SEMDUH registra mais de 100 ocorrências de furto de cabos em Teresina neste ano

Metade da Avenida Marechal está apagada devido a furto de cabos. Equipes de iluminação já estão trabalhando para normalizar a via Fotos(Ascom/Semduh)

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH), por meio da Coordenação de Iluminação Pública, durante vistoria na avenida Marechal Castelo Branco, constatou que a via apresenta trechos sem iluminação devido ao furto de cabos. Em apenas cinco meses, esta é a sexta ocorrência desse tipo no local.

A vistoria realizada na noite desta quarta-feira (3) constatou que metade da avenida sofreu roubo de cabos, especialmente nos seguintes trechos:

– da frente da Assembleia Legislativa até o Condomínio Beverly Hills;

– após o Shopping Rio Poty;

– entre a Ponte Estaiada e a avenida Duque de Caxias. Este é o trecho que tem mais postes apagados.

A SEMDUH enviará uma equipe à avenida ainda nesta quinta-feira (4) para fazer o levantamento dos itens furtados e programar a reposição.

“Já havíamos realizado o serviço de modernização das luminárias da avenida Marechal Castelo Branco. As antigas luminárias foram substituídas por luminárias de LED e os postes foram padronizados. Para evitar furtos, as equipes fizeram a concretagem da caixa de energia, mas ainda assim a caixa foi arrombada”, lamenta o coordenador de Iluminação Pública da SEMDUH, Augusto César.

O roubo de cabos tem sido um grave problema enfrentado pela Prefeitura de Teresina. Somente neste ano, mais de 100 ocorrências foram registradas na capital, causando transtornos para toda a população.

“As equipes correm contra o tempo para repor a iluminação quando esses furtos acontecem, mas muitos materiais precisam ser comprados e isso demanda algum tempo, então a população acaba passando alguns dias sem energia nessas vias. Já estamos substituindo os fios de cobre por fios de alumínio, que têm menor valor no mercado clandestino, e também estamos concretando as caixas de energia, mas ainda assim, os furtos continuam acontecendo. É um problema de segurança pública”, finaliza o coordenador.

Apesar do reforço de concreto, os criminosos conseguiram arrombar a caixa de energia

Semduh registra 69 Boletins de Ocorrências por roubo de cabos no primeiro semestre

Houve furto de oito mil metros de cabos, entre janeiro e julho de 2021 Foto(Ascom/Semduh)

A Coordenação de Iluminação Pública da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH) registrou, exatamente, 69 Boletins de Ocorrências por furto de cabos no primeiro semestre deste ano.

Segundo o relatório apresentado pelo coordenador Augusto César, houve furto de oito mil metros de cabos, entre janeiro e julho de 2021.

“A maioria dos furtos acontece nas praças. O mês em que mais registramos ocorrências foi maio, quando registramos 23 boletins. Quanto à região, a zona Sul é a que lidera a quantidade de furtos, com mais de 40 ocorrências e quase quatro mil metros de cabos levados pelos vândalos”, detalha Augusto César.

Para combater a ação criminosa, a Semduh pede o apoio das forças de segurança. “É necessário um esforço conjunto. Há regiões em que os cabos são furtados quase que semanalmente. Isso é lamentável porque prejudica diretamente a população, visto que a substituição dos cabos leva tempo”, afirma o coordenador.

Augusto frisa que a população deve denunciar as situações de roubo à polícia ou à própria Coordenação de Iluminação Pública. “Nossos carros são oficiais, adesivados para que a população possa identificá-los. Nosso pessoal está sempre fardado. Então, caso alguém veja uma pessoa descaracterizada mexendo da fiação deve denunciar imediatamente”.

Os números para denunciar na Coordenação de Iluminação são: 0800 280 4712 (funciona 24h); 3234-8845 (das 8h às 13h) e 9.9404-8149 (Whatsapp).

Vândalos voltam a danificar cabos da telefonia do SAMU

A Fundação Municipal de Saúde informa que uma nova ação de vândalos danificou, agora a pouco, uma das linhas da central 192 do SAMU de Teresina. Novos cabos foram furtados e com isso o serviço fica, em parte, comprometido. O usuário que não conseguir atendimento do SAMU pelo 192 deve insistir na ligação ou ligar para o número alternativo disponibilizado: 3223-7700.

A FMS já comunicou o problema a telefônica OI e aguarda o restabelecimento completo do serviço.

O SAMU Teresina trabalha com cinco linhas disponibilizadas para que a população possa fazer chamadas de urgências e emergências solicitando os serviços. A central de atendimento 192 do SAMU funciona 24 horas com 16 colaboradores.