Em duas semanas, GCM impediu furtos e fez mais de 350 abordagens em estações de ônibus

Nos 18 dias de operação, nove suspeitos foram conduzidos à Central de Flagrantes Foto(Ascom/GCM)

Em pouco mais de duas semanas, a Guarda Civil Municipal (GCM) de Teresina impediu furtos e fez 361 abordagens nas estações de ônibus de Teresina. O patrulhamento 24 horas, por meio da operação Parada Segura, teve início em agosto, por determinação do prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, após uma série de ações de vandalismo contra o patrimônio público.

Nos 18 dias de operação, nove suspeitos foram conduzidos à Central de Flagrantes. O coordenador municipal de Segurança, Nixon Frota, explica que um dos crimes impedidos pela GCM ocorreu nesta sexta-feira (10), na estação Três Andares, na zona Sul de Teresina.

“Ontem foi mais um dia em que a GCM impediu dano ao patrimônio público. Uma das equipes flagrou um suspeito em cima do telhado da estação tentando furtar um aparelho de ar-condicionado. Ele já tinha dois mandados em aberto e é um dos suspeitos de praticar outras ações semelhantes na zona Sul”, explica Nixon Frota.

Durante a operação, além de prisões, houve ainda apreensão de arma branca, bem como bebida alcoólica e ferramentas, como chave de fenda e alicate.

“Os guardas fazem a abordagem e verificam se aquela pessoa é alguém que vive em situação de rua e usa o local como abrigo ou se é alguém que tem o objetivo de praticar algum dano ao patrimônio público. Cada caso é analisado e os suspeitos conduzidos. A maioria das pessoas abordadas são dependentes químicos que acabam cometendo o crime para ter como sustentar o vício”, reitera o coordenador de Segurança.

Diariamente, 50 guardas municipais monitoram as 60 estações de ônibus na Capital. Nixon Frota acrescenta que, quando a GCM assumiu a segurança dos pontos de embarque e desembarque de passageiros, em agosto deste ano, foi feito um levantamento da atual situação.

“Constatamos que as estações em situação mais crítica se concentravam na avenida Miguel Rosa. Fizemos o levantamento do que havia sido furtado, o que estava danificado e, todo dia, quando a equipe passa o plantão para outra, essa situação é acompanhada. Às vezes, chegam denúncias de que falta um ar-condicionado em determinado ponto, mas quando a gente vai conferir, não é algo de agora”, esclarece o coordenador de Segurança.

Estações na avenida Miguel Rosa eram as mais atacadas

Das 16 estações, as da avenida Miguel Rosa, na zona Sul, foram as que mais sofreram ataquese, entre elas, a Estação Pio XII e a Estação Justiça Federal. Nas imediações, na avenida Gil Martins, as estações Samu e Albertão, anteriormente, também tiveram todo material de ar-condicionado e cortinas de ar furtado.

A GCM de Teresina disponibiliza o contato 153 para denúncias anônimas, com garantia de sigilo da fonte.

Plano para preservação das estações de ônibus será apresentado nesta segunda (23)

O plano de segurança será submetido à análise do prefeito para implementação Foto(Ascom/GCM)

A Coordenadoria de Segurança Pública Social e Patrimonial apresenta, nesta segunda-feira (23), um plano para garantir a preservação das estações de ônibus em Teresina. A reunião será restrita ao prefeito Dr. Pessoa e secretários municipais.

Nixon Frota, coordenador municipal de Segurança, explica que, até o início do ano, a gestão das estações de ônibus e terminais de integração era de responsabilidade da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans). A partir de março, a Guarda Civil Municipal (GCM) foi designada para assumir a segurança dos terminais de integração.

“Até março, a Strans era responsável por garantir a segurança das estações e dos terminais. Depois, isso mudou e foi firmada uma parceria com a Guarda Municipal nos terminais de integração que passaram a ser monitorados 24 horas por dia, de domingo a domingo. As estações ainda são geridas pela Strans e agora a Guarda Municipal foi convocada pelo prefeito para que pudéssemos também tomar de conta”, explica Nixon Frota.

O plano de segurança será submetido à análise do prefeito para implementação.

“Diante do tamanho da cidade, a estratégia a ser apresentada passa não somente pela presença física da Guarda Municipal nas estações, mas também pelo emprego de tecnologia. Vamos apresentar ao prefeito e tentar construir a melhor solução para a cidade”, adianta Nixon Frota.

SEMEL debate melhorias para a prática de ciclismo em Teresina

O secretário municipal de Esporte e Lazer (SEMEL), Eduardo Draga Alana, reuniu-se na terça-feira, 27, com o vereador Venâncio Cardoso, secretário da secretário municipal de Desenvolvimento Econômico (SEMDEC), Marcelo Eulálio e com o coronel Nixon Frota, coordenador de Segurança Pública Social e Patrimonial, para debater melhorias no ciclismo em Teresina. A reunião teve como pautas a construção da pista de Pumptrack, no estacionamento da Ponte Estaiada, limpeza, sinalização e segurança na pista de Mountain Bike (MTB) na beira do rio Poti e a volta do fechamento da avenida Raul Lopes, aos domingos, para a prática de esportes.

“Estamos aqui visitando, juntamente com os participantes da reunião, o local onde seria construída a pista de Pumptrack, e aproveitamos para vistoriar também a pista de mountain bike. Agora, estamos esperando a conclusão do projeto, que está sendo desenvolvido pelo presidente da Federação de Ciclismo de Piauí, Fernando Correia Lima, para, logo em seguida, encaminhar a solicitação para o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, para que consigamos, juntos, atender toda a população que anda de patins, patinete, skate, bicicleta, e atender também os cadeirantes, que poderão utilizar das pistas para a prática de esporte”, destacou o secretário da SEMEL, Eduardo Draga Alana.

Para o presidente da Federação de Ciclismo do Piauí, Fernando Correia Lima, “a construção da pista de Pumptrack é uma obra que vai revolucionar todos os esportes de ‘rodinhas’, pois se trata de uma pista poliesportiva. Essa pista, traçando um paralelo, seria como as quadras poliesportivas, só que agora para os esportes de rodas. Todos nós da confederação estamos ansiosos para que o projeto saia do papel e já recebemos vários elogios dos praticantes de cada esporte sobre essa iniciativa”.

Foi discutida também na reunião a volta do fechamento na avenida Raul Lopes, aos domingos, para favorecer a população que utiliza daquele espaço, principalmente aos finais de semana, para a prática de esportes como caminhada, ciclismo e passeio. Segundo o presidente da federação, o fechamento da avenida no dia em que a população mais a utiliza pode dar mais segurança e facilitar o distanciamento social em época de pandemia. A reivindicação abrangeu também uma reforma na pista de mountain bike, na beira do rio Poti, que é uma das pistas mais utilizadas pelos praticantes “essa é a melhor pista que temos para a prática do MTB XCO, mas alguns ciclistas deixaram de utilizar o local pela falta de segurança e iluminação”, reafirmou Fernando Correia Lima.

A reunião teve como pautas a construção da pista de Pumptrack,, limpeza, sinalização e segurança na pista de Mountain Bike (MTB) e a volta do fechamento da avenida Raul Lopes, aos domingos Fotos(Ascom/Semel)