitoramento das ocorrências para combatermos a criminalidade na nossa capital, onde a população terá acesso a uma central de relacionamento com os órgãos da prefeitura. Ele será bem adaptado à realidade e necessidade da população e deve ser implantado o mais rápido possível”, pontua a parlamentar.

Aplicativo SIU MOBILE auxilia na mobilidade dos usuários de ônibus de Teresina

Os usuários de ônibus da capital podem consultar o aplicativo SIU Mobile Teresina. A ferramenta possibilita o acesso em tempo real das linhas, quadro de horários dos ônibus, trajetos e paradas próximas. Com a ferramenta os usuários tem mais facilidade para o deslocamento e ficam por dentro das informações fornecidas sobre o transporte coletivo.

O gerente de Planejamento do Transporte Público da Strans, Felipe Leal, explica que a ferramenta está disponível nas Plataformas Android e IOS e é uma opção para os usuários de transporte coletivo.

“Com o aplicativo SIU Mobile, os usuários do transporte público terão ajuda para auxiliar na mobilidade urbana. Através da ferramenta, é possível detectar a localização do ônibus, previsão de chegada do ônibus na parada, quadro de horários das linhas, trajetos, visualização das rotas, quais linhas atendem ao seu destino e a possibilidade de adicionar à seção “Minhas paradas”, suas paradas mais recorrentes e favoritas”, esclarece o gerente.

O auxílio do aplicativo vai melhorar a locomoção e logística dos usuários de transporte público da capital. O desenvolvimento e a atualização do aplicativo SIU Mobile Teresina é feito pelo Consórcio Operacional SITT, com a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), e faz parte do cumprimento da exigência do Contrato de Concessão dos Serviços de Transporte Público por Ônibus.

Conforme o usuário for se adaptando com a plataforma, haverá mais agilidade em sua locomoção. O aplicativo já está disponível nas plataformas Android e IOS.

Fotos: Ascom Strans

Strans e Prodater discutem melhorias tecnológicas para facilidades no aplicativo

A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans), representada pelo chefe de videomonitoramento agente Amaro Moura, esteve reunida com o gerente de Desenvolvimento de Sistema da Empresa Teresinense de Processamento de Dados (Prodater), Hudson Moura, para tratar de assuntos relacionados a melhorias tecnológicas na funcionalidade do aplicativo da Strans. O encontro aconteceu na sexta-feira (21), na sede da Prodater.

Amaro Moura explica que o objetivo das melhorias no aplicativo da Strans é que a população seja impactada com o fácil acesso a informação, aproximando o usuário dos serviços prestados pelo órgão, onde o usuário do aplicativo terá acesso aos horários das linhas de ônibus, com informações do trânsito e do transporte público. O uso da tecnologia melhorará a prestação do serviço realizado para o órgão e para os usuários.

“A reunião com a Prodater é para trazer algumas melhorias para o aplicativo da Strans, para ficar de uma forma e com um visual mais instrutivo, agregar serviços para a população, desde a questão de linhas de ônibus, como pontos de mototáxi e táxi. Queremos trazer também a opção para o usuário nos relatar ocorrências de trânsito, como semáforo apagado, acidentes de trânsito, estacionamentos irregulares, para assim eles estarem diretamente nos comunicando e a Strans está diretamente recebendo as ocorrências e atendendo as solicitações da população, através do aplicativo da Strans”, pontua o chefe de videomonitoramento da Strans.

O obejtivo das melhorias no aplicativo da Strans é que a população seja impactada com o fácil acesso a informação Foto(Ascom/Strans)

Fiscalização da SDU Sudeste solucionou mais de 70% das demandas do Colab em 2020

Implantado desde 2016 pela Prefeitura de Teresina, o aplicativo Colab tornou-se, neste ano de pandemia da Covid-19, um dos principais canais de comunicação entre a população e a administração pública. De janeiro a 14 de dezembro de 2020, a Superintendência de Desenvolvimento Urbano Sudeste registrou 581 demandas recebidas. Dentre elas, a Gerência de Controle e Fiscalização (GCF) recebeu 175, das quais 135 já foram resolvidas e 40 estão em atendimento, representando cerca de 77% de resolutividade.

