Teresina registra 38,3% de isolamento social e mantém média de dias anteriores

Teresina vem mantendo a média nos índices de isolamento social. Nesta quinta-feira (19), segundo dados da statup InLocu, a capital piauiense registrou uma taxa de 38,3% das pessoas seguindo as orientações de permanecerem em casa. O número coloca a cidade na décima quinta colocação entre as capitais. Já o Piauí apresentou 39% de isolamento, ficando na nona posição entre os Estados.

Os índices registrados durante essa semana oscilam entre 37% e 39%. Quando se faz o comparativo com os dados registrados nas semanas anteriores à pandemia, houve um incremento de mais de 16,8%. Com isso, é possível constatar que, mesmo com a liberação das atividades econômicas e sociais, muitas pessoas ainda continuam cautelosas e adotando as medidas de distanciamento social que foram recomendadas pelas organizações sanitárias e de saúde.

Segundo a startup Inlocu, nos monitoramentos feitos via telefone celular, a zona Leste continua liderando os percentuais da região que mais cumpre as recomendações, com 38,76%. Em seguida vem a região Centro/Norte com 37,62%. Na sequência vêm as zonas Sul (37,25%) e Sudeste (36,89%).

Enquanto alguns bairros chegaram a ultrapassar 50% do índice de isolamento social nesta quinta-feira, outros registraram percentuais inferiores a 20%. Os bairros São João (56,5%), Santa Cruz (53,1%), Novo Uruguai (51,3%), Brasilar (50%) e Santa Rosa (50%), foram os que registraram os melhores percentuais de distanciamento. Na outra ponta da tabela estão os bairros Alegre (18,9%), Bom Princípio (27,5%), Vila São Francisco (28,2%), Pedra Miúda (29%) e Ininga (31%). O distanciamento social é uma das principais medidas de combate a proliferação do novo coronavírus, juntamente com o uso da máscara e do álcool em gel.

Índice de isolamento social de Teresina foi de 37,8% na segunda (09)

Teresina apresentou índice de isolamento social de 37,8% na segunda (09), o que representa uma queda maior que 10% quando comparado ao mesmo dia da semana passada, que foi feriado e registrou 47,9% de isolamento. O número colocou a capital piauiense na 16ª colocação no ranking das capitais do país. Já o Piauí, com índice de 37,86%, ficou em 12º lugar entre os Estados.

De acordo com o monitoramento da startup Inloco, que realiza o georreferenciamento de smartphones em cidades de todo o país, a região Centro Norte teve o pior desempenho, quando atingiu apenas 36,09% de isolamento social. Em seguida, a zona Leste (36,95%), depois a zona Sudeste (38,15%). Na região Sul, 38,89% das pessoas ficaram em casa nesta segunda (09).

Os bairros que apresentaram os melhores índices de isolamento foram Matinha (55,20%), Santa cruz (54,40%), Flor do Campo (47,80%), Brasilar (47,20%) e Jacinta Andrade (46,20%). Na outra ponta da tabela, apresentando as menores taxas de isolamento, aparecem os bairros: Santa Rosa (20,80%), Bom Princípio (24,70%), Alegre (26,30%), Buenos Aires (27,90%) e Acarape (28,20%).

De acordo com o último boletim divulgado pelo Centro de Operações em Emergências (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS), a capital notificou, ontem (09), 191 novos casos e três mortes por Covid-19. Agora a capital contabiliza 1.123 óbitos, 39.504 infectados pelo novo Coronavírus e 15.274 recuperados da Covid-19.

Teresina apresenta índice de isolamento social de 39,5% neste sábado (07)

Teresina registrou um índice de isolamento social de 39,5% neste sábado (07). O percentual é 2,1% maior que o contabilizado no sábado anterior, quando o índice registrado foi de 37,4%. O número colocou a capital piauiense na 12ª colocação no ranking das capitais do país. Já o Piauí, com índice de 39,46%, ficou em sétimo lugar entre os Estados.

Os dados são monitorados diariamente pela startup Inloco, usando o georreferenciamento por telefone celular. Segundo o levantamento, as zonas Centro Norte e Leste foram as que registraram os maiores percentuais, com 41,22% e 39,69%, respectivamente. Já a zona Sul registrou 39,66% de isolamento e a Sudeste o menor índice, que foi de 37,15%.

