Idoso de 73 anos é a primeira alta do Hospital de Campanha do HUT

O aposentado Lorenço Caetano Sobrinho, de 73 anos, foi o primeiro paciente a receber alta do Hospital de Campanha João Claudino Fernandes, anexo HUT, na tarde deste sábado (18). Diagnosticado com Covid-19, o idoso estava internado há dois dias na unidade de saúde provisória e não apresentava comorbidades.

Seu Caetano, que mora no Conjunto Morada Nova, na zona Sul da cidade, foi atendido no 1° módulo do Hospital de Campanha. “Ele veio regulado do Hospital do Satélite por meio de ambulância do Samu. Estava com sintomas gripais, desconforto respiratório e tosse. O paciente está bem e foi liberado para cumprir o isolamento em casa”, afirmou o gerente do hospital, Daniel Parente.

O idoso comemorou a alta médica e disse estar ansioso para encontrar a família, que mora em União (PI). “Graças à delicadeza e boa vontade de todos da equipe, consegui vencer essa batalha. Estou muito feliz em poder voltar para casa”, disse seu Caetano, que é casado e tem três filhos.

Importante estratégia da Prefeitura de Teresina no enfrentamento à Covid-19, o Hospital de Campanha João Claudino Fernandes conta com 60 leitos, distribuídos em cinco módulos, para tratamento de pacientes diagnosticados com Covid-19 em estado grave. Além disso, no próprio HUT, já estão disponíveis 48 UTIs também destinadas a pessoas com a doença.

Campanha de vacinação contra gripe encerra amanhã (30) em Teresina

Ascom/FMS

A campanha de vacinação contra a gripe encerra nesta teça-feira (30). Em Teresina, quem faz parte dos públicos prioritários e ainda não tomou a vacina, deve procurar uma Unidade de Saúde. O chamado é especialmente direcionado às crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 6 anos, professores, gestantes e mães no pós-parto (até 45 dias).

A vacinação contra gripe está disponível em 65 Unidades Básicas de Saúde, Centro Lineu Araújo e Hospital Infantil Lucídio Portela. Ao se dirigir a esses locais, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) solicita que a população utilize máscaras, respeite o distanciamento de 2 metros entre pessoas, evite tocar em superfícies e realize a higienização das mãos.

Dados de sistema online do Ministério da Saúde apontam que 218.609 pessoas já foram vacinadas na capital piauiense. “Porém, alertamos que 36.880 crianças, 8.000 professores, 5.938 gestantes e 1.125 mães no pós-parto (até 45 dias) ainda não se vacinaram”, afirma a diretora de Vigilância em Saúde da FMS, Amariles Borba.

Essa vacina não têm eficácia contra o novo coronavírus e sim contra a gripe, doença respiratória causada pelo vírus influenza e que pode ser fatal. Neste momento, a vacinação protege a população, evitando complicações de saúde e também ajuda a reduzir o número de doentes que procuram por UBSs, já bastante demandadas por conta da pandemia da Covid-19.

Campanha pela doação de sangue na Ponte Estaiada termina nesta sexta (26)

A ação no Complexo Turístico Ponte Estaiada da Campanha Junho Vermelho, organizada pelo Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (Hemopi), terminará nesta sexta-feira (26). O local está recebendo uma unidade móvel de coleta de sangue desde a manhã de ontem e tem registrado boa procura por parte dos doadores.

Com apoio da Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), a campanha chegou a um dos principais pontos turísticos da capital com o objetivo de se aproximar de potenciais doadores. De acordo com a direção do Hemopi, a ação com a unidade móvel na Ponte Estaiada registrou números maiores do que em campanhas anteriores. Só na quarta-feira houve 71 cadastros e 56 doações. A coleta de sangue também continua normalmente na sede do hemocentro, localizada no Centro.

O secretário da Semdec, Raul Ferraz, esteve mais cedo no local, onde doou sangue pela primeira vez em apoio à campanha. “É muito simples e rápido. A Prefeitura de Teresina, por meio da Semdec, claramente apoia a Campanha Junho Vermelho. A Ponte Estaiada foi escolhida como palco para esta ação pela importância também como ponto de encontro na nossa capital”, disse.

