Semcaspi homenageia conselheiros tutelares pelo dia nacional da profissão

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) realizou, na tarde dessa quinta-feira, (18), no auditório, uma homenagem aos conselheiros tutelares, em alusão ao Dia Nacional Conselheiro Tutelar. Durante a ação, houve confraternização entre os servidores da secretaria e os conselheiros tutelares.

Fotos: Ascom Semcaspi

Segundo Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, melhorias na estrutura dos prédios dos conselhos tutelares e na qualidade de trabalho e atendimento estão sendo implementadas.

“A gestão do Dr. Pessoa é comprometida também com os conselheiros tutelares. Nós temos a expectativa, nos próximos anos, de aumentar o número de conselho tutelar. Hoje, são cinco, temos a possibilidade de ampliar mais um ou duas unidades. Já começamos a reformar alguns conselhos, a exemplo, o I Conselho Tutelar, que historicamente foi abandonado. A meta é reformar e estruturar as cinco unidades, fazendo com que os conselheiros tenham espaços dignos de trabalho”, ressaltou.

Para Eduardo Aguiar, secretário executivo de Políticas Integradas, os conselheiros tutelares são atores sociais que são fundamentais para o desenvolvimento das atividades importantes para o município.

“A importância de um conselheiro tutelar para qualquer município é fortalecer uma política que é tão enraizada e disseminada em relação aos direitos da criança e do adolescente. O conselheiro tutelar assume um papel diferencial para à população, porque fortalece este direito e garante que a população tenha acesso às mais distintas políticas públicas, como saúde, educação, segurança pública e a assistência social”, destacou.

Socorro Arraes, conselheira do IV Conselho Tutelar, pontua que o trabalho do conselho tutelar é ininterrupto e em escala de plantão, além de fazer os devidos encaminhamentos para as ocorrências.

“É um órgão importante na defesa e proteção de criança e adolescente. O Brasil tem o Estatuto da Criança e do Adolescente há 31 anos, com ele foi criado e lá foi criado o órgão Conselho Tutelar e consequentemente, os conselheiros tutelares, que zelam pelas crianças e adolescentes, recebemos demandas de variadas naturezas, inclusive, de violência sexual e psicológica, atendendo sempre a criança e ao adolescente com risco de vulnerabilidade”, esclarece.

PAPEL SOCIAL

Tatiana Meireles, conselheira do IV Conselho Tutelar, comenta que o trabalho é árduo e contínuo, e que é necessário a sociedade conhecer o papel social para cobrar respostas das autoridades. “Este dia é muito importante para nós que trabalhamos nesta linha de frente. Trabalhamos 24 horas por dia e empenhados na tarefa de sensibilizar as pessoas, que não conhecem o nosso papel”, citou.