Campanha distribuirá máscaras com estampas informativas de combate à exploração sexual

Ascom/Semcaspi

No dia 18 de maio, se reconhece oficialmente a luta de enfrentamento ao abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes. A campanha de conscientização em alusão à data, articulada localmente pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), contará com a produção de máscaras de proteção com estampa temática. As unidades da rede socioassistencial devem começar a receber o material na próxima semana para distribuição aos colaboradores e ao grande público.

“Estamos fazendo uma campanha que contextualiza o momento em que vivemos, que é de combate ao Coronavírus, trazendo como pauta justamente o enfrentamento à exploração sexual da criança e do adolescente. A construção de uma sociedade livre desses tipos de abuso é a sociedade pela qual lutamos, e acreditamos que Teresina caminha junto, nesse sentido”, explicou o secretário da Semcaspi, Samuel Silveira.

Segundo Layla Paiva, técnica da Gerência de Proteção Social Especial (GPSE) da Semcaspi, o novo contexto de isolamento social fez com que a campanha tivesse de achar novos caminhos de conscientização. “Nos anos anteriores sempre fizemos campanhas com abordagens, panfletagens, distribuição de material informativo e apresentações culturais. Porém, por conta da Covid-19, pensamos em algo diferente. A confecção das máscaras já é uma sugestão do Fórum Nacional”, explica.

Em Teresina, a rede municipal de combate à exploração da criança e do adolescente conta com as quatro unidades dos Centros de Referência em Assistência Social (CREAS) e com a Casa de Zabelê. As equipes são capacitadas para atender essas demandas de crianças e adolescentes que sofrem situações de violência e exploração sexual.

“Já a Casa de Zabelê é uma unidade específica para atender essas adolescentes do sexo feminino”, explica Layla. O espaço realiza atividades profissionalizantes e de fortalecimento de vínculos e conta com equipe psicossocial. Atualmente, a meta de atendimento, de 100 adolescentes, já foi ultrapassada.

A população pode ser encaminhada tanto aos CREAS, quanto aos Conselhos Tutelares, através do contato com o 153. As ligações são gratuitas e o sigilo do nome do denunciante é mantido. As denúncias podem ser feitas também por meio do Disque Direitos Humanos: o Disque 100, serviço nacional de atendimento telefônico gratuito, que funciona 24 horas por dia, nos sete dias da semana. Os casos recebidos são analisados, tratados e encaminhados aos órgãos de proteção, defesa e responsabilização em direitos humanos, no prazo máximo de 24 horas. O objetivo é romper o ciclo de violência e garantir a proteção da vítima.

Covid-19: EPIs produzidos por costureiras dos Centros de Produção são entregues à FMS

A Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest) realizou a entrega de Equipamentos de Proteção Individual à Fundação Municipal de Saúde (FMS). Foram entregues 650 kits(máscara, touca e avental) e mais 13.300 máscaras avulsas. Até agora, mais de 24 mil máscaras já foram entregues para os profissionais que estão atuando no combate ao coronavírus.

Segundo o secretário da Semest, Ricardo Bandeira, a parceria com a Fundação irá continuar. “Nossa proposta é entregar, ainda essa semana, mais kits e máscaras para os profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate ao coronavírus” afirma o secretário Ricardo Bandeira.

A parceria entre a SEMEST e a FMS tem como objetivo oferecer suporte em EPIs necessários a todos os funcionários das unidades de saúde, para que trabalhem com maior segurança e cuidados no combate à covid-19. O material está sendo confeccionado pelos grupos de produção que possuem parceria com a Semest, que tem fornecido os insumos para a produção dos equipamentos.

Semcaspi reforça distribuição de materiais de higiene, limpeza e alimentação a seis abrigos de idosos

Seis abrigos de idosos em Teresina receberam, através da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), reforço de materiais de higiene, limpeza, itens de alimentação e equipamentos de proteção individual (EPIs). A ação tem como objetivo garantir que as necessidades dos idosos sigam integralmente atendidas, considerando a diminuição de doações devido a pandemia do novo coronavírus.

“A Semcaspi naturalmente cuida e abriga idosos. Nesse momento de pandemia, esse reforço é alargado. Estamos convictos que cuidar dos idosos é responsabilidade social em frente desse momento, que tanto nos aflige”, ressaltou o secretário Samuel Silveira. Três dos abrigos atendidos também receberam, recentemente, apoio de 100 mil reais, através de Termos de Fomento.

