Feira de flores e artesanato inicia nesta sexta-feira (25), no estacionamento da Ponte Estaiada

Inicia nesta sexta-feira (25), a partir das 9h, a 1ª edição da feira de flores e artesanato “Florart”.  O evento que segue até o domingo (27), será realizado sempre no horário de 9h às 17h no estacionamento maior do Complexo Turístico da Ponte Estaiada. A entrada é gratuita.

1º Fest Piauí Florart 2022homenageará o maior artesão da história, José Alves de Oliveira, o “Mestre Dezinho”. A feira contará com um espaço com o nome “Arte Popular”, onde será realizada uma exposição de artes santeiras confeccionadas pelo artesão.

Mais de 20 expositores participarão da atividade, com a comercialização de plantas ornamentais e orgânicas, além da venda de peças do artesanato piauiense e também biojóias, crochê, tecelagem, bordado, cestaria, dentre outros produtos.

 “Esse é um evento importante para a cadeia produtiva dos floricultores e dos artesãos do nosso estado. É também mais uma forma de valorizarmos esses dois setores que geram emprego e sustentabilidade, que é o dos pequenos empreendedores”, pontua o diretor geral do evento, James Claro.

Na oportunidade, também serão realizadas várias atividades como: apresentação de dança, teatro, música e como forma de ajudar no reflorestamento da capital, serão entregues a todos os participantes na saída do evento uma muda de planta.

 O evento é uma realização do Instituto Social e Cultural Mandu Ladino e conta com o apoio da Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), dentre muitos outros parceiros.

“O Complexo Turístico da Ponte Estaiada dispõe de vários espaços abertos, ideais para a realização de eventos. Por isso, tem se transformado em ponto de encontro da sociedade de Teresina, que com o avanço da vacinação tem se sentido mais segura para sair de casa e participar da agenda cultural da cidade”, finaliza o coordenador de Turismo da SEMDEC, Eneas Barros.

25/03/22 (Sexta – Feira)

09h:00 – Abertura Oficial
09h:30 – Apresentação do corpo de dança dos alunos da APAES – (FEAPAES)

15h:00 – Apresentação Cultural – Coordenação da Juventude do Estado do Piauí – (COJUV)
17h:00 – Encerramento

26/03/22 (Sábado)

09h:00 – Abertura Oficial
09h:10 – Apresentação do corpo Musical dos alunos da APAES – (FEAPAES)

15h:00 – Apresentação Cultural – Coordenação da Juventude do Estado do Piauí – (COJUV)
17h:00 – Encerramento

27/02/22 (Domingo)

09h:00 – Abertura Oficial
09h:30 – Apresentação do corpo Teatral dos alunos da APAES – (FEAPAES)

15h:00 – Apresentação Cultural – Coordenação da Juventude do Estado do Piauí – (COJUV)
17h:00 – Encerramento do evento

Cultura Negra Estaiada na Ponte reúne 49 empreendedores e 10 grupos de dança

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), por meio da Gerência de Direitos Humanos (GDH), deu início nesse sábado, (28), à Cultura Negra Estaiada na Ponte, no complexo da Ponte Estaiada. O evento segue até este domingo, (29), às 21h, com feira de produtos artesanais e danças culturais.

O Cultura Negra Estaiada na Ponte, que foi transmitido virtualmente pelas redes da Semcaspi, reuniu 49 empreendedores com estandes de produtos artesanais e 10 grupos de dança, trazendo as culturas: negra, o Boi-Bumbá, capoeira e até a dança cigana.

Foto: Asom/semcaspi

De acordo com o secretário da Semcaspi, Allan Cavalcante, a 9ª edição do evento se propôs a trazer melhor estrutura, com cobertura, áreas com climatizadores, internet e um camarim aos artistas.

“Está é a primeira vez, dentro de nove edições, que a gestão conseguiu dar um suporte a mais, uma estrutura melhor e maior aos empreendedores e ainda o apoio logístico em todos os aspectos. A gente contou com o apoio de outras secretarias, como a Semest, a Semdec, a Fundação Monsenhor Chaves, Fundação Wall Ferraz e outras, dando todo o suporte necessário. Este evento mostra o sentimento da gestão do Doutor Pessoa, que é ser contra a intolerância religiosa, racial, seja qualquer tipo de intolerância e lembrar que somos todos iguais”, ressaltou.

Foto: Asom/Semcaspi

Segundo o gerente da GDH, André Santos, mesmo seguindo as normas sanitárias contra a Covid-19, o evento conseguiu realizar o que foi proposto entre a Prefeitura de Teresina e os grupos culturais envolvidos.

