Secretária de Gestão Kátia Dantas assume Secretaria Municipal de Educação

Ascom/Semec

Nesta quarta-feira (03), o secretário municipal de Educação Kleber Montezuma se despediu oficialmente da pasta e passou o cargo para Kátia Dantas, até então secretária executiva de Gestão da Semec. Montezuma ocupou o posto de secretário por sete anos e, durante sua gestão, Teresina alcançou melhores resultados no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) se tornando a capital com melhor educação do país.

Em reunião online com mais de 200 técnicos da Secretaria, Kleber Montezuma agradeceu a dedicação dos servidores, que, junto com as equipes escolares, ajudaram a elevar a educação de Teresina ao primeiro lugar entre as capitais. Aproveitou para pedir que a equipe continue se esforçando e mantenha o trabalho de excelência que virou marca registrada na Prefeitura de Teresina. “O maior legado que deixo nesses anos como secretário é o caminho que trilhamos para chegar até aqui. E saio tranquilo, porque sei que temos na Educação de Teresina profissionais que amam o que fazem”, disse Montezuma.

A nova secretária, Kátia Dantas, é pedagoga concursada da Rede Municipal, graduada em Direito, pós-graduada em Supervisão Escolar e mestranda em Políticas Públicas. Já atuou como assistente jurídica do Prefeito, da Secretaria Municipal de Governo, Fundação Wall Ferraz e Secretaria de Administração e Recursos Humanos. Sua trajetória na Semec começou em 2007, trabalhando diretamente em escolas, depois passou à coordenadoria de Contratos e Licitações, Assessoria Jurídica e Assessoria Técnica, até chegar ao gabinete como braço direito do secretário, na área de gestão.

Rede municipal se prepara para transmissão de aulas pela TV

Ascom/Semec

Desde a suspensão das aulas na rede municipal, como forma de proteção contra o coronavírus, a Secretaria Municipal de Educação vem adotando medidas para manter os alunos conectados ao aprendizado. Com o prolongamento da suspensão de aulas físicas, a Semec está se preparando para começar a transmitir o conteúdo aos alunos por um canal de TV.

No mês de junho, as escolas devem começar a mobilização com os professores, que retomarão programas de formação e a preparação de aulas virtuais. Até então, alunos e professores se conectavam pela plataforma virtual criada no site da Secretaria. A ferramenta leva conteúdo para todos os anos escolares, com sugestões de leitura, jogos, exercícios e vídeo aula.

A transmissão pela TV chega para somar com a plataforma online, alcançando todos os alunos, e agora registrada como carga horária efetiva. Os alunos terão acesso a novos conteúdos, com atividades pedagógicas e contato com os professores. A ideia é que também possam interagir e entregar devolutivas sobre o novo formato de rotina escolar.

“Estamos com mais de 50 dias em isolamento social e a medida de suspensão das aulas vai se estender, mas os alunos precisam voltar a um ritmo de aprendizagem. Além da plataforma, que tem sido de grande ajuda, vamos reiniciar todos os trabalhos da escola de forma remota, inclusive com a transmissão das aulas pela televisão. Estamos planejando todo esse procedimento para iniciar em breve”, anunciou o secretário municipal de Educação Kleber Montezuma.

Escola municipal cria aplicativo para manter alunos conectados com o ensino

A Escola Municipal Poeta Da Costa e Silva, localizada no Residencial Jacinta Andrade, desenvolveu uma ferramenta online para incentivar os alunos a manterem em casa o ritmo de estudos com base no planejamento da unidade de ensino. Um aplicativo para smartphone reúne conteúdos para cada ano escolar, além de dicas de leituras, mensagens dos professores, vídeos e etc.

O app batizado de “EM Poeta CS” foi criado com ajuda do apoio pedagógico, Fledson Rodrigues, e faz parte do projeto “Distantes, mas aprendemos juntos”. Nele é possível encontrar as demais plataformas virtuais da unidade de ensino já utilizadas antes, como o canal do Youtube e o blog. A ferramenta é alimentada diariamente e contém todos os links da plataforma criada pela Secretaria Municipal de Educação para levar aprendizado, mesmo à distância.

Segundo o diretor José Manoel, o aplicativo é de acesso exclusivo da comunidade escolar, ultrapassando 500 interações diárias. “Assim podemos oportunizar o aprendizado dos nossos alunos enquanto as aulas estiverem suspensas. De acordo com nosso monitoramento, cerca de 75% dos alunos estão acessando a plataforma todos os dias, chegando à maioria dos estudantes do 1° ao 9° anos”.

O aplicativo possui vídeos e atividades de cada disciplina, fotos, dicas de jogos e filmes, também contato direto com a equipe gestora. As famílias que não possuem acesso à internet recebem o material impresso em casa.

Alunos do Programa Cidade Olímpica participam de aulas remotas

Para estimular o aprendizado dos alunos do Programa Cidade Olímpica Educacional durante a suspensão das aulas na Rede Municipal de Ensino, em razão do enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (COVID-19), a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) lançou uma Plataforma dentro do seu site para que os estudantes participem de aulas remotas ofertadas pelos professores. A página começou a funcionar esta semana.

