Secretária de Gestão Kátia Dantas assume Secretaria Municipal de Educação

Ascom/Semec

Nesta quarta-feira (03), o secretário municipal de Educação Kleber Montezuma se despediu oficialmente da pasta e passou o cargo para Kátia Dantas, até então secretária executiva de Gestão da Semec. Montezuma ocupou o posto de secretário por sete anos e, durante sua gestão, Teresina alcançou melhores resultados no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) se tornando a capital com melhor educação do país.

Em reunião online com mais de 200 técnicos da Secretaria, Kleber Montezuma agradeceu a dedicação dos servidores, que, junto com as equipes escolares, ajudaram a elevar a educação de Teresina ao primeiro lugar entre as capitais. Aproveitou para pedir que a equipe continue se esforçando e mantenha o trabalho de excelência que virou marca registrada na Prefeitura de Teresina. “O maior legado que deixo nesses anos como secretário é o caminho que trilhamos para chegar até aqui. E saio tranquilo, porque sei que temos na Educação de Teresina profissionais que amam o que fazem”, disse Montezuma.

A nova secretária, Kátia Dantas, é pedagoga concursada da Rede Municipal, graduada em Direito, pós-graduada em Supervisão Escolar e mestranda em Políticas Públicas. Já atuou como assistente jurídica do Prefeito, da Secretaria Municipal de Governo, Fundação Wall Ferraz e Secretaria de Administração e Recursos Humanos. Sua trajetória na Semec começou em 2007, trabalhando diretamente em escolas, depois passou à coordenadoria de Contratos e Licitações, Assessoria Jurídica e Assessoria Técnica, até chegar ao gabinete como braço direito do secretário, na área de gestão.

Firmino e Montezuma participam do Seminário Internacional Criatividade e Pensamento Crítico na Escola

Ascom/Semec

Entusiastas da educação estão reunidos, hoje (05), em São Paulo pensando em práticas pedagógicas inovadoras para o país. O prefeito de Teresina Firmino Filho e o secretário municipal de Educação Kleber Montezuma também fazem parte do grupo convidado pelo Instituto Ayrton Senna para o Seminário Internacional Criatividade e Pensamento Crítico na Escola.

O evento reúne educadores, pesquisadores e formuladores de políticas públicas em debates sobre a importância do estímulo à criatividade e ao pensamento crítico na formação dos estudantes. A ideia é mostrar que essas são competências que podem ser desenvolvidas ao longo da vida, e não talentos para poucos.

Pesquisadores da Índia, Estados Unidos, França e Bélgica participam em mesas com especialistas brasileiros, trazendo evidências científicas para inspirar a construção de políticas públicas e práticas pedagógicas mais inovadoras. “É uma oportunidade de conexão com importantes conhecimentos. Cuidando do futuro de nossas crianças e adolescentes pela a educação”, disse Montezuma.

Na oportunidade, Firmino entregou pessoalmente o novo Currículo do Ensino Fundamental de Teresina à presidente do Instituto, Viviane Senna. O documento foi reformulado, ainda em 2018, a partir de um processo democrático e cuidadoso, com participação de diversos setores que compõem a educação municipal.

Prefeito participa de Seminário sobre criatividade e pensamento crítico

O prefeito Firmino Filho e o secretário municipal de Educação, Kleber Montezuma, participam nesta quinta (05), em São Paulo, do Seminário Internacional Criatividade e Pensamento Crítico na Escola. O evento, promovido pelo Instituto Ayrton Senna, terá a presença de especialistas nacionais e internacionais com o desafio de desconstruir alguns mitos que integram o imaginário sobre essas duas competências.

O objetivo do Seminário é ampliar informações sobre o tema com educadores, pesquisadores e formuladores de políticas públicas, mostrando que pensamento crítico e criatividade não são talentos natos ou restritos a alguns. Pelo contrário, são habilidades que podem ser desenvolvidas por todos para se tornarem ferramentas poderosas na conquista de resultados ao longo da vida.

Um dos palestrantes convidados é Andreas Schleicher, diretor de Educação da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e responsável pelo Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA). Ele apresentará um estudo inédito no país sobre o tema, além de abordar o impacto dessas habilidades na próxima edição desta avaliação internacional, em 2021.

Além dele, pesquisadores da Índia, EUA, França e Bélgica participarão em mesas com especialistas brasileiros. A ideia é que a troca de experiências, baseadas em evidências científicas e implementações bem-sucedidas na prática educacional, inspire a construção de políticas públicas e práticas pedagógicas mais inovadoras para o país.

Montezuma fala sobre perspectivas da educação em evento da Academia Piauiense de Letras

Com o objetivo de discutir perspectivas para o futuro, a Academia Piauiense de Letras realizou o Seminário Piauí 2100, levantando diversos aspectos do desenvolvimento do Estado. A programação contou com personalidades de variadas áreas. O secretário municipal de Educação Kleber Montezuma foi convidado para pontuar sobre a educação no Piauí – consequências e desafios.

