Trecho da rua João Isidoro França no bairro Itaperu será interditado por conta da implantação da rede de esgoto da Águas de Teresina

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) informa a população que por conta das obras de esgotamento sanitário que seguem em ritmo intenso na capital, a partir desta terça-feira (30), a Águas de Teresina fará a implantação de uma linha de recalque que será implantada em trecho na Rua João Isidoro França, nos dois sentidos, sendo um de cada vez, compreendido entre a rua Anísio Pires e a rua Bom Jesus, próximo a Praça do Itaperu.

Toda a área estará devidamente sinalizada pela Concessionária Águas de Teresina, responsável pela execução da obra, e a Strans dará o suporte necessário para orientar o tráfego de veículos e pedestres na região. Para viabilizar os trabalhos, na primeira etapa, será necessária a interdição temporária de um trecho da rua João Isidoro França, que ficará interditada no sentido Norte/Centro, nas proximidades da rua Anísio Pires.

Orientação de Percurso – Durante a primeira etapa da obra, a orientação é que o condutor que irá transitar no sentido Norte/Centro deverá seguir pela rua João Isidoro França até a rua Anísio Pires, onde haverá um estreitamento de pista. Portanto, o condutor fará uma leve curva à esquerda e seguirá no sentido contrário até a rua Bom Jesus, seguindo o fluxo normal. Na segunda etapa, a rua João Isidoro França será interditada no sentido Centro/Norte. Assim, o condutor que utilizar a via no sentido Norte/Centro voltará a transitar no fluxo normal.

Durante toda a intervenção (1ª e 2ª etapas), a rua Bom Jesus, ficará restrita apenas para acesso local, portanto o condutor que for transitar no sentido Centro/Norte, a partir da avenida Primeiro de Maio, não poderá fazer a conversão na rua Bom Jesus, então deverá seguir até a rua Castelo do Piauí onde irá realizar uma conversão à esquerda e depois seguir até a rua João Isidoro França, seguindo o fluxo normal.

Cerca de 30 profissionais da empresa Águas de Teresina estarão envolvidos nos trabalhos deste trecho, que de acordo com o cronograma da empresa, deverão ser executados em três dias. A Águas de Teresina fará a implantação de uma linha de recalque com diâmetro de 500mm que vai otimizar o percurso do esgoto coletado da Estação Elevatória de Esgoto Aeroporto até a Estação de Tratamento de Esgoto, localizada no bairro Pirajá, beneficiando diretamente os moradores dos bairros Aeroporto, Alvorada e Itaperu.

Essa é mais uma etapa da obra de expansão do sistema de esgotamento sanitário da capital que vai melhorar consideravelmente as condições sanitárias na região Norte da cidade. “A linha de recalque é um dos equipamentos que se integra ao conjunto de obras que estamos executando na zona Norte da cidade. São intervenções que irão ampliar o acesso ao serviço de esgotamento sanitário e elevar o índice e qualidade dos serviços de saneamento da capital”, destaca o gerente de Engenharia da Águas de Teresina, Cassiano Costa.

Obras em andamento – Além do trecho que entrará em execução, atualmente, a Águas de Teresina executa obras de novas redes coletoras na avenida Centenário, onde serão implantados, só na região do Aeroporto, 4.500m de rede, com uma capacidade de coleta de 82 litros de esgoto.

Mais um trecho na Avenida Centenário será interditado para obras de esgoto

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) informa que devido as obras de esgotamento sanitário que estão sendo realizadas pela concessionária Águas de Teresina, no bairro Aeroporto, na região Norte da cidade, a partir da próxima terça-feira (09), mais um trecho da Avenida Centenário, entre a Avenida União e a rua Batalha, nas proximidades do Motel Baobás, será interditado por conta do trabalho de implantação das novas redes de coleta de esgoto.

Para viabilizar as obras, o trecho no sentido Norte-Centro será interditado com o apoio da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), onde terá toda a sinalização e acompanhará a fluidez no tráfego de veículos. Os agentes farão o acompanhamento para que seja garantida a segurança das pessoas que trafegam pelo local, no sentido de orientar quem circula pela região, visando causar o menor impacto possível na mobilidade urbana.

Orientações de percurso – Neste período, o motorista que irá transitar no sentido Norte-Centro deverá seguir na avenida Centenário até a avenida União, onde irá fazer uma leve curva à esquerda, seguirá pela faixa contrária da avenida até a Rua Batalha, onde irá fazer uma leve curva à direita e seguir o fluxo normal.

O motorista que irá transitar no sentido Centro-Norte deverá fazer a conversão à direita na rua Batalha, e uma nova conversão à esquerda na rua Primeiro de Maio, seguindo até a avenida União, onde poderá realizar uma conversão à esquerda e seguir até a avenida Centenário ou seguir pela rua Primeiro de Maio.

