Semest inicia visita técnica para construção do primeiro ponto de apoio para motorista de aplicativo e delivery de Teresina

Visita técnica ao local para construção do primeiro ponto de apoio aos motoristas de aplicativo e delivery. Foto (Ascom/Semest)

A Prefeitura Municipal de Teresina (PMT) por meio da Secretaria Municipal de Economia Solidária, iniciou as tratativas para construção do primeiro ponto de apoio para os motoristas de aplicativo e delivery, e da construção dos banheiros para os permissionários do Shopping da Natureza, a obra será realizada na avenida Marechal Castelo Branco.

As tratativas foram realizadas nesta quarta-feira (03), durante uma visita técnica solicitada pela secretária de Economia Solidária, Socorro Bento. Também estiveram presentes o superintendente da SAAD Norte, José Roncalli Filho, o secretário da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMAM), Luís André, a vereadora Fernanda Gomes (Solidariedade), e representantes da classe de motoristas de aplicativo e delivery de Teresina.

A Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina (SEMEST) está à frente da coordenação desse projeto que visa beneficiar mais de 10 mil trabalhadores autônomos do transporte por aplicativo e delivery da Capital, bem como os empreendedores do Shopping da Natureza. Esses pontos serão um apoio para o segmento, no qual os envolvidos poderão ter um espaço para descanso, alimentação e espera de pedidos.

A secretária de Economia Solidária, Socorro Bento, falou da importância da obra e dos benefícios para as classes.

“É um desejo do prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, acolher e gerir políticas públicas voltadas para os empreendedores. E por meio da Semest, com esse projeto, iremos beneficiar um nicho grande de empreendedores da Cidade, que são os motoristas e delivery por aplicativo. Dando-lhes apoio e incentivo, com obras que os beneficiem e também traga dignidade para execução dos seus trabalhos” ressalta a secretária.

Na oportunidade, os presentes puderam colaborar com ideias para tornar o espaço eficaz para uso dos motoristas de aplicativos e entregadores delivery. E a visita técnica foi bem recebida pelos representantes. O presidente da Cooperativa de Transporte por Aplicativo do Piauí (COOPERTAPP-PI), Érico Luís, destacou a importância desse projeto e parabenizou a gestão.

“Esse ponto irá beneficiar milhares de trabalhadores. Esperamos o avanço desse projeto que com certeza é um benefício enorme para nossa categoria de motoristas e entregadores por aplicativo. Avaliamos de forma extremamente positiva esse projeto, que agora na gestão do Dr. Pessoa, por meio do trabalho feito pela secretária, Socorro Bento, vamos alcançar essa grande conquista”, conclui.

Mais de 10 mil motoristas de aplicativo e delivery serão beneficiados com a criação de pontos de apoio, pela PMT

 

Mais de 10 mil motoristas de aplicativo e delivery serão beneficiados com a criação de pontos de apoio, pela PMT. Foto (Ascom/Semest)

A Prefeitura de Teresina vai construir e/ou instalar pontos de apoio para motoristas de aplicativo e delivery na capital. Uma reunião para iniciar as tratativas e parcerias para a execução do projeto, foi realizada nesta quarta-feira (20), na Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest), e contou com a presença da vereadora, Fernanda Gomes (Solidariedade), e com o presidente da Cooperativa de Transporte por Aplicativo do Piauí (Coopertapp-PI), Érico Luís.

A ação é um desdobramento do que foi acordado pela secretária municipal de Economia Solidária, Socorro Bento, durante audiência pública realizada no dia 15 de julho de 2022, na Câmara Municipal de Teresina. E segundo levantamento dos representantes da classe, a cidade possui mais de 10 mil motoristas de aplicativo e delivery.

A secretária, Socorro Bento, pontuou o desejo e interesse do prefeito de Teresina, Dr. Pessoa em apoiar o segmento, para trazer melhorias para esses empreendedores. E no encontro de hoje, destacou as pautas posteriores a serem executadas.

“A ideia é que nós façamos um levantamento do território de Teresina, para conhecer os espaços onde os motoristas de aplicativo se encontram. E a partir desse estudo a Semest saiba onde vai construir esses espaços junto com as SAADs”, ressaltou a secretária.

Segundo, o presidente da Coopertapp-PI, Érico Luís, o momento foi oportuno para trazer as demandas dos motoristas de aplicativo no que se refere aos pontos de apoio e cursos profissionalizantes. “Quero agradecer a oportunidade que a Semest nos dá, para criar políticas públicas em parceria com a Prefeitura. A Semest está de parabéns”, agradeceu.

Banco Popular libera R$ 580 mil para motoristas de aplicativo, delivery e mototaxistas

A Semest alcançou um resultado inédito com a aplicação de R$ 3 milhões, através das linhas de crédito do BPT Fotos(Ascom/Semest)

Nesta sexta-feira, 12, a Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina (Semest) liberou, através do Banco Popular de Teresina (BPT), R$ 580 mil para motoristas de aplicativo, delivery e mototaxistas.

A Semest alcançou um resultado inédito com a aplicação de R$ 3 milhões, através das linhas de crédito do BPT. E promoveu, nesta manhã, a assinatura de 90 contratos de financiamento, no auditório da secretaria.

