Teresina registra isolamento social de 53% no sábado

O índice de isolamento social em Teresina ficou em 53,1%, no sábado (04), segundo dados da startup InLoco. O percentual foi superior ao registrado no sábado anterior, quando 50,3% dos teresinenses ficaram em casa. O aumento é resultado do endurecimento das medidas restritivas implantadas pela Prefeitura de Teresina durante este final de semana, com o objetivo de conter o avanço do novo coronavírus na cidade.

Os dados da startup também mostram o índice de isolamento social por regiões da cidade e, no sábado, a população da zona leste foi a que mais respeitou as determinações para ficar em casa, com um percentual de 53,66%. Em seguida vem a zona sul, com 53,23%; a zona centro-norte, com 53,01%, e a zona sudeste, com 51,35%.

Quando se analisa os dados por bairros, os que mais respeitaram o isolamento social foram Socopo (64,80%), Monte Verde (62,25%), Matinha (60,30%), Basilar (60,03%) e Noivos (59,50%). Por outro lado, os bairros onde se obteve os menores percentuais de pessoas que ficaram em casa foram Santa Rosa (44,90%), Jacinta Andrade (46,80%), Embrapa (47,30%), Pedra Mole (47,50%) e Flor do Campo (47,57%).

Desde quinta-feira, a Prefeitura de Teresina intensificou as medidas de isolamento social, com o ponto facultativo dos trabalhadores do setor público. Já no final de semana, algumas atividades estão com funcionamento restrito. Desde sábado, e durante todo o domingo, poderão funcionar apenas farmácias e drogarias; serviços de saúde; serviços de segurança e vigilância; serviços de delivery exclusivamente para alimentação e situações comprovadas de urgências e emergências.

Teresina registra mais 16 óbitos e 384 novos casos de Covid-19

Teresina registrou 384 novos casos e mais 16 óbitos por Covid-19 em 24 horas. De acordo com os dados divulgados, nesta sexta-feira (03), pelo Comitê de Operações Emergenciais em Saúde Pública (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS), a capital contabiliza 9.568 casos confirmados e 429 óbitos causados pelo novo coronavírus. O numero de recuperados chegou a 1.845.

Dentre os óbitos confirmados, quatro ocorreram na sexta-feira (03), três do dia 02 de julho, três no dia 1º de julho, dois no dia 30 de junho, um no dia 29 de junho, um no dia 28 de junho e dois no dia 27 de junho. Os pacientes tinham entre 48 e 93 anos, sete mulheres e nove homens. Entre eles, apenas dois não apresentavam comorbidades.

O índice de isolamento social da última sexta-feira (03), em Teresina, ficou entre 43,8% e 51,81%, segundo as duas bases de dados usados pela Prefeitura de Teresina, a startup recifense InLoco e as operadoras de telefonia celular. O percentual ainda está abaixo do que é recomendado pela Organização Mundial da Saúde – OMS, que é de 73%, para evitar a propagação do novo coronavírus. A expectativa é que esse percentual seja ainda maior no final de semana, com as medidas mais rígidas de isolamento social implementadas pela Prefeitura de Teresina desde a última quinta-feira (02) e seguem assim até o próximo domingo (05), restringindo o funcionamento de algumas atividades.

O decreto Nº 19.868, assinado na terça-feira pelo prefeito Firmino Filho, busca conter o avanço da disseminação da Covid-19 e preparar a cidade para o início da reabertura econômica, a partir do dia 6. Durante este sábado e domingo, poderão funcionar apenas farmácias e drogarias; serviços de saúde; serviços de segurança e vigilância; serviços de delivery exclusivamente para alimentação e situações comprovadas de urgências e emergências.

Medidas de isolamento social ficam mais rígidas até domingo

As medidas de isolamento social em Teresina estão mais rígidas desde a última quinta-feira (02) e seguem assim até o próximo domingo (05), restringindo o funcionamento de algumas atividades. O decreto Nº 19.868, assinado na terça-feira pelo prefeito Firmino Filho, busca conter o avanço da disseminação da Covid-19 e preparar a cidade para o início da reabertura econômica, a partir do dia 6.

