Vigilância Sanitária faz vistoria em shoppings de Teresina

Ascom/FMS

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) está trabalhando junto aos lojistas e shopping centers para garantir uma reabertura segura para a população. As equipes de fiscais da Vigilância Sanitária Municipal estão visitando os estabelecimentos e avaliando todas as medidas de segurança tomadas para receber a população a partir da próxima segunda-feira (03), quando está programada a abertura desses locais.

Como informa a gerente de Vigilância Sanitária da FMS, Jeanyne Seba, a inspeção é mais uma etapa do trabalho conjunto que se iniciou com a elaboração do protocolo específico para os shopping centers e outro para o varejo, além de reuniões virtuais para orientar administração e lojistas sobre as principais medidas sanitárias que deveriam ser implantadas de acordo com estas normas.

“A prioridade ainda deve ser evitar aglomerações, por isso uma das principais medidas é o controle da quantidade de clientes no interior das lojas e o uso constante de máscara”, alerta a gerente, ressaltando ainda que as máscaras devem ser trocadas a cada três horas ou quando estiverem úmidas, sempre pelas hastes e acondicionamento em sacos plásticos, além da higienização das mãos antes e depois do processo.

Outras medidas especificadas é o uso de barreiras de proteção ou face shield por funcionários de balcões e atendimento direto ao público, disponibilização de álcool 70% para funcionários e clientes, evitar prova de produtos e manutenção constante dos ar condicionados.

A Vigilância Sanitária também reforça a importância de se priorizar o atendimento online, com entregas, retirada expressa sem desembarque (drive-thru) ou retirada em balcão. As empresas devem flexibilizar os horários de trabalho com a adoção de sistemas de escalas mínimas no horário padrão das 14h às 20h, e priorizar reuniões virtuais.

“Alertamos que neste momento ainda é muito importante evitar aglomerações, por isso pedimos às pessoas maiores de 60 anos ou pertencentes ao grupo de risco que permaneçam em casa e só saiam se for extremamente necessário, pois o risco ainda é muito grande”, diz Jeanyne Seba. “Não deixem de usar a máscara, cobrindo nariz e boca, e nunca levem a mão suja ao rosto. Com todas essas medidas, vamos garantir um retorno seguro às atividades econômicas”, finaliza a gerente.

SDU realiza reunião com lojistas para explicar obra de acessibilidade no centro

Ascom/SDU Centro Norte

Com o objetivo de apresentar o projeto das obras de acessibilidade, realizadas centro de Teresina, a Superintendência de Desenvolvimento Urbano SDU Centro Norte realiza nesta sexta-feira (13), às 9h, na Casa da Cultura, uma reunião com os lojistas diretamente beneficiados pela obra.

De acordo com a coordenadora especial da área central, Constance Jacob, a reunião tem como objetivo conversar com os lojistas para explicar o projeto e os benefícios que a obra trará para a área central da cidade. “Faremos as intervenções nas calçadas da melhor foram possível para evitar conflitos. As calçadas passarão por uma requalificação ganhando piso adequado que vão garantir acessibilidade para todas as pessoas, inclusive aquelas com deficiência e dificuldades de locomoção”, explica.

Constance acrescenta que as adequações vão trazer para o local mais conforto para as pessoas que costumam fazer compras na área central. “Na verdade, o projeto contempla especialmente os pedestres e mostra a preocupação da criação de espaços confortáveis para as pessoas que frequentam o centro. Entendemos que espaços públicos de qualidade promovem o convívio entre as pessoas, o bem-estar além de incentivar o desenvolvimento econômico e a sustentabilidade do ambiente ”, disse.

Estão passando por requalificação, nesse primeiro momento, as vias públicas que estão localizadas no quadrante composto pelas ruas Álvaro Mendes, Paissandu, Barroso e a Avenida Maranhão. O principal objetivo do projeto é transformar a área em um espaço com total acessibilidade, onde o pedestre seja o protagonista.

O total investido será de R$ 2.287.970.77 e tem prazo de conclusão de 12 meses. Outras ruas do centro irão receber melhorias visando a acessibilidade como é o caso das ruas Coelho Rodrigues e da Rua Simplicio Mendes.

SDU Centro Norte se reúne com lojistas para explicar obras no Centro

Ascom/SDU Centro Norte

Acontece hoje (27), às 16h, no Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado do Piauí (Sindilojas) uma reunião com representantes da SDU Centro Norte e do Sindicato para conversar sobre o início das obras de acessibilidade nas ruas do Centro da cidade. AS obras devem ser iniciadas no próximo mês de dezembro com prazo de conclusão de 12 meses. O total investido será de R$ 2.287.970.77.

Passarão por requalificação as vias públicas que estão localizadas no quadrante composto pelas ruas Álvaro Mendes, Paissandu, Barroso e a Avenida Maranhão. O principal objetivo do projeto é transformar a área em um espaço com total acessibilidade, onde o pedestre seja o protagonista.

De acordo com Coordenadora especial da área central, Constance Jacob, a reunião tem como objetivo conversar com os lojistas para explicar como serão realizadas as etapas da obra. “Faremos as intervenções nas calçadas da melhor foram possível para evitar conflitos. As calçadas passarão por uma requalificação ganhando piso tátil que vão garantir acessibilidade para as pessoas com deficiência visual, por exemplo”, explica.

Constance acrescenta que as adequações vão trazer para o local mais conforto para as pessoas que costumam fazer compras na área central. “Na verdade, o projeto contempla especialmente os pedestres e mostra a preocupação da criação de espaços confortáveis para as pessoas que frequentam o Centro ”, disse.