Semcaspi homenageia servidoras em abertura da campanha socioeducativa em alusão ao dia internacional da Mulher

Campanha socioeducativa “Mulheres vivas e presentes, com amor e respeito da gente / Foto: Ascom SEMCASPI

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), por meio da Gerência de Proteção Social Básica e do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), promoveu nesta segunda-feira, (08/03), a abertura da campanha socioeducativa intitulada “Mulheres vivas e presentes, com amor e respeito da gente” em homenagem ao dia internacional da mulher. Na abertura da campanha, as servidoras foram acolhidas com música e lembranças, respeitando as medidas restritivas de combate à Covid-19.

As ações da campanha seguirão até o dia 30 de março e têm como público-alvo mulheres assistidas pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

Segundo Eliana Lago, secretária da Semcaspi, a proposta da campanha é refletir com as mulheres o seu valor, a capacidade de sobrevivência e resistência frente à crise sanitária, ao preconceito, à violência, à negligência e ao abandono.

“A gente não poderia deixar de enaltecer o dia internacional da mulher, que é um dos públicos assistidos pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. É um momento para refletir e trabalhar o empoderamento, a autoestima, o autoconhecimento e o autocuidado das assistidas. A nossa gestão, em parceria com o prefeito Doutor Pessoa, tem buscado trabalhar de forma integrada e sempre em defesa da proteção social”, ressaltou.

Segundo Villar Neto, coordenador do SCFV, a campanha “Mulheres vivas e presentes, com amor e respeito da gente” tem como objetivo valorizar, reconhecer e publicizar as mulheres assistidas pelo SCFV.

“Com a campanha socioeducativa para o dia Internacional da Mulher, planejamos diversas ações para envolver, mesmo que com o distanciamento social, as mulheres usuárias do SCFV. A proposta é que além de enaltecer as mulheres pelo seu dia, ressaltar a importância para elas de estarem vivas e presentes em tempos de pandemia da Covid-19”, pontuou.

Secretária da Semcaspi Eliana Lago fez abertura da homenagem as mulheres / Fotos: Ascom SEMCASPI

Mulheres receberam homenagem / Fotos: Ascom SEMCASPI

Prefeitura de Teresina e Equatorial Piauí preparam campanha de sensibilização para o cuidado e manutenção com as árvores

A Prefeitura de Teresina e a Equatorial Piauí analisaram nessa segunda-feira (1º) a proposta de campanha de comunicação a ser realizada de forma conjunta para conscientização da população sobre a necessidade do cuidado com as árvores localizadas principalmente em casas e terrenos particulares, e que, sem manutenção adequada, podem oferecer riscos para a cidade.

Com o mote “Plante cuidado e colha segurança. Cuidar das árvores é compromisso de todos”, a campanha, a ser lançada no final deste mês, pretende engajar toda a população para o olhar mais cuidadoso com o verde da cidade, o que envolve ações desde o plantio adequado (espécies corretas nos lugares certos) à manutenção para que as árvores não cresçam desproporcionalmente e possam chegar a cair, ocasionando acidentes e impactos à rede elétrica, gerando falta de energia.

A ação realizada em parceria acontecerá em vários pontos de Teresina e também nos veículos de comunicação. O coordenador de Comunicação de Teresina, Lucas Pereira, acompanhou a reunião e se colocou à disposição para contribuir da melhor forma para a divulgação das ações.

A campanha terá ações descentralizadas e pretende atingir vários segmentos da sociedade. “A campanha assinada pela Prefeitura de Teresina e Equatorial Piauí abrange ações em diversos locais e para todos os públicos. Precisamos preservar o verde da nossa capital, mas manter uma convivência harmoniosa desse verde com a rede elétrica. Para isso, é essencial o cuidado de todos com as árvores que possuem nos quintais, nos jardins e calçadas, para, acima de tudo, evitar acidentes como os que aconteceram no final do ano e comprometeram o fornecimento de energia em alguns pontos de Teresina”, afirmou a secretária municipal de Meio Ambiente, Elisabeth Sá.

