Procon THE e MPPI/Procon Estadual realizam fiscalização em agências bancárias e lotéricas

Ascom/Semdec

O Procon Teresina iniciou, na manhã desta sexta-feira (8), a fiscalização de agências bancárias e lotéricas em várias zonas da capital. A ação em conjunto com o MPPI/Procon Estadual vai avaliar diversos fatores, entre eles: atendimento ao público, distanciamento mínimo, fluxo de pessoas, uso de máscaras e álcool em gel e avisos de orientação.

A fiscalização, que acontece durante todo o dia de hoje e finaliza na segunda-feira (11), é fruto de uma notificação recomendatória conjunta do Procon Estadual e a 31ª e 32ª Promotorias de Justiça de Defesa do Consumidor. A notificação tem a finalidade de garantir e adotar medidas preventivas à propagação da COVID-19. De acordo com a Coordenadora Geral do Procon Teresina, Nara Cronemberger, a ação de fiscalização quer identificar, se agências bancárias, lotéricas entre outros, estão obedecendo regras já preestabelecidas para a segurança do usuário do serviço.

“Nós temos observado em várias reportagens na televisão, que a procura, principalmente por agências da Caixa, tem levado um bom número de pessoas a se aglomerarem. Tendo em vista que estamos vivendo uma pandemia, o compromisso dessa fiscalização é identificar irregularidades e autuar, caso seja necessário. Nesse primeiro dia, nós pudemos constatar algumas pequenas irregularidades, inclusive aplicamos uma advertência em uma agência bancária. Em outra situação, a aglomeração de pessoas foi a principal questão verificada na visita, mas percebemos que a gerência do local estava com o auxílio da Guarda Municipal para organizar o ambiente”, explica.

O Chefe de Fiscalização do Procon Estadual, José Arimateia Area Leão, destaca que os bancos terão 48h para se adequarem às recomendações de higiene e controle de pessoas em seus estabelecimentos. “Nesta ação vamos procurar verificar principalmente a questão do distanciamento, se os bancos estão cumprindo a questão da higienização, disponibilizando álcool gel para cliente, atendendo adequadamente quem é prioridade e especiais. Tudo isso em três zonas da capital: zona leste, sul e centro. Queremos constatar se há irregularidades. Se constatado, faz-se uma advertência e damos um prazo de 48h para os bancos cumprirem a obrigação”.

Os agentes dos Procons Teresina e Estadual visitaram as Agências do Banco do Brasil do bairro Marquês e zona Leste; da Caixa Econômica Federal da Avenida Areolino de Abreu, Centro e zona Leste; dos Banco Itaú e Bradesco, ambas localizadas na Av. João XXIII.

Prefeitura realizou 1.405 sanitizações em três semanas de ação

A Prefeitura de Teresina inicia nesta segunda-feira (20) a quarta semana de ações de sanitização em áreas externas de espaços públicos, evitando que se tornem foco de disseminação do novo coronavírus. Ao todo, 1.405 ações de higienização foram executadas nas três primeiras semanas, durante a atuação de agentes que percorrem a cidade com bombas costais, caminhões pipas e carros fumaceiros pulverizando soluções de água com hipoclorito de sódio em locais estratégicos da cidade.

Do total de 1.405 ações, 699 foram realizadas nas duas primeiras semanas e 703 na terceira. Dessa forma, 472 ações foram realizadas em Unidades de Saúde, 155 em lotéricas e bancos, 140 em grandes supermercados, 61 em terminais de ônibus, 313 em avenidas e praças e 37 em mercados municipais. Além desses pontos, cemitérios, delegacias, algumas instituições públicas, aeroporto, rodoviária, calçadões do centro, Polo de Saúde, shoppings e outros espaços públicos que seguem em funcionamento durante a quarentena receberam a visita dos agentes da Prefeitura.

De acordo com o secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marco Antonio Ayres, as ações são realizadas pela própria Prefeitura em uma parceria da Semduh com a Fundação Municipal de Saúde (FMS), de segunda a sábado, nos turnos manhã e tarde.

“Temos pontos pré-estabelecidos para serem percorridos três vezes por semana e, de acordo com as necessidades e comportamento da população, outros pontos vão sendo acrescentados em nossa programação. Como foi o caso das lotéricas e agências bancárias, que continuam sendo foco de aglomeração de pessoas, e imediatamente foram incluídas em nossas atividades. Estamos atuando para evitar a contaminação pela COVID-19, mas seguimos pedindo para a população o mais importante: permaneçam em casa e respeitem as orientações de distanciamento social”, conclui o gestor.

