Exército aumenta efetivo de combate à dengue e visita residências nas zonas Norte e Sul

Para acelerar as ações de Combate à Dengue em Teresina, o Exército aumentou o efetivo de militares nas ruas, de 30 para 80 homens. Os militares têm como missão visitar as residências em busca de focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor de dengue, zika e Chikungunya.

O trabalho dos militares é resultado da parceria entre o Exército e a Prefeitura de Teresina, firmada ainda em abril para intensificar as ações de combate ao mosquito. Para realizar a atividade, os militares passaram por um treinamento orientado pelo Centro de Zoonoses, da Fundação Municipal de Saúde.

No início de maio, o Exército atuou na Avenida Frei Serafim, visitando 184 imóveis, o que resultou na eliminação de 65 focos do mosquito transmissor da dengue. Também agiram no Residencial Jacinta Andrade, zona Norte da capital, ação que durou de sexta-feira (6) até a manhã desta segunda-feira (9).

No período da tarde, os militares iniciaram a visita às residências do Bairro Nossa Senhora das Graças. Após o término, passarão para os Bairros Vale do Gavião e Porto do Centro.

“Em nome do Prefeito Doutor Pessoa, manifesto sinceros agradecimentos da nossa cidade ao Exército Brasileiro. Esse engajamento dos militares do 25º Batalhão de Caçadores na Operação de Combate à Dengue é de fundamental importância para obtermos os resultados que precisamos”, declara o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Edmilson Ferreira, que coordena a Operação.

Na tarde desta terça-feira (10), será realizada uma reunião para que seja montado um comitê com representantes da SEMDUH, SAADs, Exército, SEMEC, SEMCOM, SEJUS e FMS para definir a programação semanal de limpeza e fiscalização.

“O Centro de Zoonoses (FMS), juntamente com a SEMEC, são os responsáveis pelo mapa epidemiológico das áreas mais afetadas e, portanto, mais urgentes. Por isso, eles definem quais as escolas que devem ser limpas primeiro pelas equipes de reeducandos da SEJUS e pelas equipes da CTA, que são gerenciadas pelas SAADs. O Exército e os agentes de endemias da FMS entram nas áreas mais afetadas, localizam e eliminam os focos e também realizam um trabalho de conscientização da população”, explica o coordenador.

Foto: Reprodução (TV Assembleia)

SEMEL realiza hoje aulão de dança no Planalto Uruguai

A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEMEL), realizará no fim da tarde de hoje (30) um aulão de dança do projeto “Dançando pela Cidade”. A ação acontecerá a partir das 18h:30min até as 20h, no complexo esportivo do Planalto Uruguai.

Para o secretário Eduardo Draga Alana, um evento como esse é muito importante para a saúde e bem estar da população teresinense: “Gostaria de convidar a todos a participarem do aulão de hoje, um evento promovido pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer que contará com a presença de diversos professores, no intuito de incentivar mais ainda a prática de atividades físicas e o bem estar da população”, ressaltou.

O projeto “Dançando pela cidade” é um projeto que visa espalhar a modalidade da dança pela cidade, com a prática nas mais diversas categorias, modalidades e idade, afinal, a dança pode trazer vários benefícios para a saúde como: estimular o cérebro e a memória, combater a depressão, melhorar a postura, tonificar os músculos, como também, favorecer a queima de calorias. As aulas acontecem semanalmente de segunda a quinta-feira, das 17h30min até as 20h, nos parques: Parque ambiental da Macaúba, Complexo esportivo Parentão, Complexo esportivo Planalto Uruguai, Parque lagoas do norte.

A morada do bairro Renascença II, Raquel Mesquita, que participa das aulas dançando pela cidade, no parque da cidadania, ressalta a importância desse projeto: “Pra mim, a aula de dança é muito importante, pela saúde física, saúde mental, e me ajuda no bem estar e na minha autoestima. Nós, que participamos do projeto, também socializamos entre si, o que faz com a gente se torne mais animada, mais alegre. Gostaria de agradecer a SEMEL por disponibilizar essas aulas de forma gratuita para que a população possa participar”, concluiu.

Foto: Divulgação (Semel)

Teresina inicia amanhã, 25, a aplicação da 4ª dose da vacina Covid para idosos de 80 anos ou mais

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina vai disponibilizar a partir de amanhã, 25, das 9h às 17h, quatro pontos de vacinação para a segunda dose de reforço (quarta dose) da vacina Covid para idosos com 80 anos ou mais. A recomendação é do Ministério da Saúde. Os locais de aplicação são: terminais Buenos Aires (zona Norte), Livramento (zona Sudeste), Parque Piauí (zona Sul) e Zoobotânico (zona Leste).