“Sempre estamos trabalhando para melhor atender nossos clientes e levar energia com qualidade e segurança, mas precisamos da participação de todos para evitarmos ocorrências como as registradas no dia 31 de dezembro de 2020, que em sua maioria foram causadas devido a árvores que caíram sobre a rede, situadas em terrenos particulares e que não receberam os cuidados devidos. Elas precisam de manutenção e poda. Com a campanha, chamamos todos para essa responsabilidade que é conjunta. A Equatorial realiza a poda quando as árvores estão próximas a rede, por questão de segurança. A Prefeitura cuida daquelas que estão nas vias públicas, e a população é responsável pelas árvores dentro do seu terreno e casa. Juntos, podemos permanecer com nossa cidade verde e evitar acidentes”, esclareceu Luiz Carlos Cardoso, Gerente de Relacionamento com o Cliente da Equatorial Piauí, ao enfatizar a atenção da Distribuidora com a segurança.

Reunião para definir a campanha que pretende atingir vários públicos Fotos: Rômulo Piauilino

Semcaspi promove campanhas de doação de sangue para reforço nos estoques do Hemopi

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), por meio da Gerência de Políticas Integradas, vai promover, a partir desta quinta-feira, (25), a 2ª edição das campanhas de doação de sangue intituladas “Abrace essa causa THE” e “Muda Junto – Doe Sangue”. A iniciativa seguirá até sexta-feira, (26), e é fruto de articulação da Semcaspi em parceria com o Hemopi, Teresina Voluntária e do Teresina Transforma.

As campanhas “Abrace essa causa THE” e “Muda Junto-Doe Sangue” visam aumentar o número de bolsas de sangue no estoque do Hemopi, principalmente, neste período chuvoso, servindo de reforço no enfrentamento de doenças, como a dengue. O “Abrace essa causa THE” e “Muda Junto-Doe Sangue” pretendem mobilizar, aproximadamente, 100 doadores de sangue.
Segundo Débora Ferraz, gerente de Políticas Integradas da Semcaspi, a doação de sangue é uma luta incansável e o mês de fevereiro, é um período em que, geralmente, a procura por bolsas de sangue no Hemopi cresce consideravelmente.

“É o segundo ano que a plataforma Teresina Transforma está engajada com o Hemopi e mais voluntários na mobilização de doadores de sangue no mês de fevereiro. O nosso objetivo é atingir, pelo menos, 100 doadores para que consigamos beneficiar pelo menos 400 pessoas que precisam de doação de sangue. Esta ação é feita de forma articulada com a plataforma Transforma Brasil, que tem amplitude nacional e ocorre também em outras cidades. Esta mobilização está sendo feita com muito empenho e carinho em prol dos que precisam das doações.”, ressaltou.

Para Débora Ferraz, todos os protocolos contra a Covid-19, exigidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS), serão devidamente seguidos ao longo da campanha “Abrace essa causa THE”.
“Convidamos a todos os teresinenses que seguem os requisitos para doar sangue, a se fazerem presentes nesta corrente de solidariedade. A gente vai estar no Hemopi para um acolhimento, um café-da-manhã e muito carinho para receber os doadores. Todos os cuidados, critérios e protocolos da OMS serão seguidos, para garantir segurança nesta festa da solidariedade”, pontuou.

Para fazer parte da campanha “Abrace essa causa THE” basta se encaminhar ao Hemopi, localizado na Rua Primeiro de Maio, n 235, Centro (Sul) e cumprir todas as recomendações para uma doação segura.
Saiba as recomendações necessárias para doar sangue

-Levar documento oficial de identidade com foto;
-Estar saudável, sem sintomas de gripes, resfriados ou tosse nos últimos 30 dias;
-Pesar mais de 50 kg;
-Ter entre 16 a 59 anos de idade;
-Não ter tido hepatite, após os 11 anos de idade;
-Estar alimentado (a). Caso seja após o almoço, aguardar 2 horas;
-Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;
-Observar a frequência máxima doação: para homens é de quatro doações de sangue anuais, e para as mulheres de três doações de sangue anuais;
-O intervalo mínimo entre uma doação de sangue e outra é de: dois meses para os homens, e de três meses para as mulheres.