De acordo com o diretor-geral do Hemopi, Jurandir Filho, a procura tem sido boa e as ações de descentralização ajudam a melhorar ainda mais o número de doações. “Graças ao espírito hospitaleiro do Piauí, sobretudo de Teresina, nós estamos tendo uma surpresa agradável em termos de procura. Estamos satisfeitos com essa ação solidária e agradecemos mais uma vez a população de Teresina que se fez presente”, afirmou.

O diretor acrescentou que ara o Hemopi é muito importante fazer essas ações de descentralização, no sentido de melhorar o acesso da população para a doação de sangue. “Por causa da pandemia, nós tivemos uma redução significativa no número de doações de sangue, mas estamos tomando todas as medidas de segurança sanitária para continuar nossa atividade”, explicou.

FMS convoca crianças, professores, gestantes e mães no pós-parto para se vacinarem contra gripe em Teresina

Foto: Ascom FMS

Na reta final da Campanha de Vacinação contra Gripe, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) convoca todos os grupos prioritários que ainda não se vacinaram para que se dirijam aos postos de saúde e garantam a sua imunização. O chamado é especialmente direcionado às crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 6 anos, professores, gestantes e mães no pós-parto (até 45 dias), porque cerca da metade desse público ainda não foi imunizada.

Até a próxima terça-feira (30), a vacinação contra gripe está disponível em 65 Unidades Básicas de Saúde, Centro Lineu Araújo e Hospital Infantil. “A vacina é composta por vírus inativado, é segura, previne a doença e também complicações de saúde. Nesse momento, alertamos que 37.228 crianças, 8.104 mil professores, 5.965 gestantes e 1.130 mães no pós-parto ainda não se vacinaram”, afirma a diretora de Vigilância em Saúde, Amariles Borba. 

Dados de sistema do Ministério da Saúde mostram que 215 mil pessoas já se vacinaram contra gripe em Teresina. Fazem parte também do grupo prioritário para a vacina: idosos, trabalhadores de saúde, pessoas com doenças crônicas, professores, adultos de 55 a 59 anos, funcionários do sistema prisional, pessoas privadas de liberdade, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo e das forças de segurança e de salvamento.

A vacina não protege a pessoa contra o novo Coronavírus e sim contra a Gripe/Influenza, doença respiratória infecciosa cuja origem é viral. A transmissão direta de pessoa a pessoa é a mais comum e ocorre por meio de gotículas expelidas pelo indivíduo infectado com o vírus, ao falar, espirrar ou tossir. Há evidência de transmissão também pelo modo indireto, por meio de contato com a secreção de doentes.

 

Ponte Estaiada receberá campanha do Hemopi pela doação de sangue

Ascom/Semdec

O estacionamento do Complexo Turístico Ponte Estaiada será palco de uma campanha pela doação de sangue, organizada pelo Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (Hemopi). O local receberá uma unidade móvel de coleta de sangue para facilitar o acesso de doadores. A ação terá início nesta quarta-feira (24) e terminará na sexta-feira (26), com atendimento de 8h às 16h30.

Com a pandemia do novo coronavírus, houve uma diminuição drástica no número de doações registrada em todo o país. No Piauí, de acordo com o Hemopi, a queda foi de cerca de 50% nas doações, em especial no mês de maio. A campanha que já fazia parte do calendário de ações do mês de junho, por ser o mês do doador, também chega como apelo por mais doações.

Para Raul Ferraz, gestor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), órgão responsável pelo Complexo Turístico Ponte Estaiada, a campanha chega em um momento delicado, por isso é tão especial. “A Semdec claramente iria apoiar essa iniciativa que também salva vidas. Convido a população de Teresina que compareça ao estacionamento da Ponte Estaiada, com documento com foto, para doar sangue. Qualquer tipo de sangue é importante”, comenta.

De acordo com o diretor-geral do Hemopi, Jurandir Filho, a campanha faz parte das ações do Junho Vermelho, iniciativa com o intuito de sensibilizar ainda mais os brasileiros para a doação de sangue. “Aqui no Piauí, estamos inseridos nesse movimento realizando uma série de ações para trazer a população para doar. Por isso, de quarta a sexta-feira, dias 24, 25 e 26 estaremos com nosso ônibus de coleta na Ponte Estaiada, na Avenida Raul Lopes, buscando mais um reforço no nosso estoque. Temos enfrentando uma série de dificuldades desde o mês de março por causa da pandemia no novo coronavírus em termos de doadores de sangue. Como tivemos essa redução significativa nas doações durante esse mês de junho, nós estamos ainda mais sensibilizados no intuito de promover mais ações como esta”, explicou.

