Boa procura marca a reabertura das bibliotecas públicas de Teresina

Após mais de um ano fechadas por conta da pandemia do coronavírus, reabriram, nesta segunda-feira (12), cinco das nove bibliotecas mantidas pelo poder público municipal em diversas zonas da capital. Para essa reabertura, a Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, instalou nesses espaços alguns instrumentos sanitários, bem como foram feitas adequações para manter o distanciamento social a fim de evitar a propagação da covid-19.

O jovem Francisco Nascimento, de 21 anos, que reside no bairro Matadouro, foi um dos beneficiados com a reabertura das bibliotecas, ele conta que mora em uma casa com mais oito familiares e que, por conta disso, vinha tendo dificuldades para estudar com tranquilidade.

“Estou sempre estudando para ficar apto a participar de concursos públicos e com as medidas tomadas para evitar o contágio do coronavírus, tive muita dificuldade para continuar estudando, pois por conta da movimentação na minha residência, era difícil manter o foco”, relata Francisco Nascimento, que agora passa a ter esse apoio físico para pôr em prática seus estudos.

Para Lúcia Ferraz, coordenadora da biblioteca do bairro São João, na zona Leste de Teresina, os impactos sociais causados pelas medidas restritivas atingiram em cheio as bibliotecas e os consulentes. Ela relata que a biblioteca do São João atendia uma média mensal de 500 moradores da comunidade e que a reabertura já vinha sendo cobrada por essas pessoas.

“Estávamos abertos apenas para serviços interno, fazendo a catalogação e manutenção do nosso acervo e sempre éramos cobrados sobre a abertura. Os jovens eram os que mais cobravam, eles alegavam a ausência de um local apropriado para leitura, já que antes eles utilizavam as bibliotecas”, comenta Lúcia de Fátima, que está otimista com a reabertura consciente.

Para fazerem uso das bibliotecas os consulentes deverão fazer o uso de máscara protetiva, higienização das mãos e manter o distanciamento físico. Nesta primeira etapa, esses espaços funcionarão apenas das 08hs às 13hs, podendo o interessado fazer agendamento prévio através dos números descritos abaixo ou presencialmente.

Veja a lista das bibliotecas reabertas

ABDIAS NEVES – Centro
Tel. 3215 7824
FONTES IBIAPINA – Bairro Matadouro
Tel. 3215 7823
DA COSTA E SILVA – Bairro Parque Alvorada
Tel. 3215 9230
H. DOBAL – Bairro Satélite
Tel. 3215 7910
SÃO JOÃO – Bairro São João
Tel. 3215 7871

SAAD Sudeste orienta população sobre coronavírus no mercado do Dirceu I

Foto: Ascom Saad Sudeste

A Gerência de Fiscalização e Controle da Superintendência de Ações Administrativas – Sudeste esteve, na manhã desta terça-feira (30), na feira livre do mercado do Dirceu I. O objetivo da visita foi orientar os permissionários e clientes sobre as medidas de prevenção ao novo coronavírus e distribuição de máscaras.

A cidade de Teresina deve respeitar as medidas restritivas decretadas pela Prefeitura e Governo do Estado para que diminua o número de pessoas contaminadas pelo coronavírus. Os mercados estão autorizados a funcionar, mas devem cumprir todos os protocolos.

O superintendente da SAAD Sudeste, Zé Nito, reiterou a importância da fiscalização. “A ação de hoje foi para orientar as pessoas. É muito importante que todos usem máscara, álcool gel e mantenham o distanciamento. Vamos vencer esse vírus e sair desse momento difícil, mas é importante a colaboração de todos. Quero pedir a população que se puder, fique em casa. E se for sair, não descuide dos protocolos”, disse o superintendente.

A equipe de fiscalização está de plantão para notificar qualquer pessoa ou estabelecimento da região Sudeste que desrespeite as restrições. A população pode fazer denunciar irregularidades por meio do número (86) 99480-4353.

Justiça mantém decretos da Prefeitura para funcionamento de atividades econômicas em Teresina

Em decisão publicada nessa quarta-feira (3), o juiz da 1ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública, Aderson Antônio Brito Nogueira, manteve a eficácia dos decretos municipais nº 20.556/2021 e nº 19.548/20 da Prefeitura de Teresina, que tratam sobre o funcionamento do comércio, bares e restaurantes na capital, a manutenção de atividades consideradas essenciais no período da pandemia da covid-19, bem como medidas sanitárias de enfrentamento ao coronavírus.

De acordo com o Decreto Municipal nº 20.556/2021, festas e prévias carnavalescas estão suspensas, assim como o funcionamento de casas de shows e boates. Os comércios, em geral, poderão funcionar por até 9 horas diárias; bares, restaurantes, buffets, lojas de conveniência poderão funcionar até às 24h, sendo permitido música ao vivo e/ou som ambiente ou instrumental.

