Avenida Universitária tem trecho interditado para reparos na rede de abastecimento de água

A Avenida Universitária está interditada na rotatória próxima à ponte da Primavera em virtude de reparos na rede de abastecimento de água. De acordo com a Gerência de Operação e Fiscalização da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), os condutores que quiserem se deslocar no sentido da zona Leste devem entrar na contramão da Avenida até a próxima rotatória.

O gerente de Operação e Fiscalização da Strans, Denis Lima, explica que no trecho da obra, a pista foi dividida para atender os condutores que vêm dos dois sentidos. “Os condutores que vêm da zona Leste para a zona Norte terão percurso normal, houve apenas um afunilamento da pista, que foi dividida no trecho da obra para atender também quem vem do sentido Norte/Leste e precisa ter acesso à Avenida Universitária”, pontua.

A interdição deve durar até quarta-feira (27), prazo de conclusão dos reparos na rede de abastecimento de água da região.

Guarda Municipal interdita mais de 950 estabelecimentos abertos de forma irregular

 

Ascom/ SEMCASPI

O levantamento feito pela Guarda Civil Municipal (GCM) apontou que nos últimos dois dias 396 estabelecimentos foram fechados em Teresina. Desde sábado (21), 959 foram interditados pelas equipes da GCM que estão trabalhando em toda a zona urbana da cidade. Os dados mostram ainda que foram feitas 823 denúncias pela população através do aplicativo “Colab”, telefones e redes sociais da Prefeitura de Teresina.

Acompanhando pessoalmente as abordagens, o secretário Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (SEMCASPI), Samuel Silveira, afirmou que algumas pessoas seguem desrespeitando o Decreto Municipal 19.540 e ainda não conseguiram compreender a necessidade do isolamento social como forma de prevenção do Covid-19.

“A gente tem reforçado em todas as abordagens a necessidade do cidadão de ficar em casa. É preciso evitar qualquer tipo de aglomeração que possa fazer a propagação do vírus. Nós colocamos todas as ferramentas que temos por meio da tecnologia a disposição da população para que possa denunciar”, disse o secretário.

Os estabelecimentos que não respeitarem o decreto do prefeito Firmino Filho estão sujeitos a fechamento permanente através da cassação do alvará e a aplicação de multa.

“Não esperamos chegar a uma medida drástica como essa de fechamento permanente dos estabelecimentos, mas pedimos a colaboração das pessoas para que assim a gente consiga evitar a propagação do vírus em nossa cidade”, explicou.

Para formalizar a denúncia, a população pode utilizar o aplicativo de celular “Colab” e os telefones 153, (86) 3215-9317 ou falar diretamente com o WhatsApp da Guarda Municipal, por meio do número (86) 99438-0254.

O decreto municipal determina a suspensão do funcionamento de todos os estabelecimentos comerciais, de serviços e industriais, bem como as atividades da construção civil, com exceção apenas de alguns serviços essenciais. O decreto estabelece, ainda, que fica permitido o funcionamento de setores administrativos de alguns estabelecimentos, desde que seja realizado remoto e individualmente. Farmácias, supermercados e os serviços de saúde permanecerão abertos, assim como os deliverys. Os postos de gasolina deverão funcionar das 7h às 19h, com a suspensão do funcionamento das lojas de conveniência localizadas nesses locais. A intenção é manter todos que podem estar em casa durante esse momento de calamidade seguros das várias e fáceis formas de contágio pelo Covid-19.

 

 

 

 

 

 

Quarentena: Guarda Municipal interdita 521 estabelecimentos irregularmente abertos no fim de semana

Entre as medidas protetivas por conta da pandemia do Covid-19, a cooperação da população por meio da quarentena destaca-se como uma das mais importantes ferramentas no combate à transmissão do vírus. O Decreto Municipal 19.540 fortalece essas articulações, estabelecendo a suspensão do funcionamento de estabelecimentos comerciais, de serviço e industriais. A medida vem tendo seu cumprimento fiscalizado pela Guarda Municipal de Teresina, que só neste fim de semana realizou a interdição de 521 locais abertos irregularmente.

