CMEIS das zonas Norte e Leste entregam kits de alimentação escolar nesta semana

Os Centros Municipais de Educação Infantil das zonas Norte e Leste de Teresina entregam na próxima quinta-feira (24) e sexta-feira (24) os kits de alimentação escolar distribuídos pela Secretaria Municipal de Educação (SEMEC). Serão contemplados 12.148 alunos que vão receber gêneros alimentícios que correspondem às refeições servidas nas unidades de ensino durante as aulas presenciais.

“A ação segue um cronograma para beneficiar mais de 91 mil alunos da Rede Municipal. Após os CMEIS, as escolas do ensino fundamental farão a entrega dos kits de alimentação. O objetivo é minimizar o impacto causado pela pandemia da Covid-19 nas famílias de baixa renda, especialmente em relação a rotina alimentar”, explica o secretário municipal de Educação, professor Nouga Cardoso.

Compõem o kit, alimentos que já faziam parte do cardápio nutricional dos estudantes da Rede Municipal antes da pandemia: arroz, feijão, leite, além de frutas, legumes, proteína, entre outros itens. Os pais são orientados a comparecer às CMEIS em horários agendados, evitando aglomerações.

“É importante enfatizar que a entrega segue todos os protocolos de segurança, com higienização de cada item que compõe o kit de alimentação. Os profissionais da Secretaria usam os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e seguem as determinações do Programa Nacional de Educação (PNAE) do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação”, afirma a gerente de Assistência ao Educando da Semec, Keyla Cardoso.

Secretário de Educação conversa com pais em visita à Escola Municipal Conselheiro Saraiva

Fotos: Ascom Semec

O secretário municipal de Educação, professor Nouga Cardoso, visitou nesta quinta-feira (20) duas unidades de ensino situadas no Povoado Boa Hora, zona Rural de Teresina. Acompanhado do chefe de Transportes da Secretaria Municipal de Educação (Semec), João Batista, Nouga conferiu as instalações das escolas e conversou com famílias da região.

Na Escola Municipal Conselheiro Saraiva, o secretário foi recebido pela equipe escolar, que apresentou os projetos desenvolvidos para os alunos do Ensino Fundamental e a rotina de atividades realizadas durante a pandemia. O dia também foi de entrega dos kits de alimentação escolar, oportunidade para o gestor da Semec dialogar com os pais.

A rota incluiu uma parada no CMEI Dalai Lama, que está em processo de finalização da obra. A creche foi totalmente reformada para atender uma maior quantidade de alunos, com ampliação do pátio coberto, novas salas de aula e pintura.
A Major Elizete de Lima, comandante do 13º Batalhão da Polícia Militar, participou das visitas e garantiu reforço na segurança das unidades de ensino.

SEMAM lança projeto de educação ambiental em escolas de Teresina

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAM) lançou um projeto que busca despertar os estudantes e a comunidade escolar para a importância dos cuidados e da preservação do Meio Ambiente. Em tempos já tão difíceis, em que é preciso pensar e agir, antes de poluir, a SEMAM fez mais uma ação educacional de distribuição de mudas de plantas.

“O que queremos é contribuir para a formação de cidadãos conscientes, que vivenciem a sustentabilidade em suas atitudes. Estamos doando mudas para que as crianças e suas famílias sejam multiplicadoras de boas ações. O nosso projeto já fala isso: quem planta uma muda, muda tudo”, destacou a secretária Elisabeth Sá.

Quase 100 mudas de plantas nativas, frutíferas e ornamentais foram distribuídas, através do Projeto “Teresina Mais Verde”, em mais uma ação educacional em escolas de Teresina. A ideia é replicar essa ação para as demais instituições de ensino.

INOVAÇÃO

“O legal desse projeto é que acrescentamos agora a identificação das plantas, através de QR Code. Então, cada um que levou sua mudinha, já foi sabendo qual planta era aquela e todas as suas características para o plantio, inclusive. Além de plantar uma árvore que vai beneficiar todo o nosso Meio Ambiente, as crianças e suas famílias aprendem a cuidar”, finalizou Naisis Castelo Branco, gerente do Núcleo de Educação Ambiental (NEA) da SEMAM.