SMPM lança campanha de prevenção à violência contra a mulher

A Secretaria Municipal de Políticas de Públicas para Mulheres (SMPM) lança nesta sexta-feira (5) a Campanha de Carnaval Fantasia Não é COnVI(D)te (#fiqueemcasa #nãoaviolenciacontraamulher). O objetivo da campanha este ano traz dois temas relevantes: Sensibilizar a comunidade em geral para prevenção à violência contra as mulheres e a necessidade da permanência das medidas de distanciamento social devido à atual pandemia de Covid-19.

A SMPM entende que é urgente e necessário tratar sobre estes assuntos, afinal vivemos em um país que tem a quinta maior taxa de feminicídiosdo mundo e é o segundo com mais mortos em virtude da Covid-19, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS).
“Queremos reforçar mais uma vez a importância de se falar sobre estes assuntos e sobre os canais de denúncia que essas mulheres podem recorrer”, fala a secretária da SMPM, Karla Berger.

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), a violência contra a mulher é entendida como qualquer ato ou conduta que cause morte, dano ou sofrimento físico, sexual ou psicológico à mulher, tanto público como privado. No Brasil, temos a Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006) que cria mecanismos para prevenir e coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher, além de tipificar todas as suas formas (física, psicológica, sexual, patrimonial e moral).

É importante ressaltar que as formas de violência são complexas, na maioria das vezes, não ocorrem isoladas uma das outras e têm graves consequências para a mulher. Alertamos, ainda, que qualquer uma delas constitui ato de violação dos direitos humanos e deve ser denunciada.

Os canais de denúncia em Teresina são:
Ligue 180
Centro de Referência Esperança Garcia (CREG): (86) 3223-3798 / (86) 9 9416-9451
Polícia Militar 190

A campanha tem dois objetivos: sensibilizar a comunidade para prevenção à violência contra as mulheres e a as medidas de distanciamento social

Semam e Equatorial Piauí definem campanha de educação ambiental

Reunião que definiu detalhes da campanha educativa (Foto: Ascom Semam)

Equipe do Núcleo de Educação Ambiental (NEA), da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semam), se reuniu pela primeira vez com funcionários da Equatorial Piauí para elaboração de uma campanha educativa de conscientização ambiental.  Essa reunião é resultado da parceria firmada entre a Semam e a Equatorial.

Segundo a gerente do NEA, Naisis Castelo Branco, foram apresentadas as propostas de ação e a mensagem para o planejamento e elaboração de uma campanha de educação ambiental. “Durante o encontro, foram discutidos o mote da campanha, a convivência harmoniosa das árvores e da rede elétrica, da necessidade da sensibilização e o impacto disso junto à população”, destacou.

Como resultado desse primeiro encontro ficou definido que na campanha vai constar a importância da realização de plantio longe da rede, esclarecimento de responsabilidades, diferença entre poda e manutenção, formas de podas e manutenção, além da escolha das espécies adequadas para plantio nas casas.

Como marco da campanha, discutimos a criação de um bosque com o plantio de 300 mudas que será atividade para dar início a ação. Essa é uma determinação pessoal do prefeito de Teresina, Doutor Pessoa e da secretária Elisabeth Sá. Vamos incluir também o Plano Diretor de Arborização da nossa cidade. Teresina voltará a ser a capital mais verde do país”, afirmou a gerente.

Campanha de vacinação contra a paralisia infantil se encerra amanhã (15)

Ascom/FMS

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) encerra amanhã (15) a Campanha de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação em Teresina. Assim como acontece em todo o Brasil, a capital segue abaixo da meta: um total de 48,94% das crianças dentro do público-alvo – com idades entre um ano e quatro anos, 11 meses e 29 dias – foram imunizadas.

A diretora de Vigilância em Saúde da FMS, Amariles Borba, pede que pais e responsáveis que ainda não vacinaram seus pequenos procurem uma das 70 Unidades Básicas de Saúde (UBS) para garantir uma gotinha, que vai protegê-las contra a paralisia infantil. “A poliomielite está erradicada no Brasil, mas ainda acomete crianças pelo mundo. Sem vacinar, o perigo do vírus chegar é grande. É uma doença grave, que pode deixar lesão nos membros para o resto da vida ou causar até mesmo a morte”, alerta a diretora.

