FMS se reúne com escolas conveniadas para a oferta de cursos aos servidores em 2020

Com o intuito de promover a educação continuada dos servidores da Fundação Municipal de Saúde (FMS), o Núcleo de Qualificação de Pessoas se reuniu ontem (27) com Centros Educacionais conveniados com a entidade. O objetivo foi discutir a elaboração do calendário de cursos a serem oferecidos em 2020.

Durante o evento, ocorrido na sala de reuniões da FMS, foi tratada a divisão de cursos entre as escolas conveniadas, utilizando as contrapartidas objeto dos convênios. “Com a divisão dos cursos, poderemos elaborar o calendário de cursos para os servidores, que serão ofertados durante o ano de 2020”, informa Francisco Rego, chefe do Núcleo de Qualificação de Pessoas da FMS.

Além das sete escolas conveniadas, estiveram presentes os representantes da Escola de Gestão de Teresina, núcleo de educação continuada do Hospital de Urgência de Teresina, e a equipe da diretoria de Recursos Humanos da FMS. “A previsão para o lançamento do calendário é para o mês de março”, informa Francisco Rego.

Capacitação

Ainda segundo Francisco Rego, no ano de 2019 o Núcleo de Qualificação de Pessoas da FMS promoveu mais de 40 cursos e atividades, que capacitaram mais de 2 mil servidores em áreas de saúde, administrativo e gestão. Foi lançada ainda a ferramenta de inscrições online, o que garantiu comodidade e agilidade no processo de inscrição e aplicação dos cursos.

Educando para Prevenir: Projeto de combate às drogas será expandido para as escolas estaduais

Ascom/Semcaspi

O secretário municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), Samuel Silveira, discutiu nesta quita-feira (23) a expansão do projeto “Educando para Prevenir” para os alunos do ensino médio das escolas do Estado. O projeto faz parte do Programa Vila Bairro Segurança e promove ações de prevenção ao uso das drogas, levando atividades educativas e de conscientização para a classe estudantil da capital.

Samuel Silveira apresentou a estrutura do programa Vila Bairro Segurança para a equipe técnica da Secretaria de Educação do Piauí. Ele explicou que a expansão do projeto faz parte do pacto de prevenção à violência através da identificação dos fatores de risco na realidade em que os alunos estão inseridos e o desenvolvimento das ações para dialogar com jovens e adultos, já que o projeto é executado na educação infantil.

“O prefeito tem reforçado essa necessidade de diálogo com o governo estadual para a expansão do programa. Fomos buscar essa parceria, para que junto com a equipe técnica designada pelo secretário de educação, a gente consiga desenvolver uma estratégia para adaptar a metodologia e dialogar com aos alunos do ensino médio”, disse o secretário da Semcaspi.

O secretário de educação do Piauí, Hellen Gera, afirmou que o enfrentamento das drogas dentro das escolas é um tema bastante discutido pelo governo estadual e definiu que Unidade de Ensino e Aprendizagem, Unidade de Inspeção Escolar e o Comitê de Combate a Violência nas escolas vão colaborar com o estudo da estratégia e execução do projeto nas escolas do Piauí.

“O Estado se coloca a disposição, pois sabemos que é muito importante esse debate para o desenvolvimento das ações de prevenção nas escolas. Muitos alunos que saem do ensino básico oferecido pela Prefeitura de Teresina e vão para o ensino médio precisam da continuidade desse acompanhamento e orientação”, afirmou o secretário Hellen Gera.

O projeto Educando para Prevenir é executado através de uma articulação entre a Semcaspi e a Secretaria Municipal de Educação (Semec). O projeto conta, ainda, com a participação da Guarda Civil Municipal de Teresina e com o auxilio de profissionais do território, assistentes sociais e psicólogos dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras).

Vila Bairro Segurança

O programa da Prefeitura de Teresina, conduzido por meio da Semcaspi, trabalha uma proposta multissetorial de segurança pública. A ação contempla os 13 bairros que formam a região do Parque Lagoas do Norte, sendo eles: o Acarape, Aeroporto, Alto Alegre, Itaperu, Mafrense, Matadouro, Mocambinho, Nova Brasília, Olarias, Parque Alvorada, Poti Velho, São Francisco e São Joaquim.

