Guarda Municipal amplia atuação e passa a coibir crimes de maus-tratos a animais

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Teresina ampliou recentemente a área de atuação e passa a coibir também crimes de maus-tratos a animais. José Teixeira, gerente da Guarda Ambiental, explica que o grupo especializado age em casos de flagrante e cita as situações em que a população deve acionar o 153.

“Ao se deparar com um caso de maus-tratos, a população deve nos acionar o mais breve possível. Quanto a casos de crime por omissão em ambientes particulares ou crime de abandono, a orientação é recolher o máximo de provas possíveis (fotos, vídeos, áudios, endereço, placas veiculares, nomes) e se direcionar à Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente para denúncia e abertura de boletim de ocorrência”, orienta o gerente da Guarda Ambiental.

O grupo especializado foi instalado, em 2021, e conta com 18 guardas municipais que integram patrulhas 24 horas por dia, todos os dias da semana. O telefone 153 é o mesmo para ocorrências de outras naturezas.

Nesta sexta-feira (16), a Guarda Ambiental participou de uma palestra, coordenada pela Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Seccional Piauí, em uma escola pública da Capital para conscientização sobre os cuidados dos animais.

“Ficamos muito felizes em participar desse projeto piloto e que tem um grande potencial para gerar frutos. Falamos aos alunos do Ceti Didácio Silva sobre a Guarda Municipal e o nosso grupo especializado, a Guarda Ambiental, que atua em casos de resgates de animais silvestres e outras ocorrências ligadas ao Meio Ambiente. Além disso trabalhamos para coibir crimes de maus-tratos, uma demanda muito frequente em Teresina”, destaca José Teixeira, gerente da Guarda Ambiental.

Guarda Municipal inicia operação Natal Seguro nesta segunda (05)

A partir desta segunda-feira (05), a Guarda Civil Municipal (GCM) de Teresina inicia a operação Natal Seguro. O efetivo será reforçado no centro da cidade para garantir tranquilidade aos teresinenses durante as tradicionais compras de fim de ano. Entre as áreas que terão o patrulhamento preventivo intensificado estão as praças da Bandeira, João Luís Ferreira, Saraiva e Rio Branco.

“É de conhecimento de toda a população que durante o fim de ano, o fluxo de pessoas é intenso no centro. A Guarda Municipal, mais uma vez, contribuindo para o bem-estar e segurança da população vai reforçar o efetivo”, destaca André Viana, comandante da GCM de Teresina.

Durante todo o mês de dezembro, guardas municipais estarão posicionados em pontos estratégicos do centro reforçando o patrulhamento preventivo com equipes a pé, em viaturas e motos.

“O número de guardas municipais, locais e dias serão dispostos de acordo com um mapeamento prévio, no sentido de que possamos cobrir o máximo de pontos. Montamos uma estratégia para que a população se sinta segura para ir ao centro”, completa André Viana que destaca a atuação integrada com outros órgãos de segurança.

Guarda Municipal reforça efetivo na arena montada para os jogos do Brasil

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Teresina contará com um efetivo extra para garantir a tranquilidade dos torcedores na Arena do Povo, estrutura montada na Ponte Estaiada, pela Prefeitura de Teresina, para a transmissão dos jogos da seleção brasileira.

Foto: Ascom GCM de Teresina

O comandante da GCM, André Viana, explica que foi montada uma estratégia diferenciada no patrulhamento preventivo para o evento. Guardas municipais vão estar na arena 1 hora antes do início dos jogos. Nesta quinta-feira (24), a seleção entra em campo às 16h, contra a Sérvia.

“A Guarda Municipal, mais uma vez, vai estar presente em um evento da prefeitura. A população pode ir tranquila assistir ao jogo do Brasil, curtir esse momento de lazer, de união em prol do time brasileiro, que a Guarda Municipal estará de forma fixa e também por meio do patrulhamento no entorno da Arena do Povo para garantir a segurança da população teresinense”, destaca Viana.

Prefeitura e Polícia Federal assinam acordo para manutenção do porte de arma da Guarda Municipal

O superintendente da Polícia Federal no Piauí, José Antônio Simões e o prefeito Dr. Pessoa selam acordo

O prefeito de Teresina Dr. Pessoa, participou de uma reunião, na manhã desta quinta-feira (27), na sede da Superintendência Regional da Polícia Federal no Piauí, localizada no bairro Recanto das Palmeiras, zona Leste de Teresina. O objetivo do encontro foi renovar um plano de trabalho, com a assinatura de Acordo de Cooperação Técnica – ACT, que concede autorização de porte de arma de fogo para os integrantes da Guarda Civil Municipal de Teresina, com prazo de validade de 10 anos, juntamente a Polícia Federal.