“De uma forma diferenciada, devido à pandemia e às normas da OMS, a gente consegue atender os grupos envolvidos com as feiras e os shows culturais. Antes, era feita a Caminhada do Axé, que infelizmente, este ano, não poderemos fazer. Mas, como tradição, foi entregue a oferenda, como eles fazem nas religiões, que eles cultuam. E a Semcaspi com as demais secretarias da Prefeitura de Teresina, não poderiam deixar de estar apoiando e fazendo este evento maravilhoso acontecer”, destacou.

Foto: Asom/Semcaspi

Para Fátima Zumbi, uma das organizadoras do evento, mesmo com todos os novos desafios, os grupos de empreendedores e artísticos estão satisfeitos com o acolhimento dado a eles.

“Nós estamos aqui para mostrar nossa cultura. Os grupos afro marcando presença e nós tivemos uma novidade a mais nesta edição, que foi o espaço vip de feira, de comercialização. Ou seja, nós não tínhamos nas edições passadas, um espaço todo coberto para nossa feira. Este acolhimento nos deixa bastante felizes. Porque nós estamos aqui para viver a resistência, resiliência da negritude e dos grupos de matrizes africanas”, pontuou.

Foto: Asom/Semcaspi

AMPLA PARTICIPAÇÃO

Cláudio Zumbi, um dos empreendedores, contou que esta é a primeira vez que a Feira trouxe empreendedores hippies, da Praça João Luís Ferreira e da Praça Pedro II e também o projeto “Mães da AMA”, que trabalham com a tipografia de bonecas negras

“Nós estamos comemorando, não apenas, o encerramento das festividades do aniversário de Teresina, mas também a receptividade com a comunidade negra neste evento. Este ano, tivemos um diferencial, percebemos aquilo que a Prefeitura, o próprio Doutor Pessoa fala, que é trabalhar o social. A Cultura Negra é isso, a gente trabalha a promoção da igualdade social, das pessoas”, explicou.

Foto: Asom/Semcaspi

Foto: Asom/Semcaspi

Semest apoia feira de artesanato realizada no Shopping Riverside

A feira apoiada pela Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina (Semest), faz parte do calendário de comemoração pelos 169 anos da Cidade. A feira promovida pela Associação dos Pequenos Empreendedores do Estado do Piauí (ASPEPI), conta com a participação de 36 artesãos. E acontece nos dias 26 a 28 de agosto no Shopping Riverside.

A feira de artesanato teve recursos de fomento da emenda parlamentar 03/2021- da vereadora Cida Santiago. O evento é visto por alguns expositores como uma vitrine para a exposição e divulgação do trabalho dos artesãos da Capital, como é o caso do artesão de arte sacra, Cláudio Fontineles. “Essa feira é importante porque está engrandecendo a cultura do nosso Estado e da Capital, principalmente. Os poderes públicos estão despertando mais para essa questão da arte “, ressaltou o artesão.

Foto: Ascom/Semest

Para a secretária de Economia Solidária, Gessy Fonseca, apoiar eventos que promovam o empreendedorismo e o artesanato é fundamental para o desenvolvimento econômico de Teresina. “Os micro e pequenos empreendedores aquecem a nossa economia, e apoiar eventos que divulguem, incentivem e gerem oportunidades de trabalho é fundamental para o crescimento e desenvolvimento econômico da Capital.” disse a secretária.

Com apenas 15 anos de idade, a empreendedora Rebeca Franco, que foi acompanhada com a sua mãe, para expor seu trabalho na feira, fala da importância do apoio da Semest. “Não somente para mim, mas para todo empreendedor, essas feiras são uma oportunidade. Como eu, muitos empreendedores não possuem loja, então é uma oportunidade para o cliente conhecer nosso produto e ter mais confiança. Nos ajuda a vender, nós entregamos nossos cartões de visitas e ganhamos reconhecimento, isso é muito bom.” falou com entusiasmo a jovem empreendedora.

Para oferecer alternativas de crédito, com taxas e juros abaixo do mercado, o Banco Popular de Teresina participou do evento, e apresentou para os artesãos as linhas de crédito disponíveis para quem deseja empreender, aumentar e investir nos seus negócios.

Foto:Asom/Semest

Quarta edição da Feira Solidária acontece em dezembro no Centro de Teresina

O 4º Espaço Solidário já tem data confirmada para acontecer e será nos dias 11 e 12 de dezembro. O evento, promovido pela Prefeitura de Teresina, será realizado na Rua Álvaro Mendes, no Centro de Teresina, e contará com exposição de artesanato, pequenos empreendimentos, praça de alimentação, shows musicais, desfiles e palestras.

O Espaço Solidário faz parte do projeto de revitalização do Centro e tem como objetivo fomentar o empreendedorismo e incentivar a cultura na cidade, especialmente nesse momento delicado da economia por conta da pandemia do Coronavírus. Serão cerca de 200 expositores, incluindo artesãos, associações e responsáveis pelos Centros de Produção da cidade.