Decisão do STF sobre homossexuais

O Supremo Tribunal Federal (STF) extinguiu as restrições à doação de sangue por homens homossexuais no último dia 8 de maio. Por maioria dos votos, os ministros decidiram que as normas do Ministério da Saúde (MS) e da Anvisa que impediam o recebimento de doações eram inconstitucionais. Por causa disso, no dia 12 de Junho, o Hemopi atualizou os critérios para a triagem de doadores de sangue, possibilitando assim que homossexuais que desejam fazer uma doação possam ser submetidos à triagem clínica habitual. Os critérios habituais são: ter entre 16 e 69 anos, pesar acima de 50kg, estar saudável, bem alimentado e apresentar um documento oficial com foto.

FMS alerta que mais de 40 mil crianças ainda não se vacinaram contra gripe em Teresina

A Campanha de Vacinação contra Gripe encerra na próxima terça-feira, dia 30 de junho, e até agora 40.346 crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 6 anos ainda não se vacinaram em Teresina. O dado é da Fundação Municipal de Saúde (FMS) e especialistas alertam que esse público infantil está entre os grupos mais vulneráveis às complicações da doença, já que são pessoas em desenvolvimento e com sistema imunológico em formação.

O presidente da FMS, Manoel de Moura Neto, convoca os pais ou responsáveis a se dirigirem às 65 Unidades Básicas de Saúde, Centro de Saúde Lineu Araújo ou Hospital Infantil para vacinarem as crianças contra gripe. “Mesmo com incisiva e constante campanha de incentivo à vacinação, ainda não conseguimos alcançar a meta de imunização das crianças. Para isso pedimos a contribuição de toda a sociedade”, afirma.

A presidente da Sociedade de Pediatria do Piauí, Anenísia Andrade, afirma que a baixa cobertura vacinal de crianças está sendo registrada no Brasil e pode ter relação com o medo dos pais de irem aos postos durante a pandemia. “Mas isso não pode ser justificativa para não imunizá-las. Elas podem desenvolver a forma grave da doença e ter pneumonia grave ou até mesmo insuficiência respiratória. Então, levá-las ao posto de vacina é um gesto de cuidado individual e coletivo”, pontua a médica.

A diretora de Vigilância em Saúde da FMS, Amariles Borba, solicita que as escolas públicas e privadas conversem com os pais e responsáveis pelas crianças menores de 6 anos. “O objetivo é sensibilizá-los quanto à importância de levar seus filhos até as UBSs para que recebam a vacina. Orientamos também que, nesses locais, os pequenos mantenham distância de 2 metros das pessoas, evitem encostar em superfícies e os maiores de 2 anos utilizem máscara”.

A vacina não protege a pessoa contra o novo coronavírus e sim contra a Gripe/Influenza, doença respiratória infecciosa cuja origem é viral. A transmissão direta de pessoa a pessoa é a mais comum e ocorre por meio de gotículas expelidas pelo indivíduo infectado com o vírus ao falar, espirrar ou tossir. Há evidência de transmissão também pelo modo indireto, por meio de contato com a secreção de doentes.

CONFIRA LISTA DE UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE (UBS) QUE POSSUEM VACINA CONTRA GRIPE:

UBS DA REGIÃO SUL:
1. Vila Confiança
2. Leônidas Antonio Deolindo (Saci)
3. Hugo Prado
4. Dr José Wilson Batista (Vermelha)
5. Maria de Jesus Carvalho (Porto Alegre)
6. Bruno Rafael Rodrigues De Sousa (Esplanada)
7. Dr Augusto de Castro (Km 07)
8. Dr Durvalino Couto (Bela Vista)
9. São Camilo (Lourival Parente)
10. Dr José Cândido/Carolina Silva
11. Nossa Senhora da Paz (Vila Da Paz)
12. Sérgio Luiz Chantal Nunes (Três Andares)
13. Cristo Rei
14. Parque Pioneiro I/Santo Antonio
15. Dr José de Arimatea Dos Santos (Betinho)
16. Dr Francílio Ribeiro de Almeida (Angelim)
17. Dep. Xavier Neto (Mário Covas)
18. Dra Virgínia Castelo Branco (Sta. Clara)
19. Chapadinha Sul
20. Dr Elon Constantino De Aguiar (Alegria)
21. Dr Leônidas Melo (Cerâmica Cil)
22. Antonio Pessoa dos Santos (Vamos Ver o Sol)