A celebração da parceria garantirá melhores condições de trabalho para os agentes da Guarda Civil Municipal de Teresina. De acordo com o prefeito Dr. Pessoa, a administração municipal buscar alcançar a sua principal finalidade, que é a preservação do patrimônio público e a garantia da segurança de seus cidadãos.

“Essa autorização já existia e agora é só dar continuidade. De modo geral, os poderes são independentes, mas devem andar em harmonia. O nosso objetivo aqui é cumprimentar e agradecer essa excelente parceria com a Polícia Federal. Além disso, queremos buscar qualificação, por meio desta instituição para os nossos guardas. Nosso intuito é justamente garantir a segurança pública para os nossos cidadãos”, declarou o prefeito.

Para o superintendente da Polícia Federal no Piauí, José Antônio Simões, o documento assinado (instrumento técnico) libera a concessão de porte funcional de arma de fogo aos guardas municipais, viabilizando os trâmites legais. Além disso, leva-se em consideração as convergências de esforços e os interesses recíprocos dos órgãos de segurança pública que participam do acordo, objetivando a obtenção dos resultados esperados a prestação de um serviço público eficiente e de qualidade.

“Essa é uma iniciativa muito proveitosa, por parte da Prefeitura, de organizar e formalizar a Guarda Municipal, que a gente encara como uma parceira na atividade de segurança pública. Ela desempenha um papel muito importante que é o de zelar pelo patrimônio municipal e pela tranquilidade com um trabalho feito em praças, escolas e demais localidades. Isso traz uma sensação de segurança para a população, além de auxílio no combate ao crime”, ressaltou José Antônio Simões.

SEMAM e parceiros realizam operação “Silêncio e Paz” e notificam estabelecimentos em Teresina

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMAM) em parceria com a Delegacia Geral, Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), Corpo de Bombeiros e Guarda Civil Municipal realizaram no último final de semana, em Teresina, a “Operação Silêncio e Paz”.

Fiscais da SEMAM e agentes policiais, a fim de coibir, através do policiamento ostensivo e repressivo, as contravenções ambientais de Perturbação do Trabalho ou sossego alheios, foram realizadas fiscalizações na área metropolitana da cidade.

“Esta ação integrada se deu a partir de um levantamento prévio, em que foram estabelecidos alguns locais caracterizados como pontos recorrentes no cometimento de infrações ambientais foco desta operação, os quais foram alvo da ação fiscalizatória em diversas regiões da capital”.

Durante o serviço foram realizados os seguintes procedimentos:

– Estabelecimentos fiscalizados: 07
– Autos de infração 3
– COPS: 02
– APSA: 03

 

Em alusão ao Dia da Mulher, Guarda Maria da Penha funciona 24 horas em março

A Guarda Maria da Penha vai funcionar durante 24 horas durante todo o mês de março Foto(Ascom/GCM)

Em alusão ao Dia Internacional da Mulher, a Guarda Maria da Penha vai funcionar 24 horas durante o mês de março. O grupo especializado da Guarda Civil Municipal (GCM) de Teresina faz o acompanhamento de mulheres, com ou sem medida protetiva, em situação de violência, seja física, psicológica, entre outras. Em 2021, os guardas municipais realizaram mais de três mil visitas garantindo a segurança de 120 assistidas.

“A Guarda Maria da Penha existe desde 2020 e foi reformulada em 2021, com a capacitação de mais agentes. Temos ampliado nosso leque de atuação e, este ano, nossa meta é expandir ainda mais, principalmente, no que tange aos horários. Queremos que passe a ser 24 horas para atender as mulheres que já são assistidas como também situações de flagrante, uma vez que acompanhamos muitos casos assim durante a noite”, destaca André Viana, comandante da GCM de Teresina.

A Guarda Maria da Penha é uma parceria com a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM) que, através Centro de Referência Esperança Garcia, faz o acompanhamento psicológico, jurídico, entre outros, das assistidas.

As visitas da Guarda Maria da Penha são semanais e casos que representam maior risco, os guardas municipais fazem o acompanhamento até três vezes na semana, a chamada “visita de segurança”.

