CAPS Álcool e Drogas realiza mais de 800 atendimentos durante a pandemia

O aumento do uso excessivo de bebidas alcoólicas durante a quarentena tem chamado a atenção de especialistas. De acordo com dados do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS-AD), mantido pela Fundação Municipal de Saúde (FMS), foram realizados cerca de 840 atendimentos de pessoas com quadro de uso nocivo de substâncias psicoativas, como álcool e drogas, entre os meses de março a maio.

A psicóloga do CAPS-AD, Thaís Araújo, explica que o uso exagerado do álcool durante a quarentena é um fator de risco nesse período de pandemia. “O isolamento social tem feito com que as pessoas mudem as suas rotinas, e dentro dessas mudanças se intensificam as preocupações, sejam elas financeiras ou com a própria saúde. Sintomas de estresse, ansiedade e depressão são intensificados e muitas pessoas procuram no álcool uma forma de alívio e de prazer imediato”, ressalta a psicóloga.

O CAPS-AD é um serviço aberto e comunitário constituído por uma equipe multiprofissional de psiquiatra, psicólogo, assistente social, terapeuta ocupacional, enfermeira, técnicos de enfermagem, artesão, educador físico e nutricionista. O centro é destinado ao tratamento de homens e mulheres, maiores de 18 anos, que têm problemas com o uso de álcool e outras drogas e que chegam à unidade por demanda espontânea ou encaminhados por outros serviços de apoio do município.

A coordenadora do CAPS-AD, Nadjanne Castro, comenta que os atendimentos aos usuários estão sendo realizados em escala reduzida devido às restrições de distanciamento social. “Atualmente, estamos realizando o acolhimento inicial, atendimento à crise e acompanhamento psiquiátrico. Normalmente, os procedimentos são realizados de acordo com o projeto terapêutico, além de outros métodos que incentivam o protagonismo deste paciente na comunidade”, explica a coordenadora.

O CAPS-AD atende a pacientes residentes de Teresina, com horário de funcionamento de segunda a sexta, de 8h às 12h e de 13:30 às 16:30 (horário específico neste período de pandemia). Está localizado à Rua Quintino Bocaiúva, 2978, Macaúba – Sul, próximo ao SAMU. O paciente deve procurar o serviço munido de cópias de documentos pessoais (RG, CPF, cartão SUS e comprovante de endereço).

Unidades Básicas de Saúde continuam atendendo pacientes com doenças crônicas

As Unidades Básicas de Saúde não direcionadas para as síndromes gripais continuam fazendo o atendimento aos pacientes com doenças crônicas, como diabetes e hipertensão. Nesse período de pandemia da Covid 19, a Fundação Municipal de Saúde fez adequações na forma e atendimento para evitar riscos de contágio, mas as equipes das UBS permanecem realizando consultas médicas, entrega de medicamentos e outros serviços de segunda à sexta-feira, no período da manhã e tarde.

Para evitar que os pacientes se dirijam às UBS em um intervalo mais curto de tempo, uma das mudanças feitas na forma de atendimento foi a ampliação da validade das prescrições médicas, que passaram de três para seis meses. “A pessoa que tem receita com a validade vencida, deve procurar a UBS sem a necessidade de fazer agendamento. Ela é atendida pelo médico, recebe nova receita e a medicação normalmente”, explica a coordenadora da Regional Sul da FMS, Suyá Mendes.

Nos casos de pacientes que precisam de materiais como glicosímetro, tiras de glicemia, sondas vesicais e de alívio, Suyá explica a forma da distribuição. “Nesses casos específicos para solicitação, é preciso procurar a FMS com documentos pessoais, receita médica e laudo expedido pelo médico. Essa solicitação é iniciada no protocolo da FMS que encaminha para a Gerência de Assistência Farmacêutica e os materiais são recebidos pelo paciente nas farmácias de referência”, orienta.

