261 casos de Covid-19 são registrados nesta quinta-feira (14)

Teresina notificou 261 novos casos de Covid-19 nesta quinta-feira (14), além de duas mortes. Os dados são do boletim epidemiológico, atualizado diariamente pela Fundação Municipal de Saúde (FMS). Agora, a capital totaliza 53.285 casos e 1.251 óbitos ocasionados pelo novo coronavírus.

O sistema de notificação informa ainda que 33.621 pessoas já se recuperaram da Covid-19. Entram nessa estatística tanto as pessoas que tiveram altas hospitalares como aquelas com formas mais leves da doença que fizeram o tratamento em casa.

Uma das mortes ocorreu ontem (14) e a outra na última terça-feira (12). Os pacientes eram do sexo masculino e ambos tinham 62 anos de idade, residentes nos bairros Morada Nova e Vila da Paz, zona Sul de Teresina. Eles eram portadores de comorbidades como hipertensão, diabetes e pneumopatia crônica.

Os órgãos de saúde recomendam várias medidas para evitar a propagação da COVID-19: lavar as mãos com frequência, usando sabão e água ou álcool em gel; manter uma distância segura das pessoas; usar máscara em locais públicos; não tocar nos olhos, nariz ou boca; cobrir o nariz e boca com o braço dobrado ou um lenço ao tossir ou espirrar; ficar em casa se estiver indisposto e procurar atendimento médico ao apresentar qualquer sintoma de síndrome gripal.

Teresina registra 247 novos casos de Covid-19 neste domingo (10)

O painel epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou 247 novos casos de Covid-19 neste domingo (10), além de dois óbitos. Agora, a capital contabiliza 52.136 casos confirmados e 1.237 mortes em decorrência do novo coronavírus.

Um dos óbitos registrados é de uma criança de dois meses. O bebê do sexo feminino era residente no bairro Parque Brasil (zona Norte). O outro óbito foi de um homem de 74 anos, portador de doença cardiovascular e ex-tabagista, morador do bairro Horto (zona Leste).

O painel registra ainda 25.840 pessoas recuperadas da doença.  Além das altas hospitalares, integram o grupo dos recuperados aquelas pessoas com Covid-19 que estavam com quadro leve da doença e fizeram o tratamento em casa.

Uma morte por Covid-19 é registrada no Sistema de Notificação da FMS

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de uma pessoa vítima da Covid-19 em Teresina, nesta terça-feira (29). Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.207 óbitos. Os dados apontam ainda 49.298 infectados pelo novo Coronavírus e 17.150 recuperados da Covid-19.

O óbito registrado ontem foi de um homem, morador do bairro Parque Brasil, zona Norte de Teresina. Ele tinha 57 anos e era portador de cardiopatia crônica. Os especialistas em saúde chamam atenção para que as pessoas permaneçam com as medidas de prevenção, mesmo com as festividades de fim de ano.

“A pandemia da Covid-19 ainda não acabou. Portanto alertamos que no ano novo evitemos aglomerações, usemos máscara, façamos a lavagem correta das mãos. Evitem sair se estiverem com sintomas gripais. Não sair dando abraço, aperto de mão. Ainda temos casos e óbitos por conta da Covid-19. Não podemos esquecer!”, alerta Walfrido Salmito, médico infectologista da FMS.

Teresina registra duas mortes por Covid-19 nesta segunda-feira (28)

O painel epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina notificou ontem (28) duas mortes por Covid-19. Até então, a capital totaliza 48.955 pacientes que já foram infectados pelo novo coronavírus, dos quais 1.206 faleceram. Os óbitos foram de um homem de 58 anos e uma mulher de 64 anos, um deles não tinha comorbidade, o outro era tabagista. A FMS informa ainda que 17.148 pessoas já se recuperaram da Covid-19.

Os profissionais do Centro de Operações em Emergência (COE) alertam a população para que mantenha os cuidados preventivos quanto à Covid-19, com distanciamento social, uso de máscara e lavagem constante das mãos. “Lembramos que a pandemia ainda não acabou. As pessoas devem evitar locais aglomerados. Demorem o menor tempo possível em locais que tenham muitas pessoas. Usem máscara, pratiquem o distanciamento social”, enfatiza Amparo Salmito, médica infectologista.

Atualmente são disponibilizados 268 leitos clínicos COVID, dos quais 144 estão ocupados. No período de 01 de maio a 28 de dezembro, a taxa de ocupação média desses leitos é de 54,26%, sendo que a taxa de ocupação atual é de 53,73%. Verifica-se um crescimento leve de 1,84% na taxa de ocupação comparando-se o valor calculado atual (53,73%) com o valor calculado há 14 dias (52,76%).

Seis mortes por Covid-19 são registradas no sistema de notificação da FMS

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de seis pessoas vítimas da Covid-19 em Teresina, nesta segunda-feira (21). Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.198 óbitos. Os dados apontam ainda 47.648 infectados pelo novo Coronavírus e 17.124 recuperados da Covid-19.

