FMS já realizou mais de 21 mil testes “padrão ouro” para covid-19 em Teresina

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) já realizou 166.425 testes para detecção do novo Coronavírus em Teresina. Destes, 21.863 foram do tipo RT-PCR, considerado o “padrão ouro” devido à sua precisão no diagnóstico da Covid-19. O RT-PCR é atualmente o teste padrão adotado nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) exclusivas para síndromes gripais e Centros de Testagem, por meio de estratégias de rastreio desenvolvidas em Teresina.

“O RT-PCR é um teste reconhecido internacionalmente, no qual usamos amostras coletadas do nariz e da garganta com o uso de cotonetes chamados swabs”, explica Kledson Batista, diretor de Atenção Básica da FMS. O teste está sendo realizado em parceria com o Laboratório Central do Piauí (Lacen), que processa as amostras recolhidas nas UBS do município e dá um prazo de 72h para entregar o resultado.

Neste mesmo período, foram realizados ainda 53.030 testes de antígeno, que também coleta amostras do nariz mas não é tão preciso quanto o RT-PCR. “A recomendação geral é a coleta para realização do teste RT PCR, que leva 72h para sair o resultado, em todos os pacientes sintomáticos que buscarem atendimento nas UBS Covid. Entretanto, a critério médico, coleta-se o RT-PCR e o teste de antígeno, para dar celeridade à conduta clínica que será prestada”, explica Kledson Batista.

Ele ressalta ainda que a realização dos dois tipos de testes ao mesmo tempo é recomendada no caso das pessoas com suspeita clínica da Covid-19 e que pertençam ao grupo de risco, como diabéticos, hipertensos, cardiopatas crônicos, pneumopatas crônicos, portadores de imunodepressão por doença ou uso de medicamentos, obesos. Também devem fazer as duas testagens quem está com suspeita clínica da Covid-19, com critério de gravidade para internação, seja em leito de enfermaria ou de UTI, independente de pertencer ao grupo de risco.

Além disso, a FMS registrou a realização de 85.498 testes de anticorpo, que foram aplicados no início da pandemia e gradualmente substituídos por tipos mais eficazes. O diretor de atenção básica da FMS ressalta que estes números de testagens foram possíveis graças às ações integradas que envolvem quatro estratégias da Atenção Básica da capital: atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde exclusivas Covid, rastreio de contatos através dos Centros de Rastreamento, teleatendimentos por enfermeiros que monitoram casos e também pelo programa Detetive Covid, por meio do qual os agentes de saúde fazem a busca ativa domiciliar de doentes.

“Testar a população é a recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde) para enfrentar a disseminação do novo Coronavírus. A realização em larga escala de exames, combinada com o isolamento social, é o caminho ideal para proteger a população da pandemia”, disse Kledson Batista.

Teresina registra 5 óbitos por Covid-19 e 322 casos confirmados da doença

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de mais cinco pessoas vítimas da Covid-19 em Teresina, nesta quinta-feira (15). Houve ainda 322 novos casos confirmados da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.071 óbitos, 35.537 infectados pelo novo coronavírus e 14.762 recuperados da Covid-19.

Os óbitos datam dos dias 12, 13 e 15 de outubro. Foram de quatro homens e uma mulher com idades entre 52 e 82 anos. Todos tinham comorbidades como cardiopatia, hipertensão arterial, diabetes e doença renal.

O Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE) alerta a população para que mantenha os cuidados preventivos quanto à Covid-19, com distanciamento social, uso de máscara e lavagem constante das mãos. “Estamos preocupados com a proximidade do dia de finados em que a população tem a cultura de visitar os cemitérios. Lembramos que a pandemia ainda não acabou. As pessoas não precisam ir aos locais todas ao mesmo tempo. Demorem o menor tempo possível em locais que tenham muitas pessoas. Usem máscara, pratiquem o distanciamento social. Não é indicado que pessoas dos grupos de risco se exponham de forma alguma a qualquer tipo de aglomeração”, alerta Amparo Salmito, infectologista e membro do COE.

Teresina tem isolamento social de 43,9% no feriado

Teresina registrou isolamento social de 43,9%, no feriado de Nossa Senhora Aparecida, na segunda-feira (12), uma alta de 7,5%, em relação ao mesmo dia da semana passada. Com isso, a cidade ocupou a oitava posição entre as capitais do país, segundo levantamento da startup InLoco.

Os dados também mostram o desempenho por regiões da cidade. Na segunda-feira, o melhor índice de isolamento social foi registrado na zona Sul, com 44,98%; seguida da zona Centro-Norte, com 43,89%; da zona Sudeste, com 42,6%, e da zona Leste, com 42,31%.

Quando analisados por bairros, os dados mostram que quem mais respeitou as determinações para ficar em casa foi a população dos bairros Basilar (59,3%), Jóquei (55,3%), Aeroporto (54,10), Parque Piauí (52,40%) e Gurupi (51,53%). Na outra ponta da tabela, quem menos respeitou o isolamento social foram os moradores da região da Frei Serafim (28,30%) e dos bairros Alegre (33,65%), Vale do Gavião (33,65%), Bom Princípio (33,70%) e Árvores Verdes (35,33%).