Em sua fala, o secretário destacou os avanços alcançados nos últimos anos, especialmente em relação ao acesso de crianças, adolescentes e jovens à escola pública com educação de qualidade. Aproveitou para chamar atenção para a necessidade do ensino estar conectado às demandas do mundo digital, sem deixar de lado a formação humana.

“Precisamos que o ensino ofertado tenha melhor qualidade e que esteja conectado com as demandas do mundo presente, sem esquecer que, cada vez mais, é importante a escola trabalhar com atividades que ajudem os alunos a gerir adequadamente suas emoções”, avaliou.

O secretário também opinou sobre a nova proposta de financiamento da educação básica, que pode unir as verbas públicas de saúde e educação. Kleber Montezuma classificou a ideia como “um golpe de morte na educação básica”.

Durante o seminário, os convidados discutiram outras perspectivas do Piauí sob o ponto de vista cultural, analisando cenários sociológicos, estruturais, e literários.

 

I JORNASTRO: professores de ciências vivenciam práticas de astronomia

Renato Bezerra

Os professores de ciências das escolas municipais de Teresina deram um importante passo para o fomento da astronomia no município participando da I JORNASTRO – Jornada de Astronomia de Teresina. O evento promovido pela Secretaria Municipal de Educação (Semec) aconteceu nos dias 5 e 6 de julho, com atividades práticas que empolgaram os professores.

Na sexta-feira, após uma série de palestras e oficinas, os participantes da Jornada terminaram o dia no Parque da Cidadania, aproveitando o céu aberto para realizar observações astronômicas. A atividade ajudou a entender na prática o que viram durante o dia na teoria.

No último dia do evento, os professores lançaram foguetes construídos artesanalmente. A base de lançamento foi o campo de futebol da Universidade Federal do Piauí (UFPI), onde era possível alcançar uma longa distância e velocidade nos voos.

Seguindo as orientações do mestre em astrofísica Alberto Alves Mesquita, os docentes prepararam os foguetes e trabalharam em equipe nos lançamentos. A ideia é levar essa prática para os alunos, tornando o aprendizado da astronomia mais real e até divertido.

“Através de exercícios como esses a meninada pode aprender os conteúdos que a princípio parecem abstratos. É prazeroso ver os fundamentos da ciência na prática, mostra como a natureza e a tecnologia podem ser mágicas”, disse o prefeito Firmino Filho, que participou da atividade de campo acompanhado do secretário municipal de Educação Kleber Montezuma.

Montezuma participa de Seminário sobre educação, equidade e democracia no Brasil

Ascom/Semec

A convite da Fundação Tide Setúbal, o secretário Municipal de Educação de Teresina, Kleber Montezuma, participa de Seminário na cidade de São Paulo, que tem como tema Democracia, Educação e Equidade: uma agenda para todos.

O objetivo geral do Seminário é fornecer subsídios para que o debate brasileiro sobre justiça social e democracia se fortaleça e seja mantido ao promover a interlocução entre grupos e instituições interessadas nesses temas. Pretende também debater o papel de diferentes agentes políticos no combate às desigualdades educacionais e sociais.

O Seminário é realizado pela Fundação Tide Setubal, o Instituto Insper e a Unesco, com a correalização do jornal Valor Econômico e NEXO.

Teresina é hoje referência na área e foco de pesquisas de diversos especialistas, principalmente por apresentar resultados na educação mesmo com baixa renda per capita. No ranking nacional do IDEB, a capital piauiense ocupa o primeiro lugar entre as capitais do país. O feito posiciona Teresina como modelo.

Sobre o Seminário

O Seminário Democracia, Educação e Equidade: uma agenda para todos acontece em dois dias, reunindo profissionais e instituições com atuação reconhecida nas questões em debate. O primeiro dia aconteceu nesta última terça-feira (25) e foi dedicado às desigualdades educacionais, tendo como público os profissionais e dirigentes de instituições que atuam no campo educacional de pesquisa, organizações da sociedade civil, gestão pública e jornalismo especializado.

Nesta quarta-feira (26), segundo dia do evento, a discussão acontece sobre desigualdades, justiça social e democracia, tendo como público os profissionais e dirigentes de instituições que atuam na área da pesquisa, em organizações da sociedade civil, no setor público e no jornalismo especializado.

Durante o seminário, também será lançado o Indicador de Desigualdades e Aprendizagens (IDeA), novo instrumento de abrangência nacional, criado para auxiliar o Brasil a verificar as exclusões causadas pelo baixo nível de aprendizagem e pela desigualdade de aprendizagem (esta com recortes de nível socioeconômico, raça e gênero).