PMT realiza sanitização em lotéricas e agências bancárias

Ascom/Semduh

A Prefeitura de Teresina está sanitizando a área externa de lotéricas e bancos como medida de prevenção de contágio novo coronavírus. A atuação nesses pontos foi motivada pelas constantes aglomerações de pessoas durante a espera por atendimento. A ação é uma parceria da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh) e Fundação Municipal de Saúde (FMS) e acontece em vários pontos da cidade de segunda a sábado, turnos manhã e tarde.

Para Marco Antônio Ayres, Secretário da Semduh, a sanitização é apenas uma das estratégias para reduzir as chances de contaminação por COVID-19, e reforça que o mais importante é seguir com o isolamento social e, no caso das lotéricas e agências bancárias, a população deve respeitar a orientação de manter uma distância mínima de um metro entre as pessoas.

“A prefeitura está tomando todas as medidas necessárias para reduzir a disseminação do novo coronavírus na capital. Já realizamos 954 ações de sanitização, e agora incluímos as lotéricas e bancos em nossa programação por conta das constantes aglomerações de pessoas nesses locais. Além disso, está sendo feita uma sinalização especial para demarcar espaços nas calçadas desses locais. Contamos com a colaboração da população no cumprimento das orientações passadas pelo município”, comenta o gestor.

O secretário ainda explica que as ações de sanitização acontecem por meio da pulverização de uma solução de água com hipoclorito de sódio utilizando bombas costais, caminhões pipas e carros fumaceiros.

Prefeitura de Teresina inicia demarcação de espaços nas áreas externas de bancos e loterias

Ascom/SDU Sudeste

As Superintendências de Desenvolvimento Urbano – SDUS, em parceria com a Guarda Municipal, estão aplicando uma sinalização especial para demarcar espaços nas calçadas de agências bancárias e casas lotéricas em toda a cidade. O objetivo é evitar aglomerações nas entrada dos estabelecimentos, mantendo a distância adequada para evitar a disseminação do novo coronavírus.

“Como se trata de atividade essencial, os bancos e lotéricas são autorizados a funcionar durante este período de pandemia, mas deveriam ter adotado medidas para controle de acesso e limitação de pessoas nas áreas internas e externas dos estabelecimentos. Como não fizeram, a Prefeitura tomou a iniciativa. Nossa intenção é reorganizar o fluxo nas proximidades desses locais para garantir que as pessoas permaneçam afastadas umas das outras, evitando a contaminação pela nova doença”, comenta Isaac Meneses, superintendente da SDU Sudeste.

Ascom/SDU Sudeste

As demarcações começaram na zona Sudeste e Sul de Teresina. São feitas com fita adesiva amarela e com distância de 2 metros entre elas. A ação tem apoio da Guarda Municipal, que também atua para garantir a segurança no entorno desses estabelecimentos.

As equipes das SDUs vêm percorrendo os bairros, orientando a população e agindo para que as determinações contidas nos decretos municipais sejam cumpridas.

A ação vai continuar durante toda o período em que o decreto que regula o funcionamento de atividades essenciais estiver vigente. “A determinação é de que façamos uma fiscalização bem mais rigorosa para orientar e fazer com que a população entenda a importância das normas e do distanciamento”, diz o gerente de Controle e Fiscalização da SDU Sudeste, Alexandre Nogueira.

Guarda Municipal comanda força-tarefa e aumenta rigor na fiscalização do isolamento

A Guarda Municipal está comandando, a partir desta terça-feira (14), uma força-tarefa com a participação das polícias Civil e Militar e com as Superintendências de Desenvolvimento Urbano para aumentar o rigor na fiscalização dos estabelecimentos que estão descumprindo o decreto do isolamento social. A desobediência acarretará em prisão imediata para os donos de estabelecimentos e interdição do local.

O secretário Samuel Silveira, da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, que comanda a ação de fiscalização, avisa que a operação punirá com mais rigor os estabelecimentos que estiverem desobedecendo os decretos.

“Estamos passando a contar com a participação da Polícia Civil para que, no momento da abordagem, no próprio estabelecimento, se for flagrado o descumprimento da lei, seja efetuada a prisão dos responsáveis. Desta maneira estamos endurecendo a fiscalização com o objetivo maior de impedir a proliferação do coronavírus”, afirma Samuel Silveira.

A operação inicia nas agências bancárias, casas lotéricas e correspondentes bancários, com foco na fiscalização e orientação do espaçamento adequado entre as pessoas tanto no interior quanto no exterior dos estabelecimentos. Também serão alvo da fiscalização outros locais que estão registrando aglomeração de acordo com as denúncias que estiverem chegando pelos canais de comunicação da Guarda Municipal com a população.