A poliomielite, também chamada de pólio ou paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus, que pode infectar crianças e adultos. Em casos graves, pode levar a paralisias musculares, em geral nos membros inferiores, ou até mesmo à morte. Todas as pessoas contaminadas devem ser hospitalizadas para receber tratamento de acordo com o quadro clínico, pois não existe um tratamento específico para a doença. “Temos apenas a vacinação, que é a única forma de prevenção”, alerta Amariles Borba.

O esquema vacinal de poliomielite é composto, atualmente, por duas vacinas: a injetável aplicada em três doses aos dois, quatro e seis meses de vida da criança, e a vacina oral aplicada aos 15 meses e aos quatro anos. A medida está de acordo com a orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e faz parte do processo de erradicação mundial da pólio.

A campanha também visa a multivacinação, com o objetivo de atualizar a caderneta de crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade. “É de extrema importância aumentar a cobertura vacinal, pois as vacinas previnem várias doenças e evitam surtos. Isso é um ato de amor, um gesto de cuidado individual e coletivo”, afirma Amariles Borba.

FMS prorroga campanha de vacinação contra poliomielite até o dia 15

Ascom/FMS

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) prorrogou a Campanha de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação até o dia 15 de dezembro. Em Teresina, até o momento, 44,26% das crianças pertencentes ao público-alvo – com idades entre um ano e quatro anos, 11 meses e 29 dias – foram imunizadas contra a paralisia infantil.

“A poliomielite está erradicada no Brasil, mas ainda acomete crianças pelo mundo. Sem vacinar, o perigo do vírus chegar é grande. É uma doença grave. A pessoa pode ficar com lesão nos membros para o resto da vida ou morrer”, alerta a diretora de Vigilância em Saúde da FMS, Amariles Borba.

A campanha também visa a multivacinação, com o objetivo de atualizar a caderneta de crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade. “Solicitamos que os responsáveis aproveitem a prorrogação da campanha para levar as crianças e adolescentes às salas de vacina. É de extrema importância aumentar a cobertura vacinal, pois as vacinas previnem várias doenças e evitam surtos. Isso é um ato de amor, um gesto de cuidado individual e coletivo”, acrescenta Amariles Borba.

A rede municipal de saúde conta com  68 Unidades Básicas de Saúde (UBS) com vacina disponível à população. O esquema vacinal de poliomielite é composto, atualmente, por duas vacinas: a injetável aplicada em três doses aos dois, quatro e seis meses de vida da criança, e a vacina oral aplicada aos 15 meses e aos quatro anos. A medida está de acordo com a orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e faz parte do processo de erradicação mundial da pólio.

A poliomielite, também chamada de pólio ou paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus, que pode infectar crianças e adultos. Em casos graves, pode levar a paralisias musculares, em geral nos membros inferiores, ou até mesmo à morte. A vacinação é a única forma de prevenção. Não existe tratamento específico para a poliomielite. Todas as pessoas contaminadas devem ser hospitalizadas para receber tratamento de acordo com o quadro clínico.

Confira abaixo a lista das UBS com salas de vacina disponíveis:

UBS DA REGIÃO SUL:
1.         Vila Confiança
2.         Leônidas Antonio Deolindo (Saci)
4.         Dr José Wilson Batista (Vermelha)
5.         Maria de Jesus Carvalho (Porto Alegre)
6.         Bruno Rafael Rodrigues De Sousa (Esplanada)
7.         Dr Augusto de Castro (Km 07)
8.         Dr Durvalino Couto (Bela Vista)
9.         São Camilo (Lourival Parente)
10.       Dr José Cândido/Carolina Silva
11.       Nossa Senhora da Paz (Vila Da Paz)
12.       Sérgio Luiz Chantal Nunes (Três Andares)
13.       Cristo Rei
14.       Parque Pioneiro I/Santo Antonio
16.       Dr Francílio Ribeiro de Almeida (Angelim)
17.       Dep. Xavier Neto (Mário Covas)
18.       Dra Virgínia Castelo Branco (Sta. Clara)
19.       Chapadinha Sul
20.       Dr Elon Constantino De Aguiar (Alegria)
21.       Dr Leônidas Melo (Cerâmica Cil)
22.       Antonio Pessoa dos Santos (Vamos Ver o Sol)

