Produções artísticas de alunos das escolas municipais de tempo integral são exibidas no teatro

Alunos que estudam teatro nas escolas municipais de Teresina deram uma amostra do que aprenderam ao longo do ano na disciplina, mesmo com os desafios do ensino remoto. Nessa terça-feira (7), o Theatro 4 de Setembro foi placo do IV FESTHE – Festival Estudantil de Teatro de Teresina.

Os grupos apresentaram peças teatrais com temáticas variadas, mas sempre expressando liberdade, destacando sonhos e com mensagens para um mundo melhor. São alunos de escolas municipais de tempo integral, que possuem no currículo um núcleo de disciplinas diversificadas.

Fotos: Ascom Semec

Este ano, o Festival homenageou a professora Eliane Santos, ex-coordenadora das escolas de tempo integral da Secretaria Municipal de Educação (Semec). Emocionada, ela agradeceu a oportunidade de participar mais uma vez desse momento mágico. “Fiz parte dessa história e sinto orgulho de ver que as apresentações estão cada vez mais incríveis, com os professores dedicados e os alunos realmente comprometidos”, afirmou.

A convite do organizador do evento, Moisés Chaves, que coordena a disciplina de teatro nas unidades de ensino, o secretário municipal de Educação, Nouga Cardoso, fez uma fala de abertura. Nouga ressaltou a importância da arte nas escolas. “A educação que queremos envolve aspectos variados de formação cidadã, como o teatro e as outras modalidades artísticas. Queremos que esse aprendizado cada vez mais faça parte da rotina dos nossos alunos”, declarou o secretário.

Para Regina Amorim, coordenadora das escolas de tempo integral da Semec, o Festival é um momento de integração e foi um verdadeiro sucesso. “Agradeço a todos os parceiros que tornaram possível esse evento. Percebemos como o teatro, assim como a música, o xadrez, e todas as atividades diversificadas, motivam os estudantes. É essa a escola que estamos construindo”, ressaltou.

O dia também foi de exposição de trabalhos com a Mostra de Resultados das Escolas de Tempo Integral. No turno da tarde, foram exibidos vídeos de dança, além de apresentação de projetos de protagonismo juvenil, coral e desenhos produzidos pelos alunos.

A aluna do 6º ano da Escola Municipal Ubiraci Carvalho, Camila Diniz, participou de aulas de desenho e expôs o que produziu na mostra. “Vamos precisar de coisas a mais pra colocar no currículo, aprendizados que serão importantes para certas profissões e a escola nos prepara também para isso”, acredita a menina.

O coordenador da mostra de dança das escolas de tempo integral da Semec e professor referência do ensino de dança da rede pública municipal de Teresina, Roberto Freitas, ressalta a importância das atividades diversificadas nas escolas. “É uma satisfação enorme perceber que não só a dança, mas todas as disciplinas do núcleo diversificado, atuam de uma maneira muito forte em tudo que a educação e as escolas estão precisando nesse momento de retorno à normalidade, de pós-pandemia, contribuindo inclusive para o combate à evasão escolar, porque o aluno gosta das aulas, que são lúdicas, prazerosas”, afirma.

Escolas municipais de tempo integral farão exposição dos trabalhos artísticos de 2021

As produções de artes das 22 escolas municipais de tempo integral em 2021 serão compartilhadas no IV FESTHE – Festival Estudantil de Teatro de Teresina e Mostra de Resultados das Escolas de Tempo Integral. O evento acontecerá no dia 7 de dezembro, no Theatro 4 de Setembro.

O evento vai reunir trabalhos de dança, teatro, desenho, música e protagonismo juvenil, as disciplinas do Núcleo Diversificado ofertadas nas unidades de ensino que funcionam com jornada ampliada. O Festival e a Mostra, organizados pela Secretaria Municipal de Educação (Semec) com as escolas, promove integração entre os alunos e valoriza o que foi produzido durante o ano.

De acordo com a coordenadora das escolas de tempo integral da Semec, Regina Soares, mesmo em um período difícil de pandemia, com aulas à distância, alunos e professores fizeram um trabalho digno de exposição. As apresentações teatrais serão no turno da manhã. Já à tarde, a Galeria do Clube dos Diários e a Sala Torquato Neto recebem vídeos de dança, música, projetos de protagonismo juvenil e desenhos produzidos pelos alunos.

“Os espetáculos e exposições proporcionarão múltiplas aprendizagens, participação cidadã, protagonismo juvenil e atitudes voltadas para o interesse social, contribuindo de uma formação integral. Um evento gratuito e que encerra um ano de superações”, disse a coordenadora Regina.