Os óbitos registrados ontem aconteceram dias 20 de agosto, 12, 19, 20 e 21 de dezembro. Foram de quatro homens e duas mulheres, com idade entre 51 e 85 anos. Todos tinham doenças pré-existentes como hipertensão arterial, diabetes, tabagismo, doença pulmonar crônica, cardiopatia e doença neurológica.

A médica infectologista do Centro de Operações em Emergências (COE) da FMS, Amparo Salmito, ressalta que a vigilância não pode parar, em especial nas festividades de final de ano. “A recomendação é evitar aglomerações. O mundo assiste, em alguns países bem mais desenvolvidos que o Brasil, o retorno de confirmação de casos e, mais recentemente, reinfecções”, diz.

PMT apresenta sistema de monitoramento da Covid-19 para futuro presidente da FMS

Rômulo Piauilino

O prefeito Firmino Filho e membros do Centro de Operações em Emergência (COE) se reuniram com o próximo gestor da saúde em Teresina, o médico Gilberto Albuquerque, para apresentar o sistema de informações usado pelo Comitê para monitorar a Covid-19 em Teresina. No encontro, ocorrido na manhã de hoje (21), também foram expostos os números atualizados referentes à evolução da doença na cidade.

Durante a reunião, os especialistas ressaltaram que os números da doença continuam estáveis, mas com alguns sinais de alerta, que devem ser observados ao longo das próximas semanas. Para eles, as medidas adotadas pelo COE Estadual são suficientes para evitar uma maior proliferação do vírus no momento, não havendo a necessidade de adoção de medidas mais restritivas na capital.

“Apresentamos nosso sistema de informações, criado em abril, que monitora vários aspectos relacionados à Covid-19, como síndromes gripais, síndrome gripal aguda grave, ocupação de leitos clínicos e de UTI, novos casos e óbitos decorrentes da doença. Mostramos a evolução do vírus em Teresina e destacamos que, na ultima semana, tivemos alguns alertas de que a doença pode estar recrudescendo, o que deve ser monitorado”, disse o prefeito Firmino Filho.

No encontro, o médico Gilberto Albuquerque ressaltou que todas as informações evidenciam o bom trabalho que o COE municipal realizou no enfrentamento da doença na cidade. “Muitas das ações realizadas vamos poder levar para a próxima gestão. É uma grande satisfação saber que as coisas estão andando tranquilas e que podem continuar assim”, destacou.

De acordo com o Walfrido Salmito, infectologista e membro do COE, Teresina vive ainda uma situação de estabilidade em relação aos números da Covid, mas que merece atenção dos gestores para alguns sinais de alerta. “Tivemos um aumento discreto do número de síndromes gripais e de síndromes respiratórias agudas graves, que pode mais na frente impactar o número de óbitos. Por isso, pedimos que as pessoas mantenham todas as medidas de higienização, como lavar as mãos com água e sabão ou usar o álcool em gel e, principalmente, manter o uso de máscara, que tem se mostrado uma medida fundamental para diminuir novas infecções”, frisou.

Teresina não registrou morte por Covid-19 nesta quarta (16)

O Painel Epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina não registrou nenhum óbito ocasionado pela Covid-19 ontem (13). Até o momento, a capital do Piauí contabiliza um total de 46.717 casos e 1.189 mortes por infecção pelo novo coronavírus.

“Estamos com decréscimo quanto ao número de óbitos ocasionados pela Covid-19. Mas a recomendação é vigilância e continuarmos as medidas de prevenção”, diz Amparo Salmito, médica infectologista do Centro de Operações em Emergências (COE) da FMS.

Para o enfrentamento do novo Coronavírus, a Prefeitura de Teresina mantém 20 Unidades Básicas de Saúde na capital para atender exclusivamente casos suspeitos da doença, com equipes médicas trabalhando de domingo a domingo. Além de também existirem 10 hospitais e três Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) disponíveis para atender suspeitas de Covid-19 e, caso necessário, encaminhar os pacientes para os locais específicos de internação.

Teresina supera a marca de 17 mil pessoas recuperadas da Covid-19

Dados do painel epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) mostram que Teresina superou, nesta semana, a marca de 17 mil pessoas recuperadas da Covid-19. Desde o início da pandemia, no mês de março, um total de 17.091 pacientes ficaram curados da doença após tratamento hospitalar ou em casa.

Somente nos hospitais municipais que atendem exclusivamente casos de infecção pelo novo coronavírus, já foram registradas 1.560 altas. Durante a pandemia, Teresina montou duas estruturas dedicadas para pacientes com Covid-19: o Hospital de campanha Padre Pedro Balzi, que funciona na quadra de badminton da UFPI, e o Hospital de Campanha João Claudino Fernandes, anexo ao HUT. Além disso, o Hospital do Monte Castelo mantém atendimento exclusivo para o novo coronavírus, e a Maternidade do Promorar foi destacada para o apoio e tratamento de gestantes com a doença.

A coordenadora do Centro de Operações em Emergência (COE) da FMS, Wesllany Santana, ressalta que, além das altas hospitalares, integram o grupo dos recuperados aquelas pessoas com Covid-19 que estavam com quadro leve da doença e fizeram o tratamento em casa. “Após cumprimento de 14 dias de isolamento, essas pessoas tiveram melhora do quadro clínico de saúde”, afirma, informando que o número de recuperados na cidade é ainda maior e está sendo atualizado diariamente no sistema.