Ela alerta que os pacientes só devem procurar as Unidades Básicas de Saúde em casos inadiáveis. As unidades prestam assistência para pessoas com problemas de hipertensão, diabetes, tuberculose, hanseníase, além daquelas mulheres que fazem pré-natal e pessoas que buscam medicamentos, consultas, curativos, retirada de pontos, troca de sondas, coleta de exames e vacinas.
Veja a lista das UBS com funcionamento para atendimento não gripal:

ZONA NORTE
UBS Cecy Fortes (Porenquanto)
UBS José Ribeiro De Carvalho (Cidade Verde)
UBS Memorare
UBS Dr Manoel Ayres Neto (Parque Wall Ferraz)
UBS Dr Mariano Mendes (Monte Alegre)
UBS Parque Brasil
UBS Dr Evaldo Carvalho (Nova Brasília)
UBS Adelino Matos
UBS Dr Marcos Guedes (Nova Teresina)
UBS Jacinta Andrade I
UBS Dr Fernando Gomes Correia Lima (Jacinta Andrade II)
UBS Dra Maria Teresa De Melo Costa (Mafrense)
UBS Deputada Francisca Trindade (Água Mineral)
UBS Buenos Aires
UBS Dois Irmãos
UBS Bela Vista Rural
UBS João Cirilo (Boa Hora)
ZONA SUL
UBS Vila Confiança
UBS Leônidas Antonio Deolindo (Saci)
UBS Dr José Wilson Batista (Vermelha)
UBS Maria de Maria de Jesus Carvalho (Porto Alegre)
UBS Bruno Rafael Rodrigues De Sousa (Esplanada)
UBS Dr Augusto De Castro (Km 07)
UBS Dr Durvalino Couto (Bela Vista)
UBS São Camilo (Lourival Parente)
UBS Dr José Cândido/Carolina Silva
UBS Nossa Senhora Da Paz (Vila Da Paz)
UBS Sérgio Luiz Chantal Nunes (Três Andares)
UBS Cristo Rei
UBS Parque Pioneiro I/Santo Antonio
UBS Dr José de Arimatea Dos Santos (Betinho)
UBS Dr Francílio Ribeiro De Almeida (Angelim)
UBS Dep. Xavier Neto (Mário Covas)
UBS Dra Virgínia Castelo Branco (Sta. Clara)
UBS Chapadinha Sul
UBS Dr Elon Constantino De Aguiar (Alegria)
UBS Dr Leônidas Melo (Cerâmica Cil)
UBS Antonio Pessoa dos Santos (Vamos Ver o Sol)
UBS Hugo Prado
UBS Promorar
ZONA SUDESTE
UBS Nossa Senhora Da Guia
UBS Pe. Mário Rocchi (P. Esperança)
UBS Dr Reginaldo M. Castro (Renascença)
UBS Raimunda Soares Oliveira (Firmino Filho)
UBS Dr Gil Martins (Usina Santana)
UBS Deus Quer
UBS Alto Da Ressurreição
UBS Boquinha
UBS Taboca do Pau Ferrado
UBS Dr Chagas Martins (Estaca Zero)
ZONA LESTE
UBS Dra Onésima Nascimento (Santa Bárbara)
UBS Dr Henrique Melo Castelo Branco (Vale Do Gavião)
UBS Vila Bandeirante
UBS Dr Félix Francisco Pereira Batista (P. Universitário)
UBS Mama Mia (Socopo)
UBS Dr Francisco José da Costa Sousa (Ininga)
UBS Piçarreira
UBS Anita Ferraz
UBS Vila do Avião
UBS Deputado Alberto Monteiro (Soinho)
UBS Dr Dirceu Arcoverde (Santa Teresa)
UBS Gilmar Carvalho/Santa Luz
UBS Coroatá
UBS Cacimba Velha
UBS Campestre Norte

Atendimentos da Strans seguem disponíveis na plataforma Teresinense Digital

Durante a pandemia da Covid-19, o atendimento online pela plataforma Teresinense Digital tem sido uma das estratégias da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) para continuar com os serviços ao público externo. Os atendimentos presenciais foram suspensos no dia 20 de março para evitar a propagação da doença infecciosa na capital.

Solicitações como requerimentos, consultas e recursos de infrações devem ser realizados somente pela plataforma Teresinense Digital. Renovação de permissão para taxistas, alteração do veículo, transferência da permissão e solicitação de cadastro de 2º operador (táxi e mototáxi) também devem ser realizados online.

O gerente de licenciamento e concessão da Strans, Rômulo Rêgo, pontua que antes da pandemia os atendimentos online já existiam junto aos presenciais e que, no atual contexto, foi a solução encontrada para continuar atendendo as solicitações da população. “A plataforma online tem sido uma grande aliada neste momento de pandemia. Contamos com a colaboração da população para que prossiga utilizando esses serviços e reforçamos que quem puder, fique em casa”, completa.

