Projetos “Dançando pela cidade” e “Melhor idade” voltam hoje com as atividades

As aulas acontecem semanalmente, de segunda a quinta-feira Fotos(Ascom/Semel)

A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEMEL) informa que, a partir de hoje (24), os projetos “Dançando pela Cidade” e “Melhor idade” estão com as suas atividades retomadas. As ações acontecem no turno da manhã, das 6h às 7h da manhã, e no turno da noite, das 17h30 às 20h, em vários pontos de Teresina, de forma gratuita. Para participar do projeto, basta procurar a organização do local para se informar quanto ao horário que as aulas são ministradas naquele ambiente, além de chegar no horário marcado para se divertir e dançar bastante. As aulas acontecem semanalmente, de segunda a quinta-feira.

“Muito feliz em ver que o nosso projeto está de volta, com aulas que ajudam centenas de pessoas todos os dias. Esse ano será bastante importante para nós, da SEMEL, que além dos nossos projetos fixos, realizaremos diversos eventos e competições por todos os cantos da cidade, e claro, contamos com a presença da população teresinense todos os dias”, destacou o secretário municipal de Esporte e Lazer, Eduardo Draga Alana.

O projeto “Dançando pela cidade” visa espalhar a modalidade da dança pela cidade com a prática nas mais diversas categorias, modalidades e idade, afinal, a dança pode trazer vários benefícios para a saúde como: estimular o cérebro e a memória, combater a depressão, melhorar a postura, tonificar os músculos, como também, favorecer a queima de calorias.

Com o passar dos anos, o corpo humano vai perdendo um pouco da sua habilidade e coordenação motora. Para isso, a SEMEL desenvolve o projeto “Melhor idade”, que visa proporcionar momentos de lazer específicos para os idosos da capital, como por exemplo: dança, yoga, corrida de rua, musculação, crochê, jogos de tabuleiro e baralho. Essas atividades propostas podem ajudar o cérebro e a memória, além de manter o corpo mais saudável com as práticas de atividades físicas acompanhados de profissionais capacitados para orientar a população da terceira idade.

O gerente de lazer, Fran Oliveira, ressalta a importância das aulas para a população teresinense: “Qualidade de vida, lazer e entretenimento são os principais objetivos dos projetos desenvolvidos pela SEMEL. São diversos profissionais capacitados espalhados por todos os cantos da cidade para proporcionar momentos inesquecíveis para todos os teresinenses, de todas as faixas de idade”, concluiu.

LOCAIS QUE OS PROJETOS SÃO DESENVOLVIDOS:

Zona leste
1. Complexo Planalto Uruguai
2.Ginásio Sarah Meneses

Zona Norte

3.Parque Lagoas do Mocambinho – Matias Matos
4.Parque Lagoas do Norte
5.Avenida Centenário – PRAÇA GRAÇA LEOCARDIA
6.Parque da Cidadania

Zona Sul

7.PARQUE AMBIENTAL DA Macaúba

8.COMPLEXO Parentão

9. Santa fé – CAMPO DE FUTEBOL DO SANTA FE

Zona Sudeste

10.Praça do Tancredo Neves
11.Praça UPA – MONTE HOREBI – PRAÇA DA UPA RENASCENÇA 3
12.Escola Ralldi Cavalcante – RENASCENÇA 2
13.Quadra – Pedro Balzi

Programa Dançando na Praça retoma as atividades nesta segunda (07)

O Projeto Dançando na Praça, promovido pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), está retomando suas atividades de forma integral. Nesta segunda-feira (07), o projeto retorna no bairro Matinha, às 19h, em frente ao Iate Clube; no Complexo Esportivo Parentão, também às 19h, e no CEU Zona Norte, no bairro Santa Maria, às 18h30.

“Reunimos as lideranças de todos os bairros para orientar sobre os cuidados de higienização que ainda precisamos ter. Em todos os locais estão sendo feitas as demarcações de distanciamento e a orientação sobre o uso de máscara e álcool em gel”, explica o secretário Miguel Rosal.

Ainda nos primeiros três meses do ano o programa foi realizado em mais de 25 bairros da capital, beneficiando mais de 15mil pessoas.

“Conseguimos alcançar uma boa marca de público nos bairros de Teresina. Com a pandemia, aos poucos estávamos retornando em alguns locais, e neste mês de dezembro a ideia é voltarmos integralmente”, ressalta Miguel.