Estes pacientes receberam apoio das Unidades Básicas de Saúde (UBS) que foram responsáveis pelo atendimento para casos mais leves e suspeitos. Atualmente, Teresina conta com 20 unidades em todas as zonas da cidade prestando este serviço em horário estendido, das 7h da manhã às 19h, todos os dias da semana. “A equipe de saúde avalia o caso e toma a conduta adequada, que pode envolver orientação médica, prescrição de medicamentos, indicação de isolamento domiciliar ou mesmo encaminhamento para hospitais ou UPAS, em casos mais graves”, explica o diretor de Atenção Básica da FMS, Kledson Batista.

A pedagoga Aline Damasceno foi uma das pessoas que venceu a Covid-19. Ela conta que, após sentir os primeiros sintomas da doença, dirigiu-se à UBS do bairro Real Copagre, onde recebeu atendimento médico e fez o teste RT-PCR, considerado o mais confiável e efetivo para diagnóstico. “Antes mesmo de receber o resultado, o médico já iniciou o tratamento e passei os dias em casa em isolamento até me curar”, conta ela. “Eu gostei muito do atendimento da UBS, foi rápido e fui bem atendida”, elogia.

Teresina notifica mais de 170 novos casos de Covid-19 em 24 horas

Um total de 174 pessoas foram diagnosticadas com Covid-19 em 24 horas. É o que revela o painel epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS), que monitora diariamente os casos da doença na capital. De acordo com ele, Teresina acumula até o momento 46.486 casos e 1.189 óbitos desde o início da pandemia, além de 17.091 pessoas recuperadas.

Foi registrada ainda uma morte, ocorrida ontem (15). O paciente era um homem de 71 anos, que faleceu em um hospital privado da cidade. O boletim inform que ele era portador de comorbidades como diabetes e hipertensão, o que pode ter agravado suas condições de saúde.

A Covid-19 caracteriza-se pelos sintomas muito semelhantes ao da influenza e outras síndromes gripais, como febre, tosse seca e cansaço. Pode haver ainda dores no corpo e perda de paladar ou olfato. A recomendação da FMS é que se procure os serviços de saúde ao primeiro sinal da doença. “A qualquer sintoma gripal a pessoa deve procurar uma Unidade Básica de Saúde para ser atendida pela equipe médica. Não se pode esperar o quadro gripal se agravar para procurar o médico. A melhor alternativa é acompanhar de perto e monitorar o quadro de cada paciente”, diz a infectologista Amparo Salmito.

Teresina dispõe atualmente de 20 UBS para atendimento exclusivo de casos de suspeitos de Covid-19. Elas funcionam todos os dias das 7h às 19h. Nestes locais, o paciente com sintomas semelhantes aos da infecção pelo novo coronavírus passam pela consulta médico, fazem o teste da doença e posteriormente recebem o tratamento necessário de acordo com seu diagnóstico.

Confira a lista das UBS com atendimento exclusivo para síndromes gripais abaixo:

Zona Sul:
UBS Parque Piauí
UBS Monte Castelo
UBS São Pedro
UBS Irmã Dulce
UBS Dagmar Mazza
UBS Betinho
UBS Hugo Prado

Zona Sudeste:
UBS Redonda
Carlos Alberto Cordeiro (Dirceu II)
UBS Todos os Santos
UBS Novo Horizonte

Zona Norte:
UBS Poty Velho
UBS Santa Maria da Codipi
UBS Real Copagre
UBS Karla Ivana (Matadouro)
UBS Mocambinho

Zona Leste:
UBS São João
UBS Taquari
UBS Planalto Uruguai
UBS Cidade Jardim

Três mortes por Covid-19 são registradas no sistema de notificação da FMS

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de três pessoas vítimas da Covid-19 em Teresina, nesta segunda-feira (14). Houve ainda 163 novos casos confirmados da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.188 óbitos. Os dados apontam ainda 46.312 infectados pelo novo Coronavírus e 17.087 recuperados da Covid-19.

Os óbitos registrados ontem aconteceram dias 12 e 13 de dezembro. Foram de um homem e duas mulheres, com idades entre 51 e 75 anos. Todos tinham comorbidades como doença cardíaca, diabetes e hipertensão arterial.

Os órgãos de saúde recomendam várias medidas para evitar a propagação da Covid-19: lavar as mãos com frequência, usando sabão e água ou álcool em gel; manter uma distância segura das pessoas; usar máscara em locais públicos; não tocar nos olhos, nariz ou boca; cobrir o nariz e boca com o braço dobrado ou um lenço ao tossir ou espirrar; ficar em casa se estiver indisposto e procurar atendimento médico ao apresentar qualquer sintoma de síndrome gripal.

A médica infectologista do Centro de Operações em Emergências (COE) da FMS, Amparo Salmito, ressalta que a vigilância não pode parar. “O mundo assiste, em alguns países bem mais desenvolvidos que o Brasil, o retorno de confirmação de casos e, mais recentemente, as suspeitas de possíveis reinfecções”, diz.