Curso busca jogadores de xadrez para ensinar alunos nas escolas da Prefeitura

Ascom/Semec

A Secretaria Municipal de Educação (Semec) e a Federação Piauiense de Xadrez (FPIX) vão promover o Curso de Formação em Xadrez, buscando estudantes universitários que já tenham habilidade com o jogo de tabuleiro. A ideia é preparar professores de xadrez para atuarem nas escolas municipais de Teresina.

As escolas de tempo integral da Prefeitura já agregaram o xadrez em sua grade curricular, como forma de estimular o raciocínio lógico dos alunos e desenvolver uma série de competências atreladas a essa prática. Para expandir o alcance da disciplina, a Semec e a Federação realizarão a formação gratuita de interessados, dia 20 de janeiro, no Centro de Formação Odilon Nunes.

Segundo a coordenadora das escolas de tempo integral no município, Eliane Santos, podem inscrever-se estudantes universitários que estejam cursando a partir do 4º período de qualquer licenciatura. “É preciso que já tenha alguma habilidade com o xadrez, pois recrutaremos estagiários nessa oportunidade. O objetivo é ampliar o número de escolas que oferecem a disciplina de xadrez na Rede Municipal”, detalha.

Feliz com a parceria entre a Federação Piauiense de Xadrez e a Semec, o presidente da FPIX, Luísa Carlos, destaca como a modalidade é uma importante ferramenta pedagógica.

“O xadrez traz muitos benefícios para a formação dos jovens, sendo um esporte lúdico e que desenvolve habilidades cognitivas. Estamos desde o ano passado capacitando professores para ministrar a disciplina nas escolas da Prefeitura, agora com mais escolas, precisamos de mais professores. Essa é uma boa oportunidade para aprimorar a técnica e atuar em um estágio remunerado”, afirma Luís Carlos.

Reforço de férias fortalece habilidades em língua portuguesa e matemática

Ascom/Semec

Férias não são apenas descanso. Para mais de 3 mil alunos da Rede Municipal de Ensino de Teresina, o mês de janeiro está sendo dedicado ao aprofundamento de conteúdos por meio do reforço de férias, promovido pela Secretaria Municipal de Educação (Semec). São 64 escolas municipais funcionando com rotina de aulas para turmas do 3º e 5º ano do Ensino Fundamental.

As aulas extras foram planejadas para fortalecer habilidades básicas em matemática e língua portuguesa, ajudando os estudantes a melhorarem o desempenho no ano seguinte. Segundo a coordenadora do reforço, Luzia Carvalho, essas são disciplinas fundamentais para o sucesso acadêmico dos alunos.

“A matemática e o português nos ajudam na leitura de mundo, por isso são primordiais para o crescimento do aluno. O reforço fortalece essa base nos estudos, garantindo um desempenho melhor em todas as outras disciplinas”, explica Luzia.

Ascom/Semec

Para Bianca Sousa, aluna da Escola Municipal Parque Itararé, acordar cedo nas férias compensa pelo orgulho que pretende dar aos pais no próximo ano. “Eu quero ter muitas notas boas no 6º ano, e tenho consciência que preciso de uma força na matemática, por isso acho que vale muito a pena”, declara.

As aulas tiveram início esta semana e seguem até o dia 24 de janeiro. Um teste aplicado pelos professores vai diagnosticar o que foi aprendido pela turma neste período. Os alunos selecionados também começam a ser preparados para o IDEB 2021.

“Estamos trabalhando leitura, escrita, oralidade e números, tudo de forma mais dinâmica, com um material próprio”, conta o diretor da Escola Municipal Monteiro Lobato, Francisco Rodrigues. Nessa escola da zona Sul, 102 alunos participam das atividades de reforço. “São aulas mais lúdicas, com um grupo menor de alunos, possibilitando um atendimento mais individualizado. Essa ação é importante para recuperar notas e reforçar conteúdos”, finaliza o gestor.

Ascom/Semec

Escolas da Prefeitura de Teresina aprovam 296 alunos no IFPI

Ascom/Semec

Ao final do 9º ano do ensino fundamental, o sonho da maioria dos estudantes de escolas públicas piauienses é ingressar em grandes unidades como o Instituto Federal do Piauí (IFPI). Este ano, 296 alunos da Rede Municipal de Teresina alcançaram essa conquista, sendo aprovados no teste do IFPI para ingressarem no ensino médio e nos cursos técnicos.

