Escolas devem solicitar coleta seletiva para recolher gratuitamente livros e apostilas que não serão mais utilizados

Coleta Seletiva realizada pela Prefeitura de Teresina. Foto (Ascom/Semduh)

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH) solicita às escolas públicas e privadas que, ao realizarem a limpeza e reorganização comum neste período que antecede o início das aulas, entrem em contato com as equipes de coleta seletiva para que seja feito o recolhimento dos materiais de forma devida, especialmente os papéis.

“Nós sabemos que entre dezembro e janeiro, as escolas costumam reorganizar o ambiente para iniciar o novo período letivo. Com isso, aumenta o descarte de papéis em geral, como livros e apostilas. Pedimos, então, que as escolas entrem em contato com nossas equipes de coleta seletiva para que possamos recolher esses materiais e fazer a destinação correta”, explica o Coordenador de Limpeza Pública da SEMDUH, Fabrício Amaral.

O recolhimento dos materiais é gratuito e pode ser agendado por meio dos seguintes números:

Escolas das zonas Norte, Leste e Centro: (86) 9.9830-7739

Escolas das Sul e Sudeste: (86) 9.8104-6786

“Essa é uma grande oportunidade para as escolas também incentivarem a coleta seletiva entre seus alunos e entre os pais. As escolas podem servir de exemplo. Também temos materiais de divulgação sobre a importância da coleta seletiva para o meio ambiente e como as pessoas podem fazer para separar corretamente seus resíduos. Basta a escola solicitar que nós fornecemos todo esse material educativo”, sugere o coordenador.

Semec fará intervenções em escolas e centros de ensino municipais

Visando oferecer cada vez mais qualidade ao ensino oferecido pela Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Educação, diversas intervenções nas estruturas físicas dos prédios serão realizadas nas unidades públicas para o período letivo do ano de 2023. O Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Francisca de Sousa Pacheco, no bairro Angelim, zona Sul da capital, é uma das contempladas.

“Nossa equipe técnica está sempre vistoriando as escolas e CMEIS para detectar os problemas estruturais e saná-los. Os gestores também nos procuram e dentro de nossa capacidade atendemos. Uma boa educação depende de profissionais bem qualificados, mas também de espaços físicos adequados para nossas crianças e jovens estudarem”, afirma o secretário municipal de Educação, Nouga Cardoso.

A equipe de engenharia da Semec vai inspecionar o CMEI Francisca Pacheco em breve e adotar as medidas necessárias para deixar o prédio com as condições ideais. Serão realizados reparos nos banheiros, calhas, muro, assim como em equipamentos como ar-condicionado.

“Nenhum secretário de educação tinha vindo até hoje em nosso CMEI, desde a sua fundação, para ver de perto nossas necessidades. O secretário executivo de Ensino, Reinaldo Ximenes, prontamente atendeu ao meu pedido e trouxe o secretário Nouga Cardoso, que foi muito solícito com as nossas demandas”, conta a diretora Ana Mary Meneses.

Crianças aprenderão na escola a identificar sinais de AVC nos familiares

Crianças aprenderão na escola a identificar sinais de AVC nos familiares. Foto (Ascom/Semec)

Cada aluno da Rede Municipal de Ensino de Teresina poderá salvar vidas em casa. Esse é o objetivo da parceria criada entre a Secretaria Municipal de Educação (Semec) e o Instituto AVC, que propõe uma rede de orientações com o projeto “Eu sou um super-herói”. As crianças serão preparadas para identificar e tomar as primeiras medidas ao perceberem situações de possível AVC em casa, com os pais, tios ou avós.

Geralmente, o corpo dá sinais que ajudam a reconhecer um Acidente Vascular Cerebral, e quanto mais rápido for o atendimento maiores serão as chances de sobrevivência. Para que a doença não atinja tão gravemente os familiares em casa, as crianças cumprirão papel fundamental na orientação dos adultos, já que os pequenos sempre multiplicam os conhecimentos adquiridos na escola.