As forças policiais estão se guiando também, ao longo dos dias de fiscalização até o fim da quarentena, pelo sistema de georeferenciamento que a Prefeitura está utilizando para medir o índice de isolamento da população.

Através do sistema InLoco, a Guarda tem informações de onde estão os focos de aglomeração e poderão se deslocar e verificar as ocorrências.

A população pode e deve continuar cooperando com a fiscalização e denunciando o descumprimento dessas medidas. O cidadão pode denunciar estabelecimentos que estejam funcionando irregularmente através dos números 153, (86) 3215-9317 ou falar diretamente com o WhatsApp da Guarda Municipal, por meio do número (86) 99438-0254. Além disso, o cidadão pode também acessar o Colab para denunciar.

SDU fará demarcações em bancos e lotéricas para organizar distanciamento

Ascom/SDU Sul

Uma equipe da gerência de Controle e Fiscalização (GCF) da Superintendência de Desenvolvimento urbano Sul – SDU Sul dará início na manhã desta terça-feira (14) a demarcação de espaços em casas lotéricas e agências bancárias da zona Sul da cidade. Inicialmente está previsto que essa ação aconteça em pelo menos 40 pontos.

Segundo o gerente de Fiscalização da superintendência, Rogério Rodrigues, o objetivo é facilitar a organização das pessoas nas filas e, com isso, reduzir os riscos de contaminação pelo coronavírus. “A distância entre uma marcação e outra será de dois metros, de acordo com as recomendações dos órgãos da saúde. É fundamental que todos se mantenham em suas marcas”, explica o gerente. Cabe as agências bancárias coordenarem o fluxo e o distanciamento das pessoas tanto na parte interna quanto externamente.

Desde a assinatura do Decreto que determina que somente os serviços essenciais podem funcionar, a equipe de Fiscalização da SDU Sul vem percorrendo os bairros da região orientando a população e agindo para que a determinação sejam cumprida.

Até o último sábado (11), 105 lojas haviam sido fechadas durante as visitas realizadas pela equipe da SDU Sul, sempre acompanhada de agentes da Guarda Municipal de Teresina e policiais militares. Além disso, foram registradas 13 notificações, aplicadas 10 multas e cinco estabelecimentos foram interditados.

“Sempre lembrando que o objetivo não é prejudicar ninguém. A meta é fazer cumprir o Decreto e reforçar o isolamento social, tão importante para evitar a proliferação do coronavírus”, conclui.

SDU Sudeste orienta bancos e lotéricas sobre cumprimento de decreto  

Ascom/SDU Sudeste

A Superintendência de Desenvolvimento Urbano – Sudeste, em parceria com a Guarda Municipal, realizou nesta quarta-feira (8), vistoria em agências bancárias e casas lotéricas da região. O objetivo é orientar os gerentes e funcionários sobre a importância do cumprimento da determinação de distância mínima entre os clientes. 

Como se trata de atividade essencial, os bancos e lotéricas são autorizados a funcionarem durante este período de pandemia. Contudo, os estabelecimentos devem se responsabilizar pela organização das filas, respeitando a distância mínima de 1,5m entre as pessoas, a fim de evitar aglomerações. 

“Percebemos que os bancos e lotéricas estão atentos ao cumprimento da recomendação do lado de dentro da agência, mas o problema das filas do lado de fora persiste”, afirma o gerente de Controle e Fiscalização da SDU Sudeste, Alexandre Nogueira.  

A aglomeração do lado de fora da agência é relatada também pela costureira Maria da Cruz Brito. Ela conta que na semana passada precisou ir à lotérica do bairro onde mora e encontrou divergências no atendimento. “O controle para entrar estava muito bom. Era feito um revezamento de quem entrava e saia. Mas na parte de fora da lotérica as pessoas ficaram aglomeradas, esperando pra entrar sem que houvesse uma organização quanto ao distanciamento”, descreve Maria da Cruz.   

Segundo Alexandre Nogueira, a ação vai continuar durante toda o período em que o decreto que regula o funcionamento de atividades essenciais estiver vigente. “A determinação é de que façamos uma fiscalização bem mais rigorosa no sentido de orientar e fazer com que a população, os gerentes de bancos e os proprietários de lotéricas entendam a importância das normas”, diz.  

Até agora, Teresina já registrou 3 óbitos causados pela COVID-19 e 24 casos confirmados da doença. Com o decreto que determina medidas de isolamento social e suspensão de atividades não essenciais, a Prefeitura visa conter o avanço da disseminação do coronavírus e tem reforçado as ações de fiscalização.  