Os serviços disponíveis na plataforma Teresinense Digital são:

– Consulta de Infrações

– Recurso de Infrações

– Requerimento de Pagamento dos Fornecedores da STRANS

– Serviços para Permissionários de Táxi

– Serviços para Permissionários de Mototáxi

– Serviços para Permissionários de Transporte Escolar

– Localização de radares

– Horários dos Transportes Coletivos

Para mais informações sobre o cadastro de usuários, basta consultar a Cartilha do Usuário Externo no link abaixo

Link: https://docs.google.com/document/d/13QZ4ZPbLV_SZpn0v9r5UtvV8r0yIuhO8aFG5K0B0GDw/edit

 

Teresina registra mais de 1.500 atendimentos de síndromes gripais em um dia

Com baixos índices de isolamento social, Teresina apresentou na última terça-feira  (09) o maior número de atendimentos por síndromes gripais desde o início da pandemia. Foram 1.514 registros na rede pública e privada, dado que tem apresentado um aumento desde o último domingo (07), quando foram registrados 1.040 atendimentos.

O diretor de Atenção Básica da FMS, Kledson Batista, explica que a consequência mais grave dessa situação é evolução da doença para casos que requerem internação. “Em um universo em que, por exemplo, de cada 100 pessoas, uma complica para o caso de internação, se este número sobe para 10 mil, teremos 100 internações e esta proporção tende a aumentar. Com isso, Teresina pode ter uma sobrecarga no sistema de saúde e até entrar em colapso”, alerta.

Segundo os dados do Painel de monitoramento da COVID-19, elaborado pela Fundação Municipal de Saúde (FMS), no início da pandemia eram registrados em torno de 103 atendimentos para casos de síndromes gripais. O número foi crescendo e chegou a 1.384 no dia 3 de junho, um aumento de mais de 1000%.

De março até agora, já foram prestados mais de 34 mil atendimentos a pessoas com sintomas gripais, dos quais 57% (mais de 19 mil) foram na rede pública de saúde.

Para Kledson Batista, o aumento é uma evidência de que os casos de COVID-19 ainda estão crescendo e é um reflexo da diminuição nas taxas de isolamento social na capital. Dados da startup Inloco revelam que, na última segunda-feira, este índice estava em 41,20%, uma queda em relação ao mesmo dia da semana anterior, que estava em 43,3%. Segundo os protocolos dos órgãos de saúde, o ideal seria uma porcentagem em torno dos 73%.

Ele explica que o aumento dos números ocorre porque uma das características do vírus é a alta transmissibilidade entre as pessoas, o que leva à evolução da doença pelo não cumprimento do isolamento social. “No início da pandemia, em meados de março, Teresina ainda estava com um número bem reduzido, pois a quarentena estava sendo respeitada mais fortemente e as pessoas não frequentavam lugares que geram aglomerações. Mas, mesmo com as imposições, decretos e as ações da prefeitura, é notório que muitas pessoas desrespeitam o isolamento e se aglomeram em filas de banco, em feiras livres, pequenas lojas, ou até mesmo em serviços essenciais. Nesse sentido, os casos tendem realmente a aumentar”, comenta Kledson Batista.

Por isso, o Centro de Operações em Emergências (COE) em Saúde Pública COVID-19 da FMS avaliou que ainda não há viabilidade para uma flexibilização do isolamento social na capital. “Todos querem voltar às suas atividades normais, mas é preciso seguir as medidas de isolamento, criadas por técnicos e estudiosos do tema. Estamos lidando com o risco de perder vidas humanas e é preciso ter cautela”, alerta Amparo Salmito, infectologista da FMS e membro do COE.

Guarda Maria da Penha faz 20 atendimentos em três dias

Renato Bezerra

A situação de isolamento social torna ainda mais latentes casos de violência doméstica contra mulheres. Com o início das atividades da Guarda Maria da Penha, desde segunda-feira (01), estão sendo realizados monitoramentos do cumprimento de medidas protetivas destinados a mulheres que são atendidas pelo Centro de Referência Esperança Garcia (CREG). Em três dias de atuação da Guarda, 20 mulheres já foram visitadas.

A equipe da Guarda Civil Municipal segue alinhada ao planejamento da Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres (SMPM) nesse projeto. A guarda Lucijane Ibiapina afirma que a guarnição realiza visitas diariamente ao grupo de mulheres atendidas pelo CREG e também estará disponível para atender ocorrências de urgência, caso seja solicitado por elas.

