FMS promove vacinação infantil em CMEI de Teresina

A Fundação Municipal de Saúde (FMS), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC), está dando continuidade à vacinação infantil contra a covid-19 levando o imunizante para as escolas. Na manhã de hoje (23), as equipes estiveram no Centro Municipal de Ensino Infantil (CMEI) Joel Mendes, para a vacinação de 60 crianças da faixa etária de 5 e 6 anos.

O objetivo da ação é facilitar o acesso à vacina. “As escolas são locais com muita concentração de crianças. Então estamos dando mais uma alternativa para os pais que não puderam levar ou não tiveram acesso por qualquer motivo”, conta a diretora de Atenção Básica da FMS, Nádia Spíndola.

Para receber sua dose, as crianças estiveram acompanhadas dos pais. Uma delas foi o João Lucas, de cinco anos e aluno da CMEI. “Vacinar o meu filho me trouxe uma sensação de proteção, estou confiante de que vai ser o melhor para ele”, conta Jéssica Jane, mãe do pequeno.

Até a data de hoje (23), Teresina já vacinou um total de 45.933 meninos e meninas de cinco a 11 anos de idade, o que corresponde a 51% do total de 90.734 pessoas. “Em cerca de um mês já atingimos metade do público estimado, o que mostra que a resposta do teresinense tem sido muito boa”, avalia Gilberto Albuquerque.

O presidente da FMS conta que os números mais recentes de casos de Covid-19, síndromes gripais e eventuais complicações têm demonstrado o efeito da vacina sobre a população. “A vacinação intensa em todo o mundo reduz muito o risco de pacientes com complicações. Em Teresina, por exemplo, nós tivemos um pico muito grande de casos nos meses de janeiro e fevereiro, mas ainda assim não tivemos aquela grande demanda por leitos como tivemos nos outros picos. Isso mostra que a vacinação teve sua eficácia”, diz Gilberto Albuquerque.

Agendamento para segunda dose de crianças está disponível a partir de hoje (22)

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) vai abrir hoje (22), a partir das 18 horas, agendamento para segunda dose da vacinação de crianças. Para ter acesso, basta acessar o site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br/.

O agendamento irá contemplar o primeiro público que tomou a vacina coronavac, que prevê um prazo de 28 dias entre primeira e segunda dose. “Neste primeiro momento, serão contempladas as crianças que tomaram a primeira dose até o dia 31 de janeiro”, diz Emanuelle Dias, coordenadora da campanha de vacinação contra a covid-19 em Teresina.

Para fazer o agendamento, o usuário deve acessar o site e clicar na opção “agendamento público alvo”, preencher seus dados e marcar a caixa “Já tomei a primeira dose e quero agendar a segunda”. Ele será levado para uma página onde irá escolher dia, local e hora para agendar a vacina.

Teresina já aplicou a primeira dose da vacina contra a covid em um total de 41.322 crianças até o momento – o que corresponde a 46% do público alvo. Estão sendo usados dois tipos de vacina: a Coronavac e a Pfizer, em sua versão pediátrica. A Coronavac é voltada para crianças de 6 a 11 anos – com exceção das imunocomprometidas – e é administrada em duas doses, com intervalo de 28 dias. Já a Pfizer pode ser dada para todas as idades contempladas pela campanha e também é feita em duas doses, com intervalo de oito semanas.

Foto: Divulgação (FMS)

Campanha incentiva vacinação de crianças em período escolar

A ação é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Educação (Semec) com a Fundação Municipal de Saúde Fotos(Ascom/Semec)

A vontade de estar protegido venceu o medo da agulha no dia de mobilização contra a Covid-19 na Escola Municipal José Camillo da Silveira Filho, Planalto Uruguai, zona Leste de Teresina. A vacinação com um grupo simbólico de alunos é uma forma de incentivar a imunização em crianças de 6 a 11 anos, público-alvo no momento.

A ação é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Educação (Semec) com a Fundação Municipal de Saúde, recebendo, ainda, apoio da Fundação Cultural Monsenhor Chaves, que levou entretenimento ao evento. A escola identificou 40 alunos que ainda não haviam recebido a dose do imunizante, sendo acompanhados pelos pais.