UBS DA REGIÃO NORTE:
1. Cecy Fortes
2. José Ribeiro de Carvalho (Cidade Verde)
3. Memorare
4. Dr Manoel Ayres Neto (Parque Wall Ferraz)
5. Dr Mariano Mendes (Monte Alegre)
6. Parque Brasil
7. Dr Evaldo Carvalho (Nova Brasília)
8. Adelino Matos
9. Dr Marcos Guedes (Nova Teresina)
10. Jacinta Andrade I
11. Dr Fernando Gomes Correia Lima (Jacinta Andrade II)
12. Dra Maria Teresa de Melo Costa (Mafrense)
13. Deputada Francisca Trindade (Água Mineral)
14. Buenos Aires
15. Dois Irmãos
16. Bela Vista Rural
17. João Cirilo (Boa Hora)

UBS DA REGIÃO LESTE:
1. Dra Onésima Nascimento (Santa Bárbara)
2. Dr Henrique Melo Castelo Branco (Vale Do Gavião)
3. Vila Bandeirante
4. Dr Félix Francisco Pereira Batista (P. Universitário)
5. Mama Mia
6. Piçarreira
7. Dr Francisco José da Costa Sousa (Ininga)
8. Anita Ferraz
9. Vila do Avião
10. Deputado Alberto Monteiro (Soinho)
11. Dr Dirceu Arcoverde (Santa Teresa)
12. Gilmar Carvalho/Santa Luz
13. Coroatá
14. Cacimba Velha
15. Campestre Norte

UBS DA REGIÃO SUDESTE:

1. Nossa Senhora da Guia
2. Pe. Mário Rocchi (P. Esperança)
3. Dr Reginaldo M. Castro (Renascença)
4. Raimunda Soares Oliveira (Firmino Filho)
5. Dr Gil Martins (Usina Santana)
6. Deus Quer
7. Alto da Ressurreição
8. Boquinha
9. Taboca do Pau Ferrado
10. Dr Chagas Martins (Estaca Zero)
11. Atalaia

ESTABELECIMENTOS NO CENTRO:
1. Centro de Saúde Lineu Araújo
2. Hospital Infantil Lucídio Portela

Campanha de combate ao trabalho infantil em Teresina alerta sobre riscos na pandemia

O Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, celebrado em 12 de junho, tem como tema este ano “Covid-19: agora mais que nunca, protejam crianças e adolescentes do trabalho infantil” e busca alertar para o risco de aumento do trabalho infantil. Em Teresina, somente nos três primeiros meses de 2020, nove casos de trabalho infantil foram identificados pelas equipes do Serviço Especial de Assistência Social dos Centros de Referência Especializados em Assistência Social (CREAS). No ano anterior, 73 crianças foram identificadas em atividades de trabalho na capital.

Denise Morra, presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, afirma que ainda é preciso desmistificar algumas crenças da sociedade, como a de que criança precisa trabalhar para formar caráter. “Precisamos falar e desmistificar essa causa para a sociedade. Criança não deve trabalhar, criança deve estudar, deve brincar, deve participar de uma sociedade mais justa e fraterna. Queremos somar com todas as instituições de trabalho nesta causa tão importante”, disse.

A campanha também pretende evidenciar a necessidade de maior proteção às crianças e adolescentes trabalhadores e o aprimoramento das medidas de prevenção e de combate ao trabalho infantil, em especial diante da vulnerabilidade socioeconômica resultante da crise atual. No Brasil, a idade mínima estabelecida por lei para ingresso no mercado de trabalho é de 16 anos, exceto casos de trabalho noturno, perigoso ou insalubre, nos quais a idade mínima passa a ser 18 anos, e também na condição de aprendiz, a partir dos 14 anos. Todo trabalho realizado por crianças com idade inferior à mínima é caracterizado como trabalho infantil.