Mesmo com a reabertura das atividades econômicas e sociais em Teresina, é necessário que a população continue saindo de casa apenas em casos de extrema necessidade, já que o vírus continua circulando na capital.

Segundo dados da Fundação Municipal de Saúde (FMS), nesta segunda-feira foram registradas mais duas mortes por Covid-19 e 112 novos caos da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.056 óbitos, 34.715 infectados pelo novo Coronavírus e 14.697 recuperados.

Teresina registra dois óbitos por Covid-19 e 112 casos confirmados da doença

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de mais duas pessoas vítimas da Covid-19 em Teresina, nesta segunda-feira (12). Houve ainda 112 novos casos confirmados da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.056 óbitos, 34.715 infectados pelo novo Coronavírus e 14.697 recuperados da Covid-19.

Em relação aos óbitos registrados, foram de duas mulheres. Uma com 56 anos, possuía hipertensão arterial e diabetes. Outra com 81 anos tinha doença neurológica. A gerente de Vigilância Sanitária da capital, Jeanyne Seba, pede que as pessoas cumpram as medidas de prevenção ao coronavírus.

“Em locais públicos é exigido o uso de máscara. A atenção principal deve ser em bares e restaurantes, onde todos devem retirar suas máscaras apenas quando já estiverem em suas mesas, além da higienização das mãos antes de entrar nos locais. Isso deve ser feito em pias ou dispensadores de álcool 70%  instalados nos estabelecimentos”.

Teresina registra 110 novos casos e quatro mortes por Covid-19 neste sábado (10)

Teresina registrou neste sábado (10) mais 110 casos e quatro mortes por Covid-19. Os dados são do Painel Epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS), que contabiliza agora 34.452 casos e 1.051 mortes em decorrência da doença desde o início da pandemia no mês de março, além de 14.681 pacientes recuperados.

Dentre os óbitos registrados estavam duas mulheres e dois homens com idades entre 67 e 93 anos. Somente um deles não tinha comorbidade, os demais apresentavam doenças como cardiopatia, hipertensão, asma, hipotireoidismo e doença pulmonar crônica.

O médico infectologista da FMS, Kelsen Eulálio, alerta que pessoas com doenças crônicas são mais suscetíveis a apresentar sintomas graves da Covid-19, podendo evoluir para complicações ou até mesmo óbito: “As pessoas precisam redobrar os cuidados com a saúde, principalmente aquelas que fazem parte do grupo de risco. A recomendação do Ministério da Saúde é também seguir as normas de higiene e de distanciamento social para evitar proliferação desse vírus”.

Teresina registrou índice de isolamento social em 37,7% neste sábado (10)

O levantamento feito pela Startup InLoco apontou que a capital teve o índice de 37,7% neste sábado, com taxa sendo 0,8% maior que o mesmo dia da semana passada. No ranking entre as capitais, Teresina alcançou a quinta colocação, ficando atrás do Rio Branco, Vitória, Fortaleza e Manaus.

Os dados obtidos pela Startup monitoram os smartphones na capital por meio de georeferenciamento e apresentando ainda dados individualizados de cada bairro da cidade.

As maiores taxas foram registradas nos bairros São João (55,30%), Brasilar (48,15%), Frei Serafim (45,30%), Parque Piauí (44,90%) e Alto Alegre (42,45%). Na outra ponta da tabela, com as menores taxas, ficaram os bairros Alegre (22,95%), Parque São João (23,90%), São Sebastião (26,75%), Vale do Gavião (29,95%) e Nova Brasília (30,40%).

No panorama geral entre as regiões da cidade, a zona leste teve os melhores índices com 37,46%. Já a zona sudeste ficou com os menores índices alcançando 36,54% de isolamento social.

Índice de Isolamento Social foi de 34,8% nesta sexta-feira

A capital registrou nesta sexta-feira (9) o índice de isolamento social de 34,8%, a mesma taxa registrada na sexta da semana anterior. Com o registro, Teresina ficou em sexto lugar no ranking entre as capitais brasileiras, estando atrás de São Paulo, Rio Branco, Rio de Janeiro, Manaus e Fortaleza.

O monitoramento é feito pela startup Inloco através do georreferenciamento de smartphones, analisando também os bairros da capital. Pelo levantamento os melhores índices foram registrados na Frei Serafim (44,40%), Santa Cruz (44%), Parque Piauí (43,60%), São Pedro (43,35%) e Horto (42,58%).

Os menores índices foram apresentados nos bairros Angélica (19%), Aroeiras (25,28%), Morada do Sol (26,50%), Santa Rosa (26,80%) e Mafrense (27%). Os dados apontaram que os moradores da região centro-norte da cidade obtiveram as melhores taxas com 34,93% e a zona sudeste apresentou os menores índices com 33,43% de isolamento social.

