FMS promove ações para pessoas em situação de rua na UBS Cidade Verde

Ação da Fms com o povo em situação de rua .. Foto (Ascom/Fms)

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina, por meio da sua equipe do Consultório na Rua, realizou ação educativa com pessoas em situação de rua, na UBS Cidade Verde, Centro, quando foram abordados os temas hanseníase e saúde mental, na última segunda-feira (23). As ações fazem parte das atividades do Janeiro Branco (saúde mental) e do Janeiro Roxo (hanseníase).

Sobre o Janeiro Roxo, a enfermeira Marina Leite, falou sobre os cuidados e prevenção da Hanseníase. A ação teve como foco o diagnóstico precoce e do tratamento que é ofertado de forma gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Quanto ao Janeiro Branco, a psicóloga Mariana Pinho destacou os alertas para o cuidado com a saúde mental, a partir da prevenção das doenças decorrentes do estresse, incluindo os transtornos mentais mais comuns, como a depressão, ansiedade e pânico.

A assistente social Darllyane Mendes, destaca a importância de inspirar essas pessoas a fazerem reflexões acerca das suas vidas. “ Fizemos uma dinâmica onde os participantes puderam pensar sobre as suas relações, dos sentidos que possuem, dos passados que viveram e dos objetivos que desejam alcançar no ano que se inicia”, fala.

O Consultório na Rua é um programa administrado pela FMS e funciona com equipe formada por médico, enfermeiro, assistente social, psicólogo e redutor de danos. Diariamente membros da equipe circulam em uma van levando ações de saúde para as pessoas em situação de rua. Ligado ao Consultório, a Fundação também mantém o Banho Móvel, carro adaptado com chuveiros que oferta banho para o público.

Serviço Florescer abre inscrição para receber mulheres em situação de vulnerabilidade

A prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM), abriu as inscrições para o ingresso de mulheres em situação de vulnerabilidade no serviço Florescer.

A coordenadora do Florescer Sul, Laryssa Sousa, explica como as mulheres da região podem se inscrever no serviço. “Estamos fazendo esse acolhimento e inserindo novas mulheres, que são mulheres na comunidade, juntamente com suas crianças, se for o caso. Elas podem vir aqui no serviço Florescer e a partir daí vamos desenvolvendo as atividades durante o ano.”, explicou .

Para o processo de inscrição é necessário que as mulheres levem até o serviço disponível em sua região alguns documentos. A coordenadora do Florescer Salobro, na zona Rural de Teresina, Francisca Araújo, destaca quais são eles, “Para que as mulheres possam inscrever a gente solicita que elas levem a sua identidade, o CPF, um comprovante de residência e caso ela queira inscrever seu filho é necessário que traga a certidão de nascimento da criança.”, completou.

As inscrições começaram no dia 04 janeiro e seguem durante todo o ano de 2023, enquanto tiverem vagas, elas podem ser feitas nas sedes do serviço Florescer nas respectivas regiões da cidade. Confira o horário de funcionamento:

– Florescer Norte: de 8h às 11h e de 13h às 16h
– Florescer Sul: de 8h às 11h e de 13h às 16h
– Florescer Salobro (Zona Rural): de 7h30min às 16h30min
– Florescer Sudeste: Inicia a partir do dia 01 de fevereiro

FMS garante atendimento durante interdição do Hospital do Buenos Aires

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) tomou as providências necessárias para manter o atendimento aos pacientes em outros hospitais e maternidades, devido à interdição ética no Hospital do Buenos Aires, zona Norte, pelo Conselho Regional de Medicina (CRM), na manhã desta quinta-feira 01.

Os pacientes estão sendo direcionados para três hospitais da zona Norte, o Hospital Ozeas Sampaio, bairro Matadouro; Hospital da Primavera e Hospital Mariano Castelo Branco, na Santa Maria da Codipi. No caso de atendimento as gestantes, a orientação é que as pacientes sejam direcionadas às outras maternidades da cidade.

O presidente da FMS, Gilberto Albuquerque, explica sobre os procedimentos nessa situação. “ Como a rede de saúde pública municipal tem vários hospitais, nesse momento os demais hospitais da região Norte estão recebendo os pacientes e já providenciamos reforço na equipe de profissionais para garantir a prestação dos serviços. Quanto às demais demandas, já estamos providenciando para que o Hospital do Buenos Aires retorne as atividades o mais breve possível”, declara.

Foto: Ascom FMS

Turistas avaliam como positivo o atendimento na Ponte Estaiada

Desde o início de setembro passado, visitantes do mirante da Ponte Estaiada têm a oportunidade de avaliar o que sentiram com suas visitas, através de um questionário que está sendo aplicado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC). O visitante dispõe de uma urna, que está fixa no balcão da Central de Atendimento ao Turista (CAT), para depositar suas impressões após a visita.

