Serviço Social do HUT promove encontros com familiares de crianças internadas na UTI

Criança internada é sempre motivo de muitas dúvidas e incertezas para a família e amigos. Com o intuito de tentar minimizar esse sofrimento o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) está promovendo, mensalmente, por meio do seu Projeto Dialogando, um encontro multiprofissional com os familiares e responsáveis pelas crianças internadas na UTI Pediátrica. O objetivo do Projeto é proporcionar uma maior interação das equipes com as famílias, além de promover um diálogo mais esclarecedor e acolhedor.

Dr. Carlos Leonardo, médico intensivista pediátrico, destacou que durante essas reuniões é possível fazer uma explicação mais detalhada do quadro clínico das crianças e, assim, deixar os pais e familiares mais tranqüilos e seguros.

“Esclarecemos da forma mais transparente possível sobre o tratamento instituído para tentar restaurar a saúde das crianças internadas. Dessa forma, estreitamos os laços com os familiares e fortalecemos a confiança nas equipes de saúde. Já percebemos que esses encontros tem colaborado muito para tornar ainda mais ativa a participação das famílias no processo de recuperação dos nossos pequenos pacientes”, explicou o médico.

Vindo da cidade de Parnaíba, distante cerca de 340 Km de Teresina, o senhor Antônio Francisco, participou da reunião realizada essa semana para tirar dúvidas sobre o quadro de saúde do neto que está internado na UTI Pediátrica, por conta de uma pneumonia bilateral grave. Ele disse que achou a conversa muito esclarecedora e que serviu para tranqüilizar mais a família. “Como o tempo de visita na UTI é restrito ficamos apreensivos, querendo saber mais detalhes do tratamento. Com esse encontro tive a oportunidade de tirar muitas dúvidas e agora poder acompanhar a recuperação do meu neto mais tranqüilo”, disse.

Josélia Macedo, assistente social do HUT, que acompanha de perto os casos das crianças internadas na UTI, comentou que o Projeto Dialongando, capitaneado pelo Serviço Social do Hospital, tem facilitado a comunicação da equipe multiprofissional com as famílias. “Nesses encontros deixamos claro qual a função de cada profissional da equipe para que compreendam o papel de cada um. É nesse momento também que repassamos horários de visitas, bem como normas e rotinas para que a estadia das famílias se torne a menos dolorosa possível. O Serviço Social também acompanha todo o processo de internação até a alta hospitalar”, explicou.

A UTI Pediátrica do HUT possui 10 leitos, sendo que atualmente seis são ocupados com crianças consideradas “moradoras”, ou seja, internadas sem previsão de alta. Além disso, o HUT mantém uma enfermaria adaptada com mais quatro crianças também consideradas moradoras, mas que já iniciaram o processo de desospitalização. Todas as famílias dessas crianças são acompanhadas pelo Serviço Social do Hospital.

Ascom HUT

 

Centro Municipal de Atendimento Multidisciplinar completa dois anos

Fazer com que crianças e adolescentes com transtornos e dificuldades de aprendizagem tenham um desenvolvimento maior através das suas habilidades cognitivas, sociais e emocionais, é o objetivo do Centro Municipal de Atendimento Multidisciplinar Professora Ceiça Carvalho (CMAM), que completa dois anos nesse mês de abril.

Daniela Escórcio, diretora do CMAM, comemora os atendimentos enfatizando que em Teresina não existia nenhum centro público voltado para essa área. “Realizamos dois tipos de atendimentos, o médico, com neuropediatra e psiquiatra e temos também o atendimento terapêutico, com psicólogos, psicopedagogos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos e assistentes sociais”, explica.

O Centro atende crianças e adolescentes com idades entre 5 a 16 anos e que são encaminhados pelas escolas da Rede Municipal de Ensino com suspeita de algum transtorno, como, dislexia, transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDH), transtornos emocionais e de fala.