Vanessa Moura, nove anos, foi a primeira a preparar o braço para a vacina. Um pouco ansiosa, mas animada, a menina fala com saudade da escola. “Logo poderemos voltar à escola e abraçar os colegas Espero que todos vacinem o quanto antes”, disse a menina.

Se depender do secretário municipal de Educação, Nouga Cardoso, a campanha de vacinação nas escolas será agilizada. “Esse é uma marco da parceria com a saúde para garantir mais segurança no retorno às aulas presenciais. Queremos expandir para muitas outras”, explica o secretário Nouga.

Gilberto Albuquerque, presidente da FMS, esteve acompanhado da coordenadora de campanha da Fundação e destacou os benefícios do imunizante nas crianças. “Além de impedir casos graves e mortes nesse público, protege contra novas ondas de transmissões”, disse o especialista.

Hildelane estava com o cartão de vacina do filho Luan Pablo em mãos. Ele tem sete anos e está matriculado no 3º ano da E.M. Camillo Filho. “Não tenho muita habilidade com a internet, então não consegui agendar no tempo certo. Essa foi uma ótima oportunidade, e espero que as escolas sejam espaços de vacinação também, pois facilita para as famílias”, disse a mãe.

FMS já aplicou mais de 25 mil primeiras doses em crianças de 5 a 11 anos

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina já aplicou 25.444 primeiras doses de vacina contra a Covid em crianças de 5 a 11 anos. A campanha para este público alvo começou em 17 de janeiro deste ano, até o momento 27% das crianças já receberam a primeira dose.

Somente neste sábado, durante o Dia D de vacinação na zona Rural, foram aplicadas 709 doses de vacinas nas crianças. “É uma vacina que já foi testada no mundo inteiro, então não tenham medo. A vacina, às vezes, pode causar uma dor no local da aplicação ou uma pequena febre, mas o corpo clínico da FMS está atento. É seguro, vacinem as crianças”, afirma o presidente da FMS, Gilberto Albuquerque.

A vacinação de crianças está acontecendo via agendamento no site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br. Para realizar o cadastro, é necessário CPF ou Cartão do SUS. Os pais ou responsáveis devem estar presentes no momento da vacinação, manifestando sua concordância com a aplicação da vacina.

“DIA D”: Dr. Pessoa acompanha a vacinação de crianças da zona rural de Teresina contra a covid-19

Na manhã deste sábado (12), o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, acompanhou a vacinação contra a Covid-19 de crianças do Povoado Alegria, na zona rural da capital. O “Dia D” é uma iniciativa da Fundação Municipal de Saúde (FMS), para levar a vacinação para as quase 5000 crianças, que moram nesta região contra a Covid-19. Ao todo a ação vai contemplar 16 unidades, para a população nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) que não estão no perímetro urbano do município.

Foto: Divulgação (PMT)

“Fiz questão de vir aqui, acompanhar de perto a vacinação dos pequeninos. Fico feliz em saber que todo o corpo de saúde envolvido, tem compromisso com as nossas comunidades que estão localizadas na zona rural sul de Teresina. Isso é uma forma de atender os que não têm acesso à internet para fazer o agendamento. Mas através da nossa rede de saúde, podemos atender a praticamente todos”, comentou o prefeito.

De acordo com o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Gilberto Albuquerque, as primeiras unidades que receberam a vacinação infantil foram as UBSs: Cacimba Velha (zona rural Leste) e Taboca do Pau Ferrado (zona rural sudeste).

“Neste sábado (12), a ação acontece nas UBS Alegria (zona rural sul) e Dois Irmãos (zona rural norte). A vacinação da UBS Alegria vai contemplar as crianças de 7 a 11 anos das micro áreas 3, 4, 5, 6 e 7, e de 5 a 11 anos nas micro áreas 1 e 2. Já a UBS Dois Irmãos vai contemplar crianças de 8 a 11 anos em geral. Em ambos os locais, a atividade acontece das 8h às 17h”, afirma o presidente.

Para a dona de casa e moradora do povoado Alegria, Eliene Maria, 40, a ação calhou com a necessidade da comunidade, ela aproveitou o momento para vacinar duas filhas, Geovana,11 anos e Rafaela de 9 anos. “Gostei demais desse “Dia D”, pude trazer minhas duas filhas para serem vacinadas. Eu e o pai delas já tomamos a terceira dose. Ficava receosa, porque a doença é perigosa. Não podemos ficar de bobeira”, finalizou.

