Semcaspi possui rede de proteção para prevenir e enfrentar casos de abuso sexual infantojuvenil

Semcaspi possui rede de proteção para prevenir e enfrentar casos de abuso sexual infantojuvenil

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), atua com uma rede de proteção para possibilitar a prevenção e o enfrentamento de ocorrências de abuso sexual de crianças e adolescentes.

Os dados da Gerência de Direitos Humanos da Semcaspi (GDH), apontam que no primeiro trimestre deste ano, o abuso sexual está em quarto lugar no ranking das violações de direitos, com um total de 45 casos denunciados.

A violação de direitos por abuso sexual, só perde para Negligência, com 212 casos; Privação de acesso ao Serviço Público, com 59; e Violência Física, com 47. É importante destacar que estes dados se comparado com o ano de 2021, de janeiro a dezembro, as ocorrências por Negligência mantêm o topo do ranking, com 669 casos. Já o Abuso Sexual assumiu o sexto lugar, com 185 casos denunciados.

De acordo com o Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, a rede de proteção atua para evitar as ocorrências, informando e conscientizando os públicos, mas também quando o direito da criança já foi violado.

“Nossas crianças e adolescentes precisam deste olhar atento em prol de proteção. A Semcaspi, em todas as unidades, seja CRAS, Centros de Convivência, Casas de Acolhimento, Centro-Dia, CREAS, e com os mais diversos públicos, tem trabalhado temáticas que esclarecem sobre direitos e deveres. Todos os meses desenvolvemos ações envolvendo uma temática, informando aos nossos públicos, inclusive, sobre as formas de denunciar as violações. A formalização das denúncias é importante para evitar a subnotificação de casos e muito mais que isso, proteger crianças e adolescentes, que já estão em situação de violação”, ressaltou.

Segundo Eduardo Aguiar, secretário executivo da Semcaspi, além de trabalhar as temáticas com os públicos, a Semcaspi atua no recebimento destas denúncias, principalmente, com os conselhos tutelares e CREAS.

“Nos CRAS, com seus serviços oferecidos, atuamos na prevenção, com informações e empoderamento dos nossos assistidos, já nos Conselhos Tutelares e nos CREAS recebemos as denúncias, quando a violação aconteceu. Os serviços dessa rede de proteção da Semcaspi, seja da Assistência Social ou das Políticas Integradas, se conectam diante das ocorrências e de seus encaminhamentos necessários. Os públicos assistidos são acompanhados com: a proteção social básica, atendimentos que direcionam aos serviços e programas sociais, e com a proteção social especial, que requer um atendimento mais intensificado e de acolhimento nas nossas unidades”, explicou.

SERVIÇOS AMPLIADOS

Atualmente, Teresina conta com cinco conselhos tutelares e a meta é criar mais duas unidades nas zonas Leste e Sul. “O Prefeito Dr. Pessoa é sensível às causas sociais e compreendendo a necessidade de ampliar o número de conselhos tutelares na capital, irá sancionar ainda no mês de julho ou agosto o projeto de lei já aprovado pela Câmara Municipal, que amplia de cinco para sete o número de conselhos tutelares”, pontuou Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi.

FORMAS DE DENÚNCIA
I Conselho Tutelar (Zona Centro/Norte) – 3215-9313/99490-7886
II Conselho Tutelar (Zona Sudeste) – 3215-9360/99460-3138
III Conselho Tutelar (Zona Sul) – 3227-6714/99454-2102
IV Conselho Tutelar (Zona Leste) – 3233-8841/99470-0654
V Conselho Tutelar (Zona Norte) – 99404-1192

 

Teresina tem 30 UBS abertas hoje (30) para dia D da campanha de Sarampo e Gripe

Segue até as 17h de hoje (30) a mobilização pelo Dia D de Vacinação contra Influenza e Sarampo, que acontece em todo o país. Em Teresina, a ação acontece em 30 Unidades Básicas de Saúde (UBS) espalhadas por toda a cidade, e tem foco nas crianças de seis meses a menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias). A campanha segue até o dia 3 de junho.