A ação vai contar com o apoio de um pediatra e um neurocirurgião do Instituto AVC. O projeto começará pela Escola Municipal Casa Meio Norte, envolvendo todas as turmas. Segundo o secretário municipal de Educação, professor Nouga Cardoso, a ideia é ampliar para toda a Rede.

“Esses são nossos grandes super-heróis, que agora terão a chance de agir também em casa, a partir das orientações corretas que receberão na escola. Essa iniciativa pode salvar muitas vidas, por isso queremos levar para todas as unidades de ensino, iniciando com um projeto piloto na E. M. Casa Meio Norte e então ampliando o quanto a parceria permitir”, anuncia Nouga.

SEMEC realiza atividade de conscientização alimentar em escola

Atividade de conscientização alimentar em escola. Foto (Ascom/Semec)

A Divisão de Nutrição da Secretaria Municipal de Educação (Semec) realizou uma atividade na Escola Municipal Teresa Noronha para conscientizar as crianças da importância da alimentação saudável e dos riscos do excesso de açúcar em sua alimentação.

O diretor-adjunto, professor Daniel da Silva, da unidade destaca que solicitou a atividade junto ao setor de Nutrição, devido a observação que realizou junto a sua equipe pedagógica dos estudantes que vinham apresentando uma certa rejeição às refeições propostas pelo cardápio escolar.

“As crianças têm que aproveitar o momento que estão na escola para terem uma refeição mais equilibrada, visto que as mesmas, às vezes, não as têm em casa. Então, vemos a atividade de conscientização como essencial para as nutricionistas conversarem com os próprios estudantes para eles entenderem e até repassarem as informações no lar. Evitando consumir alimentos com excesso de açúcar”, pontua o diretor.

Para deixar os pequenos com o olhar atento o time da Divisão de Nutrição da Semec usou do audiovisual como ferramenta para dar uma aula para as crianças com a exibição de vídeos educativos, alertando do risco da ingestão do excesso da quantidade de açúcar e o quanto da mesma eles poderiam encontrar em alimentos como refrigerantes, salgadinhos e biscoitos.

Doenças causadas por má alimentação também foram abordadas de forma leve e descontraída, elucidando sempre aos pequenos alunos que o segredo de uma boa saúde está na alimentação saudável e na consumação de alimentos como frutas e verduras.

No final da atividade, as crianças participaram de uma distribuição de frutas e de um jogo de perguntas onde tinham que falar para os coleguinhas quais os nutrientes encontrados na fruta que receberam.

A ação foi coordenada pela chefe da Divisão de Nutrição Kaira Oliveira e foi acompanhada pelos nutricionistas Kaio Raví e Eldilene Amorim.

 

Superintendentes escolares avaliam semestre na Rede Municipal de Ensino

Os superintendentes escolares da Rede Pública Municipal de Educação de Teresina estiveram reunidos na manhã desta segunda-feira (04) para avaliarem o semestre letivo. O encontro aconteceu no Centro de Formação Professor Odilon Nunes, zona Norte da capital.

“Hoje nos reunimos com os superintendentes escolares para fazer uma panorâmica do fechamento do semestre e avaliar alguns pontos do Plano de Metas e Ações (PMA), como a frequência dos alunos e a participação deles em sala de aula”, diz Lilian de Oliveira, coordenadora das Superintendências Escolares da Secretaria Municipal de Educação (Semec).

No dia 15 de julho é a vez dos gerentes escolares se reunirem, juntamente com o secretário executivo de Ensino, Kleytton dos Santos, para fazer um balanço geral do semestre nas escolas e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e a partir do resultado serão elaboradas as intervenções que serão aplicadas no semestre seguinte nas unidades de ensino.

Por meio de avaliações periódicas, a Semec busca alcançar e atender as metas de excelência para garantir uma educação de qualidade à todas as escolas da Rede Municipal de Teresina.