“Este mês é o teste para o funcionamento 24 horas. Logo em seguida, vamos analisar a demanda para ter uma continuidade nos demais meses do ano, pois sabemos o quanto é importante esse serviço que pode salvar vidas”, frisa o comandante André Viana.

GCM prende suspeitos armados com pistola dentro do Parque da Cidade

A Guarda Civil Municipal (GCM) prendeu dentro do Parque da Cidade, na zona Norte de Teresina, dois suspeitos de assalto. A dupla – que havia acabado de praticar um roubo na região – estava com uma pistola da Polícia Militar do Piauí, 17 munições, um celular, dinheiro e balança de precisão. A prisão ocorreu no fim da manhã desta quinta-feira (10).

Os suspeitos ainda tentaram escapar pelas trilhas do parque, mas foram capturados pelos guardas municipais.

“Os mesmos apresentaram resistência, e um dos indivíduos portava uma pistola cal. 40 de carga PM-PI. Após busca pessoal, foi dada voz de prisão e os dois encaminhados à Central de Flagrantes para os procedimentos cabíveis”, informou André Viana, comandante da GCM.

Na delegacia foi constatado que um dos suspeitos tinha mandado de prisão em aberto pelo crime de roubo. “Além desse mandado em aberto, vítimas de um assalto ocorrido horas antes, os reconheceram como autores do fato”, completa André Viana.

Postos fixos da Guarda Municipal serão ampliados para mais zonas de Teresina

A criação da pasta da Segurança Pública Municipal, na gestão do prefeito Dr. Pessoa, conquistou vários avanços durante o primeiro ano de gestão. Além de mudanças internas, que refletiram em melhorias para a corporação, propostas implementadas em 2021 tiveram impacto direto no dia a dia dos teresinenses. Uma delas foi a implantação de quatro postos fixos da Guarda Civil Municipal (GCM) em pontos estratégicos e que serão ampliados para mais zonas da cidade.

Atualmente existem bases da GCM nas avenidas Raul Lopes (zona Leste), Marechal Castelo Branco e Parque da Cidade (ambos na zona Norte) e no Complexo Esportivo Parentão (zona Sul).

Nixon Frota, coordenador municipal de Segurança Pública Social e Patrimonial, explica que a instalação dos postos fixos atendeu a uma demanda da população que reclamava dos frequentes assaltos durante a prática de atividades físicas.

“Essas duas avenidas de Teresina são bem conhecidas também por atrair muitos praticantes de atividades físicas. Nelas eram comuns assaltos, além de furtos de cabos de fios na Ponte Estaiada, um dos nossos cartões-postais em Teresina. Na Avenida Raul Lopes, onde foi instalado nosso primeiro posto, conseguimos dar sensação de segurança a população e melhorar nesses dois aspectos: os assaltos e o furto de fios que gera prejuízo para a gestão pública”, explica Nixon Frota.

O coordenador de Segurança ressalta que tem buscado viabilizar parcerias para a instalação de um posto fixo da GCM na região do Grande Dirceu. Um dos locais que atende a demanda da população é na Avenida Noé Mendes, conhecida como Avenida das Hortas.

“Temos percorrido alguns bairros e ouvido a população. Lá na região do Dirceu essa demanda é muito recorrente. Uma das nossas metas para 2022 será viabilizar a implantação de mais esse ponto fixo”, reitera Frota.

Internamente, um das das grandes conquistas a serem destacadas foi a posse de André Viana como comandante, o primeiro guarda municipal de Teresina a assumir o comando.

MAIS AVANÇOS NA SEGURANÇA

Durante o primeiro ano de gestão de Dr. Pessoa, a Coordenadoria de Segurança Pública Social e Patrimonial atuou também para a retomada do motopatrulhamento no Centro de Teresina. Nixon Frota relembra que todas as motos estavam paradas por falta de manutenção.
O canal de diálogo com a população também avançou. Anteriormente, o número 153 funcionava em horário determinado. Agora, o contato é operado por um guarda municipal 24 horas que ouve as demandas e, mais rapidamente, faz os encaminhamentos necessários.