“Não dá para seguir em frente sem essa compreensão da importância de tornar nossas crianças e adolescentes livres do trabalho infantil. É preciso que haja união entre as instituições para desenvolver políticas públicas voltadas para o combate da exploração. É preciso uma escola mais assertiva, mais acolhedora ou uma saúde pronta para identificar casos que sejam acidente de trabalho com crianças e adolescentes, por exemplo. Precisamos mais do que nunca ter esse trabalho em rede para o enfrentamento à exploração de trabalho infantil e proteção da infância e da adolescência”, afirma Franciana Beleense, assistente social da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) e coordenadora das ações estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) em Teresina.

Para denunciar casos de exploração de trabalho infantil existe o número Disque 100. A população também pode entrar em contato com o Conselho Tutelar mais próximo ou solicitar orientação em um CREAS de Teresina, que são os serviços da rede de proteção às crianças e adolescentes em Teresina.

Trabalho infantil no mundo

A exploração da mão de obra infantil ainda é realidade em muitos países, principalmente em regiões menos favorecidas economicamente onde a renda familiar é insuficiente. A data foi instituída pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) para sensibilizar a sociedade civil, instituições e governos a serem contra práticas que sequestram direitos fundamentais, que asseguram desenvolvimento pleno, liberdade e dignidade para crianças e adolescentes. Seja agrícola, comercial ou doméstica, a atividade laboral muitas vezes acontece de forma sutil no seio familiar, onde é visto como uma ajuda necessária e justificada como algo que faz parte da formação do caráter da criança. Entretanto, não entram nessa conta os possíveis prejuízos à formação escolar, física e mental delas.

 

 

 

Maternidade Wall Ferraz solicita doação de leite materno para alimentar bebês prematuros

A Maternidade Wall Ferraz, localizada no bairro Dirceu, está lançando uma campanha para incentivar a doação de leite materno. O objetivo é aumentar o estoque do alimento – essencial para os prematuros internados nas unidades neonatais da maternidade, que sofreu queda acentuada em função da pandemia de COVID-19.

O posto de coleta da Maternidade Wall Ferraz funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 14h às 17h. A nutricionista Déborah Sobral dá algumas orientações para a mãe que desejar se tornar doadora: estar com saúde, amamentando o seu filho e ter boa produção de leite. “Assim, ela pode entrar em contato com o Posto de Coleta pelo fone 3236-1968, ramal 218, para receber informações sobre doação”, afirma.

Na casa da doadora, o leite deve ser armazenado no congelador, em frasco esterilizado fornecido pela maternidade, observando o prazo de 10 dias a contar da data da primeira retirada de leite. Após esse prazo então o leite é recolhido e encaminhado ao Banco de Leite Humano da Maternidade Evangelina Rosa, para ser pasteurizado antes de ser destinado ao receptor, que é o recém-nascido prematuro. “Um pote de leite materno doado pode alimentar até 10 recém-nascidos por dia. Dependendo do peso do prematuro, 1ml já é o suficiente para nutri-lo cada vez em que ele for alimentado”, afirma a nutricionista.

O leite materno é essencial para os recém-nascidos porque alimenta e protege contra diarreia, infecções respiratórias e alergias. Ele deve ser o alimento exclusivo dos bebês até os seis meses de idade, e deve ser mantido até os dois anos. “Se você estiver em casa amamentando seu bebê, gozando de boa saúde e tiver leite sobrando no peito, ajude o banco de leite. É um ato de amor e de solidariedade”, pede a nutricionista da Maternidade Wall Ferraz.

Teresina inicia terceira e última etapa da Campanha de Vacinação contra Gripe

A partir desta segunda-feira (08) a Prefeitura de Teresina dá início à terceira e última etapa da Campanha de Vacinação contra Gripe, que pretende imunizar adultos com idade entre 55 e 59 anos e professores de escolas públicas e privadas. Também receberão a vacina gestantes, puérperas, crianças de 6 meses a 6 anos incompletos, idosos, profissionais de saúde e doentes crônicos.