Quase 100 mudas de plantas nativas, frutíferas e ornamentais foram distribuídas, através do Projeto “Teresina Mais Verde” Foto(Ascom Semam)

Guarda Civil faz monitoramento após arrombamentos em 100 escolas municipais

Ações de monitoramento serão executadas em escolas municipais (Foto: Ascom GCM)

O comandante da Guarda Civil  Municipal de Teresina (GCM), coronel Nixon Frota, determinou o monitoramento das escolas municipais. Das 317 unidades de ensino na cidade, aproximadamente 100 foram alvos de arrombamentos. A integração entre as secretarias foi firmada após reunião com o secretário municipal de Educação, Nouga Cardoso, nesta terça-feira (12).

“O objetivo é a repressão aos arrombamentos e furtos ocorridos nas escolas da rede municipal. Tive uma reunião com o secretário Nouga Cardoso e o momento  é de diagnóstico com base nos dados da Secretaria Municipal de Educação”, informou o comandante da GCM.

A ação dos vândalos se concentra, principalmente, em 20 escolas das mais variadas zonas da cidade. De janeiro de 2020 a janeiro de 2021 já são contabilizados 100 escolas alvo de criminosos, sendo que algumas foram arrombadas mais de uma vez.  A Escola Municipal Altina Castelo Branco,  na região do Grande Dirceu, foi alvo de oito arrombamentos.

Ao todo são 189 boletins de ocorrência. Entre os objetos furtados estão computadores, botijões de gás de cozinha, móveis, eletrodomésticos e fiação, entre outros.

Após reunião dos secretários, os GCMs iniciaram o mapeamento da situação nesta quarta-feira (13) para o planejamento de ações e preservação do patrimônio público.

“Vamos gerar projetos com resultados positivos para as duas áreas, no sentido de reforçar a segurança nos estabelecimentos de ensino municipais”, disse Nixon Frota.

Atualmente, a Secretaria  Municipal de Educação  (Semec) conta com  317 escolas e mais de 96 mil alunos.

Prefeitura de Teresina construiu 24 escolas nos últimos quatro anos

Teresina é a capital brasileira com o melhor Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). Para conquistar o topo no ranking, a rede municipal precisou passar por uma série de melhorias em infraestrutura nos últimos anos. De 2017 a 2020 foram construídos 20 Centros Municipais de Educação Infantil e quatro escolas de Ensino Fundamental. Além disso, mais de 55 unidades passaram por reformas e ampliações.

Os dados detalhados fazem parte do Relatório de Gestão 2017-2020, que sintetiza o trabalho das diversas áreas e deve servir de base para estudos e pesquisas, além de colaborar com o trabalho da próxima gestão. “São 1.389 salas de aula com mais de 90 mil alunos matriculados. Confiamos que cada procedimento e ação contribuíram para a garantia do aprendizado dos nossos alunos da rede municipal de ensino”, disse o prefeito Firmino Filho.

Para melhorar a estrutura física das escolas, nos últimos quatro anos 138 unidades de ensino receberam climatização. E mais de 8 milhões de reais foram investidos na aquisição de 24.406 conjuntos escolares (mesa e carteira). “As ações foram feitas para atender a demanda de alunos matriculados na Rede Municipal, que teve o maior número de matrículas que as redes estadual e privada: 97,8% de crianças entre 6 e 14 anos estiveram matriculadas em escolas da Prefeitura”, destacou a secretária municipal de Educação, Kátia Dantas.

Rede Municipal: escolas reformadas e ampliadas irão garantir mais matrículas nos próximos anos

Para expandir o número de matrículas e atender a demanda crescente em Teresina, muitas unidades de ensino da Rede Municipal passaram por um processo de reforma e ampliação. Nos últimos quatro anos, 55 escolas tiveram melhorias em sua infraestrutura e 11 ainda serão finalizadas até o próximo ano.

No Mocambinho, o CMEI Francisco de Assis vai praticamente dobrar sua capacidade de atendimento, passando de 270 para 520 alunos, após a construção de mais cinco salas de aula. O mesmo acontece com os CMEIs Dalai Lama e Santa Terezinha, ambos na zona Rural. Os prédios foram reestruturados, com ampliação dos pátios cobertos, novas salas e pintura. No CMEI Santa Terezinha, ainda foram construídos dois espaços para berçário, uma reivindicação das mães trabalhadoras da região.