Turistas de Brasília preenchem o questionário / foto: Ascom Semdec

De acordo com os resultados de setembro, os visitantes atribuíram a nota 9,6 ao atendimento na Ponte Estaiada, calculada com base na média ponderada sobre notas entre zero e dez, com os seguintes resultados: Recepção ao chegar: (9,8); Jardins e entorno: (9,3); Conservação e limpeza do espaço: (9,3); Atendimento no caixa: (9,7); Atendimento nos elevadores: (9,9); Recepção no mirante: (9,5); Segurança: (9,7); Apresentação pessoal de funcionários: (9,5).

“As notas foram bastante positivas, sinal de que a administração do prefeito Dr. Pessoa está no rumo certo”, disse o secretário da SEMDEC, Marcelo Eulálio. “Ainda precisamos melhorar bastante, especialmente em relação a conservação e limpeza dos espaços e melhorias nos jardins e entorno, mas nós já iniciamos um processo de organização, especialmente dos ambulantes que utilizam os espaços da ponte para vender seus produtos”, explicou o secretário.

No final do mês de setembro, a SEMDEC entregou aos ambulantes cadastrados as chaves de um depósito coletivo, para a guarda de seus equipamentos, evitando assim ocuparem a entrada principal da ponte.

Nesta quarta-feira (05), a SEMDEC reuniu a SAAD Leste e a SEMAM, para estudarem intervenções no sentido de implantar um banheiro coletivo e uma arena gastronômica nos arredores da ponte, para acomodar os ambulantes e liberar o pátio frontal para circulação de pessoas.

CAPs AD completa 19 anos com atendimento psicossocial para pessoas que usam álcool e outras drogas

Nesta quarta-feira (31) o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas (CAPS AD) completa 19 anos de funcionamento atendendo homens e mulheres maiores de 18 anos que tem problemas com o uso de álcool e outras drogas. A FMS mantém uma rede de atendimento para pessoas com sofrimento psíquico composta por sete Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e o serviço residencial terapêutico. O acesso aos serviços do CAPS AD pode ser por demanda espontânea ou com encaminhamento por outros serviços de apoio. Dados da Fundação Municipal de Saúde (FMS) especificam que nesse CAPS foram realizados 164.225 atendimentos de 2017 a junho deste ano.

No CAPS AD o atendimento é feito por equipe multiprofissional composta por psiquiatras, clínico geral, psicólogo, assistente social, nutricionista, educador físico, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, enfermeiro, artesão, redutor de danos e técnico de enfermagem. Nesse CAPS são realizados acolhimento, busca ativa, tratamento individualizado e em grupo, matriciamento com equipes das UBS (duas ou mais equipes, num processo de construção compartilhada criam uma proposta de intervenção pedagógico-terapêutica), visita domiciliar, terapia de grupo, administração de medicação e assembleias com usuário e comunidade.

O presidente da FMS, Gilberto Albuquerque destaca que o atendimento em um CAPS depende da necessidade do paciente. “No caso do CAPS AD pode ser tratamento intensivo, no qual o paciente é atendido de segunda a sexta-feira, o dia todo; o semi-intensivo, em que a frequência é de pelo menos três dias da semana; e o não-intensivo, que se resume a um dia da semana. O objetivo de um CAPS é oferecer atendimento à população realizando o acompanhamento clínico e reinserção social dos usuários, contribuindo para o resgate da cidadania em função da discriminação por ser acometido de sofrimento psíquico”, explica.

Centros de Atenção Psicossocial

É um Centro de Atenção Psicossocial de referência e tratamento para pessoas com sofrimento psíquico, é um recurso em saúde mental, constituindo-se em um serviço substitutivo ao modelo asilar, de assistência extra hospitalar que diminui e procura evitar reinternações psiquiátricas buscando a ressocialização do indivíduo.

O CAPS pode ser procurado por homens e mulheres maiores de 18 anos que apresentam sofrimento psíquico, que impossibilite de viver e realizar seus projetos de vida, os pacientes devem procurar diretamente o serviço ou ser encaminhado pelo Programa Saúde da Família (PSF) ou por qualquer serviço de saúde. A pessoa pode ir sozinha ou acompanhada devendo, preferencialmente, procurar o CAPS que atende na região onde mora.

O horário de funcionamento dos CAPS é de 8h às 18h, de segunda a sexta-feira. No CAPS, o usuário encontra psiquiatra, psicólogo, enfermeira, terapeuta ocupacional, assistente social e uma equipe de apoio, que oferece atendimentos individuais, em grup; atividades comunitárias, oficinas terapêuticas e atendimento para a família (visita domiciliar, grupo de familiares). Os Centros de Atenção Psicossocial CAPS são divididos em quatro modelos, cada qual com as suas particularidades para atender as necessidades dos pacientes.