Para a secretária municipal de Economia Solidária, Gessy Fonseca, os números alcançados são resultado de uma força-tarefa da equipe. “A equipe inteira se mobilizou para que todos os 90 contratos fossem liberados hoje. Mais que números, estamos alcançando pessoas, suas famílias e sonhos. Uma gestão preocupada com o desenvolvimento da cidade”, ressalta a secretária.

Para o entregador de aplicativo e representante da classe, Júlio César, essa ação foi muito importante, principalmente nesse momento de crise e alta dos preços.

“Essa ação e crédito vieram em boa hora. Estávamos com dificuldades para trabalhar por conta da crise, a alta dos preços, principalmente do combustível. Isso vai nos trazer uma renda para podermos investir na manutenção dos nossos equipamentos de trabalho. Nossos parabéns para a secretária Gessy Fonseca e a Prefeitura Municipal”, disse o motorista de aplicativo.

O mototaxista Laurimilson Pereira saiu satisfeito com o processo de financiamento e crédito recebido. “Eu só tenho a agradecer à equipe, foi um processo rápido, assinei e já estou saindo com meu crédito no bolso. Parabenizo a Semest por olhar para nossa classe”, falou o mototaxista.

Vigilância Sanitária faz trabalho de orientação com serviços de delivery

Por conta da pandemia de Covid-19 e as determinações para que as pessoas fiquem em casa, tem aumentado nas últimas semanas a demanda pelos serviços de entrega – também conhecidos como delivery. A Vigilância Sanitária de Teresina está atenta a isso e tem realizado a ação Delivery Seguro, com orientação nestes serviços para evitar a disseminação da doença.

Como explica Jeanyne Seba, gerente de Vigilância Sanitária da Fundação Municipal de Saúde (FMS), o trabalho abrange os entregadores, os restaurantes que preparam os alimentos e os usuários do delivery. “Estamos visitando os estabelecimentos e dando orientações sobre o manuseio dos alimentos e os cuidados de higiene”, explica. “Do mesmo modo, estamos orientando os entregadores em tópicos com os cuidados com os capacetes e motos, durabilidade das máscaras que eles usam para trabalhar e a importância da lavagem de mãos, que se mostra mais imprescindível do que apenas o álcool gel, que deve ser usado quando ele não tiver como lavar”, diz.

Ainda segundo a gerente, estas orientações, que já eram adotadas como normas pela Anvisa antes da pandemia, agora devem ser seguidas a risca para a segurança de todos os trabalhadores envolvidos no serviço, bem como dos clientes. “Os cuidados com a higiene nunca foram tão importantes como estão sendo agora”, alerta Jeanyne.

Confira abaixo as recomendações da Anvisa:

DELIVERY SEGURO PARA QUEM ENTREGA:
1. Limpeza  da caixa térmica com água  e sabão líquido e sanitização com  solução de água  sanitária: 45ml (03 colheres de sopa) de água sanitária para 01 litro de água
2. Higienizar os punhos  da moto  ou volante do carro com solução de água sanitária ou álcool 70%
3. A higiene  do entregador é indispensável, deve-se usar camisa de mangas compridas
4. O entregador  deve lavar as mãos com água, sabão líquido e secar com papel toalha antes de pegar a embalagem  do alimento para ser transportado
5. Levar álcool 70% para utilizar entre uma  entrega e outra
6. Manter  distancia mínima de 1,5m da pessoa que recebe a mercadoria
7. Evitar tocar em superfícies ou objetos de áreas comuns dos locais de entrega
8. As maquinetas de cartões devem  ser higienizadas  com álcool isopropílico e, para facilitar a higienização, elas podem ser cobertas com filme plástico
9. Solicitar ao cliente para inserir o cartão na máquina, evitando manuseá-lo
10. Ao retornar ao serviço, lavar as mãos com água, sabão líquido e secar com papel toalha
11. Evitar tocar o rosto e, caso seja necessário, higienizar  as mãos antes
12. Fazer a higienização  dos capacetes com frequência durante  o trabalho diário

PARA QUEM RECEBE:
1. Procure sempre  fazer  o pedido  e efetuar  o pagamento  pelo aplicativo
2. Manter  uma  distância  mínima  de 1,5m do entregador
3. Receba  o pedido  e coloque em um local limpo
4. Se  o pagamento  for efetuado  na  maquineta  de  cartão,  evite  que o entregador  o manuseie.  Higienize as mãos com água  e sabão  líquido e o cartão com  álcool 70%
5. Caso o pagamento  seja realizado  com dinheiro,  lave  imediatamente  as mãos com  água e sabão  líquido e seque,  de  preferência,  com papel-toalha
6. Retire  o alimento  da  embalagem  e coloque em um utensílio de casa
7.Jogue todas  as embalagens  no lixo
8. Lave  bem  as  mãos antes  de  consumir  a refeição
9. Ao  fim, sempre  higienizar  as superfícies  que tiveram  contato com as embalagens  ou as mercadorias  entregues com solução de água sanitária: 45ml (03 colheres  de sopa)  de água  sanitária  para  01 litro de  água