Nesta sexta (03), assim como na quinta-feira (01), foi decretado ponto facultativo nos órgãos públicos municipais para aumentar as taxas do isolamento social.

Durante toda a sexta-feira, poderão funcionar os mercados, supermercados, hipermercados e congêneres; panificadoras e padarias; serviços bancários; casas lotéricas; atividades de distribuição e comercialização de combustíveis, biocombustíveis, gás liquefeito de petróleo e demais derivados do petróleo; farmácias e drogarias, serviços de saúde; serviços de segurança e vigilância; serviços de delivery exclusivamente para alimentação; órgãos e profissionais de comunicação; situações comprovadas de urgências e emergências.

Já no final de semana as restrições serão mais rígidas, com limitação ainda maior do funcionamento de várias atividades econômicas na cidade. Assim, no sábado e domingo, poderão funcionar apenas farmácias e drogarias; serviços de saúde; serviços de segurança e vigilância; serviços de delivery exclusivamente para alimentação e situações comprovadas de urgências e emergências.

As medidas determinadas no decreto serão fiscalizadas pela Vigilância Sanitária Municipal, em articulação com os serviços de vigilância Sanitária federal e estadual, e com o apoio da Guarda Civil Municipal, da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito – Strans, da Polícia Militar, da Polícia Civil e da Secretaria de Transportes – Setrans/PI. Neste sentido, estes órgãos reforçarão a orientação e fiscalização no que diz respeito às proibições sobre aglomeração de pessoas; circulação em grande número de pessoas em locais públicos; consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos e direção sob efeito de bebida alcoólica.

Mais de 100 pessoas com Covid-19 tiveram alta hospitalar no Hospital de Campanha em Teresina

Ascom/FMS

Há mais de um mês em funcionamento, o Hospital de Campanha Padre Pedro Balzi, administrado pela Prefeitura de Teresina, já registrou a internação de 180 pacientes com Covid-19. Desse total, 111 ficaram recuperados da doença e 42 permanecem internados no local. Houve ainda 20 pessoas que tiveram o quadro de saúde agravado, tendo sido estabilizadas e transferidas para leitos de UTI.

De acordo com a diretora geral da unidade, Gina Nogueira, recentemente a FMS instalou um tanque criogênico para armazenamento de uma maior quantidade de oxigênio para uso no hospital. “A empresa contratada para fornecer gases medicinais para Teresina estava com dificuldade para nos entregar a quantidade de cilindros de oxigênio suficiente. Mas a situação já foi resolvida com aluguel de um tanque que veio do estado do Pará”, explica.

Sediado na quadra de Badminton da UFPI, o Hospital de Campanha Padre Pedro Balzi é uma estrutura temporária. Nesse local, as vagas de leitos são reguladas e disponibilizadas, exclusivamente, para pacientes vindos de outros hospitais e UPAS de Teresina, em ambulâncias do SAMU, e que se enquadrem em casos de baixa e média complexidades da Covid-19. Se houver necessidade, são transferidos para outros locais de alta complexidade.

Gina explica que o Hospital de Campanha também oferece cuidados voltados para promoção da saúde dos trabalhadores. “O local conta com atendimento psicológico e realiza a busca ativa de profissionais de saúde com sintomas gripais. Diariamente, uma equipe pergunta aos servidores se eles sentem algum sintoma indicativo de Covid-19. Em caso positivo, eles são direcionados para atendimento no Hospital do Satélite. Os profissionais também podem procurar a direção da unidade para agendamento de consultas”.

Isolamento social fica entre 41,9% e 51,22% na quarta-feira

O índice de isolamento social em Teresina ficou entre 41,9% e 51,22%, na última quarta-feira (01), segundo as duas bases de dados usadas pela Prefeitura de Teresina, a startup recifense InLoco e as operadoras de telefonia celular. O percentual está bem abaixo dos 73% tido como o mínimo ideal para conter a disseminação do novo coronavírus, segundo a Organização Mundial da Saúde.

O levantamento da InLoco também mostra a situação do isolamento social por regiões da cidade, segundo o qual a zona centro-norte apresentou o maior percentual de pessoas que ficaram em casa, na última quarta-feira, com 42,96%. Em seguida vem a zona leste, com 42,87%; a zona sudeste, com 40,76%, e a zona sul, com 40,70%.