Segundo o secretário municipal da Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, Samuel Silveira, que vem acompanhando diretamente as operações, a fiscalização continua durante toda a semana e pelo tempo que se fizer necessária. “A ação vem ao encontro do enfrentamento ao coronavírus e nos deixa muito angustiados ver que algumas pessoas ainda não têm dimensão desse problema. Estamos fazendo valer a proibição de aglomerações e dos decretos, tanto municipal quanto estadual”, assegurou. A previsão é de que haja um patrulhamento mais intenso ainda no centro da capital.

Essa necessidade de cumprimento da medida de saúde pública por todos, de forma que se achate a curva de transmissão do Covid-19, vem sendo reforçada por parte mais consciente da população, que vem denunciando as aglomerações observadas e os estabelecimentos de caráter não essencial. As denúncias podem ser feitas através dos canais disponibilizados pela Semcaspi, como os telefones 153 e o (86) 3215-9317. A população pode ainda entrar em contato diretamente com o whatsApp da Guarda Municipal, por meio do número (86) 99438-0254.

Segundo Lorena Silva, agente do comando da GCM, o órgão vem recebendo cerca de 15 denúncias a cada 10 minutos. “Se antes recebíamos cinco chamadas por dia, com essa situação pandêmica elas passaram para quase 300 por dia.Temos no mínimo uma equipe por zona e estamos atendendo a todas as solicitações que recebemos”, detalha.

O aumento das demandas trouxe novas organizações de escala e novas preocupações sanitárias: as viaturas estão sendo higienizadas com frequência ainda mais assídua e todos os agentes foram aparelhados com luvas, máscaras e álcool em gel. “Reestruturamos nossa troca, mudamos nossa logística e adaptamos o serviço, tudo pelo bem do cidadão, sem deixar de lado a segurança dos guardas”, pontua Lorena.

Segue permitido o funcionamento de setores administrativos de alguns estabelecimentos, desde que seja realizado remoto e individualmente. Farmácias, supermercados e os serviços de saúde permanecerão abertos, assim como os deliverys. Os postos de gasolina deverão funcionar das 7h às 19h, com a suspensão do funcionamento das lojas de conveniência localizadas nesses locais. A intenção é manter todos que podem estar em casa durante esse momento de calamidade seguros das várias e fáceis formas de contágio pelo Covid-19.

“Pedimos a colaboração da população, que deve evitar frequentar lugares que não tem uso essencial. A Guarda Municipal está contribuindo para que se perca a menor quantidade de vidas possíveis, mas também precisamos que o cidadão faça sua parte”, finalizou Lorena.

 

Strans vai interditar vias a partir das 14h no dia do Corso

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) vai interditar, a partir das 14h deste sábado (15), várias vias na região onde acontecerá o Corso. Um total de 78 agentes de trânsito estarão participando da operação em onze pontos no entorno do evento.

O percurso do Corso inicia às 17h deste sábado na Avenida Raul Lopes, no sentido norte/sul, até a rotatória da Potycabana, que será o local de dispersão dos caminhões.

O gerente de operação e fiscalização da Strans, Denis Lima, explica que as interdições são para garantir a segurança dos condutores e uma melhor fluidez do tráfego. “Todas as equipes estarão trabalhando com os vários órgãos envolvidos para proporcionar segurança da população no evento e no entorno. É uma ação que foi bem planejada e será executada de forma integrada com a Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Municipal e outros órgãos”, diz.

O diretor de Operação e Fiscalização da Strans, Jaime Oliveira, informa que este ano será garantida a entrada e saída de moradores de um condomínio próximo ao evento. “Esse espaço terá a implantação de um gradil que permitirá a entrada e saída de veículos para atender a necessidade de locomoção dos moradores entre a garagem até um posto de gasolina localizado na Avenida Universitária”, informa.

