Cmei realiza projeto de incentivo à leitura

O aprimoramento de habilidades de escuta, de modo a concentrar-se naquilo que está sendo lido e prestar atenção em textos falados, motivou o Centro Municipal de Educação Infantil João Batista Brito de Melo, localizado na zona norte de Teresina a realizar o projeto “Todo dia é dia de leitura”. A ação tem despertado a curiosidade das crianças que se encantam com as histórias. As professoras que atuam no projeto participaram de uma formação e receberam as orientações didáticas. Na escola, definiram as ações a serem desenvolvidas.

Cerca de 70 crianças entre 4 e 5 anos, do maternal II e 1ª período de tempo integral participaram da execução da ação educativa, através de rodas de conversas (ciranda literária), debates, análise de desenhos, ideias e valorização dos diferentes pontos de vista das crianças nortearam a sistematização do projeto.

“Procuramos trabalhar a leitura e a escrita todos os dias, mas o projeto acontece para incentivá-los cada dia mais. Aprimoramos e fizemos de acordo com a nossa realidade, sem fugir da proposta dada pela Semec”, destaca a diretora do Cmei, professora Déborah Facchinetti.

Fotos: Ascom Semec

Projeto incentiva a leitura de estudantes através da troca gratuita de livros

Trocar livros já lidos por outras obras, incentivando a leitura e a formação de leitores. Esta é a proposta trazida por A Incrível Máquina de Livros, projeto da Infinito Cultural, que conta com a parceria da Secretaria Municipal de Educação (Semec), e que até a tarde desta quinta-feira (04) estará na Praça João Luís Ferreira, no centro de Teresina.

Fotos: Ascom Semec

“Esse é um projeto muito bom porque vivemos em um mundo digital e é muito importante incentivar a leitura de livros físicos para que as crianças possam desenvolver a leitura e o senso crítico”, diz Francisco Neto, aluno do 9º ano da Escola Municipal Ubiraci Carvalho.

O projeto funciona da seguinte forma: o participante leva um livro novo ou usado em boas condições (não pode estar rasgado ou riscado), insere na máquina e aperta um dos dois botões disponíveis: adulto ou infantil. Automaticamente aquele livro se transforma em outro livro. Cada pessoa pode levar até três exemplares e não são aceitos gibis, livros didáticos e livros técnicos.

A Semec participa do projeto com alunos de 12 escolas, que vão, acompanhados de professores, fazer a troca de livros. Cerca de 180 estudantes, de seis unidades de ensino, estiveram na praça João nesta terça-feira (03). Outras seis escolas participam hoje (04).

Para a professora da E.M João Emílio Falcão, Janaina Luz, a atividade faz toda a diferença na vida dos alunos. “A leitura é fundamental para o ser humano, quem lê muito escreve bem, tem um bom vocabulário. Na escola a gente já trabalha a fluência da leitura e um evento desse só vem a somar. Os alunos ficaram muito entusiasmados e participaram ativamente”.