Daniela explica como é feito o tratamento após o diagnóstico médico. “A criança em atendimento médico conforme observação do profissional, que avalia a necessidade, realiza o encaminhamento para o atendimento terapêutico. Essa é a nossa maior diferença, a criança faz o atendimento no próprio Centro com a média de três profissionais”, destaca.

A terapeuta ocupacional Priscila Buhatem, que realiza atendimentos no CMAM desde sua inauguração, explica que o atendimento em forma multidisciplinar trabalha com as crianças e adolescentes no aspecto global, desenvolvendo a mente e o corpo juntos. “O nosso papel é trabalhar com as atividades psicomotoras para preparar os alunos para o seu desempenho escolar”, esclarece.

O CMAM é uma parceria entre a Fundação Municipal de Saúde (FMS), que disponibiliza para as crianças os profissionais capacitados e marcação de consultas quando necessário, com a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) que dá o apoio referente ao material terapêutico utilizado e o feedback das escolas com os resultados escolar dos pacientes.

Outra parceria importante no tratamento das crianças e adolescentes parte da família ou responsável legal. “O nosso trabalho é em tríade, o CMAM, a escola e a família. A escola fica acompanhando junto à família para que a criança não falte aos atendimentos”, enfatiza Daniela.

Yara Nascimento faz parte da equipe de Assistentes Sociais e entende a família como um dos personagens principais de todo o processo. “Criamos o projeto ‘Dialogando com as Famílias’ através de rodas de conversas. É uma forma de reforça a importância do papel deles no tratamento das crianças atendidas e mostrar o quanto isso é valorizado”, diz.

Gorgiana Gomes, mãe de uma das crianças atendidas pelo CMAM compactua com as ideias do projeto. “Aqui é como se fosse uma família. O meu filho é atendido há dois anos e eu vejo muita diferença no comportamento dele. Somos muito bem atendidos e nossas vidas melhoraram”, afirmou a mãe.

Desde sua inauguração em 2017, o CMAM já realizou cerca de 2.468 consultas médicas e 13.690 sessões terapêuticas, com 863 crianças atendidas. “O trabalho é colaborativo em todos os níveis, distribuídos em uma rede de parceiros internos e externos, para que assim seja proporcionado para a criança um bem estar maior com um serviço de qualidade vindo de um grupo de profissionais que se doa ao serviço”, finaliza a diretora Daniela.

Fundação Wall Ferraz realiza mais de 500 atendimentos durante o MovimenThe

Em três dias de MovimenThe, a Fundação Wall Ferraz fez a festa da criançada. Ao todo, mais de 500 crianças receberam o serviço de Pintura de rosto que foi disponibilizado no Espaço Kids. O MovimenThe aconteceu entre os dias 29 e 31 de março no Complexo Esportivo Parentão e reuniu mais de 20 mil teresinenses.

O evento teve torneios e partidas de futsal, basquete, handebol, vôlei de praia, tênis de mesa, skate e provas de atletismo; além de feira de empreendedorismo; concurso para revelar novos cantores (Canta Bairro), festival gastronômico (Teresina Chef) e espaço dedicado exclusivamente para as crianças. O evento teve ainda shows musicais com Japa Cantora, Thalia Ferreira, Reisinho & Maclaine, Orquestra Sanfônica de Teresina e muito mais.

“O MovimenThe é um evento de cultura, lazer e entretenimento. Além das atividades para adultos, as crianças também tiveram seu momento em um espaço exclusivo. A Fundação Wall Ferraz se fez parceira ofertando o serviço de pintura de rosto, que de forma lúdica faz toda a diferença porque possibilita na criança um momento de desenvolvimento enquanto ser em processo. Traz uma perspectiva educativa, com uma proposta de imaginação”, pontua a presidente da Fundação Wall Ferraz, Samara Pereira.