“Nossas equipes estarão atentas para fiscalizar e orientar para o cumprimento do decreto. Pedimos que, se possível, fiquem em casa. E, caso necessitem sair, tomem as medidas preventivas de uso de máscara, álcool em gel e distanciamento das outras pessoas”, informa Isaac Meneses, superintendente da SDU Sudeste. 

A população pode fazer a denúncia de estabelecimentos que não estejam cumprindo as normas do decreto através do aplicativo Colab, disponível na App e Play Store.  

Guarda Municipal fiscaliza filas em agências bancárias e lotéricas

A Guarda Municipal vai intensificar nos próximos dias a fiscalização em agências bancárias, lotéricas e pontes, além dos espaços públicos como parques e avenidas de grande movimentação para prática esportiva. Segundo o secretário Samuel Silveira, da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), esses locais ainda registram grande aglomeração de pessoas todos os dias.

“Estamos buscando a conscientização das pessoas para que permaneçam em isolamento, cumprindo o decreto do prefeito Firmino Filho contra o coronavírus. O índice de isolamento ainda precisa ser aumentado na cidade. Sabemos que no início de mês as pessoas precisam muitas vezes ir ao banco ou à lotérica para receber pagamentos. Mas, as gerências desses estabelecimentos devem seguir regras e orientar a permanência da população nas suas dependências”, explica o secretário.

Diariamente, a Guarda Municipal fará a fiscalização nesses locais. Nas agências bancárias e lotéricas, é necessário que as pessoas mantenham distância de ao menos dois metros umas das outras. As filas devem ser orientadas. Também deve haver medidas de proteção para quem está trabalhando.

Nas avenidas Raul Lopes, Marechal Castelo Branco, Freitas Neto, entre outras, as praças e parques onde ainda há concentração de pessoas fazendo caminhada e corrida, a Guarda Municipal está percorrendo essas vias e conversando com as pessoas para que permaneçam em casa.

A população pode e deve cooperar denunciando o descumprimento dessas medidas. O cidadão pode denunciar estabelecimentos que estejam funcionando irregularmente através dos números 153, (86) 3215-9317 ou falar diretamente com o WhatsApp da Guarda Municipal, por meio do número (86) 99438-0254. Além disso, o cidadão pode também acessar o Colab para denunciar.

Infectologista alerta para a necessidade do isolamento após aglomeração de pessoas em filas de bancos

Ascom/FMS

Depois de registros de aglomerações em filas de bancos e lotéricas da capital nesta terça-feira (31), o médico infectologista da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina, Walfrido Salmito, faz um alerta à população para que mantenha a distância de 2 metros entre as pessoas e só saia de casa se for estritamente necessário. Essas condutas são recomendadas pelo Ministério da Saúde e visam evitar a disseminação do Coronavírus.

O infectologista afirma que há previsão de aumento dos casos da doença e que o isolamento é uma estratégia eficiente para evitar a disseminação do vírus. “É preciso que a população permaneça em suas casas. Caso contrário, os hospitais poderão ficar sobrecarregados se muitos adoecerem simultaneamente. Além disso, cerca de 10 a 15% destas pessoas irão precisar de hospitalização e 5% de UTI. Isso pode levar ao colapso dos serviços de saúde no país”.

O presidente da FMS, Manoel Moura Neto, afirma que a Prefeitura de Teresina está cumprindo o que dispõe o Plano de Contingência para o enfrentamento da doença, mas que é necessário que todos também façam a sua parte. “Estamos solicitando que as pessoas reduzam o trânsito desnecessário nesses locais. As transações bancárias, por exemplo, podem ser feitas em casa, através do celular. É um apelo que fazemos e que tem o objetivo de preservar vidas”.

O Coronavírus é uma família de vírus que causa infecções respiratórias. A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o surto da doença no mundo já foi classificado como pandemia. A transmissão acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo por meio de toque ou aperto de mão, gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro ou por meio de objetos ou superfícies contaminadas.

Recentemente, o prefeito Firmino Filho assinou decreto nº 19.548, que prevê o funcionamento mínimo necessário ao atendimento de demandas na área da indústria, comercio, logística e demais atividades essenciais.  As atividades consideradas não essenciais permanecem suspensas. O documento determina também que todos os estabelecimentos devem reforçar as medidas de controle de acesso e de limitação de pessoas nas áreas internas e externas bem como devem cumprir os protocolos expedidos pelos órgãos de saúde.