*CAPS AD

Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas

Endereço: Rua Quintino Bocaiúva, n e 2978 – Bairro Macaúba-Teresina/PI CEP 64016-060.

Fone: 3215-7762

*CAPS Infantil – CAPSi

Centro de Atenção Psicossocial Infantil

Endereço: Rua Coronel Cezar, nº 1566. Bairro: Morada do Sol-Teresina/PI CEP 64055-645

Fone: (86) 3223-9661

*CAPS II SUL

Centro de Atenção Psicossocial Tipo II- Sul

Endereço: Av. Barão de Gurguéia 2913. Bairro Pio XII-Teresina/PI CEP 64018500

Telefone: (86) 3218-4865

*CAPS II LESTE

Centro de Atenção Psicossocial Tipo II-Leste

Endereço: Rua Visconde da Parnaíba, 2435. Bairro Horto Florestal-Teresina/PI CEP 64049570.

Telefone: (86) 3216-3967

*CAPS II SUDESTE

Centro de Atenção Psicossocial Tipo II-Sudeste

Endereço: Rua Poncion Caldas, Bairro Colorado – Loteamento Parque do Sol – Renascença (ao lado da U.B.S Redonda)

Telefone: (86) 3236-8747

*CAPS II CENTRO-NORTE

Centro de Atenção Psicossocial Tipo II-Centro/Norte

Endereço: Rua Presidente Lincoln, 4727, Bairro São Joaquim

Telefone: (86) 3213-2080

*CAPS III SUL

Centro de Atenção Psicossocial Tipo III-Sul

Endereço: Rua Costa Rica. Nº 466. Bairro Três Andares- Teresina/PI CEP 64016380

Telefone: (86) 3221-6422 / 3221-0092

*SERVIÇO RESIDENCIAL TERAPÊUTICO TIPO II

Residência Terapêutica

Endereço: Rua Climério Bento Gonçalves Nº 705, Bairro São Pedro – Zona Sul –Teresina/PI CEP 64019400

Telefone: (86) 3221-4472

COMUNICADO

A Secretaria Municipal de Finanças (SEMF) RETIFICA o endereço do atendimento presencial da Gerência de ISS e Fiscalizações e da Gerência de TAXAS.

A partir do dia 17 de agosto o atendimento presencial ocorrerá na rua Álvaro Mendes, n° 884 – Centro: no setor do CADASTRO MERCANTIL, no prédio ao lado da UAP (CAP).

A data do início do atendimento presencial, na nova sede, no endereço rua Coelho Rodrigues, 1921 próximo à praça do Fripisa, será comunicada posteriormente.

Central de Regulação de Transportes da FMS realiza mais de 160 mil atendimentos

Central de Regulação de Transportes da FMS realiza mais de 160 mil atendimentos. Foto (Ascom/Fms)

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) realizou, por meio da Central de Regulação de Transporte de Teresina-CRT, 163 mil e 881 atendimentos em cinco anos. A CRT foi criada para realizar a transferência Interhospitalar de pacientes com mais segurança.

Criada em 2017 a CRT de Teresina tem uma média de 4 mil atendimentos mês que vão desde o transporte de paciente internado em uma unidade de saúde e que precisa ser transferido para outro hospital além do transporte para a realização de exames e consultas externas. Também são atendidos os casos de alta hospitalar, transporte social das UBS, entre outros.

As maiores demandas, nos cinco anos, foram no transporte de transferências de pacientes entre hospitais totalizando 53 mil e 600 transportes seguido de 49 mil e 775 para avaliação clínica e 34 mil 317 pacientes foram levados para fazer exames ou procedimentos em outras unidades.

O serviço funciona 24 horas com sete ambulâncias e dois carros para suporte administrativo. As solicitações são feitas de forma on line pela unidade de saúde onde o paciente se encontra e o atendimento é realizado seguindo os critérios de prioridades da urgência, explica Elizabeth Lima, coordenadora da CRT.

Servidores da FMS têm acesso a teleatendimento em psicologia

Os servidores dos setores ligados à Fundação Municipal de Saúde (FMS) – sejam Unidades básicas de saúde (UBS), hospitais, SAMU, dos Centros de Atendimento Psicossocial (CAPS) e sede da instituição – podem ter acesso a atendimento psicológico gratuito de forma online. O serviço é coordenado pela Gerência de Saúde Mental da FMS em parceria com a Diretoria de Ações Especializadas.

O agendamento pode ser feito pelo número de whatsapp 86 99457-1044, das 8h às 12h e das 14h às 18h, de segunda a sexta-feira. Após realizar a inscrição, o servidor irá receber um link informando o dia e hora do atendimento com um psicólogo da FMS.