O evento, promovido pelo Grupo Meio Norte de Comunicação, é uma realização da Prefeitura de Teresina com participação da Fundação Wall Ferraz (FWF), Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest), Fundação Cultural Monsenhor Chaves (FMC), Fundação Wall Ferraz (FWF) e Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom).

Ascom FWF

 

Criança Feliz alcança meta e atende quase 2 mil famílias em Teresina

Renato Bezerra

O desenvolvimento de habilidades e estímulo das crianças na primeira infância através do programa Criança Feliz está sendo realizado de forma adequada e eficiente em Teresina. Uma prova disso são resultados obtidos em levantamento da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (SEMCASPI), apresentado na tarde desta sexta-feira (29) ao prefeito Firmino Filho, na sede da vice-prefeitura de Teresina.

O Programa realizou mais de 46 mil visitas a famílias da capital entre dezembro de 2017 e março de 2019, tendo sua meta alcançada com a evolução das habilidades do público-alvo. Considerando a amostragem de 200 famílias, foi constatado uma melhora de 25% na linguagem, 15,55% na atenção, 10% na capacidade cognitiva, 21% na coordenação motora, 19% na motricidade, dentre outras habilidades avaliadas.

“Estes resultados são esperançosos. Mostram que a visita das equipes tem efeito positivo e propiciam o desenvolvimento das crianças de forma mais rápida.  Isso é muito importante quando consideramos os indicadores internacionais, que evidenciam que as crianças terão melhoras permanentes ao longo de toda sua vida se forem estimuladas corretamente na primeira infância”, avaliou o prefeito Firmino Filho.

Participaram da apresentação dos resultados representantes da Rede de Assistência Social do município, dentre eles, o secretário Samuel Silveira. “Mostramos o passo a passo do Programa, como ele funciona na prática e como é possível potencializar determinadas características nas crianças”, disse.

Atualmente, quase 2 mil famílias são atendidas pelas equipes que orientam e adotam estratégias que propiciam estímulos ao desenvolvimento infantil, bem como o fortalecimento de vínculos entre cuidadores e suas crianças.

“No levantamento constatamos muitos avanços em relação ao público prioritário. Além disso, o Programa também fomenta as ações do PAIF nos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS), pois o trabalho dos profissionais junto às famílias são referenciadas aos CRAS”, destacou a coordenadora do Programa, Elizabeth Nogueira. Além dela, integram a equipe cinco supervisores e 61 visitadores – psicólogos, assistentes sociais e pedagogos.

Centro Dia “Saber Cuidar” completa um ano de atendimento à crianças com microcefalia

Ascom Semcaspi

O Centro Dia “Saber Cuidar”, instituição administrada pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) comemora nesta sexta-feira (29), um ano de atuação em Teresina. A unidade promove o cuidado e apoio a crianças de 0 a 6 anos de idade com microcefalia e outras doenças associadas ao zika vírus e suas respectivas famílias.

A comemoração vai acontecer a partir das 9h, na sede do “Saber Cuidar”, localizada na Rua Jaicós, nº 1265, no Bairro Ilhotas. “Vamos contar com a presença de nossos parceiros, como a APAE, e das famílias usuárias do espaço para esse momento de bênção. Vamos celebrar também com um grande café da manhã”, explica Tâmara Narrara, coordenadora da instituição.

O momento contará com a presença de religiosos, que vão proferir um momento de bênção direcionada ao Centro Dia, toda a equipe e as mais de 50 famílias beneficiadas pelo serviço. No Centro Dia, além das atividades lúdicas e dos cuidados para o desenvolvimento das crianças contempladas, é oferecido suporte aos cuidadores familiares e apoio na administração de medicamentos. São realizadas também ações preventivas de agravos da deficiência e surgimento de doenças.

“Na medida em que disponibilizamos esse serviço, reconhecemos toda uma especialidade e um atendimento direcionado para as pessoas com essa deficiência. A nossa satisfação é ainda maior por ser relacionado à causa da pessoa com deficiência, algo que engrandece não apenas uma gestão, mas o ser humano que caminha com essa bandeira e é diretamente beneficiado”, afirma o secretário da Semcaspi, Samuel Silveira.