“Creio que não cabe impor ao Município de Teresina que obedeça fielmente ao decreto editado pelo Estado do Piauí, pois além de ferir a autonomia municipal, estaria transformando a municipalidade em mera executora ou reprodutora de normas estaduais”, diz o juiz Aderson na decisão. “Penso que ambos os decretos, tanto municipais quanto estaduais, procuram conciliar o exercício da atividade econômica e o direito à saúde pública”, completa.

O magistrado também manteve em vigor o funcionamento das atividades de indústria, comércio, logística e sociais previstas no artigo 3º do Decreto Municipal nº 19.548/2020, observando a necessidade para o atendimento da população de atividades mínimas essenciais, como supermercados, farmácias e padarias. “No que diz respeito às atividades permitidas pelo decreto municipal nº 19.548/20, penso que é bastante razoável a sua manutenção, pois além da saúde, a sociedade tem outras necessidades básicas que precisam ser atendidas”, diz o magistrado na decisão.

Confira o decreto.

Fonte: AMAPI

Teresina não registrou morte por Covid-19 no último domingo (20)

O Painel Epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina não registrou nenhum óbito ocasionado pela Covid-19 no último domingo (20). Até o momento, a capital do Piauí contabiliza um total de 47.492 casos e 1.192 mortes por infecção pelo novo coronavírus.

“Estamos com decréscimo quanto ao número de óbitos ocasionados pela Covid-19. Mas a recomendação é vigilância e continuarmos as medidas de prevenção”, alerta Amparo Salmito, médica infectologista do Centro de Operações em Emergências (COE) da FMS.

A Prefeitura de Teresina não mede esforços para o combate ao novo coronavírus. A cidade conta com 20 Unidades Básicas de Saúde para atender exclusivamente casos suspeitos da doença, com equipes médicas trabalhando de domingo a domingo.

Além disso, também existem dez hospitais e três Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) disponíveis para atender suspeitas de Covid-19 e, caso necessário, encaminhar os pacientes para os locais específicos de internação.

 

Duas mortes por Covid-19 são registradas no sistema de notificação da FMS

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de duas pessoas vítimas da Covid-19 em Teresina, neste domingo (06). Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.174 óbitos. Os dados apontam ainda 44.819 infectados pelo novo Coronavírus e 16.775 recuperados da Covid-19.

 

Os óbitos registrados ontem aconteceram dia 5 de dezembro. Foram de um homem e uma mulher, de 60 e 74 anos respectivamente. Os dois tinham doenças pré-existentes como diabetes e doença cardiovascular.

 

A médica infectologista do Centro de Operações em Emergências (COE) da FMS, Amparo Salmito, ressalta que a vigilância não pode parar. “A recomendação é vigilância total e incessante. O mundo assiste, em alguns países bem mais desenvolvidos que o Brasil, o retorno de confirmação de casos e, mais recentemente, as suspeitas de possíveis reinfecções”, diz.

355 novos casos de Covid-19 são registrados em Teresina na quinta-feira (03)

O painel epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou 355 novos casos de Covid-19 em Teresina nesta quinta-feira (03). Agora, a cidade soma 44.111 pessoas que já foram infectadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, das quais 1.168 vieram a óbito.

O sistema contabilizou ainda uma morte ontem (03), datada de quarta-feira (02). Foi um paciente do sexo masculino, de 71 anos, hipertenso e cardiopata. Ele era morador do bairro São Cristóvão, na zona Leste.

Já o número de pessoas recuperadas chega a 16.751. Tratam-se de pessoas que tiveram alta hospitalar ou aquelas com casos leves que concluíram o tratamento em isolamento domiciliar.

A equipe do Centro de Operações em Emergência (COE) da FMS pede à população que mantenha os cuidados no mês de dezembro, quando acontecem festas de fim de ano com reuniões de amigos e familiares. Algumas das medidas são evitar reuniões com muitas pessoas, uso de máscara e álcool em gel e lavagem frequente das mãos.

“Não podemos descuidar. O vírus ainda está circulando e é necessário nos mantermos vigilantes para evitar uma segunda onda de casos”, alerta o médico infectologista e membro do COE Walfrido Salmito.

FMS notifica 299 novos casos de covid-19 nesta terça-feira (01)

Teresina iniciou o mês de dezembro com 299 novos casos de Covid-19. Este foi o número registrado ontem (01) pelo Painel Epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS), que notificou ainda uma morte em decorrência da doença. Segundo o sistema de dados, Teresina teve até o momento 43.506 casos e 1.166 óbitos por infecção pelo novo coronavírus.

A morte notificada ontem (01) aconteceu no dia 27 de agosto. O paciente foi um homem de 61 anos, residente no bairro Monte Castelo. Ele era portador de câncer e à época estava internado no Hospital Universitário.

Há ainda o registro de 16.744 pacientes recuperados da doença. Na conta, entram tanto os casos de pessoas que estavam internadas e tiveram alta hospitalar, como também aqueles que se trataram em casa e concluíram o tratamento em isolamento domiciliar.