O programa Dançando na Praça oferece, de forma gratuita, aulas de aeróbica, ginástica e dança para toda a população de Teresina. O objetivo é sensibilizar as comunidades sobre a importância da atividade física para a saúde e bem-estar, além de proporcionar lazer e maior interação entre as pessoas.

Projeto Dançando na Praça retorna nesta terça-feira (08) com duas turmas

As atividades do Projeto Dançando na Praça serão retomadas nesta terça-feira (08), no Complexo Esportivo Parentão, zona sul de Teresina. Para evitar aglomerações, as aulas serão divididas em duas turmas: a primeira é das 18h às 19h e a segunda, das 19h às 20h. A iniciativa, desenvolvida pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Semel), busca levar até a população ações de lazer através da dança, promovendo saúde e qualidade de vida para quem participa.

O projeto retorna seguindo todas as recomendações e protocolos exigidos pelas autoridades sanitárias para o combate à disseminação da Covid-19, como o uso obrigatório de máscaras e higienização das mãos. “Também teremos demarcações no local indicando o distanciamento entre as pessoas, e as equipes da Semel estarão presentes para orientar e organizar os participantes. Faremos ainda a medição de temperatura de todos os alunos antes da aula”, ressalta Mateus Chaves, coordenador do Dançando na Praça.

Mateus explica ainda que os professores foram capacitados para que possam ministrar aulas respeitando o espaço individual de cada aluno, de forma que o distanciamento não seja violado. “Os instrutores também vão focar em atividades simples que possam ser feitas com a máscara, sem prejudicar a resistência física dos alunos”.

Esta semana, extraordinariamente, as aulas do Dançando na Praça acontecem na terça, quinta e sexta-feira. “Nossas atividades na verdade vão acontecer toda segunda, quarta e sexta, mas por causa do feriado que caiu na segunda-feira dia 7, resolvemos mudar os dias das aulas esta semana. Manteremos um retorno gradual, com apenas três dias na semana por enquanto”, comenta.

Antes da pandemia do novo coronavírus, o projeto era executado em vários bairros da cidade, mas no momento o retorno acontecerá apenas no Lourival Parente. “Nessa primeira fase retomaremos as atividades apenas no Parentão. Posteriormente, nossa segunda fase levará o projeto aos parques ambientais de Teresina e por fim, na terceira fase, voltaremos a todos os bairros. Mas não há data definida para essas ações, por enquanto vamos apenas monitorar o retorno gradual e a partir daí decidimos os próximos passos”, destaca Mateus.

Por meio do Projeto Dançando na Praça são ofertadas, de forma gratuita, aulas de aeróbica, ginástica e dança para toda a população de Teresina. O objetivo é sensibilizar as comunidades sobre a importância da atividade física para a saúde e bem-estar, além de proporcionar lazer e maior interação entre as pessoas.

Dançando na Praça comemora três anos com ação no bairro Água Mineral

Ascom/Semel

O Projeto Dançando na Praça, executado pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Semel), completa hoje três anos de atividades. Para festejar a data, acontece hoje, a partir das 18h, uma ação no bairro Água Mineral com uma programação que inclui muita atividade física.

O projeto é executado em vários bairros da cidade, por meio do qual são ofertadas, de forma gratuita, aulas de aeróbica, ginástica e dança.  O objetivo é sensibilizar as comunidades sobre a importância da atividade física para a saúde e bem estar, além de proporcionar lazer e maior interação entre as pessoas.

A estudante Juliana Ferreira é umas das moradoras do bairro Água Mineral que acompanha as aulas nas segundas e quartas-feiras. “O projeto é ótimo porque nos incentiva a nos exercitarmos. É muito favorável para nossa qualidade de vida, é relaxante e divertido. Traz muitos benefícios para a queima de calorias, combate a depressão e a timidez”, destaca.

Segundo o coordenador do projeto, Carlos Evando, o projeto Dançando na Praça tem uma dinâmica diversificada e foi bem aceito pelos teresinenses.  “Especificamente no bairro Água Mineral, o projeto iniciou uma vez por semana às segundas-feiras. Com o passar dos anos a população foi abraçando o projeto e ultrapassou a nossa cota de 100 pessoas por aula. Então foi solicitado pelos populares que fosse colocado mais um dia e atualmente as aulas acontecem também nas quartas – feiras. E todo dia recebemos pedidos para a execução do projeto em novos bairros”, explica o coordenador.