UBS DA REGIÃO NORTE:
1.         Cecy Fortes
2.         José Ribeiro de Carvalho (Cidade Verde)
3.         Memorare
4.         Dr Manoel Ayres Neto (Parque Wall Ferraz)
5.         Dr Mariano Mendes (Monte Alegre)
6.         Parque Brasil
7.         Dr Evaldo Carvalho (Nova Brasília)
8.         Adelino Matos
9.         Dr Marcos Guedes (Nova Teresina)
10.       Jacinta Andrade I
11.       Dr Fernando Gomes Correia Lima (Jacinta Andrade II)
12.       Dra Maria Teresa de Melo Costa (Mafrense)
13.       Deputada Francisca Trindade (Água Mineral)
14.       Buenos Aires
15.       Dois Irmãos
16.       Bela Vista Rural
17.       João Cirilo (Boa Hora)

UBS DA REGIÃO LESTE:
1.         Dra Onésima Nascimento (Santa Bárbara)
2.         Dr Henrique Melo Castelo Branco (Vale Do Gavião)
3.         Vila Bandeirante
4.         Dr Félix Francisco Pereira Batista (P. Universitário)
5.         Mama Mia
6.         Piçarreira
7.         Dr Francisco José da Costa Sousa (Ininga)
8.         Anita Ferraz
9.         Vila do Avião
10.       Deputado Alberto Monteiro (Soinho)
11.       Dr Dirceu Arcoverde (Santa Teresa)
12.       Gilmar Carvalho/Santa Luz
13.       Coroatá
14.       Cacimba Velha
15.       Campestre Norte

UBS DA REGIÃO SUDESTE:

1.         Nossa Senhora da Guia
2.         Pe. Mário Rocchi (P. Esperança)
4.         Raimunda Soares Oliveira (Firmino Filho)
5.         Dr Gil Martins (Usina Santana)
6.         Deus Quer
7.         Alto da Ressurreição
8.         Boquinha
9.       Taboca do Pau Ferrado
10.       Dr Chagas Martins (Estaca Zero)
11.       Atalaia

ESTABELECIMENTOS NO CENTRO:
1.    Centro de Saúde Lineu Araújo
2.    Hospital Infantil Lucídio Portela

Campanha é prorrogada e FMS faz alerta para a vacinação contra a pólio

Ascom/FMS

A Campanha de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação foi prorrogada até o dia 30 de novembro. Em Teresina, até o momento, apenas 39,26% das crianças pertencentes ao público alvo – com idades entre um ano e quatro anos, 11 meses e 29 dias – foram vacinadas. Diante disso, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) faz um apelo para que pais e responsáveis levem seus filhos para receber a gotinha.

A diretora de Vigilância em Saúde da FMS, Amariles Borba, destaca a importância de se manter a cobertura vacinal contra a paralisia infantil, doença erradicada no Brasil mas que ainda registra casos em outros países do mundo. “Contamos com a colaboração de todos para mudar o cenário. Sem vacinar as crianças contra poliomielite o perigo do vírus da chegar e adoecer as pessoas é grande. É uma doença grave, a pessoa pode ficar com lesão nos membros para o resto da vida ou morrer”, explica.

Ela cita a morte recente de Paulo Henrique Machado, paciente que morava há 51 anos no Hospital das Clínicas de São Paulo em decorrência de sequelas da poliomielite, que o tornaram dependente de aparelhos para sobreviver. “Podemos, portanto, verificar que se trata de uma doença grave, perigosa e que pode trazer consequências gravíssimas para a saúde. E isso pode ser evitado com duas gotinhas de vacina”, disse a diretora.