Outra obra de impacto para a comunidade está localizada na zona Sudeste, no bairro Dirceu. O CMEI Maria Augusta de Jesus, que antes funcionava em um pequeno prédio alugado, terá sede nova, com seis salas de aula, pátio coberto, banheiros adaptados, cozinha e muito espaço para as atividades ao ar livre. As obras estão em fase de finalização.

“Conforto e segurança são essenciais para a qualidade do aprendizado das crianças, portanto modificamos, ampliamos e melhoramos a infraestrutura das escolas, pensando sempre em espaços coloridos e modernos, com boa circulação de ar, onde a rotina escolar seja mais agradável”, pontua a secretária municipal de Educação, Kátia Dantas.

Prefeitura de Teresina inaugura obras e oferece mais 699 vagas na rede municipal de ensino

Rômulo Piauilino

A rede municipal de ensino ganhou 699 vagas com a entrega de três grandes obras da educação em Teresina, todas em benefício da educação infantil. Na manhã de hoje (14), o prefeito Firmino Filho inaugurou o Centro Municipal de Educação Infantil Jonas Pereira da Silva, entregou a ampliação do CMEI Júlio Romão e a reforma e ampliação do CMEI Planalto Uruguai.

“O ensino infantil é essencial para que possamos ter uma educação de sucesso. Entregamos para cidade um modelo de educação que é referência nacional, que conquistou o primeiro lugar dentre as capitais brasileiras, e acredito que esse é um grande legado que precisa ser seguido ao longo do tempo”, disse o prefeito Firmino Filho durante a solenidade.

No Parque Manoel Evangelista, o Centro Municipal de Educação Infantil Jonas Pereira da Silva, atenderá preferencialmente crianças de 0 a 3 anos. A creche foi toda construída com tecnologia inovadora que reduz as altas temperaturas, um investimento de quase R$ 3 milhões.

“Estamos entregando para a comunidade o nosso compromisso de melhorar a educação, especialmente relacionada à ampliação de vagas. Com a entrega do CMEI Jonas Pereira da Silva, no Parque Manoel Evangelista, conseguiremos atender 224 crianças de 0 a 3 anos. Essa era uma reivindicação das mães e é com muita alegria que a gente consegue atender isso hoje”, ressaltou o prefeito.

Firmino Filho entregou ainda a obra de ampliação do CMEI Júlio Romão, no Alto da Ressurreição. No local, foram construídas seis novas salas de aula, dobrando a capacidade de atendimento. “O Júlio Romão é um CMEI de referência que atendia a 300 crianças. Estamos dobrando o número para 600 vagas e cumprindo o desafio de atender a demanda da educação infantil nesta região da cidade”, disse a secretária municipal de Educação, Kátia Dantas.

A reforma e ampliação do CMEI Planalto Uruguai também foi entregue na manhã desta segunda-feira. O espaço foi totalmente transformado para atender 250 alunos do Maternal ao 1º ano. São cinco novas salas climatizadas, refeitório, pátio coberto, banheiros com acessibilidade, depósitos, jardim, pintura em todo o prédio e a entrada modificada. “O CMEI Planalto Uruguai possuía uma estrutura tímida e atendia 75 alunos. Agora, ele está todo adequado de acordo com o protocolo da Prefeitura para o recebimento dos alunos assim que as aulas retornarem, ganhou cinco salas de aula novas e toda uma estrutura repaginada”, acrescentou Kátia.

Quem comemora as melhorias feitas em todo o ambiente escolar é a manicure Ana Verônica, que tem dois filhos de 3 anos matriculados no CMEI. “É muito bom ter uma escola dessas perto da gente. Temos uma segurança de chegar do trabalho e encontrá-los aqui em segurança. O atendimento é bom, todos os profissionais são muito prestativos, explicam direitinho, e sempre que temos dúvidas eles estão disponíveis para ajudar”, contou.

Inaugurações na zona Norte revelam melhorias em escolas do Ensino Fundamental

Começa nessa quinta-feira (10) uma programação da Prefeitura de Teresina para inaugurações na área da educação. Novas creches, escolas reformadas e construção de quadras escolares estão entre as obras recém concluídas. As duas primeiras inaugurações que contarão com a presença do prefeito Firmino Filho, esta semana, serão na zona Norte: a reforma e ampliação da Escola Municipal Moaci Madeira Campos; o pátio e quadra da Escola Municipal Poeta Da Costa e Silva.