As crianças que se dirigem às salas de vacina de um desses locais receberão uma dose da vacina da Influenza (gripe) e também uma dose da vacina do sarampo, independente se já têm duas doses no esquema vacinal, como explica a coordenadora de vacinação da Fundação Municipal de Saúde (FMS) Emanuelle Dias. “A campanha é parte do plano de contenção do surto de sarampo que acontece em alguns estados do país, e tem por objetivo evitar que esta doença retorne à nossa cidade. Por isso, todas as crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos estão sendo vacinadas”, justifica. “Em paralelo, estamos fazendo a campanha de imunização contra a influenza, que contempla o mesmo público de crianças, então as duas vacinas são dadas simultaneamente”, diz.

Os pais das crianças devem levar um documento de identificação com foto e a caderneta de vacinação, para que seja avaliada também a necessidade de aplicar outras vacinas do calendário infantil que estejam atrasadas. “É importante manter nossas crianças protegidas contra doenças. E hoje que foram duas vacinas não podemos deixar de trazer”, comenta Caroline Guimarães, mãe de pequena Jhully Beatriz, de quatro anos, que tomou suas vacinas na UBS Carlos Alberto, bairro Dirceu II.

A meta é vacinar, no mínimo, 95% das crianças de forma indiscriminada, independentemente da situação vacinal. “Os que não puderem comparecer hoje, durante o mês de maio, podem se dirigir a qualquer UBS e garantir suas doses”, convida Emanuelle Dias. “Sarampo é uma doença grave, e a única forma de proteção é a vacina”, alerta a coordenadora.

POSTOS DE VACINAÇÃO – DIA D

DIA 30 DE ABRIL – DAS 8H ÀS 17H

REGIÃO SUL

  1. LEÔNIDAS ANTONIO DEOLINDO (SACI)
  2. MARIA DE JESUS CARVALHO (PORTO ALEGRE)
  3. CRISTO REI
  4. DR. FRANCÍLIO RIBEIRO DE ALMEIDA (ANGELIM)
  5. PARQUE PIAUÍ
  6. PROMORAR
  7. VERMELHA
  8. ALEGRIA (zona rural)

REGIÃO NORTE

  1. CECY FORTES
  2. PARQUE WALL FERRAZ
  3. BUENOS AIRES
  4. DR. MARCOS GUEDES (NOVA TERESINA)
  5. NOVA BRASILIA
  6. MAFRENSE
  7. CIDADE VERDE
  8. ADELINO MATOS

REGIÃO  LESTE

  1. VILA BANDEIRANTE
  2. DR. AMÉRICO DE MELO CASTELO BRANCO (STA. ISABEL)
  3. PIÇARREIRA
  4. MARIA DULCE DA CUNHA SENA (SÃO JOÃO)
  5. MAMA MIA
  6. SANTA LUZ
  7. VALE DO GAVIÃO
  8. VILA DO AVIÃO

REGIÃO  SUDESTE

  1. N. SENHORA DA GUIA
  2. PE. MÁRIO ROCHE (P. ESPERANÇA)
  3. ALTO DA RESSURREIÇÃO
  4. DR. HELVIDIO FERRAZ (TODOS OS SANTOS)
  5. ESTACA ZERO
  6. CARLOS ALBERTO

Prefeitura de Teresina vai criar mais dois conselhos tutelares e contemplará zona Leste e Sul

A Prefeitura Municipal de Teresina (PMT) já encaminhou para a Câmara Municipal de Teresina (CMT) o Projeto de Lei que sugere a criação de mais dois conselhos tutelares na capital. A Mensagem foi lida, nessa quarta-feira, (27), e segue em debate para ser aprovada pela Câmara e sancionada pela Prefeitura.

Atualmente, Teresina conta com cinco conselhos tutelares, presentes em todas as regiões: Norte, Sul, Sudeste, Leste e Centro. Os dois novos conselhos tutelares serão implantados na zona Sul, o VI Conselho Tutelar, e na zona Leste, o VII Conselho Tutelar.

De acordo com Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, a criação de mais duas unidades de Conselho Tutelar na capital é um momento histórico e vai dar mais celeridade no atendimento.

“O número ideal de conselhos tutelares em Teresina seria oito unidades, em vista do número de habitantes, no entanto, diante da realidade, conseguimos articular a ampliação de duas unidades. O que já nos garante o desafogamento e agilidade no atendimento dos conselhos. O Dr. Pessoa acredita que ações como está reflete em melhorias para o povo, que merece ser bem atendido e ter suas demandas solucionadas”, pontuou.

André Santos, gerente de Direitos Humanos, conta que o projeto de lei atende a exigência do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda) e será votado na Câmara Municipal.

