Treze escolas municipais de Teresina concorrem à certificação da Unesco

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) concede anualmente certificações para as escolas com projetos relevantes para os alunos e comunidade. Este ano, 13 escolas municipais de Teresina são candidatas ao título de oficialmente associadas.

O reconhecimento é feito por meio do Programa das Escolas Associadas da Unesco no Brasil. São mais de 180 países e 11.000 escolas unidas para o fortalecimento de valores sociais. Em Teresina, apenas a Escola Municipal Casa Meio Norte e uma instituição de ensino particular possuem a certificação atualmente.

As unidades de ensino candidatas inscreveram projetos com um planejamento de ações a serem realizadas durante o ano. Em 2019, as atividades giram em torno das questões ligadas à diversidade da educação, povos indígenas e a preservação do patrimônio material e imaterial.

O secretário municipal de Educação, Kleber Montezuma, também foi convidado para participar do Encontro Nacional das Escolas Associadas da Unesco, marcado para o mês de setembro, em Ouro Preto (MG). O momento será de troca de experiências, com participação de cerca de 800 representantes de escolas e convidados internacionais.

As escolas candidatas são:

Escola Municipal Angelim

Escola Municipal Areolino Leôncio da Silva

Escola Municipal Conselheiro Saraiva

Escola Municipal Deputado Francílio Almeida

Escola Municipal Eurípides de Aguiar

Escola Municipal Jornalista Deoclécio Dantas

Escola Municipal Jornalista João Emílio Falcão

Escola Municipal Mário Faustino

Escola Municipal Mocambinho

Escola Municipal Parque Piauí

Escola Municipal Professor Antilhon Ribeiro Soares

Escola Municipal Professor Valter Alencar

Escola Municipal Santa Filomena

 

Estudantes conquistam 13 medalhas nas Olimpíadas de Física

Ascom Semec

O Programa Cidade Olímpica Educacional, desenvolvido pela Prefeitura de Teresina, está comemorando mais um resultado positivo. A Universidade Federal do Piauí (UFPI) divulgou a lista com o resultado da Olimpíada Brasileira de Física (OBF) e Olimpíada Brasileira de Física de Escola Pública (OBFEP), de 2018, a nível Estadual e Nacional. Treze estudantes de Escolas da Prefeitura de Teresina serão premiados.

A solenidade de premiação acontecerá no dia 02 de maio, às 14h, no Auditório Afonso Senna do Cento de Ciências da Natureza da UFPI. Na ocasião, também serão homenageados as Escolas Municipais Vereador José Ommati e Nossa Senhora da Paz, além do professor de física do Programa Cidade Olímpica, Jesus Vênus Silva Costa, pelos resultados obtidos através do bom desempenho dos alunos medalhistas.

Os alunos destaque na OBF Estadual são: Wyvyane Lina Ferreira, da Escola Municipal Professor Valter Alencar, que conquistou medalha de ouro; Eric Manoel Ribeiro de Sousa, da Escola Municipal Barjas Negre, com medalha de prata; e Rangel Barbosa da Costa, da Escola Municipal Manoel Paulo Nunes, que obteve medalha de bronze.

Já os estudantes destaques na OBFEP nível Nacional são: Guilherme Machado da Silva, Escola Municipal Vereador José Ommati, Yuri Gomes da Silva, Escola Municipal Nossa Senhora da Paz, que conquistaram medalha de prata; e os estudantes Geyceane Nayara Soares, da Escola Municipal Professor Valter Alencar, Marcos Kayvi Bruno Leal, da Escola Municipal Professor Itamar de Sousa Brito e Vitória Rodrigues Paz, da Escola Municipal Delfina Borralho Boa Vista, que conquistaram medalha de bronze.

A OBFEP nível Estadual irá premiar os estudantes, Geovana Maria Carvalho Vieira, da Escola Municipal Professor Valter Alencar, medalha de ouro; Thamara Ysa dos Santos, Escola Municipal Areias, Paulo José Damasceno de Araújo, Escola Municipal João Paulo II, Ryanne Vitória de Melo Aguiar, Escola Municipal Maio Faustino, com medalha de prata; e Maria Vitória da Silva Tavares, Escola Municipal Ofélio Leitão, com medalha de bronze.