“Esse evento visa dar oportunidade ao empreendedorismo que tanto está sofrendo nesse momento por conta da pandemia e será mais uma ação para fomentar a economia na nossa cidade. Vamos dar oportunidade a quem produz o artesanato local e peças nos Centros de Produção para expor e comercializar essa produção no coração do Centro da cidade, local de grande circulação de pessoas. A expectativa é que todos façam boas vendas e que possam garantir uma renda extra nesse fim de ano”, destacou Ricardo Bandeira, gestor da Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina (SEMEST).

O secretário acrescenta que o período natalino está chegando, e essa é uma oportunidade para o teresinense garantir presentes especiais, fruto do trabalho de artistas e empreendedores locais. “O Espaço Solidário vai proporcionar a exposição e comercialização dos mais variados produtos feitos pelas mãos talentosas da nossa gente. No evento será possível encontrar peças artesanais de palha, MDF, tecido, artigos em mosaico, produtos exotéricos, confecção, brinquedos de madeira, bonecas de tecido, panos de prato, artigos infantis, garrafas decoradas e muito mais”, destaca Ricardo Bandeira.

Museu Dom Paulo Libório promove Feira de Artesanato

O Museu de Arte Sacra Dom Paulo Libório abre as portas nos dias 13 e 14 de fevereiro para a Feira de Artesanato “Arte no Museu”, das 9h às 17h, com entrada gratuita. Além da exposição de peças, também irão acontecer oficinas gratuitas.

Serão expostas para comercialização peças bordadas e em crochê, como almofadas, tapetes, bolsas, bonecas, laçarotes, tiaras, flores e chaveiros, dentre outros produtos. As oficinas acontecem das 9h às 11h e serão ministradas por Lúcia de Fátima, Clara Guimarães e Vanessa, tendo como tema customização carnavalesca.

O Museu Dom Paulo Libório, mantido pela Prefeitura de Teresina, através da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMCMC), reúne um acervo de mais de 2 mil peças, entre livros, imagens sacras, alfaias, oratórios, paramentos e mobiliário que pertencem ao mundo religioso. Ele fica localizado na Rua Olavo Bilac, 1481, Centro/Sul.

 

Semest incentiva empreendedorismo e muda realidade de artesãos em 2019

A Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest) fomentou o empreendedorismo e aumentou os números de pequenos empreendedores participantes de feiras e eventos em Teresina.  Só em 2019 foram realizados 40 eventos, nos quais 1.126 microempreendedores participaram.

Além das feiras e eventos proporcionados pela secretaria, muitos artesãos também se beneficiaram com o empréstimo do banco popular, podendo investir e aumentar os seus empreendimentos. A Semest também proporcionou viagens para que nosso artesanato fosse valorizado em outros estados, em grandes eventos onde artesãos locais mostraram seu trabalho e viveram grandes trocas de experiência.

A artesã Mazé Carvalho mudou de vida através do artesanato e fala sobre a importância do apoio da Semest. “Desde criança eu comecei a trabalhar como oleira junto com minha família, mas chegou um tempo em que a olaria que trabalhávamos foi desativada e precisei procurar outros rumos para me sustentar. Encontrei no artesanato a solução para seguir a minha vida e desde que comecei a fabricar minhas peças em cerâmica, a Semest vem me ajudando de uma forma especial, apoiando a mim e outros artesãos através desses eventos, onde consigo vender bastante e ainda divulgar meu trabalho. A Secretaria me ajudou a transformar minha vida e da minha família e hoje sou extremamente grata”, concluiu Mazé.

O Secretário da Semest, Ricardo Bandeira falou sobre os resultados e expectativas para 2020. “Trabalhamos sempre com o intuito de aumentar esses números dentro do empreendedorismo, dando diferentes chances aos nossos artesãos e pequenos empreendedores de aumentar sua renda e de mostrar seu trabalho dentro e fora do nosso estado. Nosso intuito em 2020 é melhorar ainda mais esses números e poder buscar um destaque ainda maior para os nossos produtos locais”, ressaltou o secretário.

A Semest auxilia artesãos e produtores de diversas áreas nas feiras, disponibilizando espaços, tendas e oportunidades para quem trabalha na área. O artesão ou pequeno produtor que se interessar em participar das feiras deve se dirigir à secretaria, que fica localizada na Avenida Campos Sales,1292 ou ligar para saber mais informações no número: (86) 3215-4211.

Semest realiza nova edição do Espaço Solidário para compras no mês natalino

Ascom/Semest

A Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest) vai promover mais uma edição do Espaço Solidário, que acontecerá nos dias 13 e 14 de dezembro, das 8hs às 18hs. O evento consiste em um dia de exposição e comercialização dos mais variados produtos, fruto do trabalho de artesãos e empreendedores locais.