“É com certeza um fato histórico! Uma resolução do Conanda diz que a cada 100 mil habitantes, a cidade deve ser contemplada com um conselho. Nós já temos mais de 800 mil habitantes, então teríamos que ter oito unidades. Isto é uma luta antiga dos conselhos tutelares, que pediram a ampliação, que até então não tinha sido atendida. Foi com a preocupação e sensibilidade do Prefeito, que esta necessidade saído do papel e tornado realidade. As novas unidades tendem a fortalecer a política de proteção à criança e ao adolescente, no sentido de ampliar os espaços e o número de atendimento”, ressaltou.

Socorro Arraes, conselheira tutelar do V Conselho, fala da conquista dos dois novos conselhos e do Hospital da Criança e do Adolescente em Teresina.

“Temos conseguido um bom diálogo com o prefeito Dr. Pessoa, que tem sanado algumas de nossas demandas. Uma delas foi o Hospital da Criança e do Adolescente, que já está funcionando, e outra é a criação de novas unidades de conselhos tutelares. Com a aprovação do projeto de lei, serão implementados dois novos conselhos, que é o VI e VII. É uma luta que a gente já tinha travado a quase uma década. As demandas e os casos de vulnerabilidade têm aumentado na capital e está implementação vai melhorar muito o atendimento. Foi um pedido dos conselheiros tutelares e que em breve será efetivado”, destacou.

Foto: Divulgação (Semcaspi)

Confira os agendamentos para vacinação Covid esta semana em Teresina

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina montou cronograma de agendamentos para a vacinação contra a Covid. Hoje, 20, às 18 horas, abrirá agendamento para segundas doses da vacina Pfizer ou Coronavac para crianças de 5 a 11 anos. Às 20 horas de hoje também abrirá agendamento para segunda dose de adultos (18 anos ou mais).

Dia 22 de abril, às 18 horas, será a vez de agendar a primeira dose para as crianças de 6 a 11 anos. Os responsáveis das crianças de 5 anos terão o dia 25 de abril, às 18 horas, para agendar a primeira dose delas.

“É muito importante todos completarem seus esquemas vacinais. A vacina é segura e aprovada pelas autoridades em saúde de todo o país”, afirma Gilberto Albuquerque, presidente da FMS.

Crianças do Centro de Convivência recebem kimonos e faixas para prática do Judô

As crianças assistidas pelo Centro de Convivência “Saber Viver”, localizado no Bairro Matadouro, zona Norte de Teresina, receberam na noite dessa quinta-feira, (07), equipamentos para a prática do Judô. Dentre os materiais entregues, estão: kimonos, faixas e medalhas.

Ao total, 80 crianças praticam judô pelo Centro de Convivência “Saber Viver”, por meio do Projeto “Educando para o Esporte” e a meta é ampliar este número para 100 assistidos.

De acordo com Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, a iniciativa tem cumprido com o objetivo, que é tirar crianças da situação de vulnerabilidade, oferecendo alguma atividade, no caso o esporte.

“O Projeto “Educando para o Esporte” representa inclusão e oportunidade para estas crianças. Então, é um momento de alegria, satisfação e prazer, porque representa a vida da Semcaspi, a vida destas crianças e da Prefeitura e dos parceiros envolvidos, todos unidos no cumprimento do dever social”, ressaltou.

Para Roberto Silva, coordenador geral da Assistência Social da Semcaspi/Funaci, a prática do Judô para estas crianças representa cidadania e que tem conseguido fortalecer vínculos entre as crianças e seus familiares.

“Estamos em festa com este grande projeto que é executado neste Centro de Convivência. O projeto de Judô, que é em parceria com a empresa privada, A Crown, fortalece as ações do poder público. Aqui, a gente pode ver o resgate, o fortalecimento de vínculos, a família participa. A nossa perspectiva não é ter atletas nacionais, mas já está havendo repercussão nacional do trabalho realizado com estas crianças, que estão participando de competições estaduais”, esclareceu.

INCLUSÃO E DISCIPLINA

Maycon Araújo, 13 anos, que está há 04 anos praticando Judô no Centro de Convivência “Saber Viver”, conta que já assumiu a faixa amarela e já competiu em campeonato no Rio de Janeiro.