Comparado ao ano anterior, quando foram registrados ao todo 340 requerimentos através do aplicativo, houve um aumento em torno de 70% nas demandas gerais. “O crescimento se deve, principalmente, ao isolamento social praticado durante a pandemia. A população, ao passar mais tempo em casa, pôde observar melhor o dia a dia na sua comunidade e estar mais atenta a alguns problemas”, avalia Isaac Meneses, superintendente da SDU Sudeste.

Segundo Alexandre Nogueira, gerente de Controle e Fiscalização da SDU, as demandas mais comuns são denúncias de lixo, entulho e sucatas em calçadas e via pública, imóvel ou terreno abandonado, estabelecimento comercial sem alvará e obra irregular sem alvará de construção.

O gerente destaca ainda o trabalho de fiscalização durante os meses em que vigoraram os decretos municipais de enfrentamento ao coronavírus. “Durante todo esse tempo, além das demandas de rotina, estivemos atuando continuamente nas ações de controle preventivo à Covid-19, buscando preservar a saúde e segurança da população”, afirma Alexandre.

Para realizar denúncia ou solicitação por meio do Colab, basta fazer o download do aplicativo na App ou Play Store, cadastrar as informações necessárias e acompanhar o pedido por meio do protocolo gerado.

 

Prefeitura disponibiliza mais de 400 serviços online para os teresinenses

Com a pandemia da Covid-19, a Prefeitura de Teresina ampliou os serviços disponibilizados de forma virtual para atender as demandas dos cidadãos, sem a necessidade de deslocamento aos órgãos públicos, através do Projeto Teresinense Digital. Atualmente, segundo levantamento da Empresa Teresinense de Processamento de Dados (Prodater), existem 404 serviços na versão web disponíveis para a população.

Os dados da Prodater apontam ainda que 5.081 usuários possuem cadastro liberado e ativo através do sistema web, além de outros 4.856 cadastros ativos no aplicativo. De forma digital, estão disponíveis, no site da Prefeitura de Teresina, serviços como recurso de multas, licenças, repasse de verba, ofícios diversos e solicitações de cópias de processos, dentre outros. “Devido à pandemia, a prioridade foi dada aos serviços do sistema web, pois são mais fáceis de implementar e disponibilizar para os cidadãos. Já o aplicativo conta com serviços relacionados a recursos de infrações, serviços de limpeza, consulta a coleta domiciliar e pesquisa as UBS”, explica Reginaldo Rodrigues, Analista de Negócios da Prodater.

De acordo com Reginaldo Rodrigues, houve uma ação de simplificação e digitalização de 196 peticionamentos de serviços públicos municipais em março deste ano, além de uma aceleração no cadastramento de novos peticionamentos. O foco foi dado aos serviços que demandam a presença do cidadão no órgão como, por exemplo, os que envolvem a concessão de licenças e alvarás, bem como o atendimento tributário. “A ideia foi evitar ao máximo a ida do cidadão aos guichês da Prefeitura durante o isolamento social”, acrescentou.

Os serviços da Prefeitura de Teresina podem ser acessados de forma online por dois canais do Teresinense Digital, pelo sistema web ou pelo aplicativo. Neles, o cidadão consegue acompanhar todo o trâmite da sua demanda. “Ele tem acesso a todo o histórico de movimentações e consegue visualizar e baixar os documentos que são incluídos no processo. Com isso, se ganha em agilidade e transparência na execução dos serviços pela Prefeitura”, concluiu Reginaldo Rodrigues.

O aplicativo “Teresinense Digital” pode ser baixado gratuitamente nas plataformas Android e iOS. Com o aplicativo instalado, o cidadão precisa realizar seu cadastro e depois pode escolher o serviço desejado. Na versão web, para conseguir logar no sistema é necessário se cadastrar como Usuário Externo através do link https://pmt.pi.gov.br/teresinensedigital/.

Teresina lidera ranking das cidades com maior engajamento da população no Colab

Teresina é a cidade do Brasil com maior engajamento da população no Colab, aplicativo de gestão pública colaborativa. A evolução nos índices está relacionada com a inclusão de novas categorias no aplicativo para facilitar o atendimento da população durante a pandemia de Covid-19. Nos últimos 90 dias, a base de usuários na capital aumentou em 49%, passando de 12 mil para quase 20 mil novos usuários cadastrados.