Foram contemplados com as doações o Abrigo de Idosos Manain, Casa Frederico Ozanam, Fundação Abrigo São Lucas, Casa São José, Lar D’ Santana e Lar das Flores de Maria. Em visita a estes locais, a equipe técnica realizou levantamento das necessidades específicas de cada espaço. Além destas, todos receberam mais um kit de EPIs contendo 200 máscaras e luvas, 10 litros de água sanitária e sabonete líquido e cinco litros de álcool em gel.

“Em conformidade às orientações oficiais da Fundação Municipal de Saúde no enfrentamento da pandemia, a Semcaspi tem feito, junto às casas de acolhimento para idosos, esse acompanhamento. Semanalmente, nós faremos o monitoramento, o apoio e a identificação de casos suspeitos e outras necessidades. Nesse primeiro momento, encaminhamos esses materiais para a realização dessas ações de prevenção”, explicou Franciana Beleense, profissional da Gerência de Proteção Social Especial (GPSE) da Semcaspi.

Outro diagnóstico das demandas desses abrigos deve acontecer nesta sexta (15), para continuação do apoio. Entre as necessidades mais expressadas no último documento base, estão as fraldas geriátricas e os materiais de limpeza. Atrelado a esse apoio, está também o encaminhamento de profissionais da saúde para checagem mais frequente dos espaços e dos idosos atendidos.

Desde o início da quarentena, as unidades vêm adotando medidas de segurança sanitárias e de isolamento a fim de evitar o contágio pela Covid-19: as visitas estão suspensas e todos os idosos vacinados. Além disso, as equipes vêm tendo sua atuação redesenhada, seja através do rodízio de profissionais ou da garantia de um transporte isolado e exclusivo, para deslocamento entre a residência e o local de trabalho.

“É preciso dizer que, até o momento, não temos nenhum caso suspeito ou confirmado de pessoas acolhidas nestas casas, nem mesmo da equipe técnica. Continuaremos a postos para que essa situação seja finalizada e todos permaneçam com saúde!”, destacou Franciana.

Teresina Transforma: projetos sociais atuantes na capital recebem kits de alimentação e higiene

Ascom/Semcaspi

Projetos sociais cadastrados na plataforma online de voluntariado Teresina Transforma vem recebendo, desde o primeiro dia de maio, 300 kits alimentação e higiene. O material foi viabilizado por doações feitas a um fundo nacional, mobilizado pelo Transforma Brasil. A ação se soma a outra realizada no dia 18 de abril, em que quatro projetos sociais também foram beneficiados com 200 kits de cada tipo.

“Em pouco mais de 15 dias conseguimos entregar 500 kits. A ideia é que esse número seja progressivo e que possamos aumentar o número de doações e de projetos sociais que estarão conosco na ponta, distribuindo para as famílias assistidas” explica Débora Ferraz, coordenadora do Teresina Transforma e gerente de Políticas Integradas da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi).

Foram beneficiadas com kits os projetos Casa de Zabelê; Mais Amor; Kopping; Mundo Colorido; Manhã Cidadania; e Associação Piauiense pelos Direitos Iguais (APIDI). As entregas devem ser finalizadas hoje (4). Débora Ferraz ressalta ainda que os participantes de projetos sociais atuantes em Teresina interessados em serem contemplados pelas ações da campanha podem acessar o site e realizar o cadastro. “Vamos chamar para uma conversa, tirar as dúvidas e fazer o repasse”, informa.

Embora de início, o fundo Transforma Brasil contasse com previsão de atuação até o mês de junho, após o sucesso da iniciativa espera-se que o projeto continue beneficiando projetos sociais por um período ainda maior. “Deu tão certo que provavelmente esse fundo vai ultrapassar essa data limite. É um momento em que as pessoas estão realmente contribuindo, colaborando, e não seria prudente colocar uma data de validade para essas ações” destaca a coordenadora.

As doações podem ser feitas através do site transformabrasil.com.br/. No endereço também se encontram os dados bancários disponíveis para depósito e outras informações a respeito da atuação geral do projeto. O Teresina Transforma trata-se da frente local, mantida pela Prefeitura de Teresina, através da Semcaspi. Para saber como ser um voluntário ou cadastrar seu projeto social basta acessar o link teresinatransforma.pmt.pi.gov.br/. Os registros das ações também podem ser conferidos nas redes sociais: @teresina.transforma.

SDU Leste entrega duas unidades habitacionais a famílias de baixa renda

Ascom/Sdu Leste

Na manhã desta quarta-feira (15), a Gerência de Habitação da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste (SDU Leste) entregou duas unidades habitacionais a famílias de baixa renda que estavam inseridas no Programa Família Solidária, no qual a pessoa acolhida indica outra família para lhe receber e a Prefeitura repassa uma ajuda de custo no valor de R$ 300.