A Inloco monitora também por bairros. Neste sábado, os melhores percentuais foram alcançados nos bairros Brasilar (58,10%), Centro (51,70%), Flor do Campo (50,15%), Pedra Miúda (50,00%) e Ininga (48,53%). Já os menores índices foram registrados no Mafrense (25,30%), Bom Princípio (29,05%), Real Copagre (30,50%), São João (31,40%) e Aeroporto (31,40%).

Pelo segundo dia consecutivo, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) não registrou mortes por Covid-19 em residentes de Teresina. De acordo com boletim divulgado ontem (07) pelo Centro de Operações em Emergência (COE), foram notificados 99 casos novos da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, a capital contabiliza 39.089 pessoas infectadas, 1.119 vítimas fatais do novo Coronavírus e 15.266 recuperados.

Teresina teve isolamento social de 46,5% após flexibilização das atividades aos domingos

Com a flexibilização das medidas restritivas para as atividades econômicas e sociais aos domingos, Teresina registrou índice de isolamento social de 46,5% ontem (20) e ocupou o nono lugar no ranking das capitais do país. A flexibilização já tinha sido iniciada aos sábados e agora se estende por todo o final de semana, respeitando os protocolos de prevenção da disseminação do novo coronavírus.

“Tivemos um retorno tranquilo. Muito embora a abertura já tenha sido formalmente feita, houve pouca circulação na cidade. Não houve uma retomada brusca do domingo. É esperado que, com o passar dos domingos, as taxas de isolamento voltem gradativamente ao normal”, destaca o prefeito Firmino Filho.

Os dados da startup InLoco, que computa os números através do georreferenciamento de smartphones em cidades de todo o país, apontam que em comparação com domingo anterior (13), que registrou índice de 50,1%, houve uma diminuição de 3,6% no isolamento da cidade. O Piauí, com taxa de 44,89%, ficou em décimo lugar entre os estados.

O levantamento destaca ainda o índice de isolamento social por regiões da cidade. No domingo, a região com a melhor taxa foi a Sul (47,05%), em seguida a Centro-Norte (46,98%), em terceiro a Leste (46,89%) e por último a Sudeste (42,98%). Entre os bairros, os que mais cumpriram o isolamento social foram Aeroporto (60,40%), Ininga (54,00%), Centro (52,58%), Angélica (52,40%) e Novo Uruguai (52,25%). Já os bairros que apresentaram os menores percentuais de pessoas que ficaram em casa foram Novo Horizonte (36,00%), São Sebastião (38,95%), Nova Brasília (39,10%), Cidade Jardim (39,70%) e Extrema (39,90%).

Com os resultados das pesquisas sorológicas mais recentes indicando uma estabilização e queda nos casos de coronavírus na capital, inclusive com a redução das internações hospitalares, a Prefeitura de Teresina também ampliou os horários para o funcionamento dos serviços de saúde e o número de pessoas nas celebrações presenciais em templos religiosos.

Agora, os atendimentos eletivos dos serviços de saúde humana ambulatoriais passam a funcionar, de segunda-feira a sábado, de acordo com a administração de cada estabelecimento, nos horários de 7h às 18h, no setor público, e de 8h as 18h, no setor privado. Além disso, as atividades religiosas tiveram a participação nas celebrações presenciais ampliada para 50% da capacidade física da igreja ou templo religioso, considerando pessoas sentadas. Todas as atividades devem respeitar o distanciamento de 2 metros entre as pessoas.

Teresina registra 50,1% de isolamento no domingo (13) e fica em segundo lugar entre as capitais

Com 50,1% da população cumprindo as orientações de permanecerem em casa, Teresina ocupou o segundo lugar no ranking das capitais do país com os melhores índices de isolamento social no último domingo (13). A capital ficou atrás apenas de Porto Alegre, que registrou 54,82%. Quando comparado com o domingo anterior (06), que registrou índice de 49,7%, houve aumento de 0,4% no isolamento da cidade. O Piauí, com taxa de 47,49%, ficou em terceiro lugar entre os estados.

Os dados são da startup Inloco, que realiza o georreferenciamento de smartphones em cidades de todo o país. De acordo com o monitoramento, a zona Leste teve o melhor desempenho, quando atingiu 50,22% de isolamento social. Em seguida, a região Centro-Norte (50,12%), depois a zona Sul (49,84%). A região Sudeste apresentou a pior taxa de isolamento, com apenas 49,3% das pessoas permanecendo em casa no domingo.