“A população está colaborando de forma efetiva na gestão, baixando o aplicativo, criando usuários e encaminhando suas demandas para a Prefeitura de Teresina. A partir das publicações dos usuários, a Ouvidoria Municipal seleciona as solicitações e dá o devido encaminhamento”, destaca Hassan Said, ouvidor-geral do município.

As categorias inseridas no App permitem ao usuário tirar dúvidas, receber informações e denunciar estabelecimentos que estejam descumprindo determinações legais de combate ao novo coronavírus. “No momento em que as secretarias e demais órgãos da Prefeitura se encontram sem alcance presencial da população, o Colab é fundamental para que as demandas sejam comunicadas e atendidas, sem a necessidade do cidadão sair de casa”, acrescenta Hassan Said.

O aplicativo Colab é uma ferramenta utilizada pela população para comunicar os problemas do seu bairro ao poder público, criando uma ponte entre o cidadão e a Prefeitura. A plataforma está disponível para smartphones Android e IOS. Para ter acesso, o usuário precisa baixar e criar um perfil no aplicativo. Devidamente cadastrado, ele pode então fazer uma publicação, preenchendo o campo de descrição com informações da sua demanda e colocando o endereço do local, além de poder enviar fotos.

Escola municipal cria aplicativo para manter alunos conectados com o ensino

A Escola Municipal Poeta Da Costa e Silva, localizada no Residencial Jacinta Andrade, desenvolveu uma ferramenta online para incentivar os alunos a manterem em casa o ritmo de estudos com base no planejamento da unidade de ensino. Um aplicativo para smartphone reúne conteúdos para cada ano escolar, além de dicas de leituras, mensagens dos professores, vídeos e etc.

O app batizado de “EM Poeta CS” foi criado com ajuda do apoio pedagógico, Fledson Rodrigues, e faz parte do projeto “Distantes, mas aprendemos juntos”. Nele é possível encontrar as demais plataformas virtuais da unidade de ensino já utilizadas antes, como o canal do Youtube e o blog. A ferramenta é alimentada diariamente e contém todos os links da plataforma criada pela Secretaria Municipal de Educação para levar aprendizado, mesmo à distância.

Segundo o diretor José Manoel, o aplicativo é de acesso exclusivo da comunidade escolar, ultrapassando 500 interações diárias. “Assim podemos oportunizar o aprendizado dos nossos alunos enquanto as aulas estiverem suspensas. De acordo com nosso monitoramento, cerca de 75% dos alunos estão acessando a plataforma todos os dias, chegando à maioria dos estudantes do 1° ao 9° anos”.

O aplicativo possui vídeos e atividades de cada disciplina, fotos, dicas de jogos e filmes, também contato direto com a equipe gestora. As famílias que não possuem acesso à internet recebem o material impresso em casa.

Prodater lança site que facilita eficiência administrativa

A Empresa Teresinense de Processamento de Dados (Prodater) lançou o Boletim do SEI (Sistema Eletrônico de Informações). O SEI é um sistema que engloba um conjunto de módulos e funcionalidades que promovem a eficiência administrativa. “O SEI é cedido gratuitamente para instituições públicas e permite transferir a gestão de documentos e de processos eletrônicos administrativos para um mesmo ambiente virtual. Dentre os muitos benefícios e práticas inovadoras de trabalho, estão a diminuição do uso de papel e o compartilhamento de conhecimento com atualização e comunicação de novos eventos em tempo real”, explica Câncio Júnior, Diretor Técnico da Prodater.

Além da versão web do sistema, versão mais completa, o SEI possui uma versão mobile, aplicativo, disponível tanto para Android como IOS, lançada pela Secretaria de Gestão do Ministério da Economia, permite que servidores criem processos eletrônicos e editem documentos. Pelo celular, será possível criar processos e realizar novas operações para atendimento de diversas necessidades da administração pública, contemplando também correções de erros e melhorias de segurança, além de novas funcionalidades como a criação de processos, criação e edição de documentos e notificações para atribuição de processos, dentre outros.

De acordo com Lucas Aurélio, Analista de Negócios da Prodater, “O SEI é utilizado tanto por servidores da Prefeitura, quanto por usuários externos, como fornecedores e cidadãos em geral que podem resolver suas demandas pelo sistema. Alguns exemplos de demandas que a população já pode solicitar pelo SEI estão na página https://pmt.pi.gov.br/teresinensedigital/”, informa.