“A vacina que temos disponível para dose de reforço no momento é a Janssen. Os idosos devem levar documento de identificação com foto, CPF ou cartão SUS e o cartão de vacina com o registro das doses anteriores”, informa Emanuelle Dias, coordenadora da campanha de vacinação na capital.

Segundo nota técnica do Ministério da Saúde, a aplicação de uma segunda dose de reforço (quarta dose) para todas as pessoas com 80 anos de idade ou mais deve seguir o intervalo mínimo de 4 meses a partir do primeiro reforço (terceira dose). A vacina a ser utilizada para a dose de reforço deverá ser Pfizer, Janssen ou AstraZeneca.

Foto: Divulgação (FMS)

SAAD Sul realiza revitalização e limpeza dos espaços em comum na Escola Municipal Ofélio Leitão

A Gerência de Serviços Urbanos (GSU) por meio da Superintendência de Ações Administrativas Descentralizadas Sul (SAAD Sul), realizou a revitalização dos espaços internos através de intervenção de limpeza na Escola Municipal Ofélio Leitão, localizada na Av Airton Sena, no bairro Esplanada nesta segunda-feira (11).

A SAAD Sul cumpri agendas regulares de limpeza dos espaços internos públicos, estando incluídos unidades escolares, CMEIs, UBS, Centro de Idosos e associações comunitárias, com equipe específica para atender essas demandas.

O Superintendente da SAAD Sul, Juca Alves, ressalta a importância do cumprimento dessas agendas para a manutenção dos espaços públicos, “A agenda regular de manutenção dos espaços públicos, é uma das nossas prioridades , justamente para destacar a importância dessa manutenção regular, ” concluiu Juca Alves.

O Gerente da GSU, Islanilton Gomes, explica que existe equipes regulares no trabalho de limpeza, “As equipes de limpeza e transbordo estão diariamente nas ruas da Zona Sul realizando as manutenções de limpeza, contando com equipes regulares no serviço” concluiu Islanilton Gomes.

Foto: Divulgação (SAAD Sul)

Equipes da SAAD Norte realizam limpeza completa de três praças em Teresina

A equipe de limpeza pública da Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas Norte (SAAD Norte), coordenada pela Gerência de Serviços Urbanos (GSU), concluiu na última semana, a limpeza completa de três praças na zona Norte de Teresina. Duas delas ficam localizadas no bairro Água Mineral e outra no bairro Buenos Aires.

As ações contemplam uma determinação da Prefeitura de Teresina, que através de mutirão, visa limpar toda a cidade nos próximos 15 dias, em alusão ao mês de aniversário da cidade. A medida é um presente para a população da capital.

De acordo com a gestora da SAAD Norte, a superintendente Ana Paula Santana, é de extrema importância a limpeza dos espaços e vias públicas. Para ela, a limpeza completa leva mais segurança, qualidade de vida e conforto para a população.

“Estamos sempre atentos em relação à limpeza das nossas praças, vias e espaços públicos. Já atendemos praticamente toda a zona Norte neste primeiros seis meses e estamos finalizando o ciclo de limpeza com nossas equipes. A meta agora é uma limpeza completa, atendendo essa determinação da Prefeitura de Teresina, para que tenhamos a cidade completamente limpa neste mês de agosto”, destacou Ana Paula Santana.

Foto: Divulgação (SAAD Norte)

FMS alerta para cuidados com o Aedes aegypti no período chuvoso

Ascom/FMS

O período chuvoso que está se iniciando requer atenção especial em relação ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, por ser uma época propícia para a sua reprodução. Por isso, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) faz um alerta para a manutenção dos cuidados no dia-a-dia da população. Somente este ano, mais de 1,2 milhão de imóveis foram visitados pelas equipes da gerência de Zoonoses.

A gerente de Zoonoses da FMS, Oriana Bezerra, recomenda que os cuidados para evitar o mosquito sejam integrados à rotina da população, em especial aqueles relacionados ao descarte de lixo, que deve ser feito em parceria com o serviço público. “Embora tenhamos uma boa cobertura de retirada de lixo na cidade, ainda vemos pessoas fazendo o descarte inadequado em terrenos baldios e praças. No momento que se inicia o período chuvoso, esse material acaba se tornando um criadouro”, alerta a gerente. “A responsabilidade de mantermos esses ambientes, sejam públicos ou privados, livre de criadouros, é de todos nós enquanto cidadãos”, acrescenta Oriana.