Foto: Divulgação (PMT)

FMS organiza mobilização para vacinar crianças da zona rural contra a covid-19

Em uma iniciativa para levar a vacinação contra a covid-19 para a população da zona rural, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) vai promover “dias D” nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) que não estão no perímetro urbano da capital. A programação começa na sexta-feira (11) e vai contemplar 16 unidades.

As primeiras unidades a receber a vacinação infantil serão as UBS Cacimba Velha – zona rural Leste – e Taboca do Pau Ferrado – zona rural Sudeste de Teresina – das 8h às 12h da manhã. Nestes locais, a atividade contempla apenas crianças das comunidades, na faixa etária de 8 a 11 anos.

Já no sábado (12), a ação acontece nas UBS Alegria (zona rural Sul) e Dois Irmãos (zona rural Norte). A vacinação da UBS Alegria vai contemplar as crianças de 7 a 11 anos das microáreas 3, 4, 5, 6 e 7, e de 5 a 11 anos nas microáreas 1 e 2. Já a UBS Dois Irmãos vai contemplar crianças de 8 a 11 anos em geral. Em ambos os locais, a atividade acontece das 8h às 17h.

A FMS organizou um calendário para contemplar todas as UBS rurais em dias diferentes no mês de fevereiro, cada uma com organização própria de acordo com a realidade de cada área. “A mobilização das famílias está sendo feita pelos agentes comunitários de saúde de cada região”, conta Nádia Spíndola, diretora de Atenção Básica da FMS.

A diretora ressalta que o objetivo da mobilização é contemplar o maior número possível de crianças da zona rural, considerando que são áreas mais remotas e com acesso mais difícil à internet, o que requer uma estratégia diferenciada. “Desta forma, poderemos levar a vacina para todas as crianças de Teresina”, finaliza Nádia Spíndola.

FMS vacina crianças de 5 a 11 anos contra a Covid. Foto: Ascom FMS

FMS amplia vacinação infantil para todas as idades contempladas pela campanha

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) está ampliando a vacinação contra a Covid-19 para todas as crianças de 5 a 11 anos de idade. O agendamento será aberto hoje (03) e amanhã (04), dividido em diferentes faixas de idade, pelo site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br/ .

A divisão tem por objetivo evitar a sobrecarga do sistema pelo grande número de acessos. Às 16h de hoje (03), serão abertas vagas exclusivamente para crianças de seis anos de idade. Às 18h, serão adicionadas vagas para a faixa etária de 7 a 11 anos. E amanhã (04), às 16h, a FMS abre vagas para crianças de cinco anos de idade e imunocomprometidos de cinco a 11 anos.

A coordenadora da campanha de vacinação em Teresina, Emanuelle Dias, explica que os grupos das crianças de cinco anos e daquelas de cinco a 11 imunocomprometidas será feito em um momento diferente porque para elas só é permitido administrar a vacina Pfizer/Comirnaty em sua versão pediátrica. “Para a idade de 6 a 11 anos teremos a opção de agendar tanto para salas de Pfizer como para a Coronavac”, explica.

Ambas as vacinas serão dadas em duas doses. A Coronavac será dada em um intervalo de 28 dias e a Pfizer/Comirnaty pediátrica em oito semanas entre a primeira e segunda dose.

No momento da imunização, será necessário apresentar CPF ou Cartão do SUS da criança, além do seu cartão de vacinação e, no caso das crianças imunocomprometidas, um laudo médico. Os pais ou responsáveis devem estar presentes manifestando sua concordância.  Em caso de ausência deles, a vacinação deverá ser autorizada por um termo de assentimento assinado por eles.

Teresina abre hoje (01) agendamento para vacinação de crianças de 8 anos

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) reduz mais uma vez a idade das crianças com direito à vacina contra a Covid-19. Hoje (01), às 18h, serão abertas vagas de agendamento para crianças em geral a partir dos oito anos de idade.

O agendamento, que também contempla crianças de 9 a 11 anos em geral, é feito pelo site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br/ , na opção “agendamento público alvo”. As vagas serão para o Teresina Shopping.