O analista também orienta que o Boletim do SEI é uma forma de centralizar as novidades sobre o sistema e onde os usuários podem encontrar facilmente links para acesso, informações, notícias, documentos, materiais de apoio, tirar rapidamente dúvidas mais frequentes quanto ao uso e entrar em contato com o suporte para solucionar problemas. “Constarão no Boletim, por exemplo, novos serviços que estarão à disposição online conforme forem implantados”, acrescenta Lucas.

O Boletim do SEI está disponível no endereço: http://sites.prodater.pmt.pi.gov.br/boletim-do-sei

Aplicativo Colab ajuda no atendimento à população durante a quarentena 

Durante o período de isolamento social para combate ao novo coronavírus algumas atividades da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Sudeste estão suspensas, porém, os serviços essenciais se mantêm funcionando e contam com o aplicativo Colab como um dos principais canais de comunicação com a comunidade.

Desde o dia 18 de março, quando foi decretada situação de emergência em Teresina, a SDU Sudeste recebeu aproximadamente 105 demandas de moradores da região. A maioria das denúncias e solicitações são referentes a terreno baldio, descarte irregular de lixo e mato alto.

“O Colab é uma plataforma de grande utilidade, especialmente neste período de enfrentamento ao coronavírus. Qualquer cidadão pode baixar o aplicativo e, a partir disso, fazer parte de um sistema de vigilância e colaborar com o funcionamento dos serviços na zona Sudeste e em toda a cidade”, pontua Isaac Meneses, superintendente da SDU Sudeste.

Para usar a plataforma, o usuário só precisa baixar o Colab no smartphone (compatível com Android e iOS) e criar um perfil no aplicativo. Devidamente cadastrado, o usuário pode então fazer uma publicação e adicionar fotos e o endereço do local onde pede o reparo.

Combate ao coronavírus

Além da sua função habitual, o Colab faz parte, agora, do conjunto de estratégias de enfrentamento à Covid-19 em Teresina. Por meio do aplicativo, será realizado um monitoramento para ajudar na identificação de casos da doença na cidade.

O usuário cadastrado na plataforma responde a um questionário sobre o próprio estado de saúde e, assim, ajuda a traçar um mapeamento dos dados, com informações importantes para o planejamento e execução de ações para combater a propagação do coronavírus.

 

Guarda Municipal vai usar aplicativo que mede isolamento para direcionar fiscalizações

A partir deste final de semana, a Guarda Municipal passa a utilizar o aplicativo da startup InLoco, que mede os índices diários de isolamento social em Teresina, como um dos instrumentos de direcionamento das fiscalizações do cumprimento dos decretos que determinam a quarentena na capital. Desde o dia 21 de abril, quando começaram as fiscalizações, a Guarda já fechou 3.010 estabelecimentos que estavam desobedecendo a quarentena.

“A Guarda Municipal está atuando em toda Teresina e agora estamos agregando mais tecnologia, utilizando o mesmo equipamento que afere o comportamento das pessoas. Estamos usando esses dados para balizar o deslocamento das nossas equipes”, explica o secretário Samuel Silveira, da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas. Ele ressalta que esse sistema é apenas um incremento ao trabalho da Guarda e que as pessoas devem continuar encaminhando as denúncias através dos números de telefone e pelo whatsapp.

O sistema de georreferenciamento da startup recifense InLoco é usado pela Prefeitura de Teresina para monitorar a localização de 217 mil aparelhos de celular na cidade. O sistema considera que um endereço é a residência da pessoa quando ela passa mais de sete horas em um mesmo local. Assim, quando o morador se afasta ao menos 450 metros da residência, fica registrado que ali está ocorrendo uma quebra do isolamento social. A Prefeitura também está enviando alertas para os celulares das pessoas que moram nas regiões que mais vêm descumprindo o isolamento social.

A população pode e deve continuar cooperando com a fiscalização e denunciando o descumprimento dessas medidas. O cidadão pode denunciar estabelecimentos que estejam funcionando irregularmente através dos números 153, (86) 3215-9317 ou falar diretamente com o WhatsApp da Guarda Municipal, por meio do número (86) 99438-0254. Além disso, o cidadão pode também acessar o Colab para denunciar.