Teresina tem 92 novos casos de Covid-19 em um dia e se aproxima dos 2.000 infectados

O boletim epidemiológico de Covid-19 divulgado na quarta-feira (27) registrou a ocorrência de 92 novos casos de infecção pelo novo coronavírus e três mortes causadas pela doença em Teresina, no período de 24 horas. No total, a capital soma 1.982 casos e 69 óbitos desde o início da pandemia de Covid-19.

Dois dos pacientes cujos óbitos foram registrados no boletim epidemiológico eram do sexo masculino: um deles tinha 69 anos, doença pulmonar, residia na zona Sul e estava internado em hospital privado; o outro tinha 71 anos, hipertensão, era residente da zona Sudeste e estava internado no Hospital Getúlio Vargas.

A paciente do sexo feminino faleceu dia 25 de maio, mas só teve a confirmação que foi por Covid-19 nesta quarta-feira (27). Tinha 54 anos, hipertensão e havia sofrido um AVC, residia na zona Norte e estava internada em hospital particular.

Os casos mais graves da doença que levaram a óbito demonstram os dados apontados na sexta etapa da pesquisa de investigação sorológica, que constatou que 68% dos teresinenses que testaram positivo para Covid-19 têm algum tipo de comorbidade. As doenças crônicas mais recorrentes são hipertensão, com 25%; obesidade, com 14%, e diabetes, que aparece em 12% dos entrevistados. O estudo foi encomendado pela Prefeitura de Teresina e realizado entre os dias 22 a 24 de maio, pelo Instituto Opinar.

“A pesquisa traça o perfil da pandemia de Covid-19 em Teresina e revela a necessidade de aumentar a prevenção, sobretudo no caso de pessoas que possuem comorbidades, pelo risco do agravamento da doença. Nossa recomendação é para que as pessoas fiquem em casa o máximo possível e, caso apresentem algum sintoma de Covid-19 – como tosse, dor de garganta e febre – liguem para o Alô Saúde Teresina, por meio do número 0800 291 0084, ou procurem uma das 19 Unidades Básicas de Saúde dedicadas exclusivamente ao atendimento de síndromes gripais”, orienta “Wesllany Santana, do Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (COE), da Fundação Municipal de Saúde de Teresina (FMS).

Teresina registra mais sete mortes e ultrapassa os 1.800 casos confirmados de Covid-19

Teresina tem 50 novos casos e sete óbitos por Covid-19 em 24 horas. É o que aponta o boletim epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) e da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), divulgado na noite desta segunda-feira (25). A capital do Piauí totaliza agora 1.821 pessoas infectadas e 57 mortes pelo novo Coronavírus.

Entre os óbitos por Covid-19 ocorridos nesta segunda-feira (25) e registrados no boletim epidemiológico estão um homem de 76 anos, com histórico de hipertensão arterial, residente na zona leste da cidade e que estava internado em hospital particular; uma mulher de 65 anos, com hipertensão e diabetes, residente na zona norte e que estava internada no Hospital Getúlio Vargas; e uma mulher de 47 anos, com hipertensão arterial e obesidade, residente na zona leste, que estava internada no Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela.

O boletim epidemiológico registrou duas mortes ocorridas no domingo (24): um homem de 16 anos, com osteossarcoma, residente na zona sul, que estava internado em hospital da rede privada; e uma mulher de 84 anos, com hipertensão arterial e diabetes, residente na zona norte, que estava internada no Hospital Getúlio Vargas.

O documento registrou também uma morte ocorrida sábado (23): uma mulher de 49 anos, com doença cardiovascular e diabetes, residente na zona sul, que estava internada no Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

De acordo com o boletim epidemiológico, foi registrado ainda um óbito ocorrido dia 20 de maio, mas cuja confirmação por Covid-19 só se deu agora: uma mulher de 73 anos, com doença cardiovascular e diabetes, residente na zona sudeste, que estava internada no Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela.

“Os dados nos mostram o agravamento e o aumento do número de casos. Isso significa que o vírus está se propagando de forma muito veloz entre nós. Precisamos reforçar as medidas de prevenção. O esforço tem que ser de todos e de cada um. Sei que não é fácil dizer para as pessoas ficarem em casa e que muitos precisam sair para trabalhar. Mas todos nós precisamos nos esforçar ainda mais, aumentar a frequência de higienização das mãos com água e sabão, reduzir ao máximo o contato com outras pessoas. Temos que fazer todo o possível para reduzir a disseminação da infecção”, comenta Wesllany Santana, do Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (COE), da Fundação Municipal de Saúde de Teresina.

Teresina chega a 1.577 casos de Covid-19

Teresina registrou mais 73 casos novos de Covid-19 e um óbito pela doença nesta quinta-feira (21). A cidade soma agora 1.577 pessoas infectadas e 46 mortes pelo novo Coronavírus. Os dados são do boletim epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) e da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi).

A morte por Covid-19 notificada nesta quinta-feira foi de uma mulher de 37 anos que tinha obesidade, residia na zona Norte e estava internada em hospital particular. De segunda (18) até quarta-feira (20, o número de casos registrados no boletim epidemiológico de Covid-19 de Teresina teve um crescimento de 13,36%. Passou de 1.327 casos da doença no dia 18 de maio para 1.504 casos, no dia 20. No mesmo período, os óbitos passaram de 40 para 45, um acréscimo de 12,5%.

“Os números estão crescendo com velocidade e a melhor forma de evitarmos essa expansão é fazendo o distanciamento social. Essa é a recomendação de todas as autoridades sanitárias, da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Prefeitura de Teresina. Nós precisamos ficar o máximo possível em casa, saindo apenas o estritamente necessário, lavar muito bem as mãos com água e sabão e tomar todas as medidas de precaução”, orienta a enfermeira Wesllany Santana, do Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (COE), da Fundação Municipal de Saúde de Teresina.

De acordo com a quinta etapa da pesquisa realizada pela Prefeitura de Teresina em parceria com o Instituto Opinar, o número de casos de pessoas positivadas para a Covid-19 na capital cresceu 90% na última semana. O estudo aponta que 32.691 pessoas devem estar infectadas pelo novo Coronavírus em Teresina. Além da pesquisa feita pela Prefeitura, Teresina também participa de pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde e coordenada pela Universidade Federal de Pelotas-RS.

A pesquisa do Ministério da Saúde em Teresina iniciou dia 14 de maio e segue até 12 de junho de 2020. Segundo nota técnica do Ministério, a pesquisa envolve risco mínimo para a saúde do participante, pois consiste na aplicação de um questionário curto e realização de teste sorológico rápido.