Confira abaixo os pontos que serão interditados:

Ponte da Primavera (nos dois sentidos)

Avenida Raul Lopes (nos dois sentidos entre o setor de esportes da UFPI e rotatória da Potycabana)

Avenida Raul Lopes x Rua José Paulino

Avenida Raul Lopes x Rua Cel. Costa Araújo

Avenida Raul Lopes x Rua Ind. José Camilo da Silveira

Avenida Raul Lopes x Rua Anfrísio Lobão

Avenida Raul Lopes x Rua Des. Manoel Castelo Branco

Avenida Raul Lopes x Rua Senador Cândido Ferraz

Avenida Raul Lopes X Rua Júlio Mendes

Rua Marcos Parente x Rua Elias João Tajra

Avenida Jockey Club entre as avenidas Ininga e Raul Lopes.

 

 

Parte da Ponte Wall Ferraz será interditada por 10 dias para obra

As pistas da parte mais nova da Ponte Wall Ferraz serão interditadas pela Prefeitura de Teresina durante 10 dias, iniciando nesta terça-feira (14). A liberação está programada para o dia 24. O objetivo é cumprir etapa importante da construção da Marginal Poti Sul. Todo o trânsito será desviado para as pistas da parte mais antiga da ponte.

“Com essa intervenção será possível manter a largura inicial da Avenida Marginal Poti Sul. Caso contrário, seria preciso estreitar a passagem”, explicou Paulo Lopes, superintendente da SDU Sul. Após a intervenção, a contenção da ponte passará a ser totalmente de concreto, o que representa também um reforço na estrutura.  A ação terá o apoio da Strans no controle do trânsito.

A Prefeitura de Teresina está investindo cerca de R$ 65 milhões na Via Sul. São cerca de 8,5 quilômetros de extensão com três pistas de rolamento de cada lado, um canteiro central de seis metros de largura, passeio à margem do Rio Poti de seis metros e outra de 2,20 metros do lado das residências, toda iluminada e com ciclofaixa.

O trecho que inicia na ligação com a Avenida Marechal Castelo e segue até a Ponte Wall Ferraz já está praticamente pronto e o segundo trecho, que faz ligação com a Ponte Anselmo Dias, já começou a ganhar pavimentação asfáltica. A próxima etapa, da Ponte Anselmo Dias até a Avenida Manoel Ayres Neto, no Vamos Ver o Sol, terá início no próximo mês de fevereiro.

Strans interdita vias da zona leste para Meia Maratona de Teresina

Com a realização da Meia Maratona de Teresina, que acontece neste sábado (14), agentes da Superintendência de Transportes e Trânsito (Strans) estarão coordenando e interditando o trânsito em trechos da Avenida Raul Lopes, Ponte da Primavera e acessos da Universidade Federal do Piauí (UFPI), entre 15h e 19h.

A corrida partirá do Complexo Turístico da Ponte Estaiada, passará pelo cruzamento das avenidas Raul Lopes e Jockey Club, e retornará pela mesma avenida, passando pelo setor de esportes da UFPI e demais vias internas do campus Petrônio Portela. A Meia Maratona se encerra no local de partida.

“Para garantir a segurança dos condutores e participantes da corrida, estaremos coordenando o trânsito para que não haja transtornos. Pedimos a colaboração dos motoristas para que evitem os trechos interditados”, recomenda o gerente de operação e fiscalização da Strans, Denis Lima.

A Meia Maratona de Teresina é uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Teresina e Grupo Meio Norte de Comunicação. São previstos 600 atletas e um público geral de 1.500 pessoas.

 

Strans interdita vias na zona Norte para Corrida Miguel Pereira

Acontece neste sábado (26), a partir das 7h, a Corrida Miguel Pereira, na zona Norte de Teresina. A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsitos (Strans) irá interditar todos os cruzamentos e rotatória da Avenida Freitas Neto e da Rua Josípio Lustosa.

A largada acontecerá na praça do bairro Santa Sofia e os participantes seguirão pela Avenida Freitas Neto, Rua Josípio Lustosa até o Escolão do Mocambinho e depois acessam novamente a Avenida Freitas Neto.

O gerente de Operação e Fiscalização de Trânsito, Denis Lima, explica que as interdições são necessárias para dar mais segurança aos condutores e participantes.

“Essas atividades promovem o lazer e a saúde das pessoas, então, entendemos que elas são importantes para a população. Para dar segurança a todos, interditamos os cruzamentos e as rotatórias. À medida que os participantes forem passando, nós vamos liberando as vias”, comentou.