No momento da imunização, será necessário apresentar CPF ou Cartão do SUS da criança, além do seu cartão de vacinação. Os pais ou responsáveis devem estar presentes manifestando sua concordância. Em caso de ausência deles, a vacinação deverá ser autorizada por um termo de assentimento assinado por eles.

A vacina utilizada será a Coronavac, conforme orientações do Ministério da Saúde. Ela será dada em duas doses, com intervalo de 28 dias entre primeira e segunda dose. “A vacina Coronavac é contraindicada para crianças imunocomprometidas, portanto essas devem agendar para as salas com a vacina Pfizer”, alerta Emanuelle Dias, coordenadora da campanha de vacinação em Teresina.

Vacinação é ampliada para crianças de nove anos sem comorbidades

A partir da semana que vem, a FMS amplia a vacinação contra a covid para crianças de nove anos de idade sem comorbidades. O agendamento para estas vagas se iniciam hoje (27), às 18h, no site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br/ . As vagas também contemplam crianças de 10 e 11 anos em geral.

As vagas serão para Unidades Básicas de Saúde (UBS) da capital, bem como um ponto fixo no Teresina Shopping. No momento da imunização, será necessário apresentar CPF ou Cartão do SUS da criança, além do seu cartão de vacinação. Os pais ou responsáveis devem estar presentes manifestando sua concordância. Em caso de ausência deles, a vacinação deverá ser autorizada por um termo de assentimento assinado por eles.

As vacinas utilizadas serão a Pfizer e Coronavac, conforme orientações do Ministério da Saúde. O imunizante Coronavac será dado em duas doses, com intervalo de 28 dias entre primeira e segunda dose. “A vacina coronavac é contraindicada para crianças imunocomprometidas, portanto essas devem agendar para as salas com a vacina Pfizer”, alerta Emanuelle Dias, coordenadora da campanha de vacinação em Teresina.

Já a vacina da Pfizer/Comirnaty em sua versão pediátrica será dada em duas doses – com intervalo de oito semanas entre a primeira e segunda dose. “As crianças que completarem 12 anos entre a primeira e a segunda dose devem completar o esquema vacinal com a vacina Pfizer/Comirnaty pediátrica”, informa Emanuelle Dias, coordenadora da campanha de vacinação em Teresina.

Foto: Divulgação (FMS)

Crianças indígenas recebem vacina contra a Covid em Teresina

Um total de 11 crianças indígenas foram vacinadas contra a covid hoje (18) na aldeia Ukair, em Teresina. A ação cumpre mais uma etapa da campanha de imunização infantil, que inclui indígenas de 5 a 11 anos aldeados como grupo prioritário para receber a dose neste primeiro momento.

Benjamin Nairó, da etnia Guajajara, de nove anos, foi a primeira criança da aldeia a receber a vacina. Ele contou que, apesar da injeção, ficou satisfeito em estar protegido. “Não doeu, foi uma picadinha de formiga. Estou feliz porque a vacina salva”, disse o garoto, que recebeu um certificado de heroísmo por ter enfrentado o coronavírus.

(Foto: Ascom/FMS)

O pai de Benjamin, Aquiles Nairó, aguardava a oportunidade com muita expectativa, e disse que vê o imunizante como a principal arma para vencer a pandemia. “Muitas famílias perderam crianças e adultos para a covid, por isso acho que a gente tem que acreditar na vacina, confiar completamente. Sabemos que muitos países estão aplicando há um bom tempo e estamos muito ansiosos e felizes de estar participando desta etapa de combate à pandemia”, declarou.

Aliã Wamiri, vice-cacica da aldeia Ukair, comemorou e agradeceu a oportunidade. “É um importante imunizarmos nossas crianças para ajudar a diminuir a propagação da pandemia e a salvar vidas. É um ato de amor, uma oportunidade para a sociedade ver a gente como exemplo, de que a gente ama e que a gente quer a vacina, porque a vacina salva”, disse.

(Foto: Ascom/FMS)

O presidente da FMS, Gilberto Albuquerque, esteve no local e ressaltou a importância do cumprimento do calendário para que todos os grupos prioritários sejam contemplados. “Além dos indígenas, estamos contemplando nesta etapa crianças com comorbidades ou deficiência permanente nas Unidades Básicas de Saúde. Assim que possível, ampliaremos para a população em geral por faixa etária”, disse o gestor.

(Foto: Ascom/FMS)