Segundo os dados da startup, os bairros que mais respeitaram o isolamento social foram Cabral (54,50%), a região da Frei Serafim (49,60%), o Aeroporto (48,60%), o Santa Rosa (47,80%) e Bom Princípio (47,47%). Quem menos respeitou as determinações para ficar em casa foi a população dos bairros Parque Juliana (32,10%), Comprida (33,55%), Acarape (35,70%), Água Mineral (35,75%) e Parque Sul (35,78%).

Com o objetivo de aumentar os índices de isolamento social em toda a cidade, a Prefeitura de Teresina vai intensificar as medidas restritivas a partir desta quinta-feira (02), até domingo (05). Com isso, algumas atividades terão restrição de funcionamento.

Medidas de isolamento social ficam mais rígidas no final de semana

Estão sendo intensificadas, a partir desta quinta-feira (02), até o próximo domingo (05), as medidas de isolamento social em Teresina, restringindo o funcionamento de algumas atividades. O decreto Nº 19.868, assinado na última terça-feira (30), pelo prefeito Firmino Filho, busca conter o avanço da disseminação da Covid-19 e preparar a cidade para a retomada das atividades econômicas.

Dentre as medidas adotadas, foi decretado ponto facultativo nos órgãos públicos municipais nesta quinta e sexta-feira, para aumentar as taxas do isolamento social.

Segundo o decreto, nesta quinta-feira, estão autorizados a funcionar as seguintes atividades e estabelecimentos: mercados, supermercados, hipermercados e congêneres; panificadoras e padarias; borracharias; serviços bancários; casas lotéricas; concessionárias de veículos, exclusivamente o setor de oficina para serviço de manutenção e conserto de veículos; farmácias e drogarias; serviços de saúde; atividades de distribuição e comercialização de combustíveis, biocombustíveis, gás liquefeito de petróleo e demais derivados do petróleo; serviços de delivery; serviços de segurança e vigilância; serviços de transporte de cargas; órgãos e profissionais de comunicação; situações comprovadas de urgências e emergências.

Já na sexta-feira (03), poderão funcionar os mercados, supermercados, hipermercados e congêneres; panificadoras e padarias; serviços bancários; casas lotéricas; atividades de distribuição e comercialização de combustíveis, biocombustíveis, gás liquefeito de petróleo e demais derivados do petróleo; farmácias e drogarias, serviços de saúde; serviços de segurança e vigilância; serviços de delivery exclusivamente para alimentação; órgãos e profissionais de comunicação; situações comprovadas de urgências e emergências.

As restrições serão mais rígidas no sábado (04) e domingo (05). Nestes dois dias poderão funcionar apenas farmácias e drogarias; serviços de saúde; serviços de segurança e vigilância; serviços de delivery exclusivamente para alimentação e situações comprovadas de urgências e emergências.

SAMU de Teresina produz vídeos em Libras sobre a pandemia do Coronavírus

Foto: Renato Bezerra

A partir dessa quarta-feira (01), o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Teresina passa a levar informações sobre a Covid-19 para a população surda. Trata-se da nova versão do projeto Libras na Saúde, que irá disponibilizar vídeos sobre a pandemia em Libras no canal “FMS Teresina” do Youtube e no Instagram @samuteresina.

A proposta é que os surdos tenham acesso aos dados sobre prevenção da Covid-19, sintomas e tratamento disponibilizado na rede de saúde. “Nesse momento, a grande arma contra o vírus é a informação e queremos deixar a comunidade surda ainda mais informada. O conhecimento levado pode salvar vidas”, explica Patrícia Marques, servidora do SAMU e idealizadora do projeto.

Antes da pandemia, o projeto ensinava língua de sinais aos profissionais do SAMU para facilitar a comunicação com o surdo, no momento da urgência. “Eles aprendiam sinais específicos de libras voltados para a área da saúde. Mas as aulas foram temporariamente suspensas em razão dessa crise sanitária instalada no mundo”, finaliza.