NOVAS METAS

O coordenador de Segurança disse ainda que tem estreitado o diálogo com o prefeito Dr. Pessoa para a implantação de videomonitoramento pela cidade, bem como a realização de concurso público para aumentar o efetivo de aproximadamente 380 homens e mulheres.
Nixon Frota pontua, que para 2022, há a expectativa também para a aprovação do Estatuto da Guarda pela Câmara Municipal de Teresina, o que vai possibilitar a legalização junto ao Ministério da Justiça, bem como a viabilização de projetos e a vinda de recursos federais.

Foto: Divulgação (GCM)

Operação Natal Seguro: Guarda Municipal aumenta efetivo no Centro de Teresina

Reforço da Guarda Municipal nas ruas do Centro de Teresina Fotos(Ascom/GCM)

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Teresina deu início a operação Natal Seguro. O efetivo foi reforçado no Centro de Teresina para dar mais sensação de segurança à população durante as tradicionais compras de fim de ano.

Nixon Frota, coordenador municipal de Segurança Pública Social e Patrimonial, explica que houve um mapeamento dos dias e horários mais críticos.

A segurança foi reforçada por meio do motopatrulhamento e viaturas. Pontos onde são comuns as ações de ‘lanceiros’, como praças e paradas de ônibus, também contam com mais guardas municipais no patrulhamento preventivo.

“O foco da operação é inibir a prática de ilícitos, que é muito mais corriqueira nesse fim de ano, uma vez que o Centro da cidade é um local de compras muito procurado. Estamos reforçando a proteção do patrimônio público, o que garante também maior sensação de segurança à população”, completa André Viana, comandante da GCM de Teresina.

Indígenas venezuelanos recebem ação educativa para evitar mendicância com crianças

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), por meio da Gerência de Direitos Humanos (GDH), realizou, na madrugada desta quinta-feira, (25), ação educativa nos abrigos dos indígenas venezuelanos. A iniciativa teve como objetivo orientar e informar aos acolhidos sobre o crime de praticar a mendicância na companhia de crianças.

A ação educativa contou com a participação dos conselhos tutelares, a 1ª Vara da Infância e da Juventude, às promotorias, do Ministério Público do Piauí, da Polícia Militar do Piauí, Guarda Civil Municipal e da Secretaria Municipal de Trânsito (Strans).

Segundo Eduardo Aguiar, secretário executivo de Políticas Integradas da Semcaspi, a ação não foi punitiva, mas sim educativa, por disseminar o contexto da lei brasileiro.

“Nós sabemos que a prática de mendicância é presente dentro do município de Teresina e a gente precisa, necessariamente, reduzir este processo, ou seja, fazer com que esta prática com as crianças seja completamente dirimida da situação em que estamos vivenciando, hoje. Esta ação teve um saldo muito positivo e a gente sai cheio de expectativas em relação a melhorias deste padrão em relação à população de venezuelanos que está em processo de mendicância”, pontuou.

André Santos, gerente de Direitos Humanos, conta que esta é a segunda ação educativa e que pretende conscientizar os venezuelanos a não levar as crianças para o trabalho de mendicância nos sinais.

“É uma ação que já vem acontecendo e esta é a segunda que realizamos. Desta vez, pedimos a parceria da Strans, porque na primeira ação que fizemos, identificamos que existe um grupo de taxistas que fazem o transporte irregular de crianças, numa quantidade excessiva, colocando em risco a integridade delas e deixavam nos sinais para a prática da mendicância. Foi uma ação que teve muito êxito, pois nós conseguimos conversar com os venezuelanos e mostrar para eles, de fato, que as leis brasileiras não permitem este tipo de trabalho, que eles submetem as crianças venezuelanas”, esclareceu.

Para a população que tem interesse em denunciar ocorrências de crianças, inclusive, venezuelanas, na prática da mendicância deve acionar o Disque ou para a Semcaspi pelo contato (86) 31314500 e indicar onde a prática está acontecendo.

Institucionalização

André Santos ressalta que na última sexta-feira, (19), houve a institucionalização de três crianças venezuelanas, por serem submetidas pelos pais à prática da mendicância.

“Não é o desejo do município institucionalizar crianças. Até mesmo por isso gera além da despesa, uma responsabilidade muito grande para o município. Mas não podemos intervir nas ações dos conselhos tutelares, haja visto, que eles têm este poder, são autoridades para fazer as referidas institucionalizações. Então, cabe a nós acatar as decisões e fica a cargo da Justiça decidir o rumo destas crianças conforme as leis brasileiras”, pontuou.

Foto: Divulgação (Semcaspi)