No bairro Santa Sofia, a E.M. Moaci Madeira Campos ganhou mais seis salas de aulas climatizadas, cozinha completa e banheiros novos, além de cobertura no espaço entre blocos e pintura em todo o prédio. Com a ampliação, a escola passa a atender 1.100 alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental.

Já na E.M. Poeta Da Costa e Silva, no Residencial Jacinta Andrade, o pátio recebeu uma cobertura para amenizar as altas temperaturas, e todo o espaço da escola está com pintura nova. A quadra poliesportiva favorece a prática de atividades diversas, sendo mais um espaço de socialização, incentivo ao esporte e manifestações culturais.

“Construímos, reformamos e ampliamos muitas unidades de ensino este ano. É hora de celebrar a nova vida que essas obras trouxeram para nossas escolas. Cada construção foi planejada para trazer mais conforto e qualidade à comunidade escolar, pensando também na expansão do número de alunos. Essas melhorias pela cidade dão mais ânimo, motivam a educação que é número um”, vibra Kátia Dantas, secretária municipal de Educação.

Alunos de 15 escolas municipais estão escrevendo cartinhas para o Papai Noel

Todos os anos, com a chegada do Natal, milhares de crianças escrevem cartinhas para a Campanha Papai Noel dos Correios. Em Teresina, alunos de 15 escolas municipais participarão da ação, que este ano acontece de forma online, em razão da pandemia. A corrente do bem une voluntários e padrinhos para atender aos pedidos das crianças e proporcionar um Natal mais feliz.

Os professores estão estimulando alunos do 1º ao 5º ano a escreverem as cartas endereçadas ao “Bom Velhinho”, que devem ser cadastradas no blog da campanha (www.blognoel.correios.com.br) até o dia 4 de dezembro. As cartinhas serão adotadas no próprio endereço eletrônico e os presentes levados até um dos pontos de coleta.

Durante a campanha, os alunos aproveitam para aprimorar as habilidades de leitura e escrita. Antes de colocarem o sonho no papel, preparam o texto, recebem ajuda dos professores e capricham em desenhos. Desde a primeira edição, os pedidos são os mais variados possíveis. Além de brinquedos, as crianças pedem material escolar, cestas básicas e até roupas.

A ideia da campanha digital, segundo o presidente dos Correios, Floriano Peixoto, é alcançar o maior número de crianças em um ano onde tudo aconteceu diferente. “Esse formato online acontece pela primeira vez em 30 anos, mas nem por isso será menos emocionante”, disse.

Na Escola Municipal Minha Casa, a diretora Amélia Barros conta que os alunos estão animados com a movimentação de Natal. “Essa é uma época do ano muito aguardada por eles. Normalmente, vivenciamos esse clima na escola, porém será diferente desta vez. As cartinhas estão sendo escritas em casa, mas a empolgação é a mesma. Vamos torcer para todas serem adotadas e termos um belo Natal”, declarou a diretora.

Plantão gerencial vai atender diretores das escolas da Prefeitura


Diretores e coordenadores pedagógicos das escolas municipais de Teresina participarão do 1º Plantão Gerencial, que acontecerá no dia 27 de outubro. A iniciativa é direcionada aos gestores do Ensino Fundamental e consiste em encontros agendados por escola com técnicos da Secretaria Municipal de Educação (Semec), para que sejam discutidos desafios e metas de aprendizagem.

Na ação, as equipes escolares receberão suporte técnico para desenvolver todas as estratégias planejadas. Segundo a secretária executiva de Ensino, Irene Lustosa, serão disponibilizadas 15 salas do Centro de Formação Odilon Nunes. “A ideia é que as equipes escolares reflitam sobre seus resultados e pensem em metas dentro de suas realidades. Um momento de organização e reinvenção”, explica.

Durante o plantão, os gestores também devem dialogar sobre as atividades não presenciais, inclusive avaliando a participação dos alunos e traçando novas formas de mantê-los participativos nas plataformas digitais.