As unidades habitacionais entregues estão localizadas na Rua Enoque Silveira, bairro Santa Isabel, e na Rua Tuiuti, bairro Parque Universitário. A primeira moradora, Antônia Rodrigues da Silva, é idosa e estava há três anos no Programa Família Solidária. Sua casa tinha uma estrutura precária, de taipa e com risco de desabamento. Já a segunda moradora, Cristiane Miranda de Melo, é mãe solteira de quatro filhos e está grávida do quinto, e estava inserida no Programa há dois anos.

Segundo a Gerente de Habitação, Aldeane Veloso, a entrega das casas é o reflexo da preocupação da Prefeitura em zelar pelo bem estar social das famílias de baixa renda. “Estamos aqui promovendo mais uma ação solidária. É extremamente gratificante ver a concretização do nosso trabalho e entender que, por meio dele, famílias tem uma nova chance de recomeçar suas vidas, de forma mais digna e segura”, declarou.

A assistente social Marlene Siqueira explica os critérios que devem ser atendidos pelas famílias que desejam uma unidade habitacional. “Levamos em consideração famílias em situação de vulnerabilidade social. Pessoas com deficiência, pessoas idosas, de baixa renda, mães solteiras e maior número de integrantes na família também integram os critérios estabelecidos pela Gerência”, frisou.

PMT vai distribuir mais kits de alimentação escolar e atender a todas as famílias de alunos

Ascom/FMS

Após distribuir cerca de 50 mil kits de alimentos para mães de alunos de escolas da Prefeitura, o prefeito Firmino Filho anunciou que vai ampliar a ação e entregar mais 40 mil kits na Rede Municipal de Ensino.

No primeiro momento, os kits de alimentos foram entregues às mães, priorizando aquelas que estão cadastradas no Programa Bolsa Família. Agora, receberão os kits aquelas que não possuem Bolsa Família. A distribuição começa na próxima terça-feira (07) e vai seguir o mesmo sistema de organização.

“Para que se evite aglomeração e todos sejam atendidos com segurança, a escola liga para a mãe para agendar o horário de entrega. Os kits serão entregues na mesma escola, mediante apresentação de documento de identificação com foto”, explica Kátia Dantas, secretária executiva de Gestão da Secretaria Municipal de Educação.

De acordo com secretário Kleber Montezuma, ao final serão beneficiados mais de 90 mil alunos. “Com essa medida, a Prefeitura de Teresina atende a todas as famílias com filhos matriculados em escolas e Centros Municipais de Educação Infantil”. “Essa medida chega como um alívio para as famílias em um momento difícil de suas vidas”, conclui.

Moradores do Dirceu recebem certificados de cursos oferecidos pela Fundação Wall Ferraz

Ascom/FWF

A Prefeitura de Teresina entregou certificados para os participantes dos cursos oferecidos no segundo semestre de 2019 pela Fundação Wall Ferraz no Centro de Capacitação do Dirceu, que fica localizado no Bairro Dirceu Arcoverde II, na zona Sudeste. Ao todo, 106 moradores receberam certificados e estão aptos a ingressarem no mercado de trabalho.

Durante o último semestre foram oferecidos diversos cursos no Centro de Capacitação do Dirceu, entre eles os de Balconista de Farmácia, Assistente Administrativo, Marketing em Mídia Social, Corte de Cabelo e Operador de Micro. Todos os cursos foram ministrados por instrutores que são altamente gabaritados para atuar na área e que são selecionados através de edital púbico.

Um dos exemplos que começou a mudar de vida é o jovem José Fernando, residente no bairro Dirceu II, que após o curso abriu uma pequena barbearia em sua casa e hoje já consegue ter a sua própria renda. “Já estava desempregado há um bom tempo e ao saber que o Curso de Corte de Cabelo ia ser realizado próximo à minha casa fiz questão de me matricular, e hoje já estou colhendo os frutos de ter agarrado essa oportunidade”, contou José Fernando.

Já Vanessa França, que também reside no Dirceu II e fez o Curso de Balconista de Farmácia , conta que antes tinha dificuldade de ir em busca de emprego por não ter qualificação profissional, mas agora  irá começar a distribuir seu perfil em farmácias da região. “Sem ter experiência, o jeito era trabalhar em serviços domésticos e como eu queria mudar de vida, resolvi me qualificar, hoje minha alto estima melhorou e agora já me sinto preparada para ingressar no mercado de trabalho”, ressaltou.

