Escola Municipal Santa Maria da Codipi expõe trabalhos do projeto ‘Eu amo ler’

Ascom Semec

Leitura é prática constante na Escola Municipal Santa Maria da Codipi, zona Norte de Teresina. Com o tema ‘Eu amo ler’, a equipe da escola vem envolvendo os estudantes e familiares nas ações. Momentos como o ‘Correio da leitura’, estimulam as crianças na produção e troca de bilhetes entre as turmas.

Segundo Luzinete Leal, diretora da escola, as atividades estão sendo organizados de acordo com as habilidades que precisam ser desenvolvidas. “Iniciamos as ações estimulando no processo de alfabetização, para depois exercitarmos a fluência e a caligrafia, entre outras habilidades que podem ser adquiridas com o hábito da leitura”, explica.

O projeto faz parte das ações do Alfabetiza Teresina, uma iniciativa da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) para apoiar as ideias das escolas da Prefeitura em relação ao fortalecimento das habilidades de leitura e escrita. Com criatividade e orientações dos especialistas, as unidades de ensino têm superado as expectativas com os mais diversos projetos de leitura.

Na E. M. Santa Maria da Codipi, a diversão ajuda na aproximação dos alunos com os livros. Recital, teatro, música e dança são algumas ferramentas utilizadas para prender a atenção dos estudantes. Nos primeiros meses do ano letivo, o escritor Monteiro Lobato foi um dos autores estudado durante as aulas do projeto de leitura. Durante a culminância das atividades as apresentações protagonizadas pelos alunos giraram entorno de algumas das obras do autor infantil.

“Toda a escola está empenhada em fortalecer as habilidades dos alunos, então a leitura é foco do planejamento. Dessa forma, ampliamos o projeto de leitura que já vinha trazendo bons resultados e traçamos estratégias. No fim dessa primeira etapa os estudantes apresentaram suas produções, estimulando para que as próximas atividades sejam tão produtivas quanto as que foram realizadas nesses primeiros meses”, destaca Luzinete.

CMEI Joel Mendes realiza I Piquenique da Leitura na Praça do Liceu

Levando crianças e pais a vivenciarem experiências em leitura ao ar livre, o Centro Municipal de Educação Infantil Joel Mendes realiza nesta terça-feira (23) o I Piquenique da Leitura, a partir das 7h, na Praça Landri Sales (Liceu Piauiense).

A atividade é parte do Projeto Alfabetiza Teresina, uma iniciativa da Secretaria Municipal de Educação (Semec) para incentivar o hábito de ler entre as crianças, especialmente as que estão no ciclo de alfabetização. O CMEI desenvolve o subprojeto “Quem lê mais sabe mais”, convidando a família para participar também.

A diretora Francisca Santos conta que o encontro na praça é uma forma de chamar atenção para a importância da leitura, mostrando um pouco do trabalho realizado com as crianças no CMEI. “O processo de ensino e aprendizagem das crianças envolve diversos campos de experiência, com contação de histórias, jogos, arte e tecnologia. Vamos mostrar um pouco de tudo isso amanhã”, conta a gestora.

O projeto conta com uma série de ferramentas para experiências práticas, além de muitas atividades lúdicas. As atividades do Piquenique da Leitura já revelam as transformações que estão ocorrendo na Educação Infantil do município a partir das orientações da Base Nacional Comum Curricular.

Crianças do CMEI Tia Mônica participam de atividades de incentivo à leitura

Ascom/Semec

Leitura é uma atividade diária no Centro Municipal de Educação Infantil Tia Mônica, zona Norte de Teresina. E para incentivar a prática cada vez mais, a escola realiza diariamente ações do projeto de leitura ‘É hora da História’, desenvolvido no CMEI com o objetivo de incentivar a leitura entre os estudantes.

A iniciativa dinamiza o hábito de ler, tornando-o mais atrativo. As crianças se divertem com contos, poesias e diferentes gêneros textuais trabalhados de forma lúdica. Cada turma, do Maternal ao 2º Período, se envolveu com uma série de atividades voltadas para a leitura.

“Esse evento marca o sucesso do nosso trabalho com a leitura, fazendo com que as crianças se aproximem dos livros a partir da forma lúdica”, conta Reijaneide Silva, diretora do CMEI. Segundo ela, um dos pontos de destaque da atividade é o apoio das famílias. “A comunidade participa de todas as ações incentivando as crianças, o que fortalece imensamente o nosso trabalho”, destaca a gestora.