A Campanha de Vacinação irá se estender até o dia 30 de junho e as doses estão disponíveis em 65 Unidades Básicas de Saúde (UBS), Hospital Infantil Lucídio Portela e Centro de Saúde Lineu Araújo. “Diante da baixa cobertura vacinal registrada em alguns grupos, como gestantes, puérperas e crianças, adotamos a estratégia de ampliar o público-alvo nessa última fase da campanha”, explica a diretora de Vigilância em Saúde da FMS, Amariles Borba.

Para ter acesso à vacina da gripe, o público-alvo descrito deve se dirigir a estes locais portando documento pessoal, sendo que os professores também precisam de contracheque; já as gestantes e puérperas devem apresentar certidão de nascimento ou cartão da gestante. As pessoas com doenças crônicas devem apresentar um laudo médico recente ou de 2019 que comprove a sua situação clínica.

A meta é vacinar 90% de cada grupo prioritário, mas até o dia 8 de junho a Fundação Municipal de Saúde (FMS) havia registrado baixo índice de vacinação de alguns públicos: foram vacinadas 21.647 crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (32,06% da meta vacinal); 2.906 gestantes (28,76%) e 372 mulheres no período pós-parto até 45 dias (22,40%).

O diretor de Atenção Básica da FMS, Kledson Batista, alerta que as pessoas devem utilizar máscaras e manter o distanciamento social dentro das UBSs. “Caso a pessoa chegue em um ponto de vacinação e perceba que irá se formar alguma aglomeração, pedimos que retorne em outro momento, pelo bem e segurança de todos”.

A vacina não protege a pessoa contra o novo coronavírus e sim contra a Influenza, doença respiratória infecciosa cuja origem é viral. A transmissão direta de pessoa a pessoa é a mais comum e ocorre por meio de gotículas expelidas pelo indivíduo infectado com o vírus ao falar, espirrar ou tossir. Há evidências de transmissão também por meio de contato com a secreção de doentes.

CONFIRA A LISTA DAS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE QUE POSSUEM VACINA CONTRA GRIPE:
UBS DA REGIÃO SUL:

  1.         Vila Confiança
  2.         Leônidas Antonio Deolindo (Saci)
  3.       Hugo Prado
  4.         Dr José Wilson Batista (Vermelha)
  5.         Maria de Jesus Carvalho (Porto Alegre)
  6.         Bruno Rafael Rodrigues De Sousa (Esplanada)
  7.         Dr Augusto de Castro (Km 07)
  8.         Dr Durvalino Couto (Bela Vista)
  9.         São Camilo (Lourival Parente)
  10.       Dr José Cândido/Carolina Silva
  11.       Nossa Senhora da Paz (Vila Da Paz)
  12.       Sérgio Luiz Chantal Nunes (Três Andares)
  13.       Cristo Rei
  14.       Parque Pioneiro I/Santo Antonio
  15.       Dr José de Arimatea Dos Santos (Betinho)
  16.       Dr Francílio Ribeiro de Almeida (Angelim)
  17.       Dep. Xavier Neto (Mário Covas)
  18.       Dra Virgínia Castelo Branco (Sta. Clara)
  19.       Chapadinha Sul
  20.       Dr Elon Constantino De Aguiar (Alegria)
  21.       Dr Leônidas Melo (Cerâmica Cil)
  22.       Antonio Pessoa dos Santos (Vamos Ver o Sol)

 

UBS DA REGIÃO NORTE:

  1.         Cecy Fortes
  2.         José Ribeiro de Carvalho (Cidade Verde)
  3.         Memorare
  4.         Dr Manoel Ayres Neto (Parque Wall Ferraz)
  5.         Dr Mariano Mendes (Monte Alegre)
  6.         Parque Brasil
  7.         Dr Evaldo Carvalho (Nova Brasília)
  8.         Adelino Matos
  9.         Dr Marcos Guedes (Nova Teresina)
  10.       Jacinta Andrade I
  11.       Dr Fernando Gomes Correia Lima (Jacinta Andrade II)
  12.       Dra Maria Teresa de Melo Costa (Mafrense)
  13.       Deputada Francisca Trindade (Água Mineral)
  14.       Buenos Aires
  15.       Dois Irmãos
  16.       Bela Vista Rural
  17.       João Cirilo (Boa Hora)