“Eu amo participar do Projeto, porque o Judô me faz sentir melhor e me dá inspiração e diversão. Me ajudou na minha alimentação, deveres de casa, nas atividades das escolas e estou mais disciplinado. Na escola, as minhas notas aumentaram e a minha dedicação nos estudos aumentaram também”, comentou o pequeno Maycon que irá participar do Campeonato Brasileiro Sub-15, em Belém (PA).

Já Evelyn Ravena, 14 anos, é praticante do Atletismo e decidiu iniciar o Judô no Projeto para reforçar o seu condicionamento físico e pretende competir fora em outros estados.

“Para mim, o Judô representa várias coisas, eu entrei agora e gostei muito. É uma coisa muito legal. Eu estava precisando. Na minha vida melhorou várias coisas, disciplina, respeito, educação, alimentação. A minha mãe sabe o quanto eu gosto de praticar esportes e gostou bastante da ideia de eu participar”, pontuou.

FMS abre hoje (30) agendamento de segunda dose para crianças

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) divulgou a programação de agendamentos para a vacina contra a covid-19 desta semana. O cronograma começa às 18h de hoje (30), quando serão abertas vagas para crianças de 5 a 11 anos que vão tomar a segunda dose das vacinas Coronavac ou Pfizer.

Nos próximos dias, outros grupos e etapas serão contemplados: amanhã (30), às 18h, serão abertas vagas para primeira dose de crianças de 6 a 11 anos, que tomam a vacina Coronavac ou Pfizer; na sexta-feira (01), o sistema passa a disponibilizar agendamento de dose de reforço – para adultos acima dos 18 anos com intervalo mínimo de 4 meses da última dose. Na segunda-feira (04), será a vez do agendamento de crianças de 5 anos, que tomam a vacina Pfizer pediátrica.

Para fazer o agendamento, o usuário deve ir ao site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br/ e clicar na opção “agendamento público alvo” (para primeira e segunda dose) ou “agendamento dose de reforço”, preencher seus dados e escolher o público que faz parte. Caso o agendamento seja para segunda dose, ele deve marcar a caixa “Já tomei a primeira dose e quero agendar a segunda”. Ele será levado para uma página onde irá escolher dia, local e hora para agendar a vacina.

A coordenadora da campanha de vacinação contra a covid-19 em Teresina, Emanuelle Dias, adianta que as vagas serão para os dias 04 a 08 de abril (segunda a sexta-feira). “Pedimos que os pais estejam atentos para a data marcada no cartão de vacina e agendem para o dia mais próximo”, explica ela.

Semcaspi participa de imersão sobre o Programa Criança Feliz 2022

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) participou da solenidade de abertura da Imersão sobre o Programa Criança Feliz Piauí 2022. O evento é uma iniciativa do Governo do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (Sasc).

O evento imersivo sobre o Programa Criança Feliz Piauí 2022 acontece nesta segunda-feira, (28) e segue até quarta, (30), no Diferencial Buffet, zona Leste de Teresina, tendo como objetivo debater sobre a importância do investimento na primeira infância no Brasil.

Segundo Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, dos 19 Cras de Teresina, 12 estão atuando com o Programa Criança Feliz e atualmente, um total de 1.884 famílias estão sendo acompanhadas na capital.

“Apesar da pandemia, nunca paramos de atuar. Até porque a metodologia exige atividades que fazem o uso de materiais mais simples, principalmente, o que as famílias tenham em casa. Atendemos crianças de 0 à 3 anos, gestantes, crianças beneficiárias do BPC, crianças órfãs pela Covid-19. A meta é que este programa possa atender também crianças afastadas do convívio familiar”, esclareceu.

Para Elizabeth Nogueira, coordenadora do Programa Criança Feliz, o evento é importante por ampliar o conhecimento em todos os processos de trabalho referentes à primeira infância.

“É sempre importante reforçarmos a metodologia sobre o cuidado com o desenvolvimento das crianças, que é justamente o que é aplicada no Programa Criança Feliz. Mesmo com a pandemia, a gente tem trabalho para executar as ações da melhor maneira possível, principalmente, fazendo com que as políticas públicas na primeira infância sejam fortalecidas”, pontuou.

Foto: Divulgação (Semcaspi)

Foto: Divulgação (Semcaspi)

Abre hoje, 10, agendamento para vacinação de crianças em geral

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina abre hoje, 10, às 18 horas, agendamento para vacinação Covid de crianças em geral de 6 a 11 anos. Os agendamentos são realizados no site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br/. Até o momento já foram aplicadas 56.474 doses de vacina em crianças de 5 a 11 anos na capital, o que corresponde a 62% da meta de primeiras doses.