Jesus Vênus, professor da disciplina de física do Programa Cidade Olímpica Educacional, explica que durante as aulas os jovens são preparados para participarem das mais diversas competições de conhecimento, levando o bom exemplo para as salas de aula. “É uma grande alegria ver nossos alunos se destacando em olimpíadas. Isso demonstra um trabalho de acompanhamento elaborado, com atividades específicas para alcançar tais resultados”, destaca.

Escolas municipais renovam parceria com o Programa de Educação Ambiental

Ascom/Semec

A quarta edição do Programa de Educação Ambiental (PEA) chega às unidades de ensino da Rede Municipal de Teresina com a proposta de discutir a gestão dos resíduos sólidos. Hoje (25), representantes das escolas participantes estiveram no Centro de Formação Odilon Nunes para receber o material de apoio do projeto.

A iniciativa é do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV), por meio do Sistema Campo Limpo. A Associação do Comércio Agropecuário do Piauí (ACAPI) é a realizadora da ação, que também organiza um concurso de redação e desenho para os estudantes.

Com o incentivo da Secretaria Municipal de Educação (Semec), 20 unidades de ensino aderiram ao projeto em 2019, levando para as turmas do 4º e 5º anos do Ensino Fundamental uma programação de educação ambiental. Os temas em destaque são a destinação correta das embalagens, o impacto dos resíduos sólidos e toda a alteração ambiental feita pelo homem.

“O mais importante é desenvolver com as crianças a consciência ambiental, com a preservação da vida”, pontua Jorge Aguiar, responsável pelo Programa em Teresina. Segundo ele, o concurso será uma motivação a mais para o envolvimento dos alunos. “Queremos saber o que eles aprenderam realmente, expressando isso com criatividade. As melhores produções podem participar da etapa nacional”, anunciou.

O concurso desafia a turma a produzir sobre o tema “Como posso fazer minha parte na gestão dos resíduos?”. As redações e os desenhos serão produzidos com auxilio dos professores até o dia 07 de julho. Em agosto, a ACAPI vai anunciar os primeiros colocados de cada escola, que receberão premiações. Os resultados da etapa nacional serão divulgados a partir de setembro. Nesta fase, os vencedores ganharão tablets e os professores receberão notebooks, além de um projetor multimídia para cada uma das três escolas campeãs.

Para a coordenadora de Educação Ambiental da Semec, Audea Lima, a renovação da parceria contribui para a formação de cidadãos mais comprometidos com o meio ambiente. “Temos realizado essa ação sempre com boa participação das escolas. O objetivo é desenvolver nas crianças competências necessárias para uma sociedade comprometida com a qualidade de vida. O concurso é um estímulo, traz ganhos para as crianças, mas o ganho maior é para toda a sociedade”, destacou.

Semec realiza I Formação Continuada da Educação de Jovens e Adultos

Ascom/Semec

No período de 24 a 26 de abril, a Secretaria Municipal de Educação (Semec) realizará a I Formação Continuada da Educação de Jovens e Adultos (EJA), no Centro de Formação Odilon Nunes. A capacitação é voltada para diretores, pedagogos e professores das unidades de ensino da Prefeitura de Teresina que ofertam a modalidade EJA este ano.

As formações continuadas são parte do Programa TeleSol Pro, que apoia a Rede Municipal na integração do curso de qualificação profissional à educação de jovens e adultos. Além da formação no ensino fundamental, os estudantes podem optar por cursos profissionalizantes gratuitos.

A formação inicial com as equipes traz o tema “Gestão de sala de aula na EJA: os desafios das relações com os alunos e o fazer pedagógico”. Para os gestores, as discussões são sobre organização, sistematização, formação, acompanhamento e avaliação. Também farão exercícios sobre os lugares dos sujeitos da EJA na escola. Pedagogos e professores serão estimulados a refletir sobre as relações e o contexto da sala de aula, além da qualificação das práticas.

