Mais de 200 novos casos de COVID-19 são contabilizados em um dia em Teresina

Teresina registrou mais 201 casos e 14 óbitos por Covid-19 neste domingo (28). Os dados são do Painel Epidemiológico de Teresina, atualizados diariamente pelo Comitê de Operações Emergenciais em Saúde Pública (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS). Atualmente, a cidade contabiliza 7.466 casos e 360 mortes pelo novo coronavírus.

Teresina também registrou ontem (28) 93 atendimentos de síndrome respiratória aguda grave, ou seja, pacientes precisando de internação devido a quadro gripal. Atualmente, a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid está em 81,36%. Do total de 338 UTI Covid da cidade, 275 estão ocupadas. De março até agora já foram prestados 90.352 atendimentos a pessoas com sintomas gripais, dos quais 57.615 foram na rede pública de saúde e 32.737 na rede privada.

Para o diretor de Atenção Básica da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Kledson Batista, o aumento dos casos de síndromes gripais é uma evidência de que os casos de Covid-19 também estão crescendo e é um reflexo da diminuição nas taxas de isolamento social na capital.  “No início da pandemia, em meados de março, Teresina ainda estava com um número reduzido de pessoas com síndrome gripal, pois a quarentena estava sendo respeitada mais fortemente. Mas, mesmo com as imposições, decretos e as ações da Prefeitura, é notório que muitas pessoas desrespeitam o isolamento e se aglomeram em filas de banco, em feiras livres, pequenas lojas ou até mesmo em serviços essenciais. Nesse sentido, os casos tendem realmente a aumentar”, comenta.

 

Casos de Covid-19 na capital cresceram 87% em um mês

Dados do Painel Covid-19 Teresina indicam que de 24 de abril a 24 de maio houve um aumento de 87% de casos confirmados da doença na capital. Em 24 de abril, existiam 217 confirmações. Em 24 de maio, eram 1.668 pessoas testadas positivas. Até hoje (28), foram notificados 1.982 casos positivos, registrados 69 óbitos causados pelo novo Coronavírus e 463 pessoas estão recuperadas em Teresina.

“Os trabalhos científicos apontam que 80% dos casos de Covid-19 são assintomáticos. Mesmo a pessoa não apresentando sintoma, ela pode estar infectada e ser um transmissora do vírus. É por isso que pedimos que as pessoas de todos os bairros respeitem o isolamento social e fiquem em casa, nesse momento”, enfatiza Amparo Salmito, médica infectologista da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

A pesquisa de investigação sorológica, encomendada pela Prefeitura de Teresina, confirma os dados do Painel Covid-19 e também indica aumento significativo no número de pessoas infectadas com o novo Coronavírus. De acordo com o estudo, de 24 de abril a 24 de maio, houve um aumento de 84% nos casos positivos. Em 24 de abril eram 7.697 positivados, já em 24 de maio o número de positivados era 49.988.

A sexta etapa da pesquisa aponta que, das 49.988 pessoas com a Covid-19, 19.833 estão no estado ativo da doença, portanto, podem transmitir o vírus; outras 23.611 estão imunizadas ou desenvolvendo a imunidade; e 5.667 pessoas já estão imunes à doença. A sondagem revelou ainda que a quantidade de positivados é 40 vezes maior que os 1.260 casos confirmados oficialmente no domingo anterior à pesquisa.

Por meio da pesquisa, realizada em parceria com Instituto Opinar, é possível afirmar também que o vírus já está em toda a cidade, sem diferenciação de regiões. Na última etapa da pesquisa, o número maior de casos está na zona Norte, com 35%. A zona Sul aparece em seguida, com 28%. A zona Sudeste permanece com 23% dos positivados e a zona Leste segue com o menor percentual, de 15%.

Vítimas de acidentes: HUT tem pior semana desde o início do decreto de isolamento

Um levantamento divulgado, nesta segunda-feira (11), pelo Hospital de Urgência de Teresina (HUT) aponta que a unidade de saúde registrou o maior número de atendimentos a vítimas de acidentes de trânsito desde a implantação do decreto municipal que estabelece medidas restritivas. A variação de 15% está relacionada ao descumprimento do distanciamento social, que atingiu seu menor índice na última quarta-feira (6).

Segundo o setor de estatística do hospital, entre os dias 27 de abril a 3 de maio deste ano, foram registrados 141 atendimentos a pessoas que sofreram acidentes de trânsito no HUT. Para se ter uma ideia dessa elevação, entre os dias 4 e 10 de maio, o número de acidentados foi de 162 vítimas, sendo 153 delas envolvidas com motocicletas.