Nesta segunda-feira (15) as crianças participaram de um momento divertido para apresentarem aos familiares as histórias estudadas em sala de aula. A ação faz parte do Projeto ‘Alfabetiza Teresina’, estimulando a aproximação dos alunos com os livros a partir de atividades divertidas.

O Projeto Alfabetiza Teresina é um pacto da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) com as unidades de ensino da Rede Municipal para fortalecer as atividades de leitura e tornar um hábito prazeroso entre as crianças.

A escola também realiza ações do projeto ‘Sacola Viajante’, que estimula a aproximação das crianças ainda mais com os livros. Toda semana as crianças escolhem um livro de sua preferência e levam para fazer a leitura com os pais. A atividade também inclui releitura e socialização em sala de aula. A proposta é do Programa Alfabetiza Teresina, que leva todo mundo a ler, desde as crianças menores até os pais. Essa participação direta das famílias é um estímulo a mais para o desenvolvimento da leitura e escrita.

A equipe escolar do CMEI Tia Mônica está animada com os resultados que vem alcançando nas avaliações de desempenho dos alunos. “O esforço coletivo elevou a porcentagem de aprendizagem das crianças em leitura e escritura para 94%, levanto a escola para a lista de campeões do Prêmio de Valorização do Mérito na Educação Infantil. Os resultados mostram crianças lendo com fluência ainda na educação infantil, o que representa um salto qualitativo no processo de alfabetização da Rede”, finaliza a gestora.

Pais de alunos são leitores no CMEI Cássia Cristina

Ascom/Semec

Os pais dos alunos do Centro Municipal de Educação Infantil Cássia Cristina, no bairro Areias, passaram a construir, de forma mais efetiva, a rotina de aprendizagem das crianças. São eles os responsáveis por conduzir a leitura dos livros infantis que os alunos estudam semanalmente.

A atividade é parte do Projeto Maleta Viajante, que estimula a aproximação das crianças com os livros. Toda semana, o famoso personagem Visconde, do Sítio do Picapau Amarelo, vai em cada turma da escola distribuir a maleta contendo uma obra infantil para ser lida no final de semana com os pais.

A missão da família é retornar na semana seguinte para fazer a leitura com a turma, marcando presença e incentivando o hábito entre os pequenos. A diretora Vanda Oliveira conta que os livros são pensados para cada faixa etária. “A proposta é do Programa Alfabetiza Teresina, que leva todo mundo a ler, desde as crianças menores até os pais. Essa participação direta das famílias é um estímulo a mais para o desenvolvimento da leitura e escrita”, conclui a gestora.

CMEI Monte Verde convida pais para comemorar bom desempenho dos alunos

A equipe do Centro Municipal de Educação Infantil Monte Verde, na zona Norte de Teresina, está animada com o resultado das avaliações de desempenho dos alunos. Para celebrar as conquistas, realizaram uma festa com os pais no último sábado (6), destacando os números alcançados ao longo de 2018.

A Secretaria Municipal de Educação (Semec) premiou recentemente os CMEIs com melhor desempenho no SAETHE, o sistema próprio de avaliação da Prefeitura de Teresina. Os resultados mostram crianças lendo com fluência ainda na educação infantil, o que representa um salto qualitativo no processo de alfabetização da Rede.

A trajetória do CMEI Monte Verde tem início com resultado zerado no ano de 2014, mas o esforço coletivo levou aos 60% conquistados em 2016. Agora, a porcentagem de aprendizagem dos alunos em leitura e escritura subiu para 92,5%, levando a escola para a lista de campeões do Prêmio de Valorização do Mérito na Educação Infantil.

De acordo com a diretora Kelly Machado, a solenidade de comemoração foi uma forma de reconhecer a dedicação dos alunos, professores e famílias nessa vitória. Ela também convidou as diretoras Kassianne Sales, do CMEI Professora Zélia Calixto, e Raimunda Melo, da Escola Municipal Roberto Cerqueira Dantas, unidades de ensino da região que também ostentam resultados impressionantes.