“Nossos encontros são para refletir, discutir e organizar tarefas no sentido de apoiar as equipes para melhorar o desempenho dos jovens e adultos nas escolas”, afirma a coordenadora da Divisão de Educação de Jovens e Adultos no município, Ana Vitória Carvalho. “Procuramos sempre dialogar sobre as dificuldades e sugerir coletivamente intervenções em uma troca de experiências que têm nos trazido bons resultados”, completa.

Crianças melhoram hábitos alimentares aprendendo a comer frutas durante as aulas

Ascom/Semec

Nos Centros Municipais de Educação Infantil alimentação saudável é assunto de sala de aula. Atividades que alertam sobre a importância de comer bem são desenvolvidas com diversão e criatividade. Durante uma semana as professoras mostraram para as crianças a importância das frutas para uma melhor qualidade de vida.

A ação faz parte das intervenções realizadas pelo setor de Nutrição da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC), que está organizando formações para orientar as escolas a como incentivar as crianças a se alimentarem de forma saudável.

Segundo Danielle Christian Oliveira Aguiar, diretora do CMEI Adelaide Fontenele, a iniciativa é importante para estimular o consumo de alimentos ricos em nutrientes. “As frutas são alimentos ricos, com vários tipos de vitaminas e nutrientes. Foi uma semana de estudo, montamos diferentes cardápios, trouxemos sucos e ainda organizamos um piquenique com as crianças”, conta.

Nos Centros Municipais de Educação Infantil Zélia Gattai Amado e Anita Ferraz o projeto teve como tema ‘Salada de fruta e obra de arte’. “A atividade teve como objetivo estimular as crianças a terem uma alimentação saudável. Para chamar a atenção ainda mais das crianças, realizamos a releitura da obra ‘Vendedor de frutas’, da artista Tarsila do Amaral. Degustação, ingredientes e higiene no preparo dos alimentos também foram temas trabalhados durante as aulas”, explica Socorro Lima, diretora do CMEI Zélia Gattai Amado.

Cartilha contra a dengue será distribuída em escolas da região do Lagoas do Norte

Uma força-tarefa da saúde com a educação vai ajudar no combate à dengue na região do Lagoas do Norte, em Teresina. A Fundação Municipal de Saúde (FMS) está contando com o apoio da Secretaria Municipal de Educação (Semec) na elaboração de uma cartilha com orientação sobre o mosquito transmissor da doença.

O material será distribuído em seis Centros Municipais de Educação Infantil e nove escolas municipais do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. A cartilha tem o formato de história em quadrinhos, criando os “heróis do Lagoas do Norte”, uma alusão ao poder das crianças de serem agentes transformadores.

De maneira divertida, os estudantes aprenderão mais sobre as formas de combater a dengue, passando a serem multiplicadores da ideia. O objetivo é fornecer um material rico e atualizado para que os professores utilizem em sala de aula.

A gerente de vigilância em saúde ambiental e saúde do trabalhador da FMS, Lina Vera, explica que professores e coordenadores pedagógicos das unidades de ensino participarão de oficinas para contribuírem com a sensibilização. “Queremos movimentar toda a comunidade, sendo a escola uma grande aliada nesse processo”, afirma.

Segundo Lina, as cartilhas fazem parte de um projeto da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e devem estar prontas no segundo semestre do ano. “Junto com o material, planejamos oficinas, mutirões e diversas ações nos 13 bairros que compõem o Lagoas do Norte”, disse.

Para Audea Lima, coordenadora de Educação Ambiental da Semec, a iniciativa soma forças nas ações do município. “Estamos sempre trabalhando com as crianças essa temática, usando jogos, brincadeiras e todo tipo de material lúdico que despertem interesse. A ideia é promover a conscientização para que a população faça seu papel junto com os agentes públicos”, conclui.