 

 

UBS DA REGIÃO LESTE:

  1.         Dra Onésima Nascimento (Santa Bárbara)
  2.         Dr Henrique Melo Castelo Branco (Vale Do Gavião)
  3.         Vila Bandeirante
  4.         Dr Félix Francisco Pereira Batista (P. Universitário)
  5.         Mama Mia
  6.         Piçarreira
  7.         Dr Francisco José da Costa Sousa (Ininga)
  8.         Anita Ferraz
  9.         Vila do Avião
  10.       Deputado Alberto Monteiro (Soinho)
  11.       Dr Dirceu Arcoverde (Santa Teresa)
  12.       Gilmar Carvalho/Santa Luz
  13.       Coroatá
  14.       Cacimba Velha
  15.       Campestre Norte

 

UBS DA REGIÃO SUDESTE:

 

  1.         Nossa Senhora da Guia
  2.         Pe. Mário Rocchi (P. Esperança)
  3.         Dr Reginaldo M. Castro (Renascença)
  4.         Raimunda Soares Oliveira (Firmino Filho)
  5.         Dr Gil Martins (Usina Santana)
  6.         Deus Quer
  7.         Alto da Ressurreição
  8.         Boquinha
  9.       Taboca do Pau Ferrado
  10.       Dr Chagas Martins (Estaca Zero)
  11.       Atalaia

 

ESTABELECIMENTOS NO CENTRO:

  1. Centro de Saúde Lineu Araújo
  2. Hospital Infantil Lucídio Portela

 

Campanha distribuirá máscaras com estampas informativas de combate à exploração sexual

Ascom/Semcaspi

No dia 18 de maio, se reconhece oficialmente a luta de enfrentamento ao abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes. A campanha de conscientização em alusão à data, articulada localmente pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), contará com a produção de máscaras de proteção com estampa temática. As unidades da rede socioassistencial devem começar a receber o material na próxima semana para distribuição aos colaboradores e ao grande público.

“Estamos fazendo uma campanha que contextualiza o momento em que vivemos, que é de combate ao Coronavírus, trazendo como pauta justamente o enfrentamento à exploração sexual da criança e do adolescente. A construção de uma sociedade livre desses tipos de abuso é a sociedade pela qual lutamos, e acreditamos que Teresina caminha junto, nesse sentido”, explicou o secretário da Semcaspi, Samuel Silveira.

Segundo Layla Paiva, técnica da Gerência de Proteção Social Especial (GPSE) da Semcaspi, o novo contexto de isolamento social fez com que a campanha tivesse de achar novos caminhos de conscientização. “Nos anos anteriores sempre fizemos campanhas com abordagens, panfletagens, distribuição de material informativo e apresentações culturais. Porém, por conta da Covid-19, pensamos em algo diferente. A confecção das máscaras já é uma sugestão do Fórum Nacional”, explica.

Em Teresina, a rede municipal de combate à exploração da criança e do adolescente conta com as quatro unidades dos Centros de Referência em Assistência Social (CREAS) e com a Casa de Zabelê. As equipes são capacitadas para atender essas demandas de crianças e adolescentes que sofrem situações de violência e exploração sexual.

“Já a Casa de Zabelê é uma unidade específica para atender essas adolescentes do sexo feminino”, explica Layla. O espaço realiza atividades profissionalizantes e de fortalecimento de vínculos e conta com equipe psicossocial. Atualmente, a meta de atendimento, de 100 adolescentes, já foi ultrapassada.

A população pode ser encaminhada tanto aos CREAS, quanto aos Conselhos Tutelares, através do contato com o 153. As ligações são gratuitas e o sigilo do nome do denunciante é mantido. As denúncias podem ser feitas também por meio do Disque Direitos Humanos: o Disque 100, serviço nacional de atendimento telefônico gratuito, que funciona 24 horas por dia, nos sete dias da semana. Os casos recebidos são analisados, tratados e encaminhados aos órgãos de proteção, defesa e responsabilização em direitos humanos, no prazo máximo de 24 horas. O objetivo é romper o ciclo de violência e garantir a proteção da vítima.