As intervenções no trânsito seguirão pelas próximas semanas. É importante frisar que os seguimentos serão sucessivos até que as obras avancem nas proximidades da Praça do Itaperu.

“Pedimos a compreensão da população. Os benefícios de uma cidade saneada são inúmeros. Uma vez que a instalação dessas redes seja concluída, todo esgoto será tratado e devolvido com uma carga orgânica muito reduzida para o meio ambiente. Então, traz impactos positivos no que se refere à preservação ambiental e também traz valorização imobiliária. Eliminar os esgotos a céu aberto reflete diretamente na qualidade de vida e na saúde das pessoas”, destaca Fernando Lima, diretor-executivo da Águas de Teresina.

“Sabemos que existe um transtorno momentâneo, mas a população terá benefícios concretos. O objetivo da Águas de Teresina, nessa primeira fase, é remover e tratar todo o esgoto que é produzido no bairro Aeroporto. Vamos devolver os efluentes aos corpos hídricos nos parâmetros exigidos pelos órgãos ambientais, proporcionando melhores condições sanitárias aos moradores da região”, diz Cassiano Costa, gerente de Engenharia da Água de Teresina.

Avenida Maranhão receberá obras de esgotamento sanitário a partir de segunda (25)

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) informa que a partir da próxima segunda-feira (25), a concessionária Águas de Teresina avançará com mais uma etapa das obras de ampliação da rede de esgotamento sanitário na cidade. Nesta fase, a concessionária fará a implantação de 4,3 quilômetros de uma linha de recalque que beneficiará diretamente 12 mil moradores nos bairros Aeroporto, Alvorada e Itaperu. Somente nesta etapa serão aplicados aproximadamente R$ 10 milhões.

Para viabilizar os trabalhos, será necessária a interdição temporária de um trecho da avenida Maranhão compreendido entre as ruas Ceará e Espírito Santo, nas proximidades da ETE Pirajá. Toda a área estará devidamente sinalizada e a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) dará o suporte necessário para orientar o tráfego de veículos na região.

Durante o período de obra, a orientação é para que o condutor que irá transitar no sentido Norte-Centro siga na avenida Maranhão até a rua Espírito Santo, onde ocorrerá um estreitamento de pista. O condutor deverá seguir apenas na pista de rolamento da direita. Já quem vai transitar no sentido Centro-Norte, deverá seguir na avenida Maranhão até as proximidades da rua Ceará e fazer uma leve curva à esquerda no retorno seguinte, seguindo pela faixa contrária da avenida até a rua Espírito Santo, onde fará uma leve curva à direita e seguir o fluxo normal.

A linha de recalque tem a função de garantir o perfeito bombeamento do esgoto coletado. A tubulação que será implantada em trecho na avenida Maranhão irá mandar o esgoto da Estação Elevatória de Esgoto Aeroporto até a Estação de Tratamento de Esgoto Pirajá (ETE-Pirajá). Cerca de 30 profissionais estarão envolvidos nos trabalhos que devem durar aproximadamente 20 dias.

“A linha de recalque é um dos equipamentos que se integra ao conjunto de obras que estamos executando na zona Norte da cidade, mais especificamente nos bairros que compõe o projeto Lagoas do Norte. São intervenções que irão ampliar o acesso ao serviço de esgotamento sanitário e melhorar consideravelmente as condições sanitárias nessa região de Teresina”, destaca Cassiano Costa, gerente de Engenharia da Águas de Teresina.

Conheça a segunda frente de obras

Além da implantação da linha de recalque na avenida Maranhão, a Águas de Teresina também está com obras bem avançadas no bairro Aeroporto, onde equipes trabalham para implantar as novas redes coletoras. Nesta semana, um trecho da avenida Centenário ficará temporariamente interditado em razão dos trabalhos. Será no sentido Norte-Sul, entre a rua Batalha e a rua Gonçalves Lêdo, nas proximidades do restaurante Novo Point da Picanha. Toda a área também estará devidamente sinalizada e contará com o apoio da Strans.

Ao longo de todo o contrato de subconcessão, a Águas de Teresina aplicará o total de R$ 1,7 bilhão. Deste montante, 80% será para a ampliação do serviço de esgotamento.

Em quatro anos, Teresina já evoluiu sua cobertura de esgoto de 19% para 35,65%. A expectativa da empresa é encerrar o ano de 2021 com 40%. A concessionária está investindo R$ 23 milhões nesse pacote de obras na região do Lagoas do Norte, com previsão de entrega no primeiro semestre de 2022.

Novo trecho será interditado na avenida Centenário para obras de esgotamento sanitário

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) informa que devido as obras de esgotamento sanitário que estão sendo realizadas pela concessionária Águas de Teresina, na próxima segunda-feira (25), mais um trecho da avenida Centenário será interditado devido às obras. A Strans fará todo o suporte de sinalização e ordenamento do trânsito para garantir a segurança da população e orientar quem circula pela região.