Já em relação ao interior das residências, bem como imóveis comerciais, a gerente de Zoonoses alerta para pontos como calhas e marquises, que estão sujeitos ao acúmulo de água das chuvas. “As pessoas tendem a só observar esses locais quando notam a presença do mosquito ou alguém adoece, então é importante que o morador em ambiente residencial ou os trabalhadores em ambientes de trabalho estejam atentos com o objetivo de manter esses locais livres de criadouros”, orienta.

Dados da FMS mostram que Teresina confirmou, até o momento, 953 casos de dengue. O número é muito inferior ao registrado em 2019, que confirmou 4.495 pessoas com doença no mesmo espaço de tempo. De acordo com Oriana Bezerra, os bons números são resultados das ações de rotina realizadas pelo órgão, que não pararam mesmo durante a pandemia de Covid-19. Ela informa que somente este ano, além da visita aos imóveis, foram recolhidos 47.706 pneus em vias públicas e pequenas borracharias e foram esgotados 404.900 ovos do mosquito em pontos estratégicos como cemitérios, hortas comunitárias, terrenos e sucatas. “Esse trabalho é contínuo e fundamental para evitar a proliferação do Aedes aegypti”, comenta a gestora.

Ela informa que a população pode denunciar pontos suspeitos de formação de criadouros ou solicitar uma vistoria dos agentes de endemias para investigar a presença do mosquito ou seus ovos. Basta entrar em contato com a gerência de Zoonoses pelos telefones 3215-9143 e 3215-9144, ou por meio do aplicativo Colab, disponível tanto para dispositivos Android como iOS.

Teresina não registra mortes por Covid-19 durante o final de semana

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) não registrou nenhuma morte por Covid-19 em seu sistema durante o último final de semana. Foram registrados 154 novos casos confirmados da doença no mesmo período. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.146 óbitos. Os dados apontam ainda 41.397 infectados pelo novo coronavírus e 16.453 recuperados da Covid-19.

Para o médico Walfrido Salmito, infectologista do Centro de Operações em Emergência (COE) da FMS a queda nos óbitos é um reflexo da diminuição e da estabilidade da doença na cidade, além de uma maior eficiência no tratamento, adquirida com a evolução dos estudos no mundo todo. “Atualmente, os médicos sabem lidar muito bem com a Covid-19 e não são mais pegos de surpresa com os desdobramentos da doença”, afirma.

O infectologista adverte, no entanto, que a população deve continuar mantendo todos os cuidados para evitar a disseminação do novo coronavírus, como o uso de máscara, distanciamento social e higienização frequente das mãos. “Não podemos descuidar. O vírus ainda está circulando e é necessário nos mantermos vigilantes para evitar uma segunda onda de casos”, disse Walfrido.

As mulheres são as mais infectadas pelo coronavírus na capital, com o total de 54,91% dos casos. Já os homens são os que mais morrem, com taxa de 54,54% de mortes em pessoas do sexo masculino. 82,02% das pessoas que vieram à óbito tinham comorbidades. Do total de óbitos, 298 foram de pessoas com idades entre 70 e 79 anos. Pessoas com idades entre 80 e 89 anos somam 279 óbitos e pessoas com 60 a 69 anos somam 223 mortes. Até o momento 17 jovens com idades entre 20 e 29 anos vieram a óbitos por conta da Covid-19. Duas crianças com idades entre 0 e 9 anos morreram e um adolescente.

Motoristas e passageiros de táxi e transportes por aplicativos devem redobrar a higiene

Ascom/FMS

Motoristas e usuários do transporte individual de passageiros, seja ele táxi ou carro por aplicativo, devem cumprir uma série de recomendações para minimizar a possibilidade de transmissão do novo coronavírus. A Fundação Municipal de Saúde (FMS) reforça que seguir as orientações é fundamental para garantir a segurança dos profissionais e passageiros.

De acordo com Walfrido Salmito, médico infectologista da FMS, o cenário de pandemia exige uma mudança de hábito na atividade exercida por estes profissionais. Entre as medidas de prevenção está o uso de máscara, pelo motorista e passageiro, para reter as gotículas de saliva e evitar a contaminação do ambiente e das pessoas. Também é muito importante a lavagem frequente das mãos com água e sabão ou o uso do álcool em gel 70%.