Lá são disponibilizadas aulas online, além de dicas de leituras, links para sites educacionais, atividades práticas, testes e atividades pedagógicas que exercitam a mente dos educandos. O objetivo é também integrar a família, já que as atividades propõem a participação dos pais, tudo sem sair de casa.

Valdete Silva, coordenadora do Cidade Olímpica, explica que os professores estavam usando o Whatsapp para interagir com os alunos, enviando listas de exercícios e gravando pequenos vídeos e podcasts explicando os conteúdos. “Para realizar o acompanhamento, os alunos tiravam fotos de algumas respostas e mandavam no grupo ou gravavam vídeos explicando alguns desafios postos. Dado o volume de mensagens, tivemos dificuldades de acompanhar quem estava realmente se envolvendo nas aulas e foi aí que retomamos uma ideia antiga de termos uma plataforma modlle para ampliarmos a carga horária do Programa e termos contato com o aluno durante a semana. Agora colocamos a ideia em prática e estamos, com a plataforma, interagindo com o aluno, acompanhando sua frequência e com possibilidade de uso de várias atividades e comunicação num único espaço”, destaca.

O Programa Cidade Olímpica Educacional é uma ação da Secretaria Municipal de Educação de Teresina, que objetiva ampliar o desempenho escolar dos alunos, preparando-os para olimpíadas educacionais, fazendo com que o aluno se reconheça como sujeito de sua aprendizagem e busque sua superação acadêmica e sociocultural, melhorando sua autoestima e tornando-se referência positiva para os demais estudantes da rede.

CMEI Árvores Verdes realiza entrega de atividades escolares para alunos

Durante o período de suspensão das aulas, em razão do enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (COVID-19), o Centro Municipal de Educação Infantil Árvores Verdes, localizado na região da Cacimba Velha, zona Rural Leste de Teresina, está realizando a entrega de atividades escolares para que os alunos pratiquem em casa. O objetivo é consolidar as aprendizagens iniciadas neste ano letivo, mantendo vínculos com a rotina de estudos.

Segundo Lorena Amorim, diretora do CMEI, a equipe da escola produziu um tarefão para ser entregue aos pais e responsáveis pelos alunos. “Esse foi o primeiro, entregamos no início de maio, mas nosso trabalho pedagógico no grupo do WhatsApp iniciou no começo de abril. Eu enviava atividades em PDF, e indiquei a plataforma da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC), Em Casa Eu Aprendo. Quem não tinha como imprimir, copiava as questões no caderno da criança. As mães são super interessadas. É algo apaixonante, não tem como você não ajudar e fazer tudo para manter o vínculo pedagógico cada vez mais vivo”, conta a gestora.

Lorena explica ainda que diariamente a equipe da escola dá o suporte e direcionamento necessários através do grupo de WhatsApp para as mães que são as principais orientadoras. “Entregar as atividades gera aglomeração por mais que a gente organize. Então optamos pela entrega mensal para zelar tanto pela saúde deles quanto pela da equipe escolar” diz.

Ascom/Semec

Para Laiana Cavalcante, mãe do pequeno Pedro Isaque, do 2º período da Educação Infantil, esse é um momento novo para todos. “Quero externar minha gratidão ao trabalho que vem sendo realizado pela equipe da escola nesse momento difícil que estamos enfrentando. Eu gostei muito de receber as atividades do meu filho em casa, com isso estamos ensinando e aprendendo. A escola está realizando orientações através de grupo de WhatsApp. Estamos vivendo algo novo, em que estamos distantes, mas próximos através das redes sociais. Gostei bastante do acolhimento, mesmo à distancia, feito pela escola. Como mãe me sinto bastante apoiada pela escola, a equipe esta de parabéns pelo esforço e pela preocupação com nossos filhos”, conclui a mãe..

O Centro Municipal de Educação Infantil Árvores Verdes, atende 70 crianças com turmas de 1º e 2º período da Educação Infantil.

Professor faz vídeos com contação de histórias para seus alunos da Educação Infantil

Com as aulas da Rede Municipal de Teresina suspensas para prevenção do novo coronavírus, os professores estão utilizando a criatividade na internet para manter o contato com os alunos. No Centro Municipal de Educação Infantil Nossa Senhora da Guia, localizado na zona sudeste, o professor Deyvis Castro está desenvolvendo um projeto de contação de história no seu canal do Youtube.

Todos os sábado, às 10h, Deyvis publica um novo vídeo contando histórias infantis e compartilha o link com os pais. A ideia é que as crianças assistam, recontem, comentem e sejam estimuladas a ler. Além das narrativas de sua própria autoria, o professor incluiu no repertório histórias de Chico Buarque, Sylvia Orthof, contos e poesias de diversos autores da literatura infantil.

“É uma forma de diminuir a distância com meus alunos em meio a essa pandemia. Uso fantoches e busco sempre histórias diferentes. Em casa, eles assistem com os pais, que depois me passam um feedback, como ficam com os olhinhos atentos, reproduzindo o que assistiram, assim como fazemos em sala de aula”, disse Deyvis, que comanda a turma do I Período.