Teresina registra 369 novos casos e quatro mortes por Covid-19 nesta sexta (09)

Teresina registrou nesta sexta-feira (09) mais 369 casos e quatro mortes por Covid-19. Os dados são do Painel Epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS), que contabiliza agora 34.342 casos e 1047 mortes em decorrência da doença desde o início da pandemia no mês de março, além de 14.669 pacientes recuperados.

Dentre os óbitos registrados, três ocorreram ontem (09) e um na quinta-feira (08). Foram dois homens e duas mulheres, residentes nos bairros Mocambinho, Vila São Francisco e Angelim, zonas Norte e Sul da capital. Três pacientes eram portadores de hipertensão e um apresentava diabetes e doença cardiovascular, com idades entre 63 e 83 anos.

O Centro de Operações em Emergência (COE) da FMS reforça que o atual cenário da Covid-19 em Teresina ainda inspira cuidados, em especial para evitar uma segunda onda que tem sido observada em vários países do mundo. Por isso, lançou ontem (09) nota técnica recomendando que o feriado do dia das crianças (12 de outubro) seja comemorado pelas famílias em casa. Por recomendação do comitê, permanecerão fechados os espaços de recreação que normalmente abrem nesta data, para evitar aglomeração de crianças que podem favorecer a disseminação do novo coronavírus.

“A Covid-19 não é uma gripe comum. É uma doença que se caracteriza pela extrema rapidez com que ela se espalha, e ainda não sabemos porque esse vírus detém esse poder de contaminar muito rapidamente as pessoas.É preciso que a população continue mantendo as medidas de distanciamento social, quarentena, higiene pessoal e do ambiente, uso de máscara e todos os demais cuidados relacionados à prevenção da infecção pelo novo coronavírus”, alerta a infectologista Amparo Salmito, gerente de epidemiologia da FMS e membro do COE.

Teresina registra três óbitos por Covid-19 e 148 casos confirmados da doença

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de mais três pessoas vítimas da Covid-19 em Teresina, nesta quinta-feira (08). Houve ainda 148 novos casos confirmados da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.043 óbitos, 33.973 infectados pelo novo Coronavírus e 14.561 recuperados da Covid-19.

Em relação aos óbitos registrados, eram todos homens, com idades entre 36 e 70 anos. Apenas um deles não tinha comorbidade, os demais tinham doenças como hipertensão arterial, diabetes, cardiopatia. As mortes ocorreram dias 7 de julho e 7 de outubro.

A gerente de Vigilância Sanitária da capital, Jeanyne Seba, pede que as pessoas cumpram as medidas de prevenção contra o Coronavírus. “Em locais públicos é exigido o uso de máscara. A atenção principal deve ser em bares e restaurantes onde todos devem retirar suas máscaras apenas quando já estiverem em suas mesas, além da higienização das mãos antes de entrar nos locais. Isso deve ser feito em pias ou dispensadores de álcool 70% instalados na entrada dos estabelecimentos”.

Ela pede mais uma vez que a população colabore para a manutenção da segurança. “Não basta apenas a organização do estabelecimento, os clientes também devem colaborar. Por isso, pedimos que todos obedeçam às regras, pois elas foram elaboradas para minimizar os riscos de transmissão da Covid-19”, diz Jeanyne.

Teresina registra mais seis óbitos por Covid-19 e 246 casos confirmados da doença

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou em seu sistema a morte de mais seis pessoas vítimas da Covid-19 em Teresina na última terça-feira (06). Houve ainda 246 novos casos confirmados da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.038 óbitos, 33.626 infectados pelo novo coronavírus e 14.539 recuperados da Covid-19.

Em relação aos óbitos registrados, dois eram do sexo feminino e quatro masculino, com idades entre 76 e 85 anos. Todos tinham alguma comorbidade, como neoplasia, diabetes, hipertensão arterial e doença cardiovascular.

A estatística apresentada pelo Painel da FMS revela que, de 1° de maio até 06 de outubro, foram atendidos 9.236 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave na capital. Ou seja, pessoas que precisaram ser internadas devido o agravamento do quadro de síndrome gripal, muitas delas necessitando de leitos de UTI para concluírem o tratamento.

O Painel de dados Covid, atualizado ontem (06), apresenta 60,09% da taxa de ocupação de leitos de UTI Covid-19 em Teresina. Dos 223 leitos de UTI exclusivos para casos Covid, 134 estão ocupados.

Walfrido Salmito, médico infectologista da FMS, alerta para a necessidade de se manter os cuidados para evitar a disseminação da Covid-19, como o uso de máscara ao sair de casa, distanciamento de dois metros entre as pessoas e evitar aglomerações. Essas condutas são recomendadas pelo Ministério da Saúde, considerando que a transmissão da Covid-19 acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo, por meio de toque ou aperto de mão, gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, ou por meio de objetos ou superfícies contaminadas