Casos de Covid-19 na capital cresceram 87% em um mês

Dados do Painel Covid-19 Teresina indicam que de 24 de abril a 24 de maio houve um aumento de 87% de casos confirmados da doença na capital. Em 24 de abril, existiam 217 confirmações. Em 24 de maio, eram 1.668 pessoas testadas positivas. Até hoje (28), foram notificados 1.982 casos positivos, registrados 69 óbitos causados pelo novo Coronavírus e 463 pessoas estão recuperadas em Teresina.

“Os trabalhos científicos apontam que 80% dos casos de Covid-19 são assintomáticos. Mesmo a pessoa não apresentando sintoma, ela pode estar infectada e ser um transmissora do vírus. É por isso que pedimos que as pessoas de todos os bairros respeitem o isolamento social e fiquem em casa, nesse momento”, enfatiza Amparo Salmito, médica infectologista da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

A pesquisa de investigação sorológica, encomendada pela Prefeitura de Teresina, confirma os dados do Painel Covid-19 e também indica aumento significativo no número de pessoas infectadas com o novo Coronavírus. De acordo com o estudo, de 24 de abril a 24 de maio, houve um aumento de 84% nos casos positivos. Em 24 de abril eram 7.697 positivados, já em 24 de maio o número de positivados era 49.988.

A sexta etapa da pesquisa aponta que, das 49.988 pessoas com a Covid-19, 19.833 estão no estado ativo da doença, portanto, podem transmitir o vírus; outras 23.611 estão imunizadas ou desenvolvendo a imunidade; e 5.667 pessoas já estão imunes à doença. A sondagem revelou ainda que a quantidade de positivados é 40 vezes maior que os 1.260 casos confirmados oficialmente no domingo anterior à pesquisa.

Por meio da pesquisa, realizada em parceria com Instituto Opinar, é possível afirmar também que o vírus já está em toda a cidade, sem diferenciação de regiões. Na última etapa da pesquisa, o número maior de casos está na zona Norte, com 35%. A zona Sul aparece em seguida, com 28%. A zona Sudeste permanece com 23% dos positivados e a zona Leste segue com o menor percentual, de 15%.

Isolamento social em Teresina fica entre 44% e 54,29% na terça-feira (26)

Segundo os dados da startup InLoco, o índice de isolamento social em Teresina continua caindo. Nesta terça-feira (26), a taxa registrada foi de 44%, o que configura uma queda de quase treze pontos se comparado ao do domingo (24), que foi de 56,7%, o maior registrado nos últimos dias.

Baseado em informações de localização de 217 mil aparelhos de celular na cidade, o monitoramento apontou também que a zona Leste apresentou melhor desempenho, com 44,48% da população ficando em casa. Em seguida, a região Norte aparece no ranking com índice 43,68%. As zonas Sul e Sudeste ocupam as duas últimas posições, com taxas de isolamento de 43,15% e 42,57%, respectivamente.

Os índices de isolamento social também estão sendo acompanhados pela Prefeitura de Teresina através de informações geradas pelas operadoras de telefonia celular. Segundo essa outra base de dados, que disponibiliza informações de mais de 1 milhão de telefones, 54,29% dos teresinenses não descumpriram as regras de distanciamento e permaneceram em casa.

Os números apresentados pelos dois indicadores revelam que a taxa de distanciamento na capital permanece bem abaixo do percentual mínimo recomendado para diminuir a disseminação do novo coronavírus, que é de 73%. Em decorrência disso, o número de casos vem avançando na cidade. O último boletim epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) e Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), apontou que Teresina totaliza 1.890 pessoas infectadas com o novo Coronavírus e 66 mortes decorrentes da doença.

Teresina chega a 1.577 casos de Covid-19

Teresina registrou mais 73 casos novos de Covid-19 e um óbito pela doença nesta quinta-feira (21). A cidade soma agora 1.577 pessoas infectadas e 46 mortes pelo novo Coronavírus. Os dados são do boletim epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) e da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi).

A morte por Covid-19 notificada nesta quinta-feira foi de uma mulher de 37 anos que tinha obesidade, residia na zona Norte e estava internada em hospital particular. De segunda (18) até quarta-feira (20, o número de casos registrados no boletim epidemiológico de Covid-19 de Teresina teve um crescimento de 13,36%. Passou de 1.327 casos da doença no dia 18 de maio para 1.504 casos, no dia 20. No mesmo período, os óbitos passaram de 40 para 45, um acréscimo de 12,5%.