“Lembramos que a pandemia ainda não acabou. As pessoas devem evitar locais aglomerados. Demorem o menor tempo possível em locais que tenham muitas pessoas. Usem máscara, pratiquem o distanciamento social”, enfatiza Amparo Salmito, médica infectologista e membro do Centro de Operações em Emergências (COE) de Teresina.

Teresina registra 5 mortes por Covid-19

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de cinco pessoas vítimas da Covid-19 em Teresina, nesta segunda-feira (30). Houve ainda 333 novos casos confirmados da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.165 óbitos. Os dados apontam ainda 43.207 infectados pelo novo Coronavírus e 16.740 recuperados da Covid-19.

Os óbitos registrados ontem aconteceram dias 30/09, 26/10, 21/11, 29/11 e 30/11. Foram de dois homens e três mulheres, eles tinham entre 59 e 85 anos. Apenas um não tinha comorbidade, os demais sofriam de doença renal, diabetes, fibrose pulmonar, neoplasia de fígado e artrite reumatoide.

Os órgãos de saúde recomendam várias medidas para evitar a propagação da Covid-19: lavar as mãos com frequência, usando sabão e água ou álcool em gel; manter uma distância segura das pessoas; usar máscara em locais públicos; não tocar nos olhos, nariz ou boca; cobrir o nariz e boca com o braço dobrado ou um lenço ao tossir ou espirrar; ficar em casa se estiver indisposto e procurar atendimento médico ao apresentar qualquer sintoma de síndrome gripal.

A médica infectologista do Centro de Operações em Emergências (COE) da FMS, Amparo Salmito, ressalta que a vigilância não pode parar. “O mundo assiste, em alguns países bem mais desenvolvidos que o Brasil, o retorno de confirmação de casos e, mais recentemente, as suspeitas de possíveis reinfecções”, diz.

Teresina teve isolamento social de 38,7% na terça-feira

Teresina registrou, na terça-feira (25), isolamento social de 38,7%, segundo levantamento da startup InLoco, que faz o monitoramento diário na cidade. Com isso, Teresina ocupou a 14ª posição entre as capitais do país.

O monitoramento também mostra o desempenho por regiões da cidade, segundo o qual a zona Leste de Teresina foi a que teve o maior índice de isolamento social, com 40,42%; seguida pela zona Sul, com 38,44%, pela zona Sudeste, com 37,49%, e pela zona Centro-Norte, com 36,44%.

Quando analisados por bairros, os dados mostram que quem mais respeitou as determinações para ficar em casa foram Noivos (56,80%), São João (55,20%), Ininga (54,50%), Pedra Miúda (54,30% ) e São Sebastião (52,20%).

Na outra ponta da tabela, os bairros que registraram os menores índices de isolamento social foram Real Copagre (23,10%), Alegre (25,00%), Saci (25,40%), Recanto das Palmeiras (25,90%) e Aeroporto (26,30%).

Teresina registra 38,3% de isolamento social e mantém média de dias anteriores

Teresina vem mantendo a média nos índices de isolamento social. Nesta quinta-feira (19), segundo dados da statup InLocu, a capital piauiense registrou uma taxa de 38,3% das pessoas seguindo as orientações de permanecerem em casa. O número coloca a cidade na décima quinta colocação entre as capitais. Já o Piauí apresentou 39% de isolamento, ficando na nona posição entre os Estados.

Os índices registrados durante essa semana oscilam entre 37% e 39%. Quando se faz o comparativo com os dados registrados nas semanas anteriores à pandemia, houve um incremento de mais de 16,8%. Com isso, é possível constatar que, mesmo com a liberação das atividades econômicas e sociais, muitas pessoas ainda continuam cautelosas e adotando as medidas de distanciamento social que foram recomendadas pelas organizações sanitárias e de saúde.

Segundo a startup Inlocu, nos monitoramentos feitos via telefone celular, a zona Leste continua liderando os percentuais da região que mais cumpre as recomendações, com 38,76%. Em seguida vem a região Centro/Norte com 37,62%. Na sequência vêm as zonas Sul (37,25%) e Sudeste (36,89%).

Enquanto alguns bairros chegaram a ultrapassar 50% do índice de isolamento social nesta quinta-feira, outros registraram percentuais inferiores a 20%. Os bairros São João (56,5%), Santa Cruz (53,1%), Novo Uruguai (51,3%), Brasilar (50%) e Santa Rosa (50%), foram os que registraram os melhores percentuais de distanciamento. Na outra ponta da tabela estão os bairros Alegre (18,9%), Bom Princípio (27,5%), Vila São Francisco (28,2%), Pedra Miúda (29%) e Ininga (31%). O distanciamento social é uma das principais medidas de combate a proliferação do novo coronavírus, juntamente com o uso da máscara e do álcool em gel.