“Desde a última segunda-feira a Guarda Municipal disponibilizou uma equipe exclusiva para fazer o monitoramento das medidas protetivas de 57 mulheres que são acompanhadas pelo Centro de Referência Esperança Garcia e esse acompanhamento está sendo feito com visitas diárias em suas residências, no horário de 8h às 20h. A receptividade das mulheres tem sido muito boa. Felizmente, não tivemos ocorrências de violência nesse período, mas, caso ocorra, estas mulheres podem nos solicitar que iremos imediatamente”, afirma.

O serviço faz parte do trabalho destinado às mulheres que estão sob medida protetiva pela justiça. A articulação da rede de atendimento municipal busca promover segurança às mulheres que sofrem violência doméstica. As visitas da equipe ocorrem diariamente, mas em caso de urgência as vítimas também podem acionar o plantão da Guarda Maria da Penha através do número 153.

HUT registra crescimento no número de vítimas de acidentes de trânsito no Maio Amarelo

 O Hospital de Urgência de Teresina divulgou levantamento, hoje (01), que aponta uma elevação de 23% na entrada de vítimas de acidentes de trânsito no mês de maio. A tendência de crescimento refletiu também neste feriadão antecipado, que registrou 9% a mais de acidentados atendidos na unidade de saúde.

De acordo com os dados encaminhados pelo Setor de Estatística do HUT, o mês de maio registrou 660 vítimas de acidentes de trânsito, sendo 604 envolvidas com motocicletas. Em abril deste ano, foram 537 pessoas atendidas nessa especialidade.

Já no período de 29 a 31 de maio, feriadão antecipado de Corpus Christi, foram 82 atendimentos, sendo 75 pessoas envolvidas em sinistro com motocicletas. No mesmo intervalo da semana anterior, foram 75 acidentados.

A variação na quantidade de acidentes representa uma preocupação para o HUT por conta da ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs) que, em média, tem sido acima de 97%. “Além disso, com a alta demanda de pacientes com Covid-19 que chegam na unidade de saúde todos os dias, há uma necessidade maior de vagas para receber essas pessoas que estão em situação grave”, explica o diretor geral do HUT,  Rodrigo Martins.

Além de estar diretamente ligada ao crescimento de acidentes de trânsito, a circulação de veículos nas ruas também representa maior aglomeração de pessoas que buscam serviços, sobretudo na região Central da cidade. Por conta disso, a partir de amanhã, a Prefeitura deve implantar rodízio no Centro Comercial, baseado nos dias da semana e na numeração da placa de carros e motos que trafegam entre as avenidas Miguel Rosa, Joaquim Ribeiro e Maranhão.

Violência no feriadão
Os dados encaminhados pelo Setor de Estatística do HUT apontam que, de sexta a domingo, foram atendidas 25 pessoas alvo de algum tipo de agressão física, sendo 21 delas feridas por arma branca. Na semana passada, foram 33 registros contabilizados no hospital, uma queda de 24%.

Alô Saúde realiza mais de 17 mil atendimentos e passa a funcionar aos domingos

Ascom/FMS

O Alô Saúde Teresina, serviço de atendimento por telefone de pessoas com problemas de saúde básicos, passa, a partir desta semana, a atender também aos domingos. Em um mês de funcionamento, já foram realizados 17.135 atendimentos, dos quais 3.839 foram por sintomas relacionados às síndromes gripais. Para ser atendido, basta ligar para 0800 291 0084, das 8h às 20h. (mais…)

Banco Popular já atendeu este mês mais de 200 empreendimentos

O Banco Popular de Teresina (BP), órgão ligado à Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest), após as novas medidas adotadas para apoiar os empreendedores que tiveram seus negócios afetados pelo novo Coronavírus, já atendeu, do dia 13 até esta terça-feira (19), 226 empreendimentos e liberou o valor de R$ 756.200,00.

Neste período, o Banco aumentou o prazo de carência para pagamento da primeira parcela dos financiamentos de microcrédito, que passou de 45 para 120 dias. O número de parcelas em que se pode dividir o empréstimo também foi ampliado, agora são 12 meses ao invés de 10.

“A pandemia e o isolamento social afetaram o lucro de nossos microempresários, que agora terão dificuldade de pagar as parcelas dos seus empréstimos. Então, estamos oferecendo mais flexibilidade acerca dos pagamentos dos contratos”, afirma Michel Sena, gerente do BP.