A startup também registra os bairros da cidade que apresentaram os melhores índices. São João (61,50%), Matinha (59,30%), Ininga (58,48%), Parque São João (56,90%) e Parque Piauí (56,80%) se destacaram com o registro dos maiores percentuais de isolamento. Já os bairros Cabral (40,60%), Água Mineral (43,45%), Nova Brasília (43,60%), Cristo Rei (43,90%) e Parque Sul (44,98%) registraram as piores taxas.

No último domingo, a Prefeitura de Teresina manteve as medidas restritivas mais rígidas para conter a propagação do novo coronavírus na cidade. Neste dia, o Painel Epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou 50 novos casos de Covid-19 em Teresina e nenhum óbito em decorrência da doença. Até o momento, a capital do Piauí contabiliza um total de 28.332 casos e 962 mortes por infecção pelo novo Coronavírus.

Isolamento social no sábado foi de 39,6% em Teresina

Com índice de isolamento social de 39,6%, Teresina ocupou o quarto lugar no ranking das capitais do país neste sábado (12). Quando comparado com o sábado anterior (05), que registrou índice de 38,8%, houve aumento de 0,8% no isolamento da cidade. O Piauí, com taxa de 39,77%, ficou em terceiro lugar entre os estados.

Os dados são da startup InLoco, que computa os dados através do georreferenciamento de smartphones em cidades de todo o país, monitorando a localização dos usuários quando se conectam à internet pelo celular. Os números também apontam o índice de isolamento social por regiões da cidade. No sábado, a região com a melhor taxa foi a Centro-Norte (41,01%), em seguida a Sul (39,45%), em terceiro a Leste (38,22%) e por último a Sudeste (37,38%).

Entre os bairros, os que mais cumpriram o isolamento social foram Matinha (53,10%), Memorare (47,10%), Santo Antônio (46,55%), Ininga (46,18%) e Promorar (45,70%). Já os bairros que apresentaram os menores percentuais de pessoas que ficaram em casa foram Novo Horizonte (31,23%), Angélica (31,80%), Flor do Campo (32,47%), Cidade Jardim (33,90%) e Horto (34,03%).

No sábado, o Painel de Dados Covid-19, da Fundação Municipal de Saúde, registrou 95 novos casos e quatro mortes por Covid-19. Com isso, a capital contabiliza agora 28.282 casos e 962 óbitos em decorrência da doença.

Índice de isolamento social de Teresina foi de 35,9% na sexta-feira (11)

Segundo dados da startup Inloco, o índice de isolamento social em Teresina na última sexta-feira (11) foi de 35,9%, o que deixou a cidade em 5º lugar no ranking das capitais do país. A taxa de isolamento ficou um pouco acima da média registrada no mesmo dia da semana passada, que foi de 35,3%. O Piauí registrou índice de 36,9%, ocupando a terceira posição no ranking entre os estados.

O monitoramento da startup Inloco, que realiza o georreferenciamento de smartphones em cidades de todo o país, apontou que a zona Sudeste teve o pior desempenho, quando atingiu apenas 34,37% de isolamento social. Em seguida, a zona Leste (34,96%), depois a zona Sul (35,01%). Na região Centro Norte, 36,52% das pessoas permaneceram em casa nesta sexta.

Quando analisado por bairros, as melhores taxas foram observadas no Frei Serafim (51,8%), Primavera (42,2%), Bom Princípio (40,9%), Santa Cruz (40,9%) e Brasilar (40,45%). Em contrapartida, os bairros Novo Uruguai (26,1%), Nova Brasília (27,4%), Angélica (28,6%). Cidade Jardim (28,95%) e Aeroporto (29,8%) apresentaram os piores índices de isolamento.

De acordo com o último boletim divulgado pelo Centro de Operações em Emergências (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS), a capital notificou, na sexta-feira (11), 262 novos casos e três óbitos por Covid-19. Teresina contabiliza agora 28.187 casos e 958 óbitos em decorrência da doença.

Quase metade dos teresinenses cumpriram o isolamento social no domingo (06)

Neste domingo (06), Teresina ocupou o terceiro lugar no ranking das capitais do país no índice de isolamento social, com 49,72%. Isso mostra que quase metade da população está atendendo ao apelo feito pela administração pública para conter a epidemia da Covid-19.