O trecho da avenida Centenário que ficará temporariamente interditado em razão dos trabalhos será no sentido Norte-Sul, entre a rua Batalha e a rua Gonçalves Lêdo, nas proximidades do restaurante Novo Point da Picanha. Toda a área estará devidamente sinalizada.

Orientações de percurso

Neste período, o motorista que irá transitar no sentido Norte-Sul deverá seguir na avenida Centenário até a rua Batalha, onde irá fazer uma leve curva à esquerda, seguirá pela faixa contrária da avenida até a rua Gonçalves Lêdo, e fazer uma leve curva à direita para seguir o fluxo normal. Já a orientação para quem vem no sentido Sul-Norte será fazer a conversão à direita na rua Gonçalves Lêdo, e uma nova conversão à esquerda na rua Desembargador Pires de Castro ou na rua Primeiro de Maio, seguindo até a rua Batalha, onde deverá realizar uma conversão à esquerda e seguir até a avenida Centenário.

As intervenções no trânsito seguirão pelas próximas semanas. É importante frisar que os seguimentos serão sucessivos até que as obras avancem nas proximidades da Praça do Itaperu. A Águas de Teresina fará a comunicação dos novos trechos interditados e das novas rotas de desvios na medida que as obras avançarem, sempre em parceria com a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans).

A concessionária Águas de Teresina vem fazendo um planejamento para causar o menor impacto possível na mobilidade urbana. Algumas etapas necessitam da interdição de vias para viabilizar o trabalho de implantação das novas redes de coleta de esgoto.

“O bairro Aeroporto é um dos contemplados por esta fase de obras aqui na região do Lagoas do Norte e os trabalhos estão avançando. Na medida que isso acontece, há a necessidade dessas intervenções para que possamos implantar as redes. A compreensão da população é importante e reforçamos que trabalhamos para dar melhores condições sanitárias aos moradores”, diz Cassiano Costa, gerente de Engenharia da Água de Teresina.

Até o momento, já foram investidos R$ 15 milhões na ampliação da cobertura de esgotos na capital. A Estação Elevatória de Esgoto Aeroporto está com 60% dos trabalhos executados e a Estação Elevatória de Esgoto Castelo do Piauí está com 40%. Já foram implantados 2.600 metros de rede de recalque, o que

Reunião apresenta Plano Diretor para investimentos em esgotamento sanitário

A Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos de Teresina (Arsete) realizou nessa terça-feira, 23, reunião com a equipe técnica e diversos setores da sociedade para apresentar o Plano Diretor para investimentos em esgotamento sanitário, da Águas de Teresina, bem como para ratificar a necessidade de maior celeridade aos processos que hoje representam grande demanda na empresa.

Estiveram presentes na reunião o diretor-presidente interino da Arsete, Dirceu Mendes, o analista de Regulação da agência, Rafael Chaves, além dos membros do Sindicato da Construção Civil (Sinduscon).

A subconcessionária Águas de Teresina foi representada pelo presidente, Cleyson Jacomini e o diretor executivo, Fernando Vieira.

Reunião de apresentação do Plano Diretor de para investimentos em esgotamento sanitário Foto (Ascom/Arsete)

Obra do Canal do Matadouro avança e promoverá transformação na região

O que antes era um local de deposição irregular de lixo e caminho irregular para as águas da chuva vai se transformar em um canal urbanizado e dotado de todos os equipamentos para a promoção da saúde e lazer da população do bairro Matadouro, zona norte de Teresina. O Programa Lagoas do Norte está avançando com a obra, orçada em pouco mais de R$ 2,48 milhões.

A empresa licitada trabalha na terraplanagem do trecho e urbanizará a área com a instalação de iluminação pública, guarda-bicicletas, lixeiras para coleta de material reciclável, passeios para a prática de caminhadas, playgrounds, academia, mobiliário e paisagismo.

Na primeira etapa da obra foram executados os serviços de esgotamento sanitário na Vila Santo Afonso, além da macrodrenagem e drenagem no fundo de lotes na extensão do canal, com a eliminação de focos de doenças.

“A obra avança e em breve essa área começará a ser urbanizada. O Programa Lagoas do Norte vem desenvolvendo projetos com a missão de resolver problemas de drenagem e de saneamento, que provocam grande sofrimento para a população da zona norte. Já na primeira fase do programa, as mudanças foram significativas. Porém, temos muito para desenvolver ainda. Nosso objetivo é resolver problemas de drenagem, promover o saneamento da região e com isso melhorar a qualidade de vida da população”, afirma Márcia Muniz, diretora geral do Programa Lagoas do Norte.