Os microempreendedores com contrato ativo no Banco que estejam adimplentes até o mês de fevereiro de 2020 também terão a opção de remanejar as parcelas de março, abril e maio para o final do contrato, sem nenhuma alteração no valor.

O Banco oferece ainda mais uma opção de pagamento dos contratos ativos. O microempreendedor pode pegar o saldo devedor e refinanciar o valor, sendo que esse novo financiamento contará com 60 dias de carência para começar a pagar e poderá ser dividido em até 12 vezes.

Os empreendedores interessados em solicitar o empréstimo devem entrar efetuar o cadastro pelo site http://meubancopopular.org/.  Para mais informações, podem ligar para o telefone 99480-0501.

Mais de 25% das internações por Covid-19 em Teresina são de pacientes de outras localidades

Uma porcentagem de 25,12% das internações por suspeita de COVID-19 em Teresina são de pacientes vindos de outras cidades. Os dados, que abrangem o total de leitos públicos, privados e filantrópicos existentes na capital, correspondem ao período de março – quando iniciaram os registros da doença na cidade – até 13 de maio de 2020.

Segundo informações da Diretoria de Regulação Avaliação e Auditoria da Fundação Municipal de Saúde (FMS), até 13 de maio foram registradas 625 internações de casos suspeitos de infecção pelo novo Coronavírus nos hospitais de Teresina. Destas, 468 são de pessoas residentes na capital e 157 de outras cidades. “A maior parte das internações (142) são de pessoas do interior do Piauí, mas há também registros de 12 casos oriundos do Maranhão, dois casos de Rondônia e um do estado do Amazonas”, informa Manoel de Moura Neto, presidente da FMS.

Somente nos primeiros dias do mês de maio, Teresina registrou 42 internações de pessoas residentes em outros municípios, o equivalente a 27,1% dos 155 casos. Destes, 3% vieram de cidades do Maranhão, o que corresponde a quatro casos.

Segundo dados do Censo hospitalar da FMS, Teresina tem atualmente 584 leitos exclusivos para atendimentos de casos suspeitos de infecção pelo novo Coronavírus, sendo 419 leitos de enfermaria e 165 de UTI. Na data de hoje (18), a capital apresenta uma taxa de ocupação de 66,67% dos leitos de UTI destinadas a tratamento de pacientes diagnosticados com Covid-19. O levantamento revela ainda que 49,16% das enfermarias Covid-19 e 45,63% dos leitos de observação destas unidades de saúde estão ocupados.

HUT registra queda de atendimentos a vítimas de acidentes de trânsito e violência no final de semana

O Hospital de Urgência de Teresina (HUT) divulgou nesta segunda-feira (18), levantamento que aponta uma redução nos atendimentos a vítimas de acidentes de trânsito e violência na capital, neste final de semana. A queda de 22% e 20%, respectivamente, está diretamente relacionada às medidas restritivas de isolamento social no feriadão antecipado do Dia do Piauí.

De acordo com o Setor de Estatística do HUT, entre os dias 15 e 17 de maio, foram atendidas 59 vítimas de acidentes de trânsito, sendo 53 delas com motocicletas, uma redução de 22% em relação ao final de semana anterior, que registrou 76 colisões, a maioria delas com moto.

Já sobre os dados de agressões físicas, foram atendidas 16 vítimas neste feriadão, sendo a maioria delas feridas por faca.  Houve uma redução de 20% em comparação ao mesmo período da semana anterior, que registrou 20 pessoas alvo desse tipo de violência em Teresina.

Para o diretor geral do HUT, Rodrigo Martins, os números mostram que manter o isolamento na capital e antecipar feriados têm surtido efeito positivo na queda dos atendimentos no hospital.

“Há uma relação clara que mostra que, quanto mais a população fica em casa, menos teremos registros de acidentes e violência. Apesar disso, enfrentamos um grande desafio, já que além de receber essas vítimas, precisamos ter leitos disponíveis para receber pacientes com Covid-19. O cenário ainda é preocupante”, avalia Rodrigo.

Neste domingo (17), Teresina bateu um novo recorde com seis mortes em apenas 24 horas. Vale lembrar que cerca de 65% dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) sediados na capital e destinados para tratamento de pacientes diagnosticados com o novo Coronavírus estão ocupados.