Amanhã, 11, às 16 horas, abre agendamento de segundas doses para crianças de 5 a 11 anos que já estão na época de completarem o esquema vacinal. “Estejam atentos para a data marcada no cartão de vacina. Agendem para a data mais próxima”, explica Emanuelle Dias, coordenadora da campanha de vacinação.

Também no dia 11, às 18 horas, abrem agendamentos para primeira dose (12 anos ou mais); dose de reforço (adultos de 18 anos ou mais); e para reforço da Janssen (para quem tomou a dose única da Janssen).

Nos dias 14 a 18 de março serão abertos os drives (sem agendamento) para aplicação de segundas doses da Pfizer, Astrazeneca e Coronavac; doses de reforço para adultos com 18 anos ou mais e dose adicional para imunossuprimidos. Os drives thrus funcionarão de 9h às 17h e serão nos locais: Terminal do Zoobotânico, Terminal do Parque Piauí, Terminal do Buenos Aires, Terminal do Livramento e no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) Norte.

Hospital Municipal da Criança conta agora com hematologista

O Hospital Municipal de Criança, localizado no Parque Piauí, zona Sul de Teresina, conta agora com um hematologista pediátrico. Agora a unidade infantil oferta atendimento em oito áreas: psiquiatria, psicologia, endocrinologia, pediatria geral, neuropediatria, nutrição, odontopediatria e hematologia.

A hematologia pediátrica trata todo tipo de condição que afete o sangue. São elas: as diferentes modalidades de anemia, a hemofilia, os transtornos de coagulação, a doença de gaucher e a síndrome hemolítico-urêmica. “Importante frisarmos que essa especialidade hematologia pediátrica não era ofertada na rede municipal de saúde e agora estamos ofertando”, explica Lucifrancis Leal, diretora do Hospital Municipal de Criança.

A unidade de saúde é a primeira com atendimento exclusivo em pediatria com funcionamento 24 horas em urgência, emergência, internação e ambulatório. Para o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Gilberto Albuquerque, há muito tempo havia a necessidade de um hospital municipal de referência para as crianças.

“Reunimos um corpo técnico de excelência para prestar o melhor atendimento às crianças de nossa cidade que necessitam de atendimento de urgência, emergência, exames, internação e consultas especializadas”, ressalta o presidente.

Foto: Divulgação (FMS)

FMS promove vacinação infantil em CMEI de Teresina

A Fundação Municipal de Saúde (FMS), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC), está dando continuidade à vacinação infantil contra a covid-19 levando o imunizante para as escolas. Na manhã de hoje (23), as equipes estiveram no Centro Municipal de Ensino Infantil (CMEI) Joel Mendes, para a vacinação de 60 crianças da faixa etária de 5 e 6 anos.

O objetivo da ação é facilitar o acesso à vacina. “As escolas são locais com muita concentração de crianças. Então estamos dando mais uma alternativa para os pais que não puderam levar ou não tiveram acesso por qualquer motivo”, conta a diretora de Atenção Básica da FMS, Nádia Spíndola.

Para receber sua dose, as crianças estiveram acompanhadas dos pais. Uma delas foi o João Lucas, de cinco anos e aluno da CMEI. “Vacinar o meu filho me trouxe uma sensação de proteção, estou confiante de que vai ser o melhor para ele”, conta Jéssica Jane, mãe do pequeno.

Até a data de hoje (23), Teresina já vacinou um total de 45.933 meninos e meninas de cinco a 11 anos de idade, o que corresponde a 51% do total de 90.734 pessoas. “Em cerca de um mês já atingimos metade do público estimado, o que mostra que a resposta do teresinense tem sido muito boa”, avalia Gilberto Albuquerque.

O presidente da FMS conta que os números mais recentes de casos de Covid-19, síndromes gripais e eventuais complicações têm demonstrado o efeito da vacina sobre a população. “A vacinação intensa em todo o mundo reduz muito o risco de pacientes com complicações. Em Teresina, por exemplo, nós tivemos um pico muito grande de casos nos meses de janeiro e fevereiro, mas ainda assim não tivemos aquela grande demanda por leitos como tivemos nos outros picos. Isso mostra que a vacinação teve sua eficácia”, diz Gilberto Albuquerque.