Alunos conquistam 19 medalhas na Olimpíada Piauiense de Matemática

Ascom/Semec

Alunos de escolas municipais de Teresina se destacaram em mais uma competição de conhecimento que revela talentos da matemática. Foram 19 medalhas conquistadas na Olimpíada Piauiense de Matemática (OPIM) 2019, que teve seu resultado divulgado pela Universidade Federal do Piauí (UFPI).

As escolas da rede municipal de Ensino ficaram com quase 30% das medalhas alcançadas por todas as unidades de ensino públicas e particulares do Piauí, tanto do Nível 1 (6º e 7º ano do Ensino Fundamental), quanto do Nível 2 (8º e 9º ano). A turma conquistou três medalhas de ouro, oito de prata e oito de bronze, além de cinco menções honrosas.

Também motivo de orgulho para a Rede, ex-alunos tiveram resultados de destaque na competição, como Pablo Andrade, revelado no Programa Cidade Olímpica Educacional. Pablo ganhou medalha de ouro especial, com nota máxima, entre os estudantes do Ensino Médio.

A OPIM é uma realização da UFPI, em parceria com a Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Instituto Federal do Piauí (IFPI) e Secretaria Municipal de Educação (Semec). O objetivo é incentivar o estudo da matemática em todos os níveis, contando ainda com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) e do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA).

Teresina é a capital com mais medalhas na Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas

Ascom/Semec

Talento, esforço e dedicação garantiram mais um grande resultado para a Rede Municipal de Ensino de Teresina em uma competição nacional de conhecimento. Alunos de escolas municipais foram destaque na Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP) 2019, conquistando um total de 24 medalhas, sendo duas de ouro, 11 de prata e 11 de bronze. (mais…)

Alunos de escolas municipais recebem medalhas por premiações conquistadas em 2019

Os alunos do Programa Cidade Olímpica Educacional, da Prefeitura de Teresina, alcançaram a marca de 289 medalhas, entre ouro, prata e bronze, em competições realizadas este ano.  A premiação dos alunos aconteceu na manhã deste sábado, na Universidade federal do Piauí (UFPI), onde o prefeito Firmino Filho entregou medalhas pelo bom desempenho dos alunos.

As conquistas foram em competições nas áreas de matemática, física, química, astronomia, ciências, geografia e língua portuguesa. Durante todo o ano, os alunos se prepararam em aulas aos sábados ofertadas pela Secretaria Municipal de Educação (Semec) no Centro de Formação Professor Odilon Nunes. A turma aprofundou os conhecimentos em disciplinas específicas e levou Teresina mais uma vez ao local de destaque nos pódios das olimpíadas de conhecimento.

“Ninguém segura Teresina. Ninguém segura a nossa educação”, disse o prefeito Firmino Filho,  reafirmando o seu compromisso com a educação. “Educação deve ser a prioridade de qualquer gestão. Os nossos alunos mostraram que têm conhecimento e capacidade competitiva. A nossa meninada tem mostrado que é possível brilhar, basta ter foco e determinação. Esses alunos são inspiração, modelo do que é possível fazer. E afirmo sem medo de errar que o meu grande orgulho como gestor é o modelo de educação que foi construído em Teresina”, destacou o prefeito.

Ao todo, foram 44 medalhas de ouro, 100 de prata e 145 de bronze, além de 303 menções honrosas. “Aí chegamos quase a 600 títulos”, pontuou Kleber Montezuma, secretário Municipal de Educação, lembrando da grande quantidade de estudantes que foram homenageados pelo bom desempenho nas competições. Segundo ele, o quadro de medalhas deve crescer com os resultados de olimpíadas que ainda faltam ser anunciadas. “A cada ano nossos alunos nos orgulham ainda mais, estão conquistando seus sonhos com esforço e dedicação. Essa turma é motivo de orgulho para Teresina”, afirmou.