O Espaço Solidário será realizado na Rua Álvaro Mendes, entre o cruzamento da Rui Barbosa até a Rua Barroso, no centro da capital. Haverá exposições de peças artesanais de palha, MDF, tecido, artigos em mosaico, produtos exotéricos, brinquedos de madeira, bonecas de tecido, panos de prato, artigos infantis, garrafas decoradas e muito mais.

“O Espaço Solidário é uma oportunidade para promover o empreendedorismo na nossa cidade. Vamos dar oportunidade a quem produz o artesanato local e peças nos centros de produção para expor e comercializar essa produção no coração do centro da cidade, local de grande circulação de pessoas. A expectativa é que todos tenham boas vendas e que possam garantir uma renda extra nesse fim de ano”, destacou o secretário da Semest, Ricardo Bandeira.

Entre as atividades do evento estão desfiles de moda, atrações musicais e praça de alimentação. A inciativa conta com a participação dos centros de produção de Teresina e artesãos em geral.

SEMEST leva artesanato e produtos locais para o Teresina em ação no Morada Nova

Ainda dentro da programação do aniversário da cidade, será realizada neste sábado (24) mais uma edição do Teresina em Ação. O evento acontecerá das 8h às 13h, na praça do bairro Morada Nova, zona Sul da cidade.

A Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest) estará presente com 25 artesãos e produtores do centro de produção para exposição e venda de artesanato e produtos locais. Serão expostos nos stands bonecas de pano, roupas, materiais em bordado, crochê, chinelas, acessórios e mercadorias feitas a partir de materiais recicláveis.

O evento é uma realização da Prefeitura de Teresina em parceria com a TV Clube. Ao todo serão ofertados 170 serviços gratuitos à população. Além das feiras, haverá atendimento médico e psicológico, atividades educativas para crianças e jovens, orientações jurídicas, oficinas, corte de cabelo, informações sobre alimentação e saúde, doação de sangue, teste de hanseníase, aferição de pressão, distribuição de mudas, emissão de documentos, entre outros.

“Dia de Teresina em Ação é sempre um dia feliz, pois é uma iniciativa que traz grandes benefícios para a sociedade. É um orgulho poder levar os nossos artesãos e produtores para abrilhantar esse evento. Estamos na expectativa de resultados bastantes positivos, assim como foram nas outras edições”, ressaltou o secretário da Semest, Ricardo Bandeira.

O projeto já realizou mais de 400 mil atendimentos de 2017 a 2019. Além dos serviços, haverá ginástica laboral no palco, o tradicional projeto Dançando na Praça, a apresentação do grupo “As Lavadeiras do Rio Poty”, do Centro de Convivência Rita de Cássia, da Banda 16 de agosto, do grupo Estampido, da Orquestra Sanfônica, do grup­o Anima Kids e atrações circenses e teatrais.

Semest leva artesanato e cultura para mais uma edição do Cultura Negra Estaiada na Ponte

O Cultura Negra Estaiada na Ponte é uma festa de celebração da cultura afro de Teresina, que acontecerá neste sábado (24), dentro da programação oficial do aniversário de 167 anos da capital. O evento é uma realização da Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest), que estará presente com exposição de artesanato e cultura. (mais…)

Semest realiza III Espaço Solidário na programação do Aniversário de Teresina

Dentro da programação do Aniversário da Cidade, a Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest) irá realizar o III Espaço Solidário, que será na próxima sexta (09) e sábado (10). A ação acontecerá na Rua Álvaro Mendes, no Centro de Teresina, e além de exposição de artesanato e praça de alimentação, contará com shows musicais, de humor e com o grupo Dançando na Praça.

O evento faz parte do projeto de revitalização do Centro e tem como objetivo fomentar o empreendedorismo e incentivar a cultura na cidade. Serão 92 expositores, incluindo artesãos e os responsáveis pelos centros de produção.  

“É uma imensa felicidade poder estar realizando esse evento e fomentar o empreendedorismo na nossa cidade, além de estar participando da revitalização do Centro de Teresina, que é um importante polo de vendas e cultura do nosso estado. Estaremos esperando um número significativo de pessoas para divulgar o belíssimo trabalho que a Semest vem realizando através dos artesãos e dos centros”, ressaltou o secretário da Semest, Ricardo Bandeira.   

Ainda durante a programação, haverá desfiles de moda com as peças dos centros de produção e galeria dos fabricantes. A solenidade de abertura contará com a presença do prefeito Firmino Filho e rodada de conversa com o secretário da Secretaria Municipal de Esportes (Semel), Miguel Rosal, e com o secretário da Fundação Municipal Cultural Monsenhor Chaves (FMC), Luís Carlos, sobre detalhes da revitalização.