“Os motoristas, sempre que possível, precisam fazer a higienização dos automóveis. Além disso, eles devem manter as janelas do carro abertas durante as viagens para que a ventilação não permita a disseminação do vírus. Colocando em prática todas essas instruções, vamos evitar o contágio de motoristas e passageiros”, destaca o médico.

Também é necessário que os motoristas realizem uma limpeza minuciosa diária dos veículos antes de iniciar o trabalho. Já as partes internas do veículo, onde os passageiros colocam as mãos, como maçanetas, acionadores de aberturas, fechamento de janela e cintos de segurança, devem ser higienizadas frequentemente com álcool 70%. Além disso, é preciso fazer a limpeza das partes mais tocadas pelo motorista, como volante, câmbio, botões e outros. Ter álcool em gel à disposição dos clientes é mais uma medida importante para proteção de quem usa o veículo para trabalhar ou se deslocar.

Vigilância Sanitária alerta para cuidados durante a reabertura das atividades econômicas

A Vigilância Sanitária de Teresina faz um alerta para os cuidados a serem tomados durante esse processo de reabertura das atividades econômicas. Cada setor autorizado a funcionar deverá seguir os protocolos de segurança específicos para sua atividade, estabelecidos pela União, Governo do Estado e pela Prefeitura de Teresina. Os estabelecimentos devem priorizar as medidas higiênicas e sanitárias de enfrentamento ao novo Coronavírus, incentivando a mudança de comportamento de trabalhadores e clientes.

“As empresas devem reforçar as medidas de higienização, colocação de pias para lavagem das mãos, disponibilizando álcool 70% e mantendo a ventilação do local para que haja circulação de ar, além de seguir regras estabelecidas nos protocolos como redução de trabalhadores, carga horária reduzida e testagem dos funcionários”, afirma a gerente de Vigilância Sanitária da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Jeanyne Seba.

Ela alerta sobre os cuidados gerais que todos devem seguir, como a lavagem frequente das mãos, uso da máscara de forma a cobrir nariz, boca e queixo, além de distanciamento e evitar aglomerações. “Todos devem contribuir, tanto o trabalhador como a população, respeitando as regras para entrar nesses estabelecimentos”, diz a gerente. “Lembramos que o momento ainda é de cautela, por isso respeitem as orientações de saúde e só saiam de casa se realmente for necessário”, acrescenta.

As empresas que já autorizadas a abrir estão sendo fiscalizadas por técnicos das Vigilâncias Sanitárias Municipal e Estadual, que darão orientações acerca das medidas de segurança. Para viabilizar a fiscalização, todas as empresas devem se cadastrar no programa PRO Piauí, no endereço eletrônico https://www.propiaui.pi.gov.br, onde responderão a um questionário e poderão enviar fotos das evidências solicitadas.

Para mais informações ou para denúncias de empresas que não estão cumprindo os protocolos, a Prefeitura de Teresina dispõe de um canal com a população por meio do aplicativo Colab. “Além disso, a Vigilância Sanitária de Teresina dispõe dos telefones de contato 3215-9102 ou 3215-9115 para atender este tipo de demanda”, diz Jeanyne Seba.

Permissionários do transporte individual de passageiros devem redobrar cuidados com a Covid-19

Ascom/Strans

Em Teresina, não há restrições com relação a atuação dos profissionais que trabalham com o transporte individual de passageiros. No entanto, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) vem seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e está orientando os condutores e usuários desse tipo de serviço para que redobrem os cuidados com a Covid-19.

Para os profissionais que utilizam o carro como meio de locomoção, a orientação é desligar o ar-condicionado e realizar as viagens com os vidros abertos. Além disso, os taxistas e mototaxistas devem realizar a higienização de seus veículos e dos capacetes regularmente. De preferência, após o término de cada corrida.

“Recomendamos que os profissionais desse tipo de transporte intensifiquem as prevenções para evitar a propagação da Covid-19. É importante também que os usuários façam o seu papel e só se desloquem de suas casas em casos de extrema necessidade. Quem pode, deve ficar em casa”, alerta o gerente de licenciamento e concessão da Strans, Rômulo Rêgo.

A Strans recomenda, ainda, que os passageiros obedeçam as recomendações básicas de higienização e evitem corridas compartilhadas, para coibir a aglomeração nos veículos.