Em pleno Maio Amarelo, os números estão sendo vistos com preocupação pela direção geral do HUT. “Estamos em um mês que pede uma maior conscientização das pessoas sobre segurança no trânsito. Vivemos em um momento de pandemia que é importante ter leitos para atender pacientes com covid-19 e, por isso, é tão importante manter a população em casa para evitar o aumento de acidentes”, avalia o diretor geral do HUT, Rodrigo Martins.

De acordo com o sistema de georreferenciamento da startup InLoco, que atua em parceria com a Prefeitura de Teresina e monitora a localização de smartphones na cidade, Teresina apresentou na semana passada, o pior índice de isolamento até agora, com apenas 39%, bem abaixo do mínimo estimado pelas autoridades de saúde para diminuir o contágio.

Strans denuncia aumento de roubos de equipamentos em estações de passageiros

A estação de passageiros Chesf, zona Sul de Teresina, foi alvo de roubo de cabos de cobre do circuito de iluminação e das portas, no início da tarde desta terça-feira, 24. A cidade está quase sem movimentação e algumas áreas estão mais sujeitas a este tipo de ação. Na madrugada de domingo também teve roubo de cabos na estação de passageiros Macaúba, zona Sul.

De janeiro até a semana passada foram registrados cinco casos de roubos deste tipo, incluindo estações e semáforos. A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) tem denunciado e acionado a polícia em casos de roubos nos equipamentos das estações e pede providências. Tem sido mais constante este tipo de prática criminosa nas estações Justiça Federal, Chesf, Pio XII e Macaúba.

A Superintendência mantém equipes de profissionais que fazem ronda no início da manhã e da tarde e também em outros horários, desde que haja necessidade para verificar o funcionamento dos equipamentos e providenciar reparos.

O encarregado da manutenção, Ferdinand Batista, explica que a estação está funcionando e uma equipe de manutenção está providenciando o reparo. “Nesse caso não comprometeu o funcionamento da estação porque tem energia elétrica, e queremos concluir todo o serviço o mais rápido possível”, informa.

Nesse período de quarentena por causa Da Covid -19 a recomendação é que as pessoas fiquem em casa, mas para aquelas que realmente necessitam se deslocar, está mantido o serviço público de transportes, embora de forma reduzida.

Prefeito quer aumentar para 500 cargos o efetivo da Guarda Municipal

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, enviou para a Câmara de Vereadores um pedido de alteração no projeto de lei Nº 3.834, de 23 de dezembro de 2008, que cria a Guarda Civil Municipal (GCM) e pede o acréscimo de 270 vagas, passando de 230 para 500 cargos. No pedido, o prefeito reforça ainda que as vagas serão preenchidas mediante concurso público e que 20% serão destinadas ao público do sexo feminino.

O secretário municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), Samuel Silveira,  explica que o objetivo é aumentar até o mês de março de 2020 o efetivo da Guarda Municipal com os alunos que estão passando pelo curso de formação, e que o prefeito vai aguardar agora a apreciação por parte dos vereadores de Teresina.

“Isso faz parte da dinâmica da administração pública aliada à necessidade de se adequar às demandas da população. Esse pedido visa um aumento no importante serviço prestado pela Guarda Civil Municipal à sociedade”, disse.

Atualmente, 135 guardas estão nas ruas ajudando na proteção dos bens públicos, orientando à comunidade e colaborando com ações preventivas de combate à violência no município.

“Além desses, nós temos 285 alunos, que se tudo ocorrer dentro do planejado, ficarão à disposição da sociedade para atuar de modo imediato após o término do curso de formação. Esse é um dos objetivos dessa gestão através desse pedido de alteração na lei e mais uma ferramenta de combate à violência em Teresina. Vamos ficar na expectativa de uma resposta positiva da Câmara”, completou o secretário.

Criada em 2017, a GCM tem um papel fundamental na preservação dos bens e patrimônios do município e na assistência a comunidade. A GCM atua nas praças da Bandeira, Rio Branco e Fripisa; nos parques Lagoas do Norte, Estação da Cidadania, Floresta Fóssil e Encontro dos Rios; Centro Unificado de Esporte e Lazer (CEU) Sul e Norte e Complexo Esportivo José Ponce Filho (Parentão) e realiza o projeto Ação Zonal e os patrulhamentos preventivos no Centro Pop, Restaurante Popular de Teresina, Praça dos Skatistas e corredores, estações e terminais de Integração do Itararé, do Parque Piauí e Bela Vista.

Além disso, a Guarda Municipal possui um canal de atendimento à população por telefone, através do número 153. O serviço recebe ligações de telefone fixo, orelhão ou celular, gratuitamente.