“Os números estão crescendo com velocidade e a melhor forma de evitarmos essa expansão é fazendo o distanciamento social. Essa é a recomendação de todas as autoridades sanitárias, da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Prefeitura de Teresina. Nós precisamos ficar o máximo possível em casa, saindo apenas o estritamente necessário, lavar muito bem as mãos com água e sabão e tomar todas as medidas de precaução”, orienta a enfermeira Wesllany Santana, do Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (COE), da Fundação Municipal de Saúde de Teresina.

De acordo com a quinta etapa da pesquisa realizada pela Prefeitura de Teresina em parceria com o Instituto Opinar, o número de casos de pessoas positivadas para a Covid-19 na capital cresceu 90% na última semana. O estudo aponta que 32.691 pessoas devem estar infectadas pelo novo Coronavírus em Teresina. Além da pesquisa feita pela Prefeitura, Teresina também participa de pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde e coordenada pela Universidade Federal de Pelotas-RS.

A pesquisa do Ministério da Saúde em Teresina iniciou dia 14 de maio e segue até 12 de junho de 2020. Segundo nota técnica do Ministério, a pesquisa envolve risco mínimo para a saúde do participante, pois consiste na aplicação de um questionário curto e realização de teste sorológico rápido.

Casos de Covid-19 têm crescimento de 13,36% em 48 horas na capital

O número de casos registrados no boletim epidemiológico de Covid-19 de Teresina teve um crescimento de 13,36% no período entre 18 e 20 de maio. Na segunda-feira (18), o boletim indicou a ocorrência de 1.327 casos da doença. Na quarta (20), o registro foi de 1.504 casos, um crescimento de 13,36% em apenas 48 horas. No mesmo período, os óbitos passaram de 40 para 45, um acréscimo de 12,5%. (mais…)

Quase 65% das UTIs Covid em Teresina estão ocupadas

De acordo com o Censo Hospitalar da Fundação Municipal de Saúde (FMS), divulgado neste sábado (16), a taxa de ocupação de leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) em Teresina, destinadas a tratamento de pacientes diagnosticados com Covid-19, atingiu 64,46%.

Ao todo, de 166 UTIs disponíveis para casos positivados da doença, 107 delas já estão ocupadas com pacientes infectados. Esse número é referente a leitos de unidades de saúde estaduais, municipais, filantrópicos e privados sediados na capital.

O índice preocupa autoridades em saúde e reforça a importância do isolamento. “No Hospital de Urgência de Teresina, por exemplo, os 18 leitos disponíveis para receber pessoas com Covid-19 estão ocupados. É um momento delicado desta pandemia, tendo em vista que o número de casos e mortes só aumentam na cidade”, alerta o diretor geral do HUT, Rodrigo Martins.

O levantamento da FMS revela ainda que 44,82% das enfermarias Covid e 50,49% dos leitos de observação destas unidades de saúde estão ocupados.

No sábado (16), Teresina registrou mais quatro mortes pelo novo Coronavírus. “Não é hora de a população relaxar, mas sim de redobrar os cuidados de higiene e de ficar em casa para evitarmos o avanço do contágio pelo vírus”, destaca Rodrigo Martins.

Teresina bate novo recorde de casos e de mortes por Covid-19

Teresina bateu novo recorde no número de novos casos confirmados e de mortes por Covid-19. Nas últimas 24 horas, a capital registrou 99 novos casos e quatro vítimas fatais da doença. Foram quatro nas últimas 24 horas, elevando a quantidade de vítimas fatais para 33. A informação foi divulgada pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) e pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) em boletim epidemiológico na noite deste sábado (16). Agora, são 1.245 casos registrados da doença na capital e 33 óbitos.

Entre as vítimas, duas estavam internadas num hospital particular: um homem de 65 anos, com histórico de hipertensão arterial sistêmica; e uma mulher, de 95 anos, com hipertensão arterial sistêmica.

As duas outras vítimas eram do sexo masculino. Uma estava internada no HUT, tinha 63 anos, não possuía comorbidade e morava na zona Sul; e a outra estava internada no Hospital da Polícia Militar, tinha 74 anos possuía cardiopatia, hipertensão, fazia tratamento para leucemia e também residia na zona Sul.

O aumento no número de casos se reflete também no aumento da taxa de ocupação de leitos em Teresina. De acordo com dados do censo hospitalar da FMS, das 166 UTIs reservadas para o tratamento de pacientes com Covid-19 na capital, 107 estavam ocupadas neste sábado (16), um percentual de 64,46%. A taxa de ocupação de leitos clínicos era de 44,82% e dos leitos de observação era de 50,49%.