O feito foi bastante comemorado pelas escolas e famílias, mas também pela Secretaria Municipal de Educação (SEMEC), que desde 2017 oferece suporte para os jovens chegarem cada vez mais perto da conquista desse sonho. A Prefeitura de Teresina oferece um preparatório gratuito aos sábados, com conteúdo programático direcionado para o teste seletivo do Instituto.

O Pré-IFPI é uma oportunidade para os alunos aprofundarem seus conhecimentos e ainda receberem um estímulo a mais dos professores. A motivação e a dedicação dos estudantes em 2019 fez com que o número de aprovados das escolas da Prefeitura passasse de 194 para 296, com grande quantidade de alunos entre os primeiros lugares.

Para o secretário municipal de Educação Kleber Montezuma, o ingresso em grandes instituições de ensino representa a continuidade do ensino de qualidade. “Comemoramos principalmente por saber que as próximas etapas escolares dos nossos alunos terão um ritmo tão bom quanto as anteriores”, disse.

A Escola Municipal Professor Manoel Paulo Nunes, localizada no Vale Quem Tem, zona leste de Teresina, pelo segundo ano consecutivo, foi a escola com maior número de alunos aprovados no IFPI. Este ano, 19 alunos foram aprovados no teste, além do primeiro lugar no curso de administração.

Na Escola Municipal Professor Antilhon Ribeiro Soares, situada no Lourival Parente, zona Sul de Teresina, foram 05 selecionados no IFPI, além do 1º lugar no curso de informática.

“Já realizamos um trabalho voltado para os sonhos dos alunos no 9º ano, conversando, motivando e preparando para a próxima fase. A turma sabe que está em uma escola boa, então busca manter esse ritmo. As aprovações são reflexo de um trabalho bem feito, por isso é motivo de muito orgulho para toda a equipe”, conclui a diretora Rosimay Pereira Monteiro.

Inicia segunda (16) período de novas matrículas nas escolas municipais

Terá início na próxima segunda-feira (16) e segue até o dia 20 o período de matrículas para novos alunos de 4 e 5 anos de idade da Rede Municipal de Ensino de Teresina. Reconhecida como a melhor educação pública entre as capitais do país, cresce a busca por vagas para estudantes de todas as idades em 2020.

Para organizar o processo, a Secretaria Municipal de Educação (Semec) elaborou um cronograma de matrículas por ano escolar. Seguindo o cronograma, na próxima segunda, 16, as unidades de ensino realizarão novas matrículas dos alunos de 4 e 5 anos, turmas do I e II período da Educação Infantil que desejam estudar nas escolas da Prefeitura de Teresina. São 182 unidades de ensino, totalizando 7.739 vagas.

Para matrículas novas é necessária apresentação de certidão civil para a comprovação da idade do aluno, CPF do estudante ou do responsável (caso seja menor de idade), cópia da fatura de água e comprovante de endereço com CEP da rua onde mora.

Segundo a Semec, mesmo os estudantes que não possuem certidão de nascimento terão a inscrição assegurada, devendo a escola comunicar para a Gerência de Assistência ao Educando (GAE), a fim de tomar as devidas providências. As aulas terão início no dia 02 de fevereiro.

 

Dupla de atletas do Badminton na Escola conquista prata no Equador

O Brasil foi campeão na modalidade por equipe da categoria Sub-19, além de vice na Sub-15 e Adulto no Campeonato Sul-Americano Adulto e Juventude Badminton Guayaquil 2019, no Equador. Os piauienses Lorena Vieira, Monaliza Feitosa e Jonatas Carvalho fizeram parte da seleção adulta e subiram ao pódio para receberem as medalhas de prata. Lorena Vieira e Monaliza Feitosa competiram no individual e também ficaram com prata.

Os jovens medalhistas teresinenses fazem parte do Programa Badminton na Escola.  A competição encerrou nesse fim de semana, com participação de sete países. Na semana passada, os atletas de Teresina já tinham feito bonito no campeonato. Foram sete medalhas de bronze conquistadas individualmente ou em duplas na categoria Sub 17.

O Programa Badminton na Escola foi criado para aliar o esporte à educação, contando com cerca de 100 alunos e ex-alunos da Escola Municipal Parque Itararé. A ação é uma parceria da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) com a Associação de Badminton do Grande Dirceu (ASBAGDI) e tem revelado grandes talentos nos últimos anos.