De acordo com Francina Amorim, diretora geral do SAMU, o projeto Libras na Saúde conta com o apoio da gestão. “O SAMU não se restringe ao atendimento assistencial e tem vários projetos sociais voltados para comunidade. Com a produção de vídeos em Libras, queremos quebrar barreiras comunicacionais e promover a inclusão social”.

O SAMU é um programa do Governo Federal, administrado pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina e que presta socorro em casos de urgência clínica, obstétrica, traumática e psiquiátrica. Atualmente, o órgão dispõe de 9 ambulâncias de suporte básico, 4 de suporte avançado e 4 motolâncias, que ficam estrategicamente distribuídas na cidade.

Segue link do primeiro vídeo publicado no canal FMS Teresina no Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=09JZsBgUYk8&feature=youtu.be

Isolamento social registrado em Teresina nesta segunda-feira varia de 42,60% a 49,1%


A capital voltou a reduzir o percentual de teresinenses que cumpriram as medidas de isolamento social. Nesta segunda-feira (29), apenas 42,60% da população permaneceu em suas residências, segundo dados levantados pela Startup InLoco, que monitora a localização e movimentação de celulares na cidade. Já os dados coletados pelas Operadoras de Telefonia Telecom, demonstraram um percentual de 49,91%.

No domingo (28), o índice chegou a 56%, depois da adoção de medidas mais duras no final de semana. O isolamento é uma das estratégias adotadas para conter a proliferação do vírus. Segundo dados do Boletim Epidemiológico, já são 7.668 casos confirmados e 369 óbitos por coronavírus.

A Prefeitura Teresina já apresentou planejamento de retomada da economia, mas reforça que a população tem um papel importante no cumprimento das medidas necessárias para preservar vidas.

“É necessário destacar o compromisso da Prefeitura na missão de preservar a vida dos teresinenses. Temos estudado a melhor forma de enfrentamos este grande desafio mundial. Cumprindo as medidas de isolamento social, a população contribui de forma coletiva com a preservação de vidas, que é a nossa maior prioridade”, pontua o prefeito Firmino Filho.

Uso correto de máscaras ainda é uma das principais armas no combate ao coronavírus

Rômulo Piauilino

O uso de máscara durante a pandemia do coronavírus tornou-se uma das medidas mais importantes para evitar a disseminação da doença. Com o início do processo de reabertura das atividades econômicas em Teresina, anunciado pela Prefeitura para o próximo dia 6 de julho, essa precaução se faz indispensável para a população que precisar sair do isolamento. (mais…)

Teresina registra nove óbitos e 202 novos casos de Coronavírus em 24 horas

Teresina registrou 202 novos casos e mais nove óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas. Segundo dados divulgados, nesta segunda-feira (29), pelo Comitê de Operações Emergenciais em Saúde Pública (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS), a capital contabiliza 7.668 casos confirmados e 369 óbitos por coronavírus. O número de pessoas recuperadas chegou a 1.634.

Atualmente, a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid está em 81,16%. Do total de 328 leitos de UTI Covid da cidade, 265 estão ocupados. Dentre os óbitos confirmados, seis eram do sexo masculino e três feminino, com idades de 47 a 90 anos. Das comorbidades apresentadas estavam diabetes, doença pulmonar crônica, cardiovasculares, renais e hipertensão.

Como mais uma estratégia do município para o enfrentamento da Covid-19, a Prefeitura de Teresina ampliou para 25 o número de Unidades Básicas de Saúde (UBS) para o atendimento exclusivo de pacientes com sintomas gripais leves. Com o acréscimo de mais duas UBS, localizadas nos bairros Mafrense e Parque Brasil, esse tipo de assistência segue com funcionamento diário das 7h às 19h, sendo sete unidades situadas na zona Norte, oito na zona Sul, seis na zona Leste e quatro na zona Sudeste.

O presidente da FMS, Manoel de Moura, informou que a Prefeitura tem adotado várias estratégias para conter a proliferação do vírus e ampliar a rede de atendimento para quem precisa. “A necessidade de atendimento em saúde tem crescido. Sabendo disso, a FMS está fortalecendo a rede, com contratação de profissionais, aquisição de equipamentos e insumos, disponibilização de testes rápidos e ampliação de leitos, melhorando a capacidade de assistência e resposta às demandas da população”, ressalta o presidente.