Evelyn Vitória foi uma das medalhistas de prata da Rede Municipal de Teresina. Boa aluna e começando sua coleção de medalhas, a menina é exemplo para os colegas da Escola Municipal Mário Faustino, no bairro Pedra Mole. “Estou muito feliz com a minha conquista. Agora estou sendo conhecida como mulher destaque por essa medalha na Olimpíada de Química Júnior e isso é muito gratificante e um motivo para comemorar”, afirmou.

Premiados e reconhecidos nacionalmente, os alunos da Rede Municipal de Teresina conquistaram um número recorde de medalhas este ano. Nas últimas semanas, um grupo foi à São Paulo receber premiações de química e ciências e comemoraram também a conquista de 46 medalhas na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas.

Cidade Olímpica: medalhistas receberão premiações conquistadas em 2019

Ascom/Semec

Os alunos do Programa Cidade Olímpica Educacional receberão suas medalhas conquistadas este ano durante uma solenidade marcada para o próximo sábado (14), às 8h30, no auditório Cine Teatro Rosa do Ventos, na Universidade Federal do Piauí (UFPI). O evento marca também o encerramento das aulas do Programa. Só em 2019, os estudantes de escolas municipais de Teresina, que fazem parte do Cidade Olímpica, alcançaram a marca de 289 medalhas, entre ouro, prata e bronze.

As conquistas são nas diversas áreas: matemática, física, química, astronomia, ciências, geografia e língua portuguesa. Durante todo o ano, os alunos se prepararam nas aulas de sábado, ofertadas pela Secretaria Municipal de Educação (Semec), no Centro de Formação Odilon Nunes. A turma aprofundou os conhecimentos em disciplinas específicas e levou Teresina mais uma vez ao local de destaque nos pódios das olimpíadas de conhecimento.

Foram 44 medalhas de ouro, 100 de prata e 145 de bronze, além de 303 menções honrosas. “Com isso, chegamos quase a 600 títulos”, pontua a coordenadora do Cidade Olímpica, Valdete Silva. Segundo ela, o quadro de medalhas deve crescer com os resultados de olimpíadas que ainda faltam ser anunciados. “A cada ano nossos alunos nos orgulham ainda mais, estão conquistando seus sonhos com esforço e dedicação. Essa turma é motivo de orgulho para Teresina”, afirma.

Premiados e reconhecidos nacionalmente, os alunos da Rede Municipal de Teresina conquistaram um número recorde de medalhas este ano. Nas últimas semanas, um grupo foi a São Paulo receber premiações de química e ciências, logo na chegada os estudantes também comemoraram a conquista de 46 medalhas na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas. “Ninguém segura Teresina. Ninguém segura a nossa educação”, disse o prefeito Firmino Filho.

Dupla de atletas do Badminton na Escola conquista prata no Equador

O Brasil foi campeão na modalidade por equipe da categoria Sub-19, além de vice na Sub-15 e Adulto no Campeonato Sul-Americano Adulto e Juventude Badminton Guayaquil 2019, no Equador. Os piauienses Lorena Vieira, Monaliza Feitosa e Jonatas Carvalho fizeram parte da seleção adulta e subiram ao pódio para receberem as medalhas de prata. Lorena Vieira e Monaliza Feitosa competiram no individual e também ficaram com prata.

Os jovens medalhistas teresinenses fazem parte do Programa Badminton na Escola.  A competição encerrou nesse fim de semana, com participação de sete países. Na semana passada, os atletas de Teresina já tinham feito bonito no campeonato. Foram sete medalhas de bronze conquistadas individualmente ou em duplas na categoria Sub 17.

O Programa Badminton na Escola foi criado para aliar o esporte à educação, contando com cerca de 100 alunos e ex-alunos da Escola Municipal Parque Itararé. A ação é uma parceria da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) com a Associação de Badminton do Grande Dirceu (ASBAGDI) e tem revelado grandes talentos nos últimos anos.

 

Alunos de escolas municipais conquistam 10 medalhas na Olimpíada Nacional de Ciências

A Olimpíada Nacional de Ciências (ONC) tem sido uma oportunidade para estimular o estudo da disciplina nas escolas da Rede Municipal de Ensino e revelar talentos. Na edição deste ano, dez estudantes de escolas da Prefeitura de Teresina conquistaram medalhas, além de 47 menções honrosas.

A ONC é uma atividade promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e constitui um programa da Sociedade Brasileira de Física (SBF), Associação Brasileira de Química (ABQ) e Instituto Butantã. Identificando alunos talentosos, os organizadores buscam incentivar seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas, proporcionando desafios que aprimoram a formação acadêmica.

Em Teresina, os medalhistas também participam do Programa Cidade Olímpica Educacional, que prepara e apoia os jovens em competições de conhecimento como essa. A disciplina ciências chegou ao Programa em 2017, quando a Secretaria Municipal de Educação (Semec) observou que os alunos que estudavam outras áreas chegaram a ganhar medalhas na ONC mesmo sem os conhecimentos específicos.

A coordenadora do Cidade Olímpica Educacional, Valdete Silva, conta que a equipe está animada com os resultados desta edição. “Era uma olimpíada que ainda nos desafiava, mas este ano focamos nossos esforços em metodologias inovadoras e o resultado foi esse, que muito nos orgulha”, comemorou.

 

 

Atleta do Lagoas do Norte conquista medalhas no tênis de mesa nacional

A atleta Kawane Sales, de 14 anos, foi uma das grandes sensações da Copa das Federações de Tênis de Mesa – etapa São Luís (MA) – neste final de semana. Ela conquistou medalha de ouro na categoria juvenil, prata no rating e bronze no absoluto D feminino. Kawane treina na equipe do Parque Lagoas do Norte.

“Lá foi onde ela se destacou com a ajuda da organizadora do projeto, Kamila Fontinele, que sempre acreditou nela, que sempre dizia que ela tinha potencial”, afirma Antonia Maria Sales da Silva, mãe da atleta.

Os atletas utilizam o espaço tanto para lazer como para o treino focado em competições. Alguns deles viajarão para participarem dos Jogos Escolares, de 16 a 29 de novembro, em Blumenau (SC).

Segundo Antônia Sales, Kawane treina há quatro anos e vem participando de competições em nível nacional e sendo acompanhada nos treinamentos também pela Associação Teresinense de Tênis de Mesa. “Ela já foi a três viagens para participar dos Jogos Escolares e irá novamente”, finaliza.

Alunos de escolas municipais conquistam 141 medalhas na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica 2019

Mais uma vez Teresina dispara no quadro de medalhas conquistadas em uma olimpíada nacional de conhecimento. Este ano, 141 alunos da rede municipal se destacaram na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), onde competiram com estudantes de escolas pública e privadas de todo o país. A conquista é um novo recorde para a turma que sonha em chegar ainda mais longe. No ano passado foram 127 premiados.

A competição envolveu jovens do primeiro ano do ensino fundamental até o último ano do ensino médio, incentivando o estudo e a pesquisa na área. Cada vez mais empolgados com os conteúdos de Astronomia, os alunos das escolas municipais de Teresina arremataram 31 medalhas de ouro.

Também se destacaram na 13ª Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG), com 10 medalhas de bronze. A competição consiste no lançamento de foguetes construídos pelos próprios estudantes. Os medalhistas são aqueles que conseguem as maiores distâncias nos lançamentos ao ar livre.

De acordo com Desterro da Silva, professora de Astronomia do Programa Cidade Olímpica Educacional, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação (Semec) para aprofundar os conhecimentos em disciplinas específicas, é possível perceber a evolução dos alunos ano a ano.

“O crescimento não é apenas em quantidade, mas em qualidade. Os alunos têm uma melhor percepção do que se constrói com a Astronomia e vêm se apropriando desse conhecimento, o que resulta nas conquistas. Trabalhamos os alunos como protagonistas, incentivando o compromisso, a dedicação e a consciência do que se estuda. Estamos felizes com o resultado da OBA, sabemos que estamos no caminho certo”, disse a professora.

Clique aqui para ver a lista dos alunos premiados