“Educação é o alicerce da vida, estamos construindo um futuro com essas crianças e devemos celebrar as vitórias. Parabéns a todos que fazem a educação de Teresina, não é à toa que somos primeiro lugar entre todas as capitais do país. Nosso CMEI tem orgulho de ser parte dessa história”, finaliza a gestora.

Ascom Semec

CMEI Raquel de Queiroz cria projeto Ciranda da Leitura

Ascom Semec

Ciranda da Leitura é o nome do primeiro projeto de aproximação com os livros infantis no Centro Municipal de Educação Infantil Raquel de Queiroz, inaugurado recentemente no Residencial Jacinta Andrade. Esta semana, os pais dos alunos foram convidados para a abertura oficial do projeto, com apresentações musicais que revelam um pouco do que vem com a iniciativa.

A creche atende crianças do berçário a 5 anos de idade e possui sala exclusiva para as atividades de leitura. A ideia é utilizar a diversão para estimular os alunos no desenvolvimento dessa habilidade, preparando os caminhos para a alfabetização dos pequenos.

Segundo a diretora Andréa Dantas, o projeto também fortalece os vínculos da escola com a família. “Vamos incentivar o hábito da leitura desde cedo, tendo em vista a grande importância para o desenvolvimento educacional das crianças. A ideia é usar a alegria e momentos de descontração, envolvendo a família, para estabelecer mais uma parceria de sucesso”, conclui.

 

Escola Municipal Minha Casa recebe caminhão da BiblioSesc

A Escola Municipal Minha Casa, situada no bairro Matadouro, deu início a uma parceria com o projeto BiblioSesc, facilitando o acesso dos alunos a um acervo de livros, gibis, clássicos da literatura e conto de fadas, dentre outros.

A diretora Amélia Barros conta que a nova colaboração vem para incentivar a leitura entre as crianças, desenvolvendo mais prazer e alegria em descobrir mundos novos, jamais imaginados. “Já foi feito o cadastro dos alunos e os pais puderam ter contato de perto com esse momento,” comenta.

A escola já desenvolve um projeto de leitura e para a diretora essa parceira é importante, pois torna o momento mais prazeroso, já que as crianças passam a ter mais um local de interação com os livros, orientados por alguém de fora.

“De quinze em quinze dias a BiblioSesc vai estacionar na frente da escola e as crianças vão poder pegar os livros emprestados ou ler dentro do caminhão. A escola está se organizando para fazer esse momento gostoso de leitura,” afirma Amélia.

A BiblioSesc é uma parceria da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) com o Sesc de Teresina, que visa facilitar o acesso à leitura nas escolas da Rede Municipal. A ação consiste em disponibilizar uma unidade móvel de biblioteca instalada em um caminhão adaptado com estantes, cadeiras e ar-condicionado para receber os alunos e a comunidade.

 

CMEI inicia projeto “Sacola Viajante e a Lata Mágica da Leitura”

Ascom Semec

Nessa quarta-feira (20) é comemorado o dia do Contador de Histórias e as Unidades de Ensino Municipal de Teresina, através da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC), investem em diferentes formas para desenvolver o hábito da leitura nos estudantes. Um desses métodos é o projeto “Sacola Viajante e a Lata Mágica da Leitura” que trata isso de maneira bem lúdica, levando as crianças para dento do mundo dos contos infantis. Objetivo é estimular a leitura das crianças para o desenvolvimento na escrita.

O projeto que começou em 2016, no Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Tia Anita Moraes de Brito, localizado no bairro Angelim I, realizou a abertura das apresentações que ficaram por conta das turmas do Maternal II, das professoras Thaíse Maria da Conceição e Bruna Duarte Santana. Os alunos se caracterizam como os personagens das histórias contadas e encenam junto com os colegas.

“As crianças apresentaram os contos da Chapeuzinho Vermelho e dos Três Porquinhos. Todos os alunos levaram para casa a Sacola Viajante e a Lata Mágica para compartilhar com a família a leitura do livro,” explica a professora Thaíse Maria.

A diretora Jocilene Silva conta que o objetivo é conquistar as crianças para o prazer da leitura e a partir daí conquistar o mundo da escrita. Ela também ressalta o desempenho da equipe de professores em fazer um trabalho onde o foco é uma educação de qualidade para os alunos. “Os pais e a comunidade aprovam o nosso trabalho, demostrando interesse e confiança”, finaliza.