Segundo Scheyvan Lima, presidente da Fundação Wall Ferraz, um curso profissionalizante muda a vida das pessoas e abre portas para aqueles que desejam trabalhar de forma digna. “Ao longo de 2019 realizamos muitos cursos aqui na região do Grande Dirceu, em especial aqui no Centro de Capacitação, que é mantido pela Fundação Wall Ferraz. O que podemos observar é uma enorme redução na evasão destes cursos, fato que comprova que a cada dia as pessoas estão querendo cada vez mais se qualificar”, afirmou Scheyvan Lima, enfatizando ainda que isso é muito positivo quando se trata da iniciativa para o empreendedorismo.

Para 2020 a Fundação Wall Ferraz já realizou o Processo Seletivo para a escolha de novos instrutores e agora já prepara a agendas de cursos, que serão realizados nos Centros de Capacitações espalhados por toda a cidade e em entidades parceiras. Para ficar atento a programação de cursos basta acessar os sites fwf.pmt.pi.gov.br e pmt.pi.gov.br.

Firmino faz entrega de triciclos para comunidades em processo de transição agroecológica

O prefeito Firmino Filho realiza amanhã (05) a entrega da revitalização do Campo Agrícola do Assentamento Alegria e de 10 triciclos para as comunidades que estão em processo de transição agroecológica e que fazem parte do Projeto de Apoio ao Desenvolvimento da Agricultura Agroecológica e Produção Orgânica de Hortaliças. A solenidade acontece às 10h30, no Campo Agrícola Assentamento Alegria, na zona Sul da cidade.

Com a aquisição dos triciclos, os produtores das 10 comunidades atendidas pelo Projeto terão mais autonomia com a logística de entrega e distribuição da sua produção. “Esses triciclos estão sendo entregues para os produtores das comunidades que estão em processo de transição agroecológica. Os produtos cultivados nas hortas comunitárias de Teresina são fornecidos ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). E com os triciclos, a distribuição dos gêneros alimentícios da merenda escolar será facilitada e agilizada”, explica Maria Vilani da Silva, superintendente de Desenvolvimento Rural.

Por meio do Projeto do Apoio ao Desenvolvimento da Agricultura Agroecológica e Produção Orgânica de Hortaliças, a Prefeitura de Teresina, por meio da Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR), através de convênio com a Fundação Banco do Brasil (FBB), deverá ainda executar obras de estruturação e aquisição de equipamentos para facilitar e expandir a produção nas hortas, bem como implantar unidades de sanitização, capacitação de agricultores em cursos de manejo agroecológico e de higienização e sanitização das hortaliças.

Prefeitura entrega nova UBS no Residencial Hugo Prado nesta terça (04)

As regiões do Morada Nova e Residencial Hugo Prado, no bairro Catarina, serão beneficiadas com uma nova Unidade Básica de Saúde: a UBS Mirtes das Neves Moura, que recebe sua nova sede nesta terça-feira (04), às 18h30. O prédio funcionará na Avenida Mestre Dezinho, s/n, ao lado da Igreja Santo Expedito, e contará com estrutura moderna de acordo com os padrões priorizados pelo Ministério da Saúde.

Cerca de 7 mil pessoas serão beneficiadas pela nova UBS, que conta com duas equipes Estratégia Saúde da Família. O diretor de Atenção Básica da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Francisco Pádua, explica que o novo prédio vem para substituir a antiga sede, que funcionava em imóvel alugado. “Trata-se de uma estrutura física localizada mais próxima da comunidade e dentro da área de atuação das equipes”, comenta.

Para a construção, foi investido um total de R$ 1.062.714,50, oriundos de recursos federais com contrapartida da FMS. A população terá à sua disposição serviços como consultas médicas, de enfermagem e odontológicas, vacina, coleta e procedimentos como curativos, administração de medicação, retirada de pontos e nebulização.

Esta é a terceira obra a ser entregue em 2020 e a previsão é que mais três obras sejam inauguradas até o final do mês de fevereiro. O presidente da FMS, Charles Silveira, enfatiza a importância do investimento na Atenção Básica por ser a porta de entrada do Sistema Único de Saúde. “É através da UBS que transformamos a saúde da comunidade. É fundamental que cada um que trabalha na saúde tenha a capacidade de receber, acolher, tratar e dar dignidade ao paciente”, afirmou.

Homenageada

A UBS leva o nome de Mirtes das Neves Moura, enfermeira teresinense nascida em 27 de junho de 1927, mãe de oito filhos e sete netos. Aos 14 anos, em plena 2ª Guerra, trabalhou na Santa Casa de Misericórdia. Fez parte do primeiro grupo de enfermagem do Hospital Getúlio Vargas e prestou serviços em sua área na assistência social do Palácio de Karnak, além de cuidar de vizinhos e amigos no bairro Vila Operária.