A rede municipal de saúde dispõe de 68 Unidades Básicas de Saúde (UBS) com vacina disponível à população. O esquema vacinal de poliomielite é composto, atualmente, por duas vacinas: a injetável aplicada em três doses aos dois, quatro e seis meses de vida da criança, e a vacina oral aplicada aos 15 meses e aos quatro anos. A medida está de acordo com a orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e faz parte do processo de erradicação mundial da pólio.

A poliomielite, também chamada de pólio ou paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus, que pode infectar crianças e adultos. Em casos graves, pode levar a paralisias musculares, em geral nos membros inferiores, ou até mesmo à morte. A vacinação é a única forma de prevenção. Não existe tratamento específico para a poliomielite. Todas as pessoas contaminadas devem ser hospitalizadas para receber tratamento de acordo com o quadro clínico.

Ponte Estaiada terá iluminação roxa a partir desta segunda-feira (16)

A Ponte Estaiada João Isidoro França ganhará iluminação especial a partir desta segunda-feira (16) em alusão ao Novembro Roxo, mês dedicado à prevenção e reflexão de temas importantes sobre a prematuridade. O ponto turístico da capital ficará roxo até a quarta-feira (18).

“Mesmo sendo um ato simbólico, a Prefeitura de Teresina entende a importância de incentivar uma campanha como essa. A ponte ficará com a iluminação roxa durante três dias e, em seguida, volta a ficar azul, em alusão ao novembro azul”, comenta o coordenador de iluminação pública, Augusto César.

Novembro Roxo

O Novembro Roxo promove um mês inteiro de ações e eventos ligados à prematuridade, trazendo informações importantes sobre prevenção e reflexões bastante pertinentes sobre a humanização demandada para esse tipo de atendimento médico. Também é um período em que se estimula a doação de leite materno.

As maternidades municipais orientam as mães a estarem bem de saúde, amamentando o seu filho e ter boa produção de leite. Para obter mais informações, basta ligar para o Posto de Coleta pelo 3236-1968.

Teresina atinge mais de 97% de cobertura vacinal contra a raiva

Ascom / FMS

Teresina mais uma vez superou a meta de vacinação contra raiva em cães e gatos estabelecida pelos órgãos de saúde. Como mostra o boletim divulgado pela Fundação Municipal de Saúde (FMS), durante a campanha, que se encerrou no último sábado (31), foram imunizados 151.984 cães e gatos nas zonas urbana e rural do município, o que corresponde a 97,22% do total estimado de animais existentes na capital.

Somente na zona urbana, quase 130 mil animais foram vacinados em dois dias, o que corresponde a 97,78% da meta. Já na zona rural a cobertura foi de 94,09%, equivalente a 22.057 cães e gatos protegidos da doença. “O Ministério da Saúde e a OMS preconizam que a partir do momento que temos uma cobertura vacinal acima de 80% a circulação do vírus na cidade e no município reduz significativamente, protegendo a saúde de humanos e animais”, comenta Oriana Bezerra, gerente de Zoonoses da Fundação Municipal de Saúde.

A campanha foi realizada em etapas, durante quatro sábados, que contemplaram as zonas urbana e rural – cada uma com diferentes metodologias de trabalho, adaptadas a cada realidade. “Na nossa avaliação o resultado foi satisfatório. Mesmo durante a pandemia, a população compareceu, e assim Teresina pôde acompanhar a série histórica de coberturas vacinais sempre acima dos 90%”, avalia a gerente de Zoonoses.

Tutores que não puderam vacinar seus animais podem garantir sua dose mesmo após o fim da campanha: basta se dirigir à Gerência de Zoonoses da FMS, onde a vacina continua disponível durante todo o ano. O órgão funciona todos os dias das 8h às 17h na Rua Minas Gerais, Nº 909 – Bairro Matadouro.

Raiva

A raiva é uma zoonose viral, que se caracteriza como uma encefalite progressiva aguda e letal. A doença apresenta dois principais ciclos de transmissão: urbano e silvestre, sendo o urbano passível de eliminação, por se dispor de medidas eficientes de prevenção, tanto em relação ao ser humano, quanto à fonte de infecção.

Teresina não registra casos de raiva em seres humanos desde o ano de 1986. Já o último caso em animais aconteceu em 2011, com um cão que foi infectado no interior do estado.