Os dados são da startup InLoco, que também o índice de isolamento social por regiões da cidade. No domingo a região com o melhor número foi a leste (50,05%), em seguida a centro-norte (50,02%), em terceiro a sul (49,88%) e por último a sudeste (49,16%).

Já entre os bairros, os que mais cumpriram o isolamento social foram São João (62,30%), Vale Quem Tem (61,20%), Ininga (58,75%) e Distrito Industrial (58%). Já os bairros onde se obteve os menores percentuais de pessoas que ficaram em casa foram São Sebastião (40,10%), Buenos Aires (42,20%), Real Copagre (42,50%) e Santa Maria (42,62%).

Índice de isolamento social de Teresina foi de 37% na terça-feira (01)

Teresina apresentou índice de isolamento social de 37% na terça-feira (01), segundo dados da startup Inloco, que realiza o georreferenciamento de smartphones em cidades de todo o país. O número representa uma queda de 2% quando comparado ao mesmo dia da semana passada, que registrou 39% de isolamento. A maior taxa dos últimos dias na capital aconteceu no domingo (30), quando 51,2% da população cumpriu as orientações de permanecer em casa.

De acordo com o monitoramento, a zona Sudeste teve o pior desempenho, quando atingiu apenas 35,07% de isolamento social. Em seguida, a zona Sul (36,28%), depois a zona Leste (37,42%). Na região Centro Norte, 37,5% das pessoas ficaram em casa nesta terça (01).

Os bairros que apresentaram os melhores índices de isolamento foram Frei Serafim (48,60%), São João (46,10%), Monte Verde (45,90%), Santo Antônio (43,95%) e Primavera (42,80%). Na outra ponta da tabela, apresentando as menores taxas de isolamento, aparecem os bairros: Parque Jacinta (18,20%), Jacinta Andrade (26,50%), Mafrense (28,60%), Alegre (29%) e Distrito Industrial (32,55%).

De acordo com o último boletim divulgado pelo Centro de Operações em Emergências (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS), a capital notificou, na terça-feira (01), 302 novos casos e uma morte por Covid-19. Teresina contabiliza agora 25.544 casos e 916 óbitos em decorrência da doença.

Teresina atinge melhor índice de isolamento social entre as capitais do país

Teresina atingiu neste sábado (07) o maior índice de isolamento social entre as capitais do país, com 49,18%. O resultado é consequência das medidas mais rígidas de isolamento adotadas pela Prefeitura de Teresina  para conter o avanço do novo coronavírus.

O Piauí também ficou em primeiro lugar entre os estados da Federação. Os dados são da startup InLoco, que realiza o georreferenciamento de smartphones monitorando a localização dos usuários quando se conectam à internet pelo celular.

“Quero agradecer aos teresinenses pela contribuição para que pudéssemos atingir esse percentual e diminuir os riscos de contaminação. Sem o apoio da nossa gente não poderemos vencer esse vírus. É preciso que todos nós façamos o dever de casa, cuidando de nós, das nossas família e de toda a população”,  disse o prefeito Firmino Filho.

Os dados da startup também mostram o índice de isolamento social por regiões da cidade e, no sábado, a população da região Centro-Norte foi a que mais respeitou as determinações para ficar em casa, com um percentual de 49,76%. Em seguida vem a zona Leste com 49,22%; logo após a Sul, com 48,24% e, por último, a zona Sudeste, com 46,62%.

Já entre os bairros, os que mais respeitaram o isolamento social foram Saci (57,70%), Nova Brasília (57,60%), Cabral (56,40%) e Real Copagre  (54,90%). Já os bairros onde se obteve os menores percentuais de pessoas que ficaram em casa foram Parque Juliana (35%), Monte Verde (41,35%), Bom Princípio (42,10%) e Flor do Campo (42,60%).

Nesta segunda (03), a Prefeitura dá início a mais uma etapa de reabertura das atividades comerciais da capital. Na etapa 2 da fase 2, estão autorizadas a funcionar, entre outras,  as atividades do comércio varejista de roupas e calçados,  shoppings e centros comerciais e lojas de departamento. Esses estabelecimentos devem funcionar quatro dias por semana,  seis horas diárias e respeitando os protocolos de distanciamento e uso de máscaras e álcool em gel.