Os encaminhamentos para o “Saber Cuidar” ocorrem por demanda espontânea, busca ativa e através da rede assistencial que existe no município. Após uma triagem, o usuário passa a ter acesso aos serviços, disponibilizados em parceria com a APAE. A população pode ter mais informações sobre o espaço pelo telefone (86) 3305-2592.

CMEI Santa Maria promove atividade em alusão ao Dia Mundial da Água

Ascom FMS

No Dia Mundial da Água, comemorado hoje, 22 de março, as crianças do Centro Municipal de Educação Infantil Santa Maria, zona Leste de Teresina, aprenderam mais sobre a importância desse recurso natural para a vida do planeta. A escola organizou um momento de conscientização no pátio, durante a acolhida dos alunos.

A água limpa e potável é um direito humano garantido por lei desde 2010, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU). A data é um alerta para que a população preserve e economize, garantindo a sobrevivência dos seres vivos. Nas escolas da Prefeitura, atividades em alusão ao Dia Mundial da Água ajudaram a sensibilizar as crianças para a causa, envolvendo toda a família.

No CMEI Santa Maria, a professora Eugênia Melo tomou a frente da ação e deu dicas para o uso racional dos recursos hídricos. “Temos que cuidar desse bem tão valioso, e algumas atitudes podem fazer muita diferença, como economizar água no banho, evitar o desperdício lavando calçadas e reaproveitar sempre que possível”, pontuou.

A vice-diretora Ana Ilda Melo conta que as crianças ficaram bastante interessadas nas informações e prometeram levar as dicas para casa. “A ideia é essa mesmo, formar uma corrente de conscientização a partir das crianças, que precisam aprender desde cedo a importância do cuidado com o meio ambiente. A água garante nossa sobrevivência, é urgente manter esse recurso disponível”, concluiu.

Crianças melhoram hábitos alimentares aprendendo a comer frutas no CMEI Danielzinho

Ascom Semec

No Centro Municipal de Educação Infantil Danielzinho alimentação saudável é assunto de sala de aula. Atividades que alertam sobre a importância de comer bem são desenvolvidas com diversão e criatividade. Durante uma semana as professoras mostraram para a turminha a importância das frutas para uma melhor qualidade de vida.

Segundo Nailde Ferraz, pedagoga do CMEI, a iniciativa é importante para estimular o consumo de alimentos ricos em nutrientes. “As frutas são alimentos ricos, com vários tipos de vitaminas e nutrientes. Foi uma semana de estudo, montamos diferentes cardápios, trouxemos sucos e ainda organizamos um piquenique com as crianças”, conta.

A ação faz parte das intervenções realizadas pelo setor de Nutrição da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC), que está organizando formações para orientar as escolas a como incentivar as crianças a se alimentarem de forma saudável.

Caps Infantil expõe arte das crianças no Parque da Cidadania

O Centro de Atenção Psicossocial Infantil (CAPSi), gerenciado pela Fundação Municipal de Saúde de Teresina, realizará a I Exposição Ciranda de Encantos nesta quinta-feira, 21, a partir das 17 horas, na Galeria do Inconsciente, que fica dentro do Parque da Cidadania.

A exposição visa tornar público a arte dos usuários e familiares do CAPSi. “É uma exposição viva das potencialidades e criatividade despertadas a partir do cuidado desenvolvido ao longo do processo de trabalho”, afirma Sayonara Lima, coordenador do CAPS Infantil municipal.

Ela fala ainda que haverá exposição de belas artes com todas as telas pintadas e produzidas por nossos adolescentes, além de uma apresentação de ciranda das crianças. “Teremos também um momento de Cantigas de Valor e um bazar com a exposição ‘Minha família é um talento’, onde os familiares dos usuários também vão expor seus produtos artesanais”, diz Sayonara.