Laryssa Carvalho, gerente de Saúde Mental da FMS, destaca que existe a necessidade de oferecer esse serviço específico para os servidores da saúde municipal. “São profissionais de diversas categorias que estão expostos ao sofrimento do paciente com as doenças e tem também o aspecto pessoal e familiar. Com esse serviço podemos oferecer atendimento especializado e de fácil acesso”, diz a gerente.

HUT aumenta em 15% o atendimento desde a abertura do hospital

O Hospital de Urgência de Teresina aumentou em cerca de 15% o atendimento desde a abertura da unidade. Esse aumento é reflexo da melhoria contínua dos processos assistenciais e administrativos, do investimento na modernização do atendimento, reformas estruturais e capacitação de profissionais, passando pelo estabelecimento de planos de ações para o alcance de indicadores internos e de metas internacionais de segurança.

Dados do HUT apontam que em maio deste ano foram registrados novos recordes de atendimentos realizados em diversos serviços. Foram efetuados 5.179 atendimentos de urgência, 1.376 cirurgias de alta e média complexidade, 424 procedimentos de hemodiálise, 13.328 exames de imagens e 22 internações por queimaduras, esses números são históricos dentro da unidade hospitalar.

Para Fábio Marcos, diretor geral do HUT, esses números revelam a eficiência na prestação de serviços no hospital e na rede municipal da Fundação Municipal de Saúde (FMS). “Estamos conseguindo atender mais usuários do SUS, nossos indicadores estão equiparados aos de hospitais privados. A gente hoje gira um leito até onze vezes no mesmo mês, com tempo médio de internação de três dias, enquanto a taxa de mortalidade institucional foi de 2%, uma das menores do Brasil, vez que essa taxa em hospitais de grande porte varia entre 3 a 5%”, analisa.

Com modelo de atendimento e internação pelo sistema de regulação, atualmente o HUT tem um grande fluxo de pacientes. Os números são semelhantes aos de hospitais portas abertas, porém com um novo fluxo da emergência e uma gestão de leitos eficiente, a unidade de saúde mantém corredores sem pacientes e sem gargalos na assistência.

Por ser centro de referência em múltiplos traumas na região, as causas mais específicas das entradas no pronto atendimento são de vítimas de acidentes de trânsito, dor/corpo estranho nos olhos e ouvidos.

O diretor clínico do Hospital, Hormone Rodrigues, informa que, especificamente, os serviços de Oftalmologia e Otorrinolaringologia são por demanda espontânea. Os usuários podem procurar a unidade 24 horas, caso tenham alguma urgência nos olhos e ouvidos.

 

 

 

Defesa Civil realiza simulação de atendimentos na primeira edição da Feira Eco The

A Secretaria Municipal de Defesa Civil (SEMDEF) realizou simulação de atendimento juntamente com a Associação dos Bombeiros Voluntários do Estado do Piauí (ABVEPI), no domingo, (5) durante a I Feira Ambiental, a Eco The, que aconteceu no Parque Matias Matos, bairro Mocambinho, zona norte da capital.

Em alusão ao Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado anualmente no dia 05 de junho, órgãos e parceiros da Prefeitura de Teresina promoveram ações de preservação e cuidados com o ecossistema. A SEMDEF realizou simulações de resgate de vítimas, princípio de incêndios, travessia em rios e orientações sobre os primeiros socorros.

Simulação de atendimento visa orientar as pessoas sobre situações de risco. Fotos: Ascom SEMDEF

“Em parceria com os bombeiros civis da ABVEPI, buscamos, através de simulações, alertar a população sobre a importância da preservação do meio ambiente e como agir em situações emergenciais até a chegada dos profissionais capacitados”, destaca o gerente de operações da SEMDEF, Marcos Rolf.


A primeira edição da feira sustentável, promovida pela Secretaria Municipal do Ambiente (SEMAM), segue com a programação da Semana do Meio Ambiente até quinta-feira (09).

Confira abaixo:

Segunda (6)

Plantio e distribuição de mudas oferecidas pela SEMAM

Local: Escola Municipal Jonas Pereira da Silva – Bairro Novo Horizonte

Horário: 9h30

Terça (7)

Mutirão de limpeza no Rio Parnaíba

Local: Av. Maranhão, próximo à Equatorial

Horário: 8h

Quarta (8)

Tour guiado por alunos do Curso de Turismo da UESPI / Atividades infantis com material reciclável

Local: Parque da Cidadania

Horário: 17h

Quinta (9)

Plantio na Lagoa oferecido pelo IFPI

Local: Parque Ambiental Matias Matos – Mocambinho

Horário: 8h

Trilha Ecológica oferecida pela SEMDEC

Local: Parque da Cidade, sede da SEMAM

Horário: 8h