Segundo a diretora do CMEI, Rafaella Cristina, a contação de histórias tem benefícios incontestáveis. “Exercita a fantasia, imaginação, criatividade e ainda desperta a prática da leitura, bem como algumas habilidades de escrita. E nesse período de isolamento é também uma forma de fortalecer os vínculos. Essas ações se tornaram um programa de família, uma ótima iniciativa educativa. Convido a todos para assistirem os vídeos do professor Deyvis”, concluiu a gestora.

Acesse os vídeos de Contação de Histórias com o  professor Deyvis Castro.

 

 

 

 

 

Educadores da Rede Municipal farão cursos online de aperfeiçoamento

Nos meses de abril e maio, professores, coordenadores pedagógicos, diretores e assistentes de alfabetização da Rede Municipal de Ensino de Teresina participarão de capacitações oferecidas pelo Instituto Alfa e Beto em plataformas online. Um total de 845 educadores se inscreveram em sete cursos disponibilizados gratuitamente.

A Secretaria Municipal de Educação (Semec) mobilizou as equipes escolares para incentivar a participação nos cursos à distância. As formações do IAB são voltadas para a Educação Infantil, alfabetização, língua portuguesa e matemática, principalmente orientando sobre estratégias eficazes em sala de aula.

Os cursos terão duração média de 10 semanas, com textos, exercícios e videoaulas, a partir do dia 6 de abril. De acordo com a coordenadora de Alfabetização da Semec, Carmem Portela, essa é uma oportunidade de qualificação para aproveitar o tempo em casa. “Mesmo nesse momento de pandemia, estamos trabalhando pela qualificação e buscando novas estratégias para a sala de aula. O grande número de inscritos mostra o interesse dos educadores em estar cada vez mais preparados para ensinar bem seus alunos”, disse.

Os professores da educação inclusiva também estão empenhados em capacitações à distância. Mais de 60 professores e técnicos do Atendimento Educacional Especializado participam, hoje (2), do II Encontro Integrado da Consciência Autista. Esse é o maior evento online e gratuito da área, com palestras que abordam principalmente leis e técnicas pedagógicas.

“A participação no encontro é extremamente importante porque promove uma maior conscientização, reconhecimento e tomada de iniciativas, através de orientações valiosas sobre a realidade autista. Instiga o voluntariado de atividades,   de forma individual e coletiva, como ferramenta de formação pessoal e profissional, em prol do bem estar e interação social de toda comunidade envolvida. Continuaremos planejando e nos preparando, mesmo à distância”, conclui Samara Moura, da Divisão de Educação Inclusiva da Semec.

 

Professores da Rede Municipal utilizam a criatividade para ensinar os alunos pela internet

Em meio ao período de isolamento social para reduzir as chances de transmissão do novo coronavírus, as unidades de ensino da Rede Municipal de Teresina tiveram suas aulas suspensas temporariamente, mas o aprendizado não parou. Professores estão se esforçando para manter um ritmo de aulas à distância, e os alunos aprovaram a iniciativa. (mais…)

Pais de alunos atendidos pelo CMAM participam de palestra sobre educação dos filhos

Ascom/Semec

Os pais de alunos atendidos pelo Centro Municipal de Atendimento Multidisciplinar Professora Ceiça Carvalho (CMAM) participaram de palestra sobre a parceria escola e família. Na ocasião, a psicóloga Andréia Leite realizou o lançamento do seu primeiro livro “Relação Pais e Filhos e Desenvolvimento Mental de Crianças”.

O livro é uma coletânea de 17 artigos escritos a partir dos relatos de pais atendidos pelo CMAM. Segundo a psicóloga Andréia Leite, os pais precisam entender o papel fundamental que cumprem na educação da criança. “A escola não consegue fazer nada sozinha, é preciso que os pais compreendam a importância de estabelecer limites e oferecer carinho, isso faz toda a diferença na vida escolar da criança”, explica.

O CMAM é um serviço de parceria entre a Fundação Municipal de Saúde (FMS) e a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC). O Centro atende crianças e adolescentes com idades entre cinco e 16 anos e que são encaminhados pelas escolas da Rede Municipal com suspeita de algum transtorno, como dislexia, transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDH), transtornos emocionais e de fala. Além de consultas e terapias com uma equipe de profissionais diversos, o Centro disponibiliza especialistas para apoiar diretamente as escolas, com palestras e orientações até para os pais.

“Em três anos, nós já atendemos 1.229 alunos da Rede Municipal de Ensino de Teresina, somando um total de 4.064 atendimentos médicos, 275 alunos atendidos com terapia e 32.177 sessões terapêuticas”, afirma Daniela Escórcio, diretora do CMAM. Ela diz ainda que o livro da psicóloga Andréia Leite é uma forma de orientar os pais como lidar com determinados assuntos. “Cada etapa tem suas dificuldades e conquistas, pois ocorrem em momentos diferentes”, conclui.

Ascom/Semec