Prefeitura de Teresina emite Nota Técnica para que escolas não suspendam aulas em razão de casos da Covid-19

A Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Diretoria de Vigilância em Saúde e Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE), emitiu nesta quarta-feira (22) a Nota Técnica Nº 001 FMSDVS/COE, que trata sobre isolamento e quarentena de estudantes frente a casos suspeitos ou confirmados de Covid-19. A recomendação é que não ocorra o fechamento temporário de turmas, turnos ou escolas em decorrência do surgimento de casos, exceto em condições excepcionais, mediante deliberação conjunta entre a direção da escola e as autoridades sanitárias.

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina considera a educação presencial prioritária, desde que realizada com segurança aos alunos e funcionários. Tal segurança precisa assestar-se sob os conhecimentos técnicos e científicos mais recentes e orienta as escolas e instituições de ensino públicas e privadas de Teresina e de ensino fundamental, básico e superior a adotarem algumas condutas, frente ao surgimento de casos suspeitos ou confirmados de COVID-19. O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, diz que é preciso unir esforços para atender as crianças. “Devemos fazer coletivamente tudo o que pudermos para manter as crianças na escola”, afirma.

O estudante com sintomas ou teste positivo de COVID-19 deverá manter isolamento domiciliar pelo período mínimo de cinco dias. Se no sexto após o início dos sintomas ou após o teste positivo o estudante estiver há 24 horas sem febre (sem uso de antitérmicos) e sem sintomas ou com sintomas melhorando, poderá retornar às aulas, com utilização adequada de máscaras por pelo menos dez dias. Em caso contrário, deverá manter isolamento até o 10º dia, com liberação para retorno às aulas condicionada à ausência de febre e ausência ou pelo menos melhora dos sintomas nas últimas 24 horas. Em qualquer dos casos, a duração da recomendação de uso de máscaras estará prorrogada indefinidamente nas situações descritas no Decreto Municipal nº 22.569/20221, enquanto ele estiver em vigor.

Os contatos do estudante com sintomas ou com teste positivo são definidos pela permanência uma distância de até dois metros por pelo menos 15 minutos. Os estudantes considerados contatos que estiverem com o calendário vacinal atualizado (incluindo-se as doses de reforço, se já indicadas de acordo com os grupos etários contemplados) poderão permanecer frequentando as aulas, porém com uso adequado de máscaras por pelo menos dez dias, sob monitoramento do surgimento de sintomas e testagem pelo menos cinco dias após o contato. Se surgirem sintomas ou se o teste resultar positivo, será recomendado o isolamento. A duração da recomendação de uso de máscaras estará prorrogada indefinidamente nas situações descritas no Decreto Municipal nº 22.569/20221 , enquanto estiver em vigor.

O COE-FMS recomenda fortemente a vacinação de crianças e adolescentes e disponibiliza amplamente as vacinas. Foi emitido parecer sobre recomendações e sobre obrigatoriedade do uso de máscaras em cenários específicos, conforme Decreto Municipal nº 22.569/2022. O Decreto restringe a obrigatoriedade às situações com claro e iminente risco sanitário (infectados, doentes ou contatos) e não a institui de forma indistinta / universal – até mesmo para as escolas. Em consequência, o referido Decreto não ampara condicionar a entrada de estudantes saudáveis e sem histórico de contato próximo e recente ou de teste positivo ao uso de máscaras.

A Nota Técnica é baseada em recomendações da ONU, Unicef e Unesco ao especificarem que em 2022 não pode mais ter interrupção no ensino, mas sim um momento de priorizar a educação e os melhores interesses das crianças.

Clique aqui para ver a NOTA TÉCNICA Nº 001/FMS/DVS/COE

Matrículas nas escolas da Rede Municipal passarão a ser online

A partir do segundo semestre deste ano, os pais de alunos da Rede Municipal de Teresina poderão realizar as matrículas sem sair de casa. A Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semec), está implementando o Sigma Online, um sistema web para matrículas em Centros Municipais de Educação Infantil e escolas municipais.

O secretário municipal de Educação, professor Nouga Cardoso, e sua equipe técnica, conheceram detalhes do aplicativo que vai facilitar o processo de inscrição das crianças. O mesmo sistema acessado pelos pais também pode ser utilizado pelos diretores escolares para aprovação da matrícula e pelos técnicos da Secretaria para monitoramento.

Jaciara Neves, técnica responsável por apresentar a plataforma, explica que o sistema foi programado para exibir as escolas e turmas com vagas disponíveis e ainda solicitar o serviço de transporte escolar.

“Tudo foi pensado para facilitar a busca por vagas e a efetivação de uma pré-matrícula, mas também segue o padrão de exigência das documentações e regras para o transporte, por exemplo. Cada solicitação será avaliada pelo gestor da escola, que poderá retornar o contato ao solicitante caso esteja com alguma pendência no cadastro”, explica Jaciara.

Para o secretário Nouga, o Sigma Online é mais um passo para a inovação tecnológica como aliada da educação. “Estamos abertos aos processos inovadores que surgem para somar com as ações pela educação de Teresina. Essa é uma novidade que vai ajudar os pais e responsáveis a fazer a pré-matrícula de um ou mais alunos sem precisar se deslocar em busca de vagas nas escolas, basta utilizar o celular ou computador”, disse Nouga.

Foto: Divulgação (Semec)

Diretoras de CMEIs da zona Sul estão animadas com reformas anunciados pela Semec

Mais dois Centros Municipais de Educação Infantil de Teresina receberão reparos estruturais para o retorno das aulas 100% presenciais. Nesta segunda-feira (16), o secretário municipal de Educação, professor Nouga Cardoso, esteve com sua equipe técnica visitando os CMEIs Renatinha e Luterano, ambos na zona Sul.

O CMEI Renatinha, localizado no bairro Promorar, atende 168 crianças do Maternal ao II Período. Prestes a retomar as atividades de forma total, está recebendo os serviços de capina e poda de árvores, além de pequenos reparos. “É importante não só pela estética, mas para eliminar possíveis focos de dengue. Essa retomada precisa ser segura para toda a comunidade escolar”, afirma a vice-diretora, Jaqueline Amorim.

Em visita ao CMEI Luterano, Nouga anunciou a climatização das salas de aula e uma reforma do piso e do telhado em parceria com a igreja que tem o mesmo nome do CMEI. As duas instituições dividem o amplo espaço e serão beneficiadas com os reparos na infraestrutura. A diretora Ana das Neves conta que a reestruturação do local é um sonho da comunidade, beneficiando 120 crianças. “Ficamos muito felizes com as novidades, também porque em breve ganharemos pintura nova e um parquinho, tudo que as famílias mais querem”, revela a gestora.

Segundo o secretário, o desejo é de atender o quanto antes as necessidades dos gestores, mas há um limite de gastos e prioridades, por isso vem dialogando com os diretores pessoalmente. “Minha equipe e eu avaliamos as principais necessidades para que as aulas sejam retomadas 100% como planejamos, dentro de uma estrutura segura. Tenho anotado todos os pedidos de cada escola percorrida, reivindicações justas, nossos alunos precisam do melhor espaço escolar para que construam suas trajetórias”, conclui o secretário.

Mais de 20 escolas municipais já foram limpas na Operação de Combate à Dengue em Teresina

Após a saída para passar o Dia das Mães com a família, os reeducandos da Secretaria de Justiça do Piauí voltaram a atuar na limpeza das escolas públicas municipais na última sexta-feira (13).

Até agora, pelo menos 23 escolas já foram limpas, 6 pelas equipes da CTA, comandadas pelas SAADs, e 4 pelos reeducandos da Major César. Veja abaixo os detalhes:

Zona norte: 4 escolas (feitas pelos reeducandos)
– E.M. Roberto Cerqueira Dantas
– CMEI Monte Verde
– CMEI Zélia Calixto
– E.M. Clidenor de Freitas Santos (finaliza neste segunda-feira)

Zona sul: 10 escolas (feitas pela SAAD/CTA e SEMEC)
– E.M. Professor Benjamim Soares de Carvalho
– E.M. Zoraide Almeida
– E.M. Ruth Cardoso
– CMEI Rebeca Ribeiro
– CMEI Maria Alves da Silva
– CMEI Engenheiro Matias Matos
– CMEI Luiz Gonzaga
– CMEI Lindalma Carvalho
– CMEI Vila Tiradentes
– CMEI André Diuare

Zona Leste: 4 escolas (feitas pela SAAD/CTA e SEMEC)
– CMEI Vila Bandeirantes
– Escola Professor José Camilo Silveira
– E.M. Delfina Borralho
– E.M. Padre Angelo Imperialli

Zona Sudeste: 5 escolas (feitas pela SAAD/CTA)
– CMEI Chico Xavier
– CMEI Recanto dos Pássaros
– CMEI Clarice Lispector
– CMEI Jonas Pereira
– CMEI Ramsés Ramos

Ao todo, 40 reeducandos participam da ação de limpeza. A próxima escola onde haverá limpeza feita por eles é a CMEI Amélia Beviláqua, no Bairro Santa Maria da Codipi, zona norte. Para cada três dias trabalhados, a pena dos reeducandos será reduzida em um dia.

Após finalizar todas as escolas, os reeducandos passarão a limpar os demais prédios públicos e as ruas, sempre monitorados pela Guarda Municipal e por fiscais da SEJUS.

“Estamos trabalhando a todo vapor, como determina o prefeito Doutor Pessoa. Não temos medido esforços. As parcerias entre a Prefeitura e o Exército, e entre a Prefeitura e a SEJUS têm atingido bons resultados. Agora, a população precisa fazer sua parte. Precisa verificar sua casa, seu quintal. Qualquer tampa de garrafa é suficiente para que surja a larva do mosquito da dengue, então é necessário ficar vigilante. Além disso, também é importante descartar corretamente seu lixo e denunciar quem joga lixo em local proibido”, pondera o secretário da SEMDUH, Edmilson Ferreira, coordenador da Operação de Combate à Dengue.

Denúncias relativas a terrenos baldios que podem ter foco de dengue devem ser feitas às Superintendências de Ações Administrativas Descentralizadas (SAADs), pessoalmente ou por telefone. Já os casos de lixo colocado em via pública devem ser denunciados para o Programa Lixo Zero, pelo whatsapp 86 9.9402-3074. As denúncias são anônimas. O denunciante deve enviar informações, fotos e/ou vídeos da ação.

Reeducandos trabalhando na limpeza das escolas municipais. Foto: Divulgação (SAADs)

Unidades de ensino da Zona Norte estão recebendo serviço de capina para ajudar no combate à dengue

A força-tarefa da Prefeitura de Teresina para eliminar os focos da dengue pela cidade está contando com diversas ações diretas entre a comunidade e parceiros da administração pública. Nessa sexta-feira (13), os reeducandos do sistema prisional estão finalizando o trabalho de capina na Escola Municipal Roberto Cerqueira Dantas e iniciando na Escola Municipal Clidenor de Freitas.

A ação é uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (Semec) e a Secretaria Estadual de Justiça (Sejus), com o objetivo de limpar as áreas ao redor das escolas que precisam de mais atenção no momento. A área sem matagal ajuda a eliminar os possíveis focos de reprodução do Aedes aegypti, mosquito transmissor da doença. Os CMEIs Monte e CMEI Zélia Calixto já receberam a limpeza.

Reinaldo Ximenes, coordenador do projeto na Semec, explica que a turma que está atuando no serviço de capina das unidades de ensino possui um cronograma de trabalho para contemplar o maior número de escolas possível. “Somos responsáveis pelas zonas Norte e Leste, enquanto o Consórcio Teresina Ambiental (CTA) e as superintendência de Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD´s) atendem as demandas das zonas Sul e Sudeste. Todos juntos em um